Gira mondo, gira (quinta)

SÃO PAULO (e agora?) – Disparado, a notícia mais importante de hoje é o fim do Sistema Solar como o conhecemos desde 1930. A União Astronômica Internacional limou Plutão do mapa. Plutão não é mais planeta. Pequeno demais, sem graça demais, órbita atrapalhada… Uma merdinha, em resumo.

Quero ver como os picaretas da astrologia vão se sair dessa.

Mas tem mais, sempre tem mais.

Mick Jagger vai se casar com uma grandalhona que é a cara da Luciana Gimenez.

Dois episódios em que Tom & Jerry aparecem fumando foram censurados na Inglaterra. As cenas em que eles torturam um ao outro com charutos serão apagadas. Stálin não faria melhor.

Uma menina sequestrada em Viena em 1998, aos 10 anos, escapou do cativeiro e reapareceu. O sequestrador se matou.

Por aqui, ninguém sabe onde anda Carlinhos, o primeiro caso que me fez ter medo de sair na rua.

Comentários

  • E quanto à ameaça de SUSPENSÃO, tenho a dizer que:

    1 – Essa atitude é indigna de uma pessoa do seu nível.

    2 – Abaixo a repressão!

    3 – Viva a Liberdade de Expressão!

    Abraço
    Nos vemos lá dia 2.

  • Engano seu, Patrão, que estava me referindo `a Gloriosa Lusa do Canindé com desprezo. A Lusa afinal era o terveiro time do meu coração, logo depois do Juventus.
    Na verdade, acho profundamente lamentável o que aconteceu e o que continua acontecendo com o time do coração de todos os donos de padaria de São Paulo. Tradição e muita história achincalhada pela situação de hoje. Triste!

  • É meio óbvio, mas enfim: Engraçado é que há alguns anos atrás, nós tinhamos 4 times considerados grandes em São Paulo; além do trio de ferro (O glorioso alvinegro do Parque, Palmeiras e São Paulo) tínhamos também a Lusa (a Burra, porque em Santos há a Portuguesa Santista, que é a burrinha) no rol dos times grandes.
    De repente, a Lusa foi caindo, caindo , foi rebaixada e dela nada se sabe mais.
    Como Plutão, foi rebaixada de categoria, deixnado nosso sistema solar paulista com apenas 3 planetas, e alguns planetoides (Lusa e Juventus) e asteroides (Nacional). A união Internacional de Astronomia copiou o futebol, quem diria.

  • Rebaixamento de Plutão não altera seu simbolismo em mapas astrais

    RICARDO FELTRIN
    Editor-chefe da Folha Online

    A exclusão de Plutão como planeta do Sistema Solar, decisão anunciada oficialmente hoje pela União Astronômica Internacional, não deve mudar absolutamente em nada o significado, importância ou simbolismo que o planeta (sic) tem na interpretação de mapas astrológicos. Queiram os cientistas ou não, Plutão vai continuar a ser incluído e analisado por qualquer astrólogo coerente. E a interferência do planeta, suas conjunções, quadraturas e oposições com outros astros continuarão a ser alvo de interesse astrológico.

    Em primeiro lugar, cabe lembrar que existem dezenas de linhas de interpretação dentro da astrologia, e que nenhuma delas pode ser considerada ciência (pelos acadêmicos) ou dona da verdade. No máximo, a construção e a interpretação de um mapa astral só pode ser considerada uma diversão, que, aliás, milhares de pessoas praticam (ou pagam para alguém praticar) todos os dias.

    Assim como o Plutão real, o astrológico também está envolto em mistério e, assim como sua distância astronômica em relação ao Sol, o simbólico Plutão astral também demora a demonstrar seus efeitos na vida das pessoas (que acreditam em mapas astrais).

    Plutão é o último dos chamados planetas exteriores. São exteriores os planetas cujas órbitas estão além da da Terra (Marte, mas em escala menor, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão são exteriores).

    Na casa em que cada um desses planetas estiver no mapa astral de uma pessoa, lá estará sua influência predominante. Por exemplo, quem tem Saturno na casa 7 (a casa do relacionamento) supostamente terá dificuldades em manter namoro ou casamento por muito tempo. Já quem tem Netuno na casa 1 (o Eu, o Ego) sugere que essa pessoa poderá ter propensão ao uso de drogas ou à religiosidade exacerbada. Se aparece um Marte na casa 8 (a da Morte ou Transformação), o indivíduo simbolicamente gosta de correr riscos. Se possui Júpiter na casa 1, é sério candidato a ser um sortudo a vida toda, ganhar em loterias ou receber heranças inesperadas.

    E o nosso Plutãozinho? Bem, Plutão está no mapa astral de todas as pessoas. Sua influência é muito duradoura astrologicamente, graças ao tempo que ele gasta para dar uma órbita completa no Sol. Então pode-se dizer que a influência de Plutão num mapa é para a vida toda.

    Se você tem Plutão na casa 5 (finanças), há risco de um dia sofrer um grande terremoto nas suas contas bancárias –provavelmente não sobrará nada se ainda por cima ele estiver retrógrado. Se ele estiver na casa 6 (Saúde) é uma indicação de suposta doença crônica. Mas lembre-se que essas indicações podem ser agravadas ou reduzidas de acordo com os outros aspectos que os outros planetas estão fazendo nessas casas também. O mapa é um conjunto. Um planetinha só não faz verão.

    Portanto calma, todos que têm Plutão em casas astrológicas. Lembrem que tudo isso é apenas um simbolismo, uma forma de interpretar o significado esotérico de uma determinada disposição de planetas em um mapa celeste. E, repetindo, não se trata de uma ciência oficial, e sua interpretação muito menos é exata, embora milhares de astrólogos no mundo digam o contrário e fiquem nervosos com quem não concorda com eles.

    O que chama a atenção em tudo isso é o fato de Plutão ser um planeta cujo simbolismo remete à morte, aos terremotos, aos grandes cataclismas ou às grandes transformações da humanidade.

    Ele sempre age subterraneamente, em silêncio e então, de repente, desponta no mundo mudando toda uma era, chacoalhando a vida dos indivíduos, mudando as instituições e o establishment. E muda tudo na marra. Na pancada.

    Pode-se dizer que Plutão está sentindo o próprio gostinho de seu simbolismo misterioso e subreptício. Acaba de ser desprezado e rebaixado pelos cientistas sem aviso prévio. Não é mais um planeta, declararam. Esperamos agora que ele não se vingue da humanidade.

    RICARDO FELTRIN, 43, estuda astrologia desde os 16 anos.

  • Cortarem o desenho do Tom e Jerry é muita sacanagem. Se o cara acha que tal parte deve ser cortada, é melhor ele nem passar o desenho, pois com certeza não merece assistí-lo. O cara deve ser um recalcado.

  • Charutos de Tom & Jerry, manguaças do Kimi…
    Caray, que mundo chato temos hoje, que tal censurar agora o churrasco (tem colesterol), o sexo (engravida), música (desconcentra), o sono (perda de tempo), a respiração (poluição)…… e revoguem a lei da gravidade, pois é mais fofo ter caixa d’agua no chão. Quanta viadagem.

  • Quer notícia pior? Aqui no Rio, os políticos visando as eleições querem fazer uma anistia de 90% para o IPVA, de multas por infrações de trânsito e diárias de depósitos de carros apreendidos. Agora eu pergunto: por que o otário aqui paga a %[email protected]$&@#dos impostos em dia? Pra que??? Isso é revoltante!