JPS em duas versões

SÃO PAULO (preto e dourado caem bem) – Muitos blogueiros acharam referências sobre o famoso Escort JPS, com as cores da John Player Special. É mesmo do início dos anos 80, coisa de 84. Quem fazia a bagaça era a revenda Ford Souza Ramos. Selecionei duas imagens, ambas de testes da “4R”, além de uma outra, de um Escort, enviada pelo Bob Nogueira acompanhada do seguinte bilhete: Flavio, realmente existiu um Ford Escrot com as cores da JPS. Foi em 1984. Logo depois os mesmos carros foram repintados com as cores da Ford e Souza Ramos. O Aloysio Andrade Filho foi quem pilotava o carro da JPS e depois o da Souza Ramos. Meu pai, o Beto Coutinho, corria no segundo carro do Souza Ramos com numero 7, enquanto o Aloysio com o tradicional 77. Eles corriam no Campeonato Brasileiro de Marcas e Pilotos. Nessa foto, o velho pilota em Jacarepaguá nas 12 Horas do Rio de 1985.

Registrado!

Comentários

  • Gostaria de efetuar uma ressalva para o internauta Felipe. O Ford Escort testado pelo Marazzi foi o carro 31 da equipe Cinzano (pilotado em 1983 pela dupla Jan Balder-Francisco Lameirão). Este teste encontra-se na edição 41, novembro, 1983.
    Vale ressaltar que mais dois testes foram efetuados com Escort de corrida — O #47 da equipe Mercantil-Finasa-Grego (ediçào 51 , setembro de 1984) e outro Escort da equipe Greco, o #22 da dupla Fábio Greco-Paulão Gomes (edição 74, agosto de 1986).
    Por último mas, não menos importante: concordo no quesito de que Motor 3 faz falta…
    Take care,

    #88 Paulo McCoy

  • Jonny, os Heve foram muito bem. O do Troncon, com patrocínio da Shell Luma foi campeão (ou vice), frente aos Muffatões que na realidade eram também cópias dos ingleses. O do Álvaro Buzaid também andava muito bem, mas foram aos poucos substituídos pelos Mufatões. Dia 15 vamos bater um longo papo sobre isso.

  • Ao Petrus Portilho!
    Sabe o que é , ………meu Pai teve um e acho que aprendi a gostar do carro , e tem aquele lance de ser Ferrarista né,………acaba olhando com mais carinho.Mas aquele em que o Emerson Fittipald correr em marcas ficou muito bonito mesmo.

  • Bem amigos da Rede Gomes, boa tarde.
    É domingo, acabo de chegar lá do Pacaembú onde houve a reunião mensal dos motociclistas do site Motos Clássicas 70 e como sempre, foi demais.
    Quem não foi, perdeu uma grande oportunidade de passar horas e horas num clima zen budista mecânico clássico sensacional.
    Sugiro essa terapia a todos vocês aqui de São Paulo, sempre no último domingo de cada mês.
    Nos carros apareceram uma Corvette Stingray 64 conversivel, uma BMW V12 93 ou 94 e um Ford Torino 68 bem Street Road, com motor 302 fuçado. Além desses apareceu no final um Escort XR3 86 ou 7 preto, original por fora mas com aquele “tchíííí” da válvula de alívio do turbo no valente motor do Corcel. Muito legal a caranga, liso de lata, tudo brilhando e com aquele jeito de lobo em pele de cordeiro.
    Ao chegar em casa assisto a mais um show do Alexandre Barros na Superbike, desta vêz em Misano.
    Quarto colocado na primeira corrida aos trancos e porradas com o Haga e segundo na segunda corrida, com direito a ultrapassagem dupla sobre 2 campeões, Vermulen e Andrew Pitt que são pilotos oficiais de fábrica, na curva do final da Reta Corta, maravilhoso.
    Que delícia poder ficar longe da F1 e Copa do Mundo e junto com pessoas que também não estão nem aí para esses lixos.
    É muito bom conseguir viver no Planeta dos Humanos.
    Bom domingo a todos e até a semana que vêm.

  • Obrigado thome!
    O carro do Rangel era novinho mesmo ,tinha suspensão tipo F1, com astes e tirantes era muito legal, tinha um outro carro acho que era o do Fernando Cruz ,que era muito legal tambem.Acho que foi uma pena a iniciativa de copiar um projeto Ingles , na epoca não tinhamos condições de rivalizar com eles ,e sem duvida a vinda do JQ (reynard) matou os independentes nacionais, entre eles o Heve , que inclusive foi muito bem na F2-Brasil nas mãos do Troncon ,quem se lembra?

  • Brandão, Arthur Nogueira fica a 15 minutos de Limeira, a estrada é uma delicia, parece o traçado antigo de Hockenheim.
    Sobre dia 15, olha, posso até desmarcar, mas ai voce sabe né, rua!!! E au tenho que garantir o leitinho da crianças,hehehe.
    Olha, queria demais estar ai pois sei que vai ser melhor que dia 10, mas não vai dar mesmo, Multinacional não tem conversa, infelizmente, mas pode ter certeza meus pensamentos estão em voces.Abraço

  • aproveitando pra comentar o GP de hj, raikkonen até qd tem sorte (de mesmo com mais um pit-stop problematico voltar a frente do xumi na ultima parada) ele eh azarado, se arrastou pela borracha enquanto xumi vai faturando mais um pontinho chorado pra ter alguma esperança furada pra esse ano…

    PS: intervalo no meio da corrida? cerimonia do podio ignorada? VIVA A REDE BOBO!!!!

