Piquet e Senna

SÃO PAULO (quem diria…) – É intenção de Emerson Fittipaldi colocar Bruno Senna para testar o carro da equipe brasileira da A1GP. Emerson confirmou que Nelsinho Piquet começa a temporada, como no ano passado.

Alguém aí já tinha pensado que viveria para ver uma dupla formada por Piquet e Senna?

Comentários

  • Hahhahahhahahha

    Piquet e Senna juntos?? Nem nos meus melhores sonhos!!!

    Só poderia ser a prole porque os “tris” era (ou é, foi, sei lá) quase impossível de imaginar.

    Fiquemos mesmo com Piquet/Moreno por enquanto.

  • Acho que a principal briga entre Senna e Piquet era com a torcida. Piquet era um campeão consagrado, com sua torcida, e foi desafiado por um jovem que era muito ingênuo, um verdadeiro herói como Dostoiévsky retrata nos seus livros.
    A Clara imagem do Senna era superior em termos de idolatria ao Piquet, e aí ficou a rivalidade da torcida:
    Os que gostavam do Piquet viam como traição o público admirar tanto o Senna (Interlagos, uma vez Piquet entrou nos boxes para borracha nova, Senna ficou em primeiro, mas provisoriamente, e o público se levantou) e o novo público, seguidores do Senna, achavam meio brega torcerem pelo antigo. Isso resultou numa rivalidade muito grande entre as torcidas.

    Se, teoricamente, o Senna não tivesse tido problemas na Lotus em 1987, se tivesse continuado lá com os motores Honda, provavelmente teria um carro mais competitivo em 1988, e a Willians não teria perdido o apoio da Honda.
    E assim teríamos, talvez, o Piquet e o Senna realmente brigando pelas vitórias. Teria sido fantástico, sem dúvida.

  • Só pra esclarecer:
    A briga entreo o Piquet e o Senna não teve nada a ver com o fato do primeiro estar incomodado com a chegada do segundo na F1 (até porque o Piquet deveria achar ótimo não ter que aturar jornalistas sozinho), abrindo espaços, como alguém se referiu, ou com sensacionalismo da imprensa.
    O quiprocó dos dois teve início qdo aquele empresário do Senna (que minha memória fotogênica esqueceu o nome), foi à Golden Cross oferecer seu pupilo pela metade do preço cobrado pelo Piquet (então garoto propaganda da operadora de plano de saúde). Depois dessa é que o Piquet (que por sinal continuou contratado pela Golden Cross), nunca mais quis assunto com o Senna. Os dois é que não se suportavam por motivos comerciais mesmo.

  • Piquet e Senna já é inesperado, ainda por cima guiando pro Emerson. Quase toda a história do Brasil na F1 num lugar só. Faltou algum sobrinho do “Môco” (José Carlos Pace) pra turma ficar completa.

  • Senna e Piquet foram dois grandes pilotos (Senna um pouco melhor, acho eu), que dignificaram o esporte brasileiro, e que merecemtodas as nossas homenagens.
    Li um post abaixo muito razoável, que explica bem a reação deles lá no final dos anos 80 (Piquet resistindo a chegada de Senna – e estava no seu direito de vetar o brasileiro na sua equipe, pois antevia problemas -, e este, no estilo ultra-competitivo de sempre, abrindo espaços …).

    Bons tempos !

    Luiz Fernando

  • Pra mim chega de comparar Piquet com Senna. Tô cansado disso. Torcedores do Senna, parabéns, um dos maiores de todos os tempos, 41 vitórias, três títulos mundiais. Nelson Piquet Souto Mayor, maior até no nome, tri-campeão mundial também, 23 vitórias na F1, um dos únicos brasileiros , junto com Alex Dias Ribeiro ) a vencer numa das mais difíceis pistas do mundo chamada Nurburgring ( Nordschleiffe ), Agradeço também ao saudoso Chico Landi, e ao grande Emerson Fittipaldi, Bi-campeão do mundo de F1, 14 vitórias, vencedor das 500 milhas de Indianápolis ( 2 vezes ) e campeão da Indy ( 1989 ). Chega de comparar, Luke Skywalker tá coberto de razão. É fútil prá cara….. Sorte pro Nelson Ângelo, pro Bruno Senna , pro Hélio Castro Neves, Pro Tony Kanaan, Pro João Paulo, Danilo Dirani, etc… Vâmo parar com isso galera…..

  • Piquet e Senna não eram tão inimigos assim. Eram rivais na pista e algumas vezes fora dela também. Não precisavam de um ir a churrasco na casa do outro apenas por serem brasileiros. Eram pessoas diferentes e tinham opiniões diferentes, Piquet era idolo, com a lingua solta, tinha um bi-campeonato e naturalmente queria defender seu espaço na F 1 o que todos nos fariamos. Senna tinha chegado e queria ganhar prestigio para conseguir vaga em uma grande equipe para o tão sonhado título mundial, para isso precisava de propaganda e o caminho mais curto era a auto-promoção. Coisa normal de quem pensa na carreira e novamente todos fariam parecido. Lógico que esta combinação iria ter atritos mas nada de tão grave como a imprensa sensacionalista gostava de incitar. Não eram amigos mas também não eram inimigos de morte como se pensa.

  • Para Jane(se fala Djeine):

    Quem te disse que seu nome se pronuncia desta maneira ? Isto tudo e vontade de ter nome americano ? Seus filhos vão se chamar Jhessyka Ingridh Kelly da Silva ou Werner Shekspyrhe Zeppelin de Oliveira ? Nada contra os sobrenomes Silva ou Oliveira mas como tem neguinho besta neste pais, querendo forçar o estrangerismo do nome na marra. Acho que seu nome deve ser é Raimunda ou Sebastiana (nomes bonitos e bem brasileiros) e você esta forçando a barra para se parecer com o da namorada do Tarzã.

  • AVISO: Não sou pastor nem exemplo de p nenhuma.
    Mas como pessoa humana eu me considero bem melhor que meu pai, e os que estão chegando depois de mim são claramente melhores que eu. Por isso acredito na evolução da mente, da alma (?) e do coração.

    Talento nas pistas ou fora delas, já é outro papo. Sucesso a todos.
    Um dia pretendo ver o 96 em Interlagos.

  • Bem, Ingo, você falava nisso, tomara mesmo que a molecada seja melhor que os que vieram antes, não de braço e bota, isso é pedir demais. De cuca.

    Parece que o Cacá Bueno, que entende do riscado, tem a cabeça bem melhor que o pai (el g.bueno pero no mucho). Até onde sei.
    Acredito na evolução da espécie.

    O Christian é exemplo de quem foi como piloto pior que o tio, e que o pai também. Gosto dele, bom sujeito, mas arruma paitrocínio só com o nome e é fraquiiiiiiiinho……..

    Boa semana a tds, tem F1 na pista em 5 dias.

  • acho que tão fazendo dilúvio numa xícara de chá….Piquet Jr. e Senna Sobrinho tem um relacionamento muito bom, e mesmo o Nelson pai parece disposto a dar uma chance para o Senna sobrinho. Acho que mesmo a briga entre os patriarcas não era lá esse bicho todo que diziam não. Tanto é verdade que Piquet pai tem uma relação cordial com a família de Senna.

  • Os dois pilotos tem talento e dão conta do recado direitinho, principalmente o Piquet Jr. mais experiente. Porem concordo com alguem ai debaixo, deveria ser dada a vaga pra outros com “menos” grana e oportunidades e com igual talentos, Tuka. Dirani,J.P.Oliveira,até mesmo ex.f1 como Pizzonia, Bernoldi, eles acrescentariam com experi da F1, cart, pois rápido todos são. Piquet e Senna tem ‘bala de sobra’ pra correr por conta propria.Agora Cristiam Fittipaldi, não, por favor!

  • Bruno na Piquet Sport?
    Só se o Nelsinho já estiver na F1, ou o Piquezão perceber que o Senna é mais lerdo que o Piquezinho.
    Bater em cachorro morto é fácil……….como o Xandinho Negrão………….já no Bruno eu não sei, mas pelo menos tem um bom sobrenome.

  • Danilo Dirani e Bia Figueredo!
    Este é o meu time pra A1GP.

    Pra quem teve a falta de criatividade e bom senso de colocar o Christian…………os citados acima formariam um dream team.

  • Sobre o jovem ser chamado Nelsinho:

    Em recente página de opinião, alguns internautas reclamaram que o filho de Nelson Piquet não deveria ser chamado ‘Nelsinho’. Gostaria apenas de lembrar de que na década de 80, até mesmo o Emerson Fittipaldi assim chamava o Nelson Piquet (pai) quando este iniciou na F1. Conceituados repórteres como Roberto Ferreira e Lemyr Martins também registravam ‘Nelsinho’ em seus textos de Quatro Rodas e Placar, respectivamente. Até mesmo o Chico Serra assim o chamava quando ambos aceleravam na F3 inglesa (1978).
    Take care,

    #88 McCoy

  • Francamente……………….
    Esse papo de Senna x Piquet já tá com a barba deeeeeeessse tamaaaaanho………
    Deixa essa boshta de discussão pro orkut, cacilda. Lá sim é lugar de criança. Tô com o saco cheio . Só fofoca, ninguém gosta de ninguém, já tão até dizendo que Massa não gosta de alguém, chega. Parei.
    Século 21 galera, se liga, ponto final.
    Câmbio desligo.

  • Passo à frente para o Bruno caso tudo se confirme. Mas para o Nelsinho significa apenas continuidade e indisponibilidade de vaga na F1.
    Como os dois almejam a categoria máxima, vão dar tudo para mostrar competencia.
    A antiga rivalidade Piquet Senna nesse caso nao se confirma. Apenas os sobrenomes podem sugerir isso.
    Mas se o Bruno é a fera que promete as diferenças apareceriam sim.
    Não sobrando arranhões entre eles fora das pistas, tudo bem.

  • Opinião particular: Acho o Bruno Senna algo meio ” forçado “. Sei não. O tio era extra-classe, agora esse sobrinho mesmo falando coisa como se igualar ao tio e ao Schumacher… Pra mim é fogo de palha. Já o Piquet Jr tem mais jeito de piloto e pode chegar a algum lugar, principalmente com a acessoria do pai que é raposa velha. Mas é só uma opinião…

  • acho q o Emerson não deveria chamar o Nelsinho, pois acho que ele não tem muito a aprender na A1GP. O piloto titular deveria ser o meu xára com o sobrenome famoso.

    Alguém sabe se alguma emissora vai transmitir a A1GP?

  • Acho que o Emerson deveria dar chance a outros pilotos na A1 GP. é uma das poucas categorias onde os pilotos não precisam levar grana e o Piquet e o Senna podem correr onde quiser. Além disso, não acrescenta muito, especialmente ao Piquet, que já fez um ano na categoria.

    A fila de gente que poderia guiar esse carro é grande… J.P Oliveira, Di Grassi, Jimenez, Dirani, Tuka Rocha, tem um monte aí…

    Quem vai fazer o carro? A Piquet Sports?

  • Que o Automobilismo sempre foi usado pra lavagem tudo bem…. mas cara de pau tem limite…estou lendo o livro do Lemyr Martins sobre a saga dos Fitipaldi…soube que o Emerson está brigado com ele só por que ele falou da Falência da familia…o Wilson sempre entrou em furadas…