Lembranças da Adriana (2)

SÃO PAULO (lindas baratinhas) – Mais uma da seleção da Adriana Greco, esta largada de Fórmula Ford perdida no tempo. A velha guarda dos Matuzas é capaz de identificar a petizada?

Comentários

  • Parece outro País!!
    Alinhavam mais de 20 carros.
    Havia empresas privadas que patrocinavam – e na época já se dizia que o País estava empobrecendo.
    Hoje restou o subproduto do regime estatocrático – ora militar, ora civil – de transferencia de renda da sociedade para o setor público. Restou apenas a sacanagem…

  • Pelo que sei, o último carro (nº4) era da equipe Bier, na qual corria também o Pedro Carneiro Pereira (nº5). Só não tenho idéia de quem é o piloto. Falaram em Cláudio Muller, mas ele não andava pela equipe STP no carro 11? Também falaram em Clóvis de Moraes no 45. Acho que é o Marivaldo Fernandes, pois o Clóvis andava pela equipe Shelton, nº22.
    Nesse mesmo site (é o Terra – eu já mandei o link pra vocês outro dia) tem uma foto muito legal do Leonel na equipe Cinzano e do (eu acho) César Pegoraro na equipe Renner. Os mais experientes me corrijam se estiver errado.

  • Complementando, esses carros eram cópias do Merlyn inglês aqui gabaritados pelo Grecco. Usavam, em 71, motor Corcel 1300 cc com kit Bino – o quer aumentava a cilindrada para 1.440 cc – debitando algo como 90 Hp nas suas melhores versões. Pneus radiais Pirelli Cinturatto montados em rodas de 6″ e caixa Hewland MK8 de quatro marchas. Foram construidos 25 chassis neste primeiro ano e a maioria foi vendida para pilotos gaúchos através do Automóvel Clube do RS. Creio que pilotos não-gaúchos disputaram este campeonato (1971) Chiquinho Lameirão (campeão), Delamare (vice), Marivaldo, Sérgio Mattos, Norman Casari, Milton Amaral,