TUDO EM FOTOS | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

segunda-feira, 24 de novembro de 2008 - 3:41#69

TUDO EM FOTOS

SÃO PAULO (agora vou) – Quem não pôde ir a Interlagos para ver a Superclassic e a estréia do Meianov no sábado, só precisa dar um pulinho no Velocidade Online, do nosso lambe-lambe predileto Rodrigo Ruiz.

Está tudo lá, e nesse primeiro link tem o resultado da corrida, completinho, que vai do Gulla, vencedor, ao Henry, que quebrou logo no início — 33 carros no grid. Clicando aqui, você vai direto ao álbum de fotos.

Eu terminei em 22º e fiz minha melhor volta em 2min22s366. Quando tiver freios (vamos mexer em tudo até a próxima rodada dupla, nos dias 13 e 14 de dezembro), acho que esse tempo baixa para algo na casa dos 2min15s. Com carburação nova e outros acertinhos, o Meianov é carro para andar na casa de 2min10s na metade do ano que vem.

São todas imagens lindas e selecionei algumas para esta pequena chamada — o resto vocês vêem no site do RR. A primeira é do vencedor da prova, claro, o brother Gulla e sua Puma-Ferrari-que-anda-pacas, ele que se preocupa com esse carro como se fosse um filho. Fiquei muito feliz com sua vitória, o Gulla é um cara muito bacana, baita companheiro.

Outra é da muvuca nos boxes (coitados dos meus mecânicos!) em torno do paparicado Meianov, com lépi-tópi no capô, câmera digital, celular 3G espetado no tubo 2H, transmissão ao vivo e um verdadeiro séquito em volta e dentro do pachá soviético que deve estar achando tudo isso o máximo.

O que não foi o máximo foi o piloto do Passat #50, Felipe Castro, um garoto que correu conosco pela primeira vez. Ele aprontou demais na prova e fez coisas perigosíssimas, como mostra a sequência que começa aqui e se estende pelas 16 fotos seguintes. Castro escapou no S do Senna e voltou à pista de forma absolutamente irresponsável e insana, colocando em risco vários pilotos e, especialmente, ele mesmo. Notem que o Fiat amarelo só não o acertou no meio da porta por pura sorte e habilidade/experiência do Marcelo Giordano. O rapaz poderia ter morrido se levasse uma porrada ali, com o Marcelo acelerando na saída da segunda perna da curva, em descida.

Não o conheço e vou evitar fazer julgamentos precipitados, mas essa sua volta desembestada à pista não é coisa só de quem está começando agora. É molecagem inconsequente, manobra de quem acha tudo engraçadinho e, basicamente, não sabe dirigir. Não é preciso ser muito inteligente para saber que qualquer volta à pista só pode se dar quando os outros carros passarem. O que ele fez não tem cabimento, nem justificativa.

As fotos serão levadas à FASP nesta semana para que as autoridades esportivas tomem alguma medida. Os bandeirinhas deveriam ter relatado por rádio ao diretor de prova que o menino estava fazendo sandices desde o início da corrida, e ele deveria ter recebido bandeira preta porque oferecia enormes riscos aos demais competidores. Como isso não aconteceu, é absolutamente necessário que a FASP analise as fotos e decida o que fazer — suspendê-lo, chamá-lo para uma conversa, obrigá-lo a fazer um curso de reciclagem, qualquer coisa.

Não sei se Castro vai ler isso aqui, mas é algo que direi, de qualquer forma, quando o encontrar pessoalmente. Se quiser pilotar desse jeito, que vá procurar outra praia — e duvido que será aceito, depois que virem estas fotos do RR. Não é porque fez um cursinho, tem uma carteirinha e sabe passar as marchas que o cara pode se achar piloto. Corrida de carro não é brincadeira de parquinho de diversões. Pessoas se machucam e morrem. Colocar em risco a segurança dos outros é algo grave e muito sério. O que ele fez (e foi mais de uma vez durante a prova) é imperdoável. Não sei também se Castro pretende continuar correndo na Superclassic com seu Passat #50. Se pretender, terá antes de se explicar, assumir o compromisso de pilotar que nem gente da próxima vez, reconhecer que fez muita merda sábado e ter a humildade de pedir desculpas.

Se não fizer isso, não corre. Pode até ficar zangado e inconformado. Mas ele é novo, bem jovem mesmo, e daqui a alguns anos vai nos agradecer pelo tratamento duro que lhe será dispensado após sua estréia desastrosa. Porque se nós, os mais velhos, deixamos esse tipo de coisa passar em branco, o menino nem chega a “daqui a alguns anos”.

