Arquivosetembro 2009

COM GERD POR AÍ

C

HANNOVER (amanhã tem mais) – Gerd é um carro. Alguns dos meus carros têm nome. Gerd já veio batizado. Nesta semana e na outra, ele é meu. Gerd tem tudo que um carro precisa ter: um motor econômico (está fazendo quase 20 km/l), quatro rodas, pisca-alerta, desembaçador do vidro traseiro, farol alto e baixo, pisca-pisca, um rádio que pega várias estações e toca fitas, velocímetro, um chaveiro...

NÃO ASSUSTA

N

HANNOVER (a caminho) – Um monte de gente me mandou a notícia, meio exagerada, de que os carros chineses chamados Geely (parece nome daquelas melecas parecidas com geleia para as crianças brincarem) vão substituir os Lada na frota da polícia de Cuba. É essa coisa pavorosa aí da foto. Para não esticar a discussão, fiquemos apenas com a verdade única e absoluta: carro chinês é ruim. Pronto...

ATÉ QUE ENFIM

A

HANNOVER (com chuva) – Minha tranquila jornada acaba de ser interrompida por telefonema da base informando que a Ferrari, finalmente, anunciou Alonso como seu piloto para 2010, dispensando Kimi Raikkonen. Massa também foi confirmado. Sem novidades, portanto. Mas um anúncio desse porte merece post à parte, né mesmo? Pelo menos para mostrar que estou antenado… Volto no fim da tarde...

ALONSO, O NOVO SCHUMI

A

PARIS (até que a morte) – A Ferrari escolheu Alonso como seu novo Schumacher. Já está tudo certo para que o anúncio oficial de sua contratação seja feito na manhã de quinta-feira em Suzuka, por volta das 22h da quarta no Brasil. Alonso fechou um contrato de cinco anos, de 2010 a 2014, com opção para mais um. É mais ou menos o que o time de Maranello fez com Schumacher em meados da década de...

FRACA (2)

F

PARIS (longe, o 2D) – Bonjour, macacada. O blog ficou meio abandonado ontem por conta de um breve voo, mas a primeira parte está cumprida e aproveitei a pausa para ler todos os comentários sobre a entrevista de Piquet-pai a Reginaldo Leme. Ontem, antes de sair, assisti à íntegra no GloboEsporte.com. Sim, ficou claro que o problema maior do que foi ao ar no “Fantástico” foi a...

ZERO MILHAS

Z

SÃO PAULO (alguém precisa se mexer) – Alguns anos atrás, o empresário e piloto Antonio Hermann comprou os direitos de uso da marca “Mil Milhas Brasileiras” e passou a fazer a corrida que, até então, era do Centauro Motor Clube. Aí, não sei quem do Centauro contestou a aquisição do título, abriu-se um processo, Hermann foi obrigado a chamar a corrida de “Mil Milhas...

FRACA

F

SÃO PAULO (e a mala?) – Reginaldo Leme deu o furo mundial, escolhido que foi — por sua história, competência, seriedade — por Nelson Piquet para revelar que a FIA estava investigando o escândalo que ele, Piquet-pai, decidiu encaminhar às autoridades competentes. Ontem à noite, a Globo levou ao ar no “Fantástico” a entrevista que Regi fez com o tricampeão do mundo. Fraca, muito...

ALONSO-FERRARI: JÁ É

A

 SÃO PAULO (ufa) – Será nesta semana, finalmente, o anúncio oficial da contratação de Fernando Alonso pela Ferrari. Talvez já na quinta-feira, quando toda a imprensa já estará em Suzuka para a antepenúltima etapa do Mundial. Dia bom, porque dá tempo de a notícia repercutir por muitas horas na mídia internacional. Em Cingapura, hoje, um diretor da Renault, pouco acostumado a falar com os...

DARK SIDE (8)

D

SÃO PAULO (sem mais para o momento) – A vitória de Hamilton foi bola facilmente cantada desde a pole, ontem, e a divulgação do peso de seu carro. Ele não iria parar antes que seus mais diretos perseguidores, portanto era só largar bem e correr para o abraço. Teve um único momento de tensão, na metade da prova, quando Vettel chegou e apertou. Mas aí o alemão perdeu o espelho, foi punido por...

DARK SIDE (7)

D

SÃO PAULO (um só) – Esse GP de Cingapura não merece mais do que um post. Sem armação de equipe alguma, a corrida não tem a menor graça. Mas vamos nos desdobrar. O mais relevante para o campeonato, claro, foi o fato de Button ter conseguido terminar à frente de Barrichello, mesmo tendo largado atrás. Isso só aconteceu justamente porque… largou atrás. Não foi ao Q3, pôde começar a prova...

DARK SIDE (6)

D

SÃO PAULO (e o meu?) – Saíram os pesos da putada no GP de Cingapura. Da turma da frente, o mais pesado é Hamilton. Pelos meus cálculos apocalípticos (esse “p” mudo caiu?), o inglês para na volta 20. Vettel, na 16. Rosberg, na 19. E Webber, na 18. Assim, Lewis, que já era favorito, é ainda mais. Na disputa interna da Brawn, a vantagem é grande para Button, que sai com 683 kg...

MELHOR PARAR

M

SÃO PAULO (com dor no coração) – O que você está vendo abaixo representa 12,5% do grid da etapa carioca da GT3, que acontece em rodada dupla hoje e amanhã em Jacarepaguá. Sobraram oito carros na categoria dos superesportivos que começou tão auspiciosa e, hoje, virou nada.

DARK SIDE (5)

D

SÃO PAULO (quero pastel) – E quem leva amanhã? Aposto em Hamilton. Larga na pole, está com o carro direitinho, a pista é lenta, difícil de passar, essas coisas. Quem vai tirar a diferença de pontos para os marca-textos é a dupla da Red Bull, largando em segundo e quarto, Vettel e Webber. Rosberguinho é uma boa aposta para pódio, também. Anda bem em pista de rua e se não fosse a patuscada do...

DARK SIDE (4)

D

SÃO PAULO (aqui, sol) – Hamilton cravou a pole em Cingapura, o que me deixou muito feliz porque acertei no bolão de Victor Martins. Mas meus outros palpites estão quase todos furados. Para a corrida, fiz apostas seguras nos dois pilotos da Brawn e arriscada em Raikkonen. Mifu. Estranhíssima essa Brawn hoje. Barrichello já começou o dia com a má notícia da troca do câmbio, que cedo ou tarde...

COLUNA 2

C

SÃO PAULO (já fiz melhores) – O escândalo está bom, mas já não aguento mais escrever sobre ele, então minha coluna de hoje é mais sobre a corrida de Cingapura na pista do que fora dela. Está aqui. Leia e comente!

COLUNA 1

C

SÃO PAULO (o cara) – Com algum atraso, link para a coluna de Reginaldo Leme de hoje, falando sobre o fim da era Briatore na F-1 e revelando bastidores do grande furo mundial que deu com a revelação do escândalo Cingapura-Renault-Nelsinho. No texto, Regi conta que sua fonte foi Piquet-pai, a quem entrevistou nos últimos dias — o material vai ao ar no “Fantástico”, domingo.

FAÇA SUA LEGENDA

F

Normalmente, quem bate atrás paga. Mas, neste caso, levar a batida foi uma honra, e os protagonistas do leve incidente estão combinando uma boa dose de rum para de noite. Quem mandou a foto, esperando lindas legendas da blogaiada, foi Claudio Peschke. E cá entre nós… Esse azul é demais.

DARK SIDE (3)

D

SÃO PAULO (o raio caiu duas vezes) – Antes que tirem do ar, vejam o vídeo da batida de Grosjean hoje no treino livre em Cingapura. No final do vídeo tem a comunicação de rádio. E não é que ele fala “sorry guys” mesmo?

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

setembro 2009
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930