Pedaço do céu

SÃO PAULO (sin perder la ternura) – Meninos e meninas, não se trata (apenas) de defender a preservação dos sensacionais, fabulosos e formidáveis Ladas. A premiadíssima série “Pedaço do céu” é, na verdade, um ensaio fotográfico sobre Cuba. Por acaso, mero acaso, alguns Ladas aparecem nas fotos.

Mas não se pode negar a poesia de uma imagem. E se uma delas mereceria até prêmio, é esta do arquivo pessoal do Jason Vogel. A foto é do beijo, da pintura na parede. E a moldura dos dois Laikas, bem… Que culpa tenho eu? O beijo ficou ainda mais bonito.

Comentários

  • Que coisa feia essa foto.
    Parece um daqueles filmes do Fellini onde tudo é feio e grotesco e certamente o casal tem mau hálito e cheiram a perfume barato.
    O horror, óh, o horror.
    Meus sais, onde estão meus sais…

  • Vitão…

    Por que os correios estão recolhendo a nova série de selos em homenagem aos advogados?
    R.: Eles traziam efígies de advogados…e as pessoas ficavam em dúvida sobre em qual lado do selo deveriam cuspir.

    Qual a diferença entre Deus e um advogado?
    R.: Deus não pensa que é um advogado.

    Dois advogados, sócios de uma consultoria, estão almoçando, quando de repente um deles salta da cadeira e diz:
    – Puxa vida, esquecemos de trancar o escritório!
    – Não faz mal – responde o outro. – Estamos os dois aqui!

  • Depois de dois divorcios (nenhum deles resolvido adequadamente, eita raça essa de advogados) posso dizer que entendo um pouco o universo feminino, portanto a explicaçào para a foto é simples:
    o garotão decidiu atender o pedido da gatinha, vai soldar os dos Ladas, fazer uma balsa (esse boat people é lindo mesmo) e fugir para Miami, que é o sonho de todo o cubano com cérebro, onde ele promete comprar um Corvette amarelo conversível para ela, com um relógio, pulseira e anel Cartier no porta-luvas.
    O amor é lindo ( e esperto!) .

  • Ah gente,

    Independente de credo, religião e gosto automobilístico, as fotos que o FG tem postado são belas sim. Pelo menos do ponto de vista fotográfico… Ou não são?

    Só fica a questão: quem as tirou? Se o Flavio nunca deu o ar de sua graça em terras Castristas, de onde vieram? Quem foi o aventureiro que registrou tal poesia na ilha?

    Em tempo: a foto até me fez postar, mas continuarei um admirador anônimo. Quem sabe na próxima?

  • Hehehe, sacanation esse seu comentário, Virgo! Sinceramente, é uma foto bonita, acho eu, nem tanto pelo beijo, mais pela espontaneidade. O cara parece que se assustou ou nao esperava pelo beijo, o que dá um tom de comédia romântica à cena. Nem os Ladas nem o poster de mal gosto estragam a foto :-P

  • Essa cena tá me lembrando um filme da Lina Wertmuller (se não me engano Pascoalino Sette Beleze) em que o cafetão vai parar num campo de concentração na 2a. Guerra Mundial, e, para sobreviver, ele decide seduzir a chefe do campo – uma daquelas Frida bem estereótipo, enorme de gorda, seios enormes. Quando ele consegue seu objetivo de levar aquela coisa para a cama e a mulher tira a roupa, o que ele vê era tão ruim, mas tão ruim que ele brocha. Aí ela manda matá-lo.
    O sujeito da foto deve estar na mesma situação: um monte de Ladas de um lado – trocadilho infame – o retrato do Comandante na parede, atrás de si aquele favelão conhecido como Havana. Na cabeça dele deve ter pensado “assim não dá!”. Num ambiente hostil ao romantismo igual a esse (Havana, Retrato de Fidel e Ladas por todo lado) haja tesão…

  • Até hj ninguém me explicou que tipo de motor Fiat o Lada usa. Tio Gomes já que parece ter comproado um, dá um olhada aí…

    PS: tô achando que essa camapanha toda enaltecendo o Lada deve ser pra valorizar a frota que Tio Gomes comprou. Pegou o melhorzinho desfilou por Interlagos e o resto vai vender a peso de ouro prá canalha….

  • Ué, vão lá companheiros… Se mudem pra lá…
    Mas lembrando, antena de tv é crime, no internet….. E se falar besteira vai conversar com São Pedro rapidinho…
    Aé, o presidente precisa de deixar fotografar com o jornal do dia pra provar q está vivo…
    Uma blz de lugar!!!!!!!!!!
    Lugar bom demais da conta!!!!
    Eu já estou fazendo as malas!!! kkkk

  • Desde quando deu na telha do Flávio enaltecer os Ladas, ele tem elogiado predominantemente a robustez do monobloco do simpático carrinho e, em menor grau, a sua beleza. De fato, nota-se nele (no carro, não no Flávio) uma agradável harmonia de proporções. É a síntese do automóvel três volumes. Gostaria, no entanto, de lembrar um detalhe: Muitos daqueles pesados sedãs americanos da década de 50 que ainda existem na ilha atualmente rodam com motor e câmbio, adivinhem, de Lada, que dão conta do recado.

  • Noche de las gracias. Bela foto. Alguns animais não a compreenderão, para sua infinita agonia. E o briho das carangas? Grandes mecânicos e lanterneiros cubanos. Refira-se a eles em algum post.
    O assundo será agradávelmente devorado por alguns e enormemente repudiados pelos nécios.