CategoriaIndy, IRL, ChampCar…

TONY

T

RIO (debaixo d’água) – Semana passada Tony Kanaan nos mandou este vídeo para falar do começo do fim de sua carreira. Pelo menos na Indy. Fará cinco provas em ovais este ano e depois vai, como disse, “tirar o pé”. Tony é um grande cara. Campeão da categoria, vencedor em Indianápolis, querido por onde passou. Daqueles que não fez inimigos. Quando o conheci, ganhou uma prova...

OS PASSOS DE ALONSO

O

RIO (ensaio hoje!) – Fernando Alonso desvinculou-se da McLaren. A informação veio da imprensa espanhola e dá pistas das intenções do asturiano para os próximos anos. Depois de um excelente Dakar — ficou em 13º na geral depois de cair para 48º no início e se recuperar de forma surpreendente –, Fernandinho volta suas atenções novamente para Indianápolis, onde não quer repetir o...

SEM MOTO E SEM INDY

S

Macieira (esq.) e Nejaim em foto do Twitter do narrador: dupla histórica e brilhante RIO (maçarico ligado) – Péssima notícia apurada pelo Grande Prêmio. A Globo não renovou a compra dos direitos da MotoGP — a Dorna confirma que está negociando com outras emissoras — e demitiu a histórica dupla Guto Nejaim e Fausto Macieira, que por anos conduziram com brilhantismo as...

FÓRMULA PENSKE

F

O autódromo mais espetacular do mundo: venda surpreendente RIO (incrível) – Aos 82 anos de idade, Roger Penske concluiu a mais espetacular negociação de sua vida ao anunciar hoje a compra de uma categoria e de um autódromo. Não de uma categoria qualquer, muito menos um autódromo qualquer. A categoria é a Indy. O autódromo, o Indianapolis Motor Speedway. Depois de mais de 70 anos nas mãos da...

FOTO DO DIA

F

RIO (olha…) – A Indy fez uma parceria com a Red Bull, que desenvolveu o aeroscreen como alternativa ao halo da F-1, e a categoria, no ano que vem, decidiu adotar essa solução como proteção para a cabeça dos pilotos. Detalhes e mais fotos aqui. Gostaram? No embate halo x aeroscreen vocês ficam com quem?

VEXAME

V

RIO (da próxima vez…) – A não classificação de Fernando Alonso para as 500 Milhas de Indianápolis talvez seja o maior vexame da história da McLaren. E, como se diz, causa espanto. O chefão do time é americano, Zak Brown. Gil de Ferran, hoje em cargo de comando na equipe, ganhou em Indianápolis em 2003 e passou a vida correndo nos EUA. Em 2017, foi o “coach” de Alonso na...

DICA DO DIA

D

Ricardo Divila mandou: imagens coloridas da primeira edição das 500 Milhas de Indianápolis, em 1911. Espetacular! Clique no modo tela cheia para ver direito (não consegui “embedar” da maneira tradicional, sorry). A história dessa filmagem está aqui.

INDY IN RIO

I

RIO (sim, aqui mesmo) – O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, recebeu hoje um pessoal da Indy  e prometeu uma corrida aqui para 2020. O local escolhido é o Sambódromo, para um circuito que usaria também avenida Presidente Vargas e vias próximas. O alcaide neopentecostal fala em retorno de 150 mihões de têmeres-golpistas para a cidade e criação de cinco mil empregos temporários. Ambos os...

ALONSO, SAINZ ETC.

A

RIO (tá terminando…) – Só para não deixar pontas soltas, a McLaren confirmou Sainz Jr. para o lugar de Alonso, como informado anteontem, e o futuro do asturiano será a Indy numa equipe B da Andretti operada pela McLaren com motor Chevrolet, de acordo com o furo mundial do Grande Prêmio. Alonso, em Silverstone, falou pela primeira vez à imprensa sobre o anúncio de sua retirada da F-1...

FOTO DO DIA

F

RIO (boa sorte a ele) – Pietro Fittipaldi, 21 anos, vai disputar sete das 17 etapas da Indy pela Dale Coyne, incluindo as 500 Milhas de Indianápolis — no jubileu de prata da última vitória de seu avô na prova. Será o terceiro brasileiro na categoria neste ano, juntando-se a Matheus Leist e Tony Kanaan. Helio Castroneves também participará do campeonato, mas está escalado pela Penske...

SEM TÉO

S

RIO (que inferno) – Fiquei sabendo agora, e nem tive tempo de falar ainda com o Téo José. Seu contrato com a Band não foi renovado, depois de 12 anos ininterruptos na emissora. Téo é a voz da Indy no Brasil desde 1993, quando passou a narrar as corridas da categoria americana na extinta TV Manchete. Profissional de enorme competência, versátil — narra corridas com a mesma desenvoltura...

É LEIST

É

RIO (mais uma pra conta) – A segunda notícia exclusiva apurada hoje pelo Américo Teixeira Jr. vem dos EUA. O gaúcho Matheus Leist, 19 anos, depois de uma boa temporada na Indy Lights, assinou com a Foyt e estará na Indy no ano que vem. Terá como companheiro — e certamente tutor — o veterano Tony Kanaan, formando uma dupla inteiramente brasileira na categoria. É muito bacana a...

FOTO DO DIA

F

Bela lembrança do Grande Prêmio. Hoje faz 15 anos do título conquistado por Cristiano da Matta na Indy. Foi numa corrida de rua em Miami. Kiki sobreviveu a uma prova cheia de acidentes e com a vitória já não poderia ser alcançado mais nas três corridas restantes por Bruno Junqueira, seu principal adversário. Um abraço ao mineirinho, grande figura, grande piloto!

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

novembro 2020
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930