Baú do Sidney

SÃO PAULO (tem cada uma…) – O GT40 do Sidney Cardoso virou uma das grandes vedetes deste blog. E nosso famoso blogueiro-piloto-estrela-de-TV me mandou um caminhão de imagens desse carro, um dos mais espetaculares que já correram no Brasil.

Aos poucos, porque senão a turma cansa. Começo com esta aqui, tirada no autódromo de Jacarepaguá. Tem uma bela Alfinha atrás.

E mais não digo, porque o pessoal aqui sempre tem o que dizer!

Sei não, mas acho que essas coisas deveriam virar um livro, um dia. Um belo livro de fotos e legendas, sem muita papagaiada de texto.

Bem, se um dia eu resolver fazer isso, sei com quem tenho de buscar as imagens…

Comentários

  • Olá velhos amigos

    Fico feliz em saber que ainda sou lembrado.
    Feliz também ao observar que o automobilismo brasileiro continua com sua memória viva.
    Forte abraço aos velhos companheiros e aficionados.

    Luiz Fernando Terra Smith

    ET. Não tenho e-mail, mas se quiserem contato podem usar o acima que é de meu cunhado.

    • Olá Luiz Fernando t S que saudade dos anos 60 sou Carlos Carotta na época do oficina do Luizinho na ata Cecília e saímos algumas veses lembra de uma moça q vc namorava na V Mariana a Stella que saímos juntos alg veses vc de gordini e eu tb de 1093 eu era muito amigo do Cacaio q teve o acidente em Petrópolis (c Luizinho)
      Enfim b tempos e vc tá bem ? Espero q sim !
      Abraço !

  • Caro Salomão
    Também gostava muito da tocada do Amaury Mesquita era um dos meu preferidos.
    Vou aproveitar para falar de alguns pilotos daqui que gostava muito da tocada deles, pois os de SP todos já conhecem.
    Ricardo Achar, inclusive deu vários shows, na primeira corrida de Fórmula Ford, no Rio, quase ganhou.
    Maurício Chulam, como entortava aquela berlineta!
    Luiz Felipe Gama Cruz e seu fusca.
    Poxa, tem vários. Vou parar, pq posso me esquecer de alguns e fazer injustiça.
    Agora, os melhores shows que já vi de derrapagens controladas, foi Luiz Fernando Terra Smith com o Fitti-Fusca, numa corrida chamada, se não me engano, Prova Santos Dumont.
    Após esta corrida, eu que havia parado, não resisti e voltei a correr.
    Ainda sobre derrapagens controladas, não podemos nos esquecer de José Carlos Pace com a Alfa P33 e com um Fusca com motor Porsche e meu irmão, Sérgio Cardoso, com um a Simca em suas duas primeiras corridas.
    E é claro, o professor de todos nós, Bird Clemente.

  • Caro César Costa
    P Q P, olha a coincidência!
    Vc não sabe da maior. Depois que acabei de escrever, aqui, recebi um e-mail. Fui ver e eram as fotos que o Gilberto Hingel, havia me enviado desta corrida, no momento em que estava me preparando para dar uma volta em cima desta Alfa GTA do grande Mário Olivetti.
    Me lembrei que possuia foto deste instante, porém, de outro ângulo, pois o Estrela, havia filmado de cima daquela torre que havia no S e fui procurá-la, para enviar pra ele, agradecendo as fotos e enviando outras de cortesia.
    Né, que havia me esquecido e estava tb nesta corrida, a Alfa GTA de Aloísio Kreischer, número 23, nesta corrida nas cores da Jolly Gância, branca com as faixas verde e vermelha, pois nesta corrida, a Jolly mandou sua equipe de mecânicos, Giuseppe, Manollo, etc para dar assistência a ele.
    Fique tranqüilo, era a do Mário, sim.
    Vermelha só estava a dele.
    O Renato Peixoto corria com esta mesma Alfa nas corridas de estreante, ele começou junto comigo, eu corria com a Alfa Giulia Ti.
    Quando acabava a corrida de estreantes, o Mário corria com a mesma na de pilotos.
    Para que não fique qualquer dúvida, achei o resultado, vou colocá-lo abaixo:
    1- Sidney, Cardoso (20) Ford GT 40, 25 voltas
    2- Amaury Mesquita (177) Mini-Cooper, 24 voltas
    3- Carlos Scorzelly (22) Lorena Porsche, 23 voltas
    4- Mário Olivetti (65), Alfa GTA, 23 voltas
    5- José Moraes Neto (10), Pato feio, 23 voltas
    6- Aloísio Kreischer(227), Alfa GtA, 23 voltas
    7- Luiz Lima(201), Prot. Volks 1600, 19 voltas

  • César Costa
    Era a Alfa do Mário Olivetti, sim.
    Havia poucos carros nesta corrida.
    Foi a corrida do campeonato Carioca que menos carros participaram, pois havia uma turma do contra que chegou a fazer correr um abaixo-assinado, a fim dos pilotos não participarem, para boicotar a estréia do Ford GT 40.
    Mário Olivetti e Norman Casari, que gostavam de ver a evolução de nosso automobilismo, aliados às suas grandezas, não embarcaram neste golpe que não sei, mas desconfio de onde surgiu.