  • Joaquim, os atuais fórmulas da Alpie são os famosos buguinhos. Uma porcaria que a ford queria como únicos chassis para a categoriae que não tem nada a ver com o chassis do Rangel. Já o JQ Reynard era realmente um…reynard que foi comprado, desmontado e devidamente copiado. Feios, porém bons chassis, tanto é que correm até hoje na Inglaterra. Abraços.

  • Jonni Ó, os F-Ford a que você se refere foram posteriormente ntransformados em Fórmula Alpie, nome de uma escola de pilotagem aqui em Sampa, que ainda os utilizam para instrução em monopostos. O projeto era da própria Ford, com desenvolvimento do Alex Dias Ribeiro, foi uma tentativa de baratear a categoria. O chassi baseado no Reynard, teve primeiro o JQ-Reynard ( acho que o carro do Afonso Rangel era uma derivação desse chassi) e depois o Techspeed (atuais Fórmula São Paulo, ex – Fórmula Rio) que pontificaram na categoria por um bom tempo. Abs.

  • Galera,,
    Relendo o post sobre o Beto Coutinho (que eu havia anteriormente chamado de Bob), pude constatar que as coincidências que que acontecem neste blog não param de surpreender. É o nosso Bar da esquina, por onde todos amigos passam. Beto Coutinho é o Luís Roberto Coutinho Nogueira, neto do tal Arthur nogueira que dá nome à cidade, cuja família é (ou era) proprietária da Usina Esther, em Cosmópolis e que também possuíam uma belíssima fazenda, próxima à Campinas, com o Haras Boa Esperança, croadores de campeões de Cidade Jardim como Viziane, entre outros.
    Foi exatamente esta fazenda a personagem de minha coluna “Porteira Errada” , quando entramos com nossa Belina, levando conosco uns dez carros, naquele Rallye.
    A família é muito amiga da minha família e continuamos a nos encontrar por aí.
    Mas, aqui, essa foi demais!
    Não bastasse postarem a foto da inauguração da Serva Ribeiro, com meu pai aparecendo nela. Agora esta…
    FG, este seu Blog é surpreendente!!!

  • Jonny, eu tenho foto do fford do Rangel. Levo na próxima corrida. Quanto ao oggi, tive um CSS e achava (ainda acho) muito lindo. Lindo também era o oggi da equipe Metalpó com Paulão e Fabinho, para corridas longfas. Também tenhho fotos. Abs.

  • Fiquei realmente curioso.
    O Bob Nogueira é filho do Bob Coutinho do Esplanada Grill ou do Luiz Roberto Coutinho Nogueira, dono da LRC Helicópteros?
    Gostaria muito de saber. Dependendo da resposta, este Blog irá surpreender ainda mais.

  • Noooossssa! Filho do Bob Coutinho. Barbaridade! Conheci-o no tempo em que éramos garotos aficcionados por corridas.
    FG, peça ao Bob Nogueira para nos liberar uns helicópteros para buscarmos os blogueiros!
    Petrus, sabe a cidade de Arthur Nogueira, aí perto de você? É o bisavô ou tataravô do gajo!
    E, Petrus : o que será da torcida sem o mascote dos Matuzas, o homem da Unilever, nosso grande incentivador? Desmarca o compromisso, ô meu!
    Será que foram as gafes da Priscila que o estão afastando?

  • É isso ai Claudio, não deixe margem para picaretagens politicas, aqui o negocio é na lata, vai ou não vai, a torcida # 96 merece uma resposta, pô Flavio, advogado, que isso meu?

    Escort, um dia eu compro outro, XR3, sera que já dá pra correr na Classic?

  • 100 mil comentários!

    O controle de comentários aprovados acaba de registrar o de número 100.000.

    Não é nada, não é nada, não é pouca coisa.

    Só resta dizer, de novo, que a família, penhorada, agradece.

    OBRIGADO FÁVIO, VC FAZ PARTE DE NOSSA FAMÍLIA.
    André

  • Num manda não, Veloz.
    Espera resolver o imbroglio que toma vulto:
    “Quem pilota a Deka #96 ano que vem?”
    Segundo um post recente, já há um pré-contrato entre o Salomão Briatore com o Jan Papa Omelete…
    O Sr. FG afirmou que impedirá tal manobra, contratando até advogados !!!! Inacreditável !!!! Advogados junto com FG !!!! Impossível !!!!
    Tal comportamento egoísta e sorrateiro nos remete a manobras semelhantes na F1, com pilotos de renome impedindo outros de dividir a mesma equipe, o mesmo equipamento…
    Sugiro não enviar nada ainda: chantagei-o com seu precioso e exclusivo material…
    Não se esqueça que poderemos ficar sem o #96 em etapas do Paulista ano que vem…
    Pense bem, amigo… Pense bem…

  • Por falar em fotos ,e por falar em VelozHP , por acaso esse ilustre matuza , não teria uma foto do F-Ford do Afonso Rangel, um piloto que sempre esteve presente nos Grids da categoria , e infelizmente quando ele terminou seu carro novo ,um belo carro alias, a ford começou a usar aqueles horriveis Reynards nacionalizados e destruiu todos os indepententes da época.Se não me engano o nome do carro era ARM ou BRM, foi uma pena .