72 comentários

  1. sig disse:

    adorei encontra essa pagina nao perco seu programa na espn gostaria de reseber fotos do teu decave

  2. Pedro do Opala e do Kadett disse:

    Fala pra esse moleque voltar pra casa dele e jogar Gran Turismo… alias GT nao, porque GT é simulação, quem gosta de corridas gosta de GT, ele tem que jogar é need for speed, coisa de menino q nao entende nada de carro

  3. Ubaldir Jr. disse:

    Pô Gomes, só tem foto do Meianov fora da pista…rs
    O carro ficou uma beleza. Muito original em meio aos outros. Mas o Pac man enche os olhos também, não? Aquele Corcelão é o bicho.

  4. Junior disse:

    caraba esse moquele eh foda…. eh melhor fazer curso tudo de novo……… ele nunca correu de kart…….

  5. The girl disse:

    Vitao

    Concordo em genero e grau … so quis dizer que ali no S ‘e super normal acontecer isto ne … desde os novatos fazendo sem querer ate os experientes por querer …

    mas que da medo ver o video da …. a unica coisa que consegue passar na minha cabeca e a lembranca do Sperafico …. ainda bem que os anjos estavam la.

    []‘s
    t girl

    ps> Desculpas pela falta de acento, mas o teclado desconfigurou e to com preguica de fazer novamente …

  6. Dener disse:

    nossa, que moleque suicida!

  7. fabio freitas disse:

    Sr Alfredo, acho o seu carro 66, um dos mais bonitos da competição, me faz reportar ao final dos anos 70, quando participavamos de Km de arranque no Paraná, justamente com dois Dodginhos Polara agora, se o Sr acha que pessoas de mais idade ( 35 a 60 ) que estão na pista precisam ser protegidas por que tem familia, então que fiquem em casa tomando cerveja e dormindo no sofá da sala. Agora, se estão na pista de interlagos correndo de automoveis é porque gostam da adrenalina nas veias independente de qualquer risco. Aliás, todo e qualquer esporte tem lá os seus riscos. Não me faça pensar que na Classic só tem pessoas geriatricas pelo amor de Deus. Acredito sim, que sejam pessoas com poder de querer e fazer, transbordando o maximo de sua juventude, senão estariam dentro de um Shopping com seus filhos e netos. Cobre a imaturidade do garoto, transfira responsabilidades e o Senhor verá que a chance de um novo erro será bem menor

  8. zé clemente disse:

    Eu ia nessa prova no sábado mas infelizmente não deu. Perdi mais uma. Vendo as fotos e lendo o post dá para ter uma boa ideia do que fez o cara do Passat50.
    Teve muita sorte de não ter tomado uma bela bumba na lateral.
    Acho que ele precisa encontrar a divisa entre pericia e ousadia. Parece que ele tem só um dos dois.
    Alem disso tem uma coisa clássica de corridas que ele desconsidera. Seja lá que veículo for, o piloto está pilotando pneus. E esse rapaz aí claramente não entendeu isso. Ele não faz ideia dos limites dos pneus dele.

    Eu tinha o palpite que esse chassi do Meianov seria bom. Ao menos como palpiteiro parece que eu me saí bem. Com paciencia para os devidos acertos voce vai ter um ano de boa competitividade.

  9. fabio freitas disse:

    O culpado da lambança não foi o garoto maluco, irresponsável e tudo mais que possamos adjetiva- lo, mas sim, de quem lançou- o na pista sem menor cerimônia, ou seja, sem ao menos testa- lo para saber se estaria apto ou não a pilotar nesta prova. Graças ao bom Deus nada aconteceu, agora é adverti- lo da sua impetuosidade desbragada e jogar a maxima responsabilidade sobre si para que não repita nas próximas provas. O que passou passou, agora é cobrá- lo pelos seus atos. Repito, culpado foi aquele que permitiu um garoto sem a devida experiência entrar numa competição da mais pura adrenalina e velocidade. Os novatos deveriam ficar sob observação constante por parte da Direção de prova.

  10. Rodrigo Nunes disse:

    Mas é sério, eu tenho uma réplica da camisa de goleiro da União Soviética!

  11. Alfredo Gehre disse:

    Corrida de carros é coisa séria ! Corrida da “Carros Antigos”, mais ainda…
    Envolve pessoas mais idosas – a grande maioria tem idade acima dos 35 anos, algumas acima de 60 anos e que estão participando por pura paixão ao “antigomobilismo” !
    Vamos respeitar e cuidar melhor destas pessoas que tem família e tem amor a própria vida.
    Estou com o FG e o MG e demais pessoas que tem este mesmo pensamento. Devemos punir severamente este “piloto” do Passat # 50 e se fizer um “minimo de cagada” na próxima corrida, não permitir que corra mais na nossa categoria. Já falei “n” vezes e repito: Se alguém correr só para ganhar e/ou tiver pretenções de ser campeão e/ou reconhecido no automobilismo nacional está na categotia errada !!! Para chegar na F-1 o caminho é outro…
    Também temos que reclamar dos seviços prestados pelo assistentes – incluo aqui desde os bandeirinhas até o diretor de prova- pois não estão cumprindo com suas responsabilidades e colocando em risco os competidores… Neste caso em particular deveriam ter dado bandeira preta para este sujeitinho! Pagamos um ABSURDO de caro as incrições de um modo geral e não temos a devida atenção por parte dos organizadores. Tivemos falhas e demoras nas inscrições, permissões de participação de treinos, etc…etc…além das falhas dos bandeirinhas…
    UM ABSURDO !
    Temos ainda um regulamento MALUCO da categoria para 2009 em diante com a inclusão de uma divisão 4, que nada mais é do que uma “Força Livre” onde tudo é permitido o que vai tornar ainda mais perigosa nossa atual ” Superclassic”.
    Não sei se participo ano que vem ! Vamos aguardar os acontecimentos…

    Alfredeo Gehre – POLARA # 66

  12. vitão disse:

    Prezada The girl : o problema de travamento da roda traseira no S pôde ser constado várias vezes, em carros diferentes, e dependia do traçado, do controle do piloto , da carga sobre o eixo, etc. O ponto é que o carro # 50 apresentava um travamento severo, muito exptenso, o que denota desequilibrio do freio, e pior, na escapada da pista o cara acelerou forte pra cortar a segunda perna do S, como se estivesse no asfalto. Vai ver o tal potencial dele é para rally né?

  13. Denis disse:

    Ficou muito legal o Puma “250GTO”
    Muito bonito
    E pelo visto
    Andando muito!

  14. Maximo disse:

    Até acredito que tenha sido excesso de adrenalina, mas realmente, não dá pro cara cruzar a pista desse jeito.
    Parece (pelas fotos) que escapou e continuou acelerando…

    sei lá, bateu o cagaço de estragar o carro e colou o pé – curto circuito cerebral…

    precisa dar umas voltas de kart para aprender a controlar a adrenalina e treinar mais para se acostumar à velocidade do carro…

  15. disse:

    Legal Roberto, essa do Donato pegou, pois tempinhos antes a turma da moto invadiu, com o Paraguaio, e o grande amigo Willian de Sorocaba que se foi, mas brincamos muito com as f 200 e nos treinos com Aldee.
    Quanto a Muvuva citada pelo Rogério, tbm. concordo, mas foi a volta da galera em Interlagos, fãns e amigos, desconhecidos e figurinhas carimbadas.
    Rogério, creio que não se pode culpar o Seixas, que sempre nos auxilia.
    É só adequar um espaço, nem que seja pago, pois de uma coisa pode ter a certeza. A negada curte a coisa, desde os mais escaldaos até um casal que foi barrado no baile, teve de ir até Pedreira, voltar por Marsilac e chegar via estrada do SeSi ao portão do S.
    FG, existe alguma fórmula de medir mídia em blogs? E saber o custo disso?

  16. disse:

    Se eu aparecer com a camisa de goleiro do Lev Yashin ?
    FG, este maluco tá tirando.

  17. Roberto Martinez disse:

    Dú,
    Realmente os torpedos (Porsches , Ferrari, Mitsubishi e Maseratis) passavam rápido. As bandeiras azuis estavam por toda parte!!
    Infelizmente o câmbio da Puma do Carlão não agüentou muito. Trocaram de câmbio duas vezes, a equipe se esforçou, mas não deu. Eu nem suei o macacão (uma voltinha só), não deu tempo, não engatava nada e quando engatava, pulava. O Carlão andou no começo e o Leandro Romera pegou depois , entre as duas quebras e a chuva. Depois quebrou de vez e eu não consegui andar uma “tanqueada” inteira.
    Falei pro Carlão que essa Puma é para a Super Classic. O carro é bom, mas tem muita adaptação, câmbio(e motor) ao contrário, sem espaço para um câmbio adequado (grande = dos Spyders), sem refrigeração adequada. Endurance tem que ser de protótipo Spyder. Vide carro 9. Já fiz muitas endurances com ótimos resultados , sempre com os Aldee Spyders AP, não tem erro. Feijão com arroz bem feito, leve, rápido, bem refrigerado, guenta o pau e chega, sempre.Melhor custo benefício e as vezes assusta até os carrões importados. Em 2005 cheguei (com Almir Donato) em 10º na geral e segundo na categoria ( com quase 60 carros largando).
    De qualquer forma foi legal estar lá com os amigos, que é o principal.

  18. Rodrigo Nunes disse:

    O pior é que eu estava na Curva do Café, e não vi as rodadas do Passat branco. Apenas fiquei sabendo pelo rádio.

    Se eu aparecer com a camisa de goleiro do Lev Yashin na próxima corrida do 69, será que ganho alguma camiseta russa para levar para casa? Afinal, desde os tempos do 96, quando chego aos boxes, não encontro mais nada…

  19. disse:

    Não vamos jogar o cara na fogueira!
    Será que tem curso de pilotagem, ou foi lá e se filiou?
    Gostaria de saber, o índice de reprovação dos cursos de pilotagem para se obter uma carteira.
    Pombas, o moleque acelera, entrou na categoria, papo furado essa de motor e regulamento.
    Aprontou legal, colocou antes da de terceiros, a própria integridade física em questão.
    NÃO foi dada bandeira nem no final da reta, nem no posto 3.
    Estava eu na entrada do S.
    Única e exclusivamente, responsabilidade da FASP.
    Piloto federado, bandeirinhas com autonomia para chamar no rádio e comunicar “a direção de prova”.
    Sei lá, o cara monta um carro, vai pra pista, e deu sorte para o azar desta maneira?
    Pá e bola.
    Ou se enquadra ou vaza.
    Eu dele primeiro, iria arrumar alguém que SAIBA dimensionar o escape.
    Castro, assiste uma do Brasileiro de Motovelocidade, a negada pregando a 35 metros vindo a 302 K/M. Quando erram, que é normal, saem reto e baixam a adrenalina. Para dai sim voltarem “com a sinalização dos bandeirinhas” e continuarem.
    No seu caso, se dessem bandeira, vc. nem teria respeitado.

  20. Adilson T. disse:

    Flávio,

    Eu sempre tento fazer um paralelo das pistas para as ruas, como fiz em outros comentários anteriores. O que aconteceu na corrida nada mais foi do que um retrato do que vemos nas ruas todos os dias : falta de educação. Gente que acha que a Marginal Pinheiros/Tietê é uma pista de corridas, que acha que a seta é um mero ornamento, que no meio de um trânsito pesadíssimo como o de SP, dar uma cortada no motorista ao lado vai dar um BAAAAAIIIIIITAAAAAAA ganho. Resumindo : babaquice. E não são apenas moleques não. Tem muito marmanjo (e pôe marmanjo nisso), fazendo besteira nas ruas. Por isso que tenho medo de sair à rua de noite. Sinceramente.
    Quanto ao motorista (sim, motorista, pq piloto não faz isso) do Passat, merece uma bela duma bronca, voltar pra sala de aula, aprender não só sobre direção, mas também sobre educação e respeito ao ser humano. Parabéns aos outros pilotos, que pelo que eu vi deram uma bela duma fritada de pneus e evitaram o pior.

    Grande abraço, FG.

  21. Rogério Tranjan disse:

    Caro FG,
    acho muito importante essa sua colocação. Corrida de carro não é brincadeira, pode machucar. Parece uma festa, mas não é.
    Aliás, falando nisso, acho que o Nenê deveria restringir o acesso aos boxes quando estiver perto do horário da corrida, tipo uma meia hora antes. A muvuca está demais, concentração zero.
    Voltando ao ocorrido, quase fui “atropelado” pelo Passat 50 quando ele perdeu essa freada. Pelo retrovisor era nítido perceber que ele jamais conseguiria fazer o S do Senna. Como eu já estava fazendo a segunda perna do S não vi o restante da cagada ao vivo, só pelas fotos do Ruiz. Realmente foi um absurdo.
    Perder a freada é uma coisa perigosa, mas voltar desse jeito é outra muito mais grave. E parece, pelo que ouvi no autódromo, que essa não foi a única presepada do menino no sábado.
    Acho que com um bom puxão de orelhas no próximo briefing ele vai melhorar.
    Abraços,
    Rogério Tranjan
    Passat #44

  22. Pé de Chumbo disse:

    Se na próxima corrida esse rapaz do #50 participar, vcs, mais experientes, devem aproveitar o “briefing” para dar AQUELA mijada, de cima a baixo, no guri.
    E prevení-lo:- Mais uma CGD dessas, você tá fora!
    Quem sabe ele “cai em si” e entra nos eixos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>