  • Joaquim e Rodrigo:
    Não consigo ver o número da Alfa na foto, mas acho que não é a do Olivetti. A dele tinha o para-lamas traseiro abaulado e esta parece ter um corte apenas.

    PS: amigo Sidney, esse negócio de “entendidos”… Ficou meio esquisito, hein!

  • 1- Estarei dia 02/09 em interlagos para o Sidney autografar o meu livro, hehehehhe.
    2- sobre a falta de interesse da montadora, a questão é que a Ford hoje não tem programa de competição, e o pior, é que o pessoal que marketing veio todo do mercado de consumo, então não entende a paixão que algumas pessoas tem por corridas. Os caras acham que vender sabonete na Unilever (sem ofensas, Petrus) é o mesmo que vender carro. Eles não entendem o envolvimento que isto tem, mesmo porque isso é muito chato (no entender deles, claro). Preferem fazer pesquisa para descobrir a cor da maçaneta que a mariazinha gosta, fazem extensa pesquisa para colocar espelhinho no para sol do motorista para as dondocas passarem batom, mas não investem em manter a história. Nem o clube do V-8, do Maverick, e outros tem apoio. Esse pessoal vê tudo como uma pasmaceira só, seguindo as bíblias do marketing. Como disse o papa do marketing , Philip Kotler, para um homem com um martelo todos os problemas se parecem com pregos.
    Parece que o pessoal da Ford no Brasil só tem achatador de cabeça.

  • Tem muito carro que sumiu, outros foram restaurados, como este GT40
    do Sidney, e outros vendidos em classificados. Ah, se eu tivesse grana! Olha só o que saiu nos classificados no 1ª nº da Bíblia dos Matusas, a revista Grand Prix, em fevereiro de 74.
    Vou copiar só alguns:

    “Porsche 907. Equipe Motorádio vende Porsche 907 como qual Angi Munhoz correu o Campeonato Brasileiro de Viaturas Esporte. Motor de 6 cilindors e 2.000 cc.”

    “VW Div. 3 (Hollywood). 2 Weber 48 com coletor e comando Iskenderian 12X12. Freio a disco nas 4 rodas e 4 amortecedores no eixo traseiro.”

    “Opala Div. 3. Carro de Claudio Dudus com motor 41.000 km equipado com 3 Weber 45, bomba elétrica e embregam importada. Câmbio Envemo de 4 marchas e diferencia travante.”

    Abraços, Fred

  • Caro Paulo Lava
    Vc só se enganou no nome, o Sérgio Enoch está certo, meu irmão já havia falecido.
    Agora, o Greco tinha sim o GT 40, ele foi comprado de nós.
    Fico grato por seus comentários.
    Se não for te pedir muito, será que vc poderia me enviar a matéria da revista Motorsport por e-mail?
    Poxa, já é a quinta vez que leio e escuto falar desta matéria.
    O Antonio Ferreirinha que trabalhou conosco, inclusive naquela corrida em SP de 10-01-71, que contei alguns detalhes no post mais abaixo, onde aparece o GT 40 na TV, me falou por telefone que a matéria estava com muitos equívocos.
    Ele disse-me que falou com o Marcus Zamponi que, segundo ele, foi quem escreveu a matéria e o Marcus havia solicitado meu e-mail para conversar comigo.
    Enviei e até hoje, não recebi nada.
    por isto estou te solicitando.
    Um forte abraço.

  • São por essas e outras de Sérgio Enoch, Ibsen, César Costa, Caíque e tantos outros entendidos de automobilismo, que estou sempre lendo este blog.
    Jamais imaginava que o automobilismo tinha tanta gente entendida.
    Gilberto Hingel em vez de vc brigar com FG, me mande por e-mail estas fotos.
    Ficarei muito agradecido, pq estas só tenho capturadas de vídeo e estão com pouca qualidade.
    Fico aguardando, é só clicar em meu nome, pq o e-mail é verdadeiro.

