CategoriaAutomobilismo internacional

AUDI, VW ETC.

A

SÃO PAULO (tudo muito rápido) – Hoje a Audi deu uma chacoalhada no mundo do esporte a motor. Primeiro, anunciou que vai participar do Dakar de 2022 com um carro “eletrificado” — Depois, que vai retomar seu programa de endurance no novo regulamento LMDh (Le Mans Daytona hybrid), o que significa que a marca voltará a Le Mans e correrá também em Daytona. Por fim, avisou que a...

FOTO DO DIA

F

SÃO PAULO (semana longa e difícil) – Vamos tentar organizar as coisas aqui, depois de uma breve viagem e alguns dias com muitas notícias. Começo com a alegria de ver João Paulo de Oliveira conquistar mais um título no Japãp. Foi na madrugada do domingo em Fuji, na ultracompetitiva Super GT — categoria GT300. O que aconteceu na prova está aqui. Fiquei muito, muito feliz pelo JP. É um...

FOTO DO DIA

F

RIO (à luta) – O trio Mike Conway/José Maria López/Kamui Kobayashi conquistou no fim de semana o título mundial da temporada 2019/2020 do WEC. Nenhuma surpresa. A Toyota correu praticamente sozinha na LMP1. O outro trio do time japonês levou Le Mans neste ano — Sébastien Buemi/Kazuki Nakajima/Brendon Hartley. Não vou dizer que foi um arranjo, seria leviandade, mas ficou bom para todo...

ACABOU A LUZ

A

RIO (sem surpresas) – Stoffel Vandoorne ainda nem tinha começado a dar entrevista para falar da sua primeira vitória na Fórmula E — e também a primeira da Mercedes na categoria, de quebra com dobradinha –, e a Venturi já fazia circular, em suas redes sociais e no seu site, o comunicado que informava a saída de Felipe Massa da equipe. O anúncio foi feito agora há pouco em Berlim...

DTM NO FIM

D

René Rast, atual campeão: Audi ajuda a enterrar de vez o DTM RIO (e o mundo, realmente, acabando) – A Audi informou ontem que ano que vem está fora do DTM. A montadora vai concentrar seus esforços na Fórmula E. Na verdade, na eletricidade como forma de propulsão. Não quer mais saber de motores a combustão. Não quer mais saber de corridas. Já tinha deixado o WEC, já tinha esquecido Le Mans...

LIVE COM JP

L

RIO (casa!) – Pessoal, hoje lá pelas 23h (depois do BBB, que tem concentrado muita audiência na TV), farei uma live no Instagram com João Paulo de Oliveira. O piloto, para além de suas conquistas e do sucesso no Japão, tem se destacado nas redes sociais pelas posições progressistas, humanitárias e opostas às da maioria de seus colegas brasileiros. Para assistir, é só entrar no meu perfil no...

NO JAPÃO

N

RIO (agora, esperar) – Se teve um piloto brasileiro que se mexeu neste começo de ano foi Sérgio Sette Câmara. Fechou contratos como piloto de testes da Dragon na Fórmula E e da Red Bull/AlphaTauri na Fórmula 1 e, agora, anunciou que vai correr na Super Fórmula no Japão. Ocupará o lugar que seria de Pietro Fittipaldi na B-Max. O neto de Emerson já tinha fechado com o time, mas ontem informou...

SALDO HOJE: 8 CANCELAMENTOS

S

RIO (segurem-se) – Apenas atualizando os efeitos do coronavírus nos esportes a motor até hoje, 11 de março, considerando corridas canceladas e/ou adiadas: três etapas da Fórmula E (Sanya, Roma e Jacarta), quatro da MotoGP (Catar, Tailândia, EUA e Argentina) e uma da Fórmula 1 (China). Além disso, o GP do Bahrein de F-1 terá portões fechados. E estamos falando apenas de campeonatos mundiais...

SEM CHINA

S

RIO (prudente) – A China está fora do Mundial de F-1 deste ano por conta do coronavírus. A Fórmula E também riscou do calendário a corrida de Sanya. Talvez o mais correto seja dizer que a China cancelou ambas, uma vez que a epidemia da doença está longe de ser controlada. No caso da F-1, faz-se o campeonato com uma etapa a menos e tudo bem. Sendo até meio cruel, já que o motivo do...

MISSÃO CUMPRIDA

M

RIO (se mexendo) – Sérgio Sette Câmara conseguiu somar os pontos que precisava para obter a superlicença da FIA, que lhe permitirá guiar um F-1 se for chamado por alguma equipe. Ele tinha de terminar a temporada da F-2 pelo menos na quarta posição. Conseguiu. No seu melhor fim de semana em três temporadas na categoria, em Abu Dhabi, o mineiro saiu com uma vitória na prova longa de sábado e...

DOMINGOS, 75

D

RIO – Foi com uma enorme tristeza que recebi agora há pouco a notícia da morte de Domingos Piedade. Ele ficou mais conhecido no Brasil por sua atuação como comentarista de F-1 da antiga Rádio Panamericana, nos anos 70. Mas foi muito mais que isso. Domingos foi um dos caras mais importantes na história da F-1. Engenheiro, Domingos deixou Portugal para viver na Alemanha por 35 anos, onde...

FOTO DO DIA

F

RIO (110 ou 220?) – Está aí o carro da Mercedes para a Fórmula E. A pintura foi apresentada hoje em Frankfurt com a confirmação da dupla Stoffel Vandoorne e Nyck de Vries para a temporada #6 da categoria, que começa em novembro na Arábia Saudita. O belga Vandoorne, ex-McLaren, é bem conhecido e já traz uma temporada elétrica de experiência. De Vries, holandês, é o atual líder da F-2 e pode...

HUBERT, 22

H

POÇOS DE CALDAS – Anthoine Hubert era jovem, 22 anos, talentoso, querido pelos colegas, vencedor. Campeão da GP3 no ano passado com 11 pódios em 18 corridas, fazia sua primeira temporada na F-2. Já havia vencido duas provas neste ano, em Mônaco e na França. Corria pela Arden, equipe que não está entre as mais fortes da categoria. Da mesma geração que Ocon e Gasly, Hubert fazia parte...

JESSI COMBS, 36

J

SÃO PAULO – Eu juro que não conhecia, porque sou meio desligado em assuntos ligados a reality shows e ignoro a maioria das celebridades de TV — no sentido de não saber quem são, não de desprezá-los. Mas a menina, Jessi Combs, era uma estrela da TV e da velocidade. Morreu ontem num acidente tentando bater um recorde num carro a jato nos EUA. Família e equipe não revelaram detalhes...

AUTOMOBILISMO, 125

A

RIO (só louco) – Às 8 da manhã do domingo 22 de julho de 1894, 21 carros saíram do Boulevard Maillot, em Paris, rumo a Rouen, a 126 km de distância. Essa competição, promovida por “Le Petit Journal”, é considerada a primeira corrida da história, e hoje completa 125 anos. Oficialmente, a prova foi batizada de “concurso de viaturas sem cavalos”, e como condição para...

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

dezembro 2020
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031