Sobre corridas estadunidenses

SÃO PAULO (todo mundo é parecido quando sente dor) – A coluna Warm Up de hoje, deste que vos fala, reflete sobre o pouco caso dos americanos para acidentes fatais em suas corridas.

Aos comentários…

Comentários

  • Amigo Gomes FATALIDADE foi sua coluna…
    Mas errar é humano e ainda bem que este erro não foi num oval,se ia ser complicado.
    Ainda , não deveriamos misturar o gosto da política com o esporte…
    Acho que voce é um excelente jornalista,mas nessa passou longe…

  • Olá FG.
    Sua coluna é legal, mas…
    Vc também erra, sorte nao estar a 400 km por hora!
    Não devemos misturar a questão de se correr e gostar de circuítos ovais com as questões de segurança.
    A maioria das pessoas que curtem corridas, gostam do que aprenderam a gostar e são influenciadas pela mídia. Vide a eterna briga dos viuvos do Senna contra o resto do mundo.
    Desconsideram tudo que houve antes( Emerson, Pace, Piquet e até o Wilsinho) e tudo o que surgiu depois.
    No caso, Schumacher.
    No Brasil só passamos a ter acesso aos ovais depois que o Emerson brilhou lá(sempre ele pioneiro) período que coincide com o fenômeno do Ayrton (que também coincide com a marca de cigarros marlboro alcançando a liderança de mercado provocando câncer em milhares de pessoas!!).
    Como tudo na vida, é necessário aprender para compreender e muitas vezes o diferente provoca a ira dos conservadores.
    Corrida em oval é muito legal.
    Como disse alguem aí “tem que ser macho”, salvo a Danika Patrick, que é uma gatinha.
    Queria mesmo era ver um ” Desafio ao Galo” com os F1 e os Indy em duas corridas: Uma em oval e outra em pista comum.
    Um tira teima de potência e tecnologia.
    Aliás é bem estranho que no país(EUA) que o Governo invade outros mata e assassina por petróleo os fórmulas usem METANOL!!!
    É isso aí!!

  • Como são extremamente chatas essas pseudo-corridas americanas.Já pensou se a moda dessa bandeira amarela pega em outros esportes? No futebol,por exemplo,ficaria assim: a cada 15 ou 20 minutos,não importando o placar q estivesse a partida, zerava tudo e faltando 5 minutos p/ acabar se o jogo estiver empatado,disputa de pênaltis.
    Ô povinho enjoado.
    Isso sem falar naqueles carrinhos de tromba-tromba q é a NASCAR.
    A emoção do esporte vem do esforço árduo de um atleta desde sua preparação até sua capacidade de boa execução dos fundamentos desse esporte no transcorrer da disputa. Abaixo os EUA e suas corridas de mentira,cambada de DICKS VIGARISTAS q se auto enganam c/ corridas decididas na roleta.Isso é esporte ou jogo de azar?

  • Prá Estadunidense o 11 de setembro foi um peidinho, um arroto de barriga cheia.
    Só no Vietnã morreram uns 50 mil jovens estadunidenses (mas mataram 2 milhões de TERRORISTAS vietcongues, yes).
    Na 2ª Guerra morreram mais de 100 mil ianques, mas o que mataram de criancinhas alemãs valeu o barbecue dos Airbornes e Marines.
    Em 200 e poucos anos esse país fez mais guerra que qualquer filme de Star Wars. A vida supera a ficção como maior forma de ilusionismo.
    No meu tempo isso era coisa de filme, devo estar ficando velho mesmo.