  • Caro Paulo Lava,

    Quem importou o Ford GT-40 foi o Sidney Cardoso, que é frequentador assíduo desse blog. O carro foi importado em 1969 por Sidney, conforme ele mesmo relata nesse blog e não por seu irmão Sérgio Cardoso que morreu em 1968.
    Concordo plenamente quanto à memória do automobilismo brasileiro. Um abraço.

  • Tá certo que era em preto e branco (até prefiro), mas eu já tinha mandado foto desta GT 40, na mesma corrida, no momento exato em que estava para ultrapassar a mesma Alfa… De quebra tinha um Fusca e um Patinho Feio… Mas neca de o Gomes publicar a foto tirada pelo meu pai (aliás, se bobear meu pai esta aparecendo na foto, no meio daquela galera em pé). Tem nada não. Mando de novo!

  • Esse Ibsen é uma verdadeira enciclopédia viva do automobilismo.Eu conheço o cara e ele sabe detalhes de cada carro desses q aparecem por aí.Aliás ele tem um site com “trocentas” fotos de carros.Vai lá cara passa o site pro pessoal….
    Agora,a Alfinha,meu Deus.Olha só q delícia!

  • A falta de memória que impera no ‘website’ oficial de certa montadora.

    By Paulo “McCoy” Lava

    Antes de explicar o título, gostaria de comentar que a internet é mesmo surpreendente. Vocês eu não sei… mas jamais pensei que um dia teria a chance de enviar um singelo recado de FELICITAÇÕES para o piloto que foi alvo de matéria na revista Quatro Rodas #113 (Dezembro, 1969). Vale explicar, na página 190 da referida edição, a matéria principal chama-se “O que é bom para Le Mans é bom para o Rio”. O assunto, evidente, a vitória do FORD GT 40 importado por Sérgio Cardoso. Não irei entrar em detalhes — recomendo a leitura do artigo.
    Ao Sérgio Cardoso, fica aqui o registro de minha admiração pelo seu feito HISTÓRICO e NUNCA MAIS REPETIDO (aliás, impressiona saber que o time Greco tinha um modelo GT 40. Matéria publicada na edição #17 da revista Motorsport Brasil, página 40 explica maiores detalhes; infelizmente, não tenho recursos para postar link… desculpem).
    Mas eu comentei acima algo sobre a falta de memória. Pois é lamentável constatar que a Ford Motor Company Brasil NÃO possui link com a história da empresa no automobilismo brasileiro… para os mais jovens, ela patrocinou entre 1971 e 1996 um campeonato de automobilismo chamado Fórmula Ford. Além disso, manteve entre 1968 e 1976 e depois, entre 1983 e 1990, equipe de fábrica em certames multimarcas — Divisão 1, Marcas & Pilotos; Divisão 4; e claro, Divisão 3/Hot Car… esta última, retratada semana passada aqui no BligdoGomes quando de publicação de foto com o Maverick V8 em um box de Interlagos.
    Nos EUA, a matriz tem ‘website’ oficial (www.fordracing.com) e nele existe link histórico, com os principais feitos e, acreditem, brasileiros que venceram corridas de F1 com motor Ford são citados (e quando a mesma empresa em 2003 comemorou o centenário, Emmo Fittipaldi e Piquet prestaram depoimentos. Tudo devidamente registrado por lá… e aqui? Porque tamanho descaso para com os campeões da F-Ford? Porque não citar que o GT 40 venceu corrida no Brasil no dia 25/11/1969?
    Perguntas estas que, até o momento em que digito estas, não me foram respondidas.
    E não é de hoje que bato a porta deles através do website oficial (www.ford.com.br) visando obter informações esportivas — seja através do atendimento ao cliente, 0800 ou mesmo departamento de Imprensa.
    Parece que a montadora tem MEDO de registrar a história esportiva. Ou vai ver, é duro para eles admitirem no que no Interior do RGS um jornalista de automobilismo possui algo que eles NÃO tem ou seja, cerca de 120 páginas em word, arial fonte 11 (repetindo: 120 páginas em word, arial fonte 11) com registro de TODAS as corridas nacionais aonde a Ford esteve envolvida… tabelas de campeões, curiosidades, etc…
    Admito, NADA tenho de registro fotográfico. Mas a parte de pesquisa e edição de dados está pronta. Enfim, como citei acima, deve haver algum motivo para tamanho descaso da Ford Motor Company Brasil para com sua história esportiva no Brasil…
    E mais: quando o site de imprensa da matriz (www.media.ford.com) emitiu comunicado sobre os 40 anos da primeira conquista do GT 40 em Le Mans, escrevi para o jornalista que fez a matéria e citei que aqui no Brasil o piloto carioca Sérgio Cardoso venceu corrida, etc etc etc. O colega norte-americano me escreveu, agradecendo a informação. Fiz o mesmo em relação a filial brasileira — inclusive sugerindo link com história do GT 40. Preciso continuar?
    Ok. Desculpe a prolixidade. Mas certos fatos precisam ser trazidos a tona e, imagino, o Sérgio Cardoso adoraria ser citado no website nacional.
    Obrigado pela atenção.
    Take care,

    Paulo “McCoy” Lava
    [email protected]

  • Eu ia comentar isso, mas o Joaquim antecipou-se ao lance… a Alfa GTA é do Mário Olivetti… bons tempos em que viamos, nas corridas DO REGIONAL, carros desse naipe, além do Lorena-Porsche da equipe Colégio Arte e Instrução e o Lola T70 dos irmãos de Paoli, posteriormente comprado pelo Norman Casari que estreou nele o patrocínio da Cervejaria Brahma.

  • André Buriti
    Estou de saída mesmo, super atrasado.
    Na volta leio o que vc postar, desculpe-me.
    Estava escrevendo nos comentários abaixo do Programa Carro É Notícia, atrasado, vi a foto, não resisti e vim dar uma olhada nos comentários.
    Olha, ouvi em uma rádio, por estes dias, que aquele estádio que estão construindo em Engenho de Dentro, disseram que calcularam mal a estrutura do solo e que precisam de uma verba que, se não me falha a memória é de uns 300 milhões para poderem acabar a obra…
    Não achas que com o Autódromo vai acontecer a mesma coisa?
    Tem gente que ainda acredita em Papai Noel, Saci, etc…

  • Quanto ao autódromo o que posso dizer é que a obra está muitíssimo atrasada, quem esteve lá dentro disse que a coisa é pior que as imagens.
    As estacas foram feitas com material inadequado, o próprio estaqueamento foi feito de forma errada e teve que ser refeito, praticamente é uma obra que está sendo feita duas vezes no mesmo lugar, e de forma errada.
    Vocês podem ver pelas fotos do Sidney que a pista era uma grande várzea inundável, como toda aquela área de Jacarepaguá.
    Eu acho que a médio prazo, leia-se até o final do ano, a obra vai ser considerada inviável e definitivamente paralisada, o que vai acontecer depois eu não sei, a boataria sobre a reabertura do autódromo já deu até datas, primeiro foi dia 27 de agosto, que já se foi, depois disseram que será daqui a duas semanas.
    Devo receber em breve fotos aéreas do autódromo, principalmente da área do setor Sul, onde a pista está intacta e que será usada para as corridas regionais e arrancada, para ver se realmente fizeram alguma coisa lá dentro, pelo menos a capina disseram que estaria sendo feita pela Comlurb.
    Existe um relatório cabeludo do Tribunal de Contas da União apontando um monte de irregularidades nas obras, vou ver se consigo ele na íntegra pra publicar no blog.

  • Zuquim…
    Vi um vídeo das obras do pan no youtube…tá mais pra cratera lunar do que pra autódromo…
    Um legítimo canteiro de obras demagógico de um alcaide tresloucado…
    O pior é que agora, as obras estão atrasadas, prazo apertado, e a RG já fez um daquelas coisas tipo…se não for cocluído a tempo a imagem internacional do Brasil será arranhada, que poderá comprometer a candidatura a copa do mundo…
    Terra Brasilis….

  • Caramba!!!! E isso um dia foi Jacarepaguá. Conheci o autodromo em 1987. Tenho certeza que não era assim. Pena que acabaram com o circuito para fazer joguinhos de pingue-pongue no Pan. Aliás, que prejuízo este Pan deve trazer…Quanta grana desperdiçada. E conseguiram acabar com um pouca da história (automobilistica) de nosso país….Mais nada a dizer….

  • Ibsen, você é o Ibsen de Belo Horizonte, que foi da União Mineira de Modelismo?

    Velocet: legal seu apelido, tem uma (ótima) banda aqui em BH com esse nome.

    (povo, me desculpem pelo off topic da minha mensagem)

    ah, o GT40…

  • O carro esá bem vivo e passa muito bem. Está nos EUA e compete em várias provas de carros clássicos e concursos de elegência. Correu também no Le Mans Classic de 2005 se não me angano. Está em perfeito estado de conservação. Chassis GT40 P 1083 vermelho com faixas brancas nº 83. Vejam o link quebrado
    http://www.supercars.net/gallery/
    119513/821/3.html
    São oito fotos do carro no Concurso de Elegância de Greenwich. Já mandei este link para o Sidney e ele adorou.