Gira mondo, gira (terça)

SÃO PAULO (paremos tudo) – O mundo em números:

13 PCCs mortos pela polícia em SP.

13 torcedores no MS vão ter de assistir uma palestra sobre bons modos na hora do jogo porque fizeram arruaça na cidade de Amambaí nas comemorações da vitória sobre o Japão.

225 mil reais os jogadores de Gana vão ganhar se passarem pelo Brasil, e quem paga é um príncipe saudita que está construindo um hotel em Gana.

0 gol levou a Suíça e já voltou para casa, mais neutro impossível.

3 milhões de dólares a VarigLog injetou na Varig para garantir um dia de operações.

34ª cidade mais cara do mundo é São Paulo.

5 milhões de pessoas visitam o site da Fifa por dia.

2 bilhões de dólares é o que somam as fraudes promovidas pelas vítimas do Katrina nos EUA.

22 morrem no Iraque vendo jogos da Copa.

Comentários

  • FRAUDES DAS VÍTIMAS DO KATRINA
    A estória não é bem esta !
    A verdade é que as CIAS de Seguros estão inventando firulas para tirar o rabicó da reta !
    Conheço um monte de gente que pagou pelo seguro, ficou na mer-da, e agora ainda está sendo chamado de pilantra !

  • Quem disse que futebol Não é cultura? do site do Estadão
    Dicionário fonético (português-inglês) de nomes dos jogadores da seleção é motivo de muitos risos na imprensa internacional
    SÃO PAULO – Segundo a agência de notícias AFP, os repórteres, comentaristas e narradores de língua inglesa inventaram uma maneira muito curiosa de falar no nome dos jogadores brasileiros. Um estranho esquema fonético que já consta na internet ensina, de forma caricatural, como pronunciar corretamente o nome dos atletas da seleção.

    O time titular, por exemplo, consta como: no gol, Dida é “Did are” (você é em um tempo verbal incorreto). Nas laterais, Cafu é “Car full” (carro cheio) e Roberto Carlos, “who bear to car loss”, frase sem sentido que poderia significar “quem carrega o carro perdido?”. Completando a defesa, na zaga, Lúcio é “look see you” (veja você, sendo o “veja” em duas formas verbais distintas), e Juan, ou melhor, “who one” (quem um).

    O meio campo tem “when mear son”, ou seja, Emerson; “car car” (carro carro), mais conhecido como Kaká; Zé Roberto é “Zero bear to” (sem carregar para); e o mais engraçado “Who now dream you gay you show” – algo maluco como “quem agora sonha você gay você mostra” – Ronaldinho Gaúcho.

    No ataque, os artilheiros “add dream an no” (adicionar sonho em no), o “imperador” Adriano, e Ronaldo Fenômeno, ou para eles “Who now do Few now mem no” (um incompreensível: quem agora sente agora homem não).

    E se Parreira (Car loss all beer to pair here a) não estiver contente com a performance de algum de seus titulares, tem no banco boas opções, como: “who jerry scene” (Rogério Ceni), “see seen you” (Cicinho), “Crisis” (Cris), “low is on” (Luizão), “G you bear to” (Gilberto), “Mean arrow” (Mineiro), “June in you” (Juninho), “G you bear to silver” (Gilberto Silva), “Rich are dream you” (Ricardinho), Fried (Fred), “July scissor” (Julio César) e “Who bean You” (Robinho).
    Desculpem o tamanho, mas é muito engraçado ! Só faltou ó assessor bater na porta da sala do presidente e ele dizer : between!

  • Gosto muito do De Ferran, mas a coisa tá muit ocomplicada. duvido que ele resista até o GP da França.
    Quanto aos iraquianos, isto prova que o futebol não é tão inofensivo assim. Eles estavam vendo a seleçào do Parreira, é ?