Arquivooutubro 2020

N’EMILIA-ROMAGNA (2)

N

SÃO PAULO (clássicos são clássicos) – Reparem na elevação em tons de verde à direita da foto acima. Ali fica a Colina da Paixão. Antigamente, em Imola, não havia os degraus para a turma se sentar. Era uma colina mesmo, gramada, e ela ficava abarrotada de gente para ver as corridas. Quando chovia era uma desgraça, saía todo mundo sujo de barro. Mas ninguém reclamava. Depois fizeram essa...

N’EMILIA-ROMAGNA (1)

N

SÃO PAULO (debaixo d’água) – É claro que a volta da F-1 a Imola será repleta de momentos emocionantes e lembranças por conta de 1994. O único piloto do grid que já disputou um GP de F-1 na pista onde Senna e Ratzenberger morreram foi Raikkonen, que já estava na categoria em 2006, ano do último GP no histórico autódromo Enzo & Dino Ferrari. Hamilton estava na GP2 naquela temporada...

NAS ASAS

N

O lendário Tupolev TU-154, melhor avião de todos os tempos, fez seu último voo comercial na Rússia. Sai dos ares para entrar na história! Já voei em um, da Malev, em priscas eras. Maravilha de pássaro!

BRASIL, 2021

B

RIO (aqui, meu filho…) – Circula por aí o pré-calendário da temporada 2021 da F-1 com 19 etapas confirmadas e mais quatro que seriam o complemento do desejo da Liberty, de fazer 23 corridas no ano que vem. EUA, México, Brasil e Arábia Saudita seriam as ditas cujas. As provas emergenciais deste ano — Mugello, Portimão, Turquia e Imola — foram ignoradas para uma eventual...

MOTOLAND

M

Mais eletricidade… A moto acima é feita pela Venturi, se chama Voxan Watmann e, com Max Biaggi, vai buscar 12 recordes mundiais de velocidade no fim de semana. Não sei quais, nem onde (deveria pesquisar, mas estou com preguiça). Li no Twitter da Susie Wolff.

SOBRE ONTEM DE MANHÃ

S

RIO (estilo é tudo) – O abraço carinhoso de Hamilton em seu pai, depois do GP de Portugal, está eternizado. Mas tem também uma outra foto carregada de ternura que gostaria de destacar neste “day after” da corrida em que o inglês bateu o recorde de vitórias na F-1, status que ficou nas mãos de Michael Schumacher de 2001 até ontem. O número mágico de 91 vitórias foi alcançado pelo...

CORRAM!

C

RIO (já encomendei o meu) – Todo mundo aqui conhece o Rodrigo Mattar, uma verdadeira enciclopédia do automobilismo e um dos maiores jornalistas do país. Há alguns anos ele começou em seu blog uma série de postagens sobre as pequenas e históricas equipes da F-1 que, finalmente, virou livro! “Saudosas Pequenas” acaba de entrar em pré-venda pela Gulliver Editora e os primeiros...

N’ALGARVE (3)

N

RIO (92!) – Não é pouco o que Lewis Hamilton conseguiu hoje no bom GP de Portugal, em Portimão. Tornou-se o maior piloto de todos os tempos. O título de melhor de todos os tempos, ou “GOAT”, na sigla em inglês que será usada à exaustão, está em ótimas mãos. Hamilton dá mostras, corrida a corrida, de seu enorme talento como atleta e de seu gigantesco valor como cidadão do mundo...

N’ALGARVE (2)

N

RIO (na folga) – Não tem necessidade. Acho que já está chegando num certo grau de sadismo que pode, sei lá, levar Bottas a desaparecer. Não se apresentar em Imola na semana que vem, desligar o celular, sumir sem deixar uma carta, um bilhete, nada, para ser encontrado numa casinha no interior do Uruguai daqui a alguns anos e ser entrevistado pelo “Fantástico” depois de muito...

N’ALGARVE (1)

N

RIO (saudades da terrinha) – Como sou o rei das irrelevâncias, confesso que hoje minha maior expectativa era pela paisagem, na volta da F-1 a Portugal. E como é lindo, o Algarve! Lá pra 1989 ou 1990, não lembro direito, o GP de Portugal era seguido do GP da Espanha. Domingo no Estoril, domingo seguinte em Jerez. Aí resolvi ir de uma corrida para a outra de carro, junto com o Celso Itiberê...

ÚLTIMA TEMPORADA

Ú

RIO (sentiremos falta) – Depois de quatro anos nos divertindo, Romain Grosjean e Kevin Magnussen não estarão mais juntos em 2021. A Haas anunciou hoje que vai reciclar sua dupla de pilotos para o ano que vem. Grosjean está lá desde o início, em 2016, e é responsável pelo melhor resultado da equipe até hoje, um quarto lugar no GP da Áustria de 2018. Magnussen, que chegou em 2017, tem dois...

30 ANOS

3

RIO (os dois) – Eu era editor de Esportes da “Folha” em 21 de outubro de 1990, quando Ayrton Senna ganhou seu segundo título mundial e o Brasil conseguiu sua última dobradinha na F-1. Claro que quase toda a cobertura foi concentrada no bicampeonato. Motivos havia de sobra, ainda mais pela maneira como aconteceu. O caderno de Esportes da segunda-feira, dia 22, teve 20 páginas...

GRANDE NOTÍCIA

G

RIO (pelo menos uma…) – Restaurado por um punhado de amantes da marca e dos carros antigos, o Maverick do I Raid da Integração Nacional, que fazia parte do museu de Roberto Lee, em Caçapava (SP), voltou à vida. Por anos o carro foi vandalizado, no longo período em que o museu ficou fechado e abandonado — alvo de disputas judiciais e familiares. É um modelo Super Luxo 1973...

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

outubro 2020
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031