MENU

sexta-feira, 25 de setembro de 2009 - 13:05Ladaland

FAÇA SUA LEGENDA

achavana

Normalmente, quem bate atrás paga. Mas, neste caso, levar a batida foi uma honra, e os protagonistas do leve incidente estão combinando uma boa dose de rum para de noite. Quem mandou a foto, esperando lindas legendas da blogaiada, foi Claudio Peschke. E cá entre nós… Esse azul é demais.

125 comentários

  1. GIGI MONEIRO disse:

    Multa de transito, quem tem qe pagar, é o proprietario do carro. Se vendeu e não exigiu a transferencia de imediato, quem vai pagar é àquele cujo nome consta do documento no DETRAN, pouca importa se vendeu. Não transferiu, o antigo proprietário é que responde e ponto final, não adianta discussão na Justiça que não ganha. O Detran, não tem bola de cristal, parasaber se o carro tal…fora vendido. Por isso, quem paga é o dono, àquele cujo nome esta no ocumeno do carro.

  2. Eu ac ho que o que eles conversaram é o seguinte. “Não posso assumir o teu prejuízo, poíss meu carro esta com emplacamento atrasado, com as prestações em atraso, não tenho carteira, não tenho a onde cair morto, que vá cobrar do bispo.

  3. Reinaldo disse:

    O meu outro carro é um Mercedes.

  4. BRUNO BRANDT disse:

    conforme mencionei, nem sempre batida na traseira o culpado é o carro que esta atrás. Sempre existem circunstâncias análogas a respeito. Cada caso é um caso. Talvez no caso acima demonstrado, seja uma daquelas coisas que o motorista do carro da frente, sem qualquer motivo e sem prestar atenção, tenha dado uma marcha-ré e bateu no outro, quem sabe…ou pode ser que tb tenha parado repentinamente e sendo assim é o causador do acidente. Existem mil maneiras (musica do Roberto Carlos) de causar um acidente. Como dizem, “cada caso é um caso” tudo depende do momento de cada um. Quem provoca o dano tem que reparar. Tem que ser honesto e assumir seus erros. Essa é sempre uma educação que vem de berço. Causou prejuízo, deve assumir o que causou.

  5. BRUNO BRANDT disse:

    bom, quem bate na traseira de outro veiculo, que vai imediataamente a sua frente tem que pagar, essa é uma regra geral. Por outro lado, existem àqueles motoristas que de repente pisam no freio sem avisar que vai parar. Nesse caso se houver provas circunstâncias, quem parou repentinamente é o causador do evento, aí quem paga é o carro da frente. Pode entrar na Justiça que ganha a causa, poís existe inumeras jurisprudências a respeito, que afirmam e confirmam o que estou relatando para vcs.
    Esse é meu comentario.
    abraços.
    Bruno Brandt – SP

  6. henrique sobral disse:

    meu senhor, como é que voce da marcha a ré sem olhar? E agora como é que fica MEU prejuizo? Este carro é de trabalho……….

  7. Rafael Drumond disse:

    guerra fria na pista. e como na história, parece que o lada vai acabar pagando a conta.

  8. Carlos bastos disse:

    O cara do Lada gritou: “CADA UM PAGA O SEU”

  9. Paulo Pirolla disse:

    Perceberam como eles estão todos preocupados com o estrago no carro de trás???

  10. Clezio Soares da Fonseca disse:

    Pelo que vi nos comentários, o toyota seria ‘já éris” pela Jackie, o gosto da mudando. Logo,logo será fâ o[####]o

  11. Clezio Soares da Fonseca disse:

    É a versão cubana da propaganda da Peugeot, por isso copiaram a propaganda indiana do 207. Como lá não tem elefante, vai de Lada mesmo!

  12. Conforme se observa, a demonstração da exceção à regra de que quem colide na traseira possui presunção juris tantum de culpa. A freada brusca do carro da frente provocou danos generalizados na parte frontal de um dos 10 carros mais vendidos de todos os tempos.

  13. claudio aun disse:

    Batida porra nem uma,,,,,,foi um entulho que caiu da reforma ao fundo………………….

  14. Fiat Group disse:

    Estão discutindo se existe a grade frontal do azul original ou só no paralelo. pq qm vai ter q pagar sertamente é o dono do champagne.

  15. Pedro Jungbluth disse:

    Tai, gostei. Primeira vez que gosto de algo em um Lada. As rodas são legais, gosto de rodas estampadas em aço esportivas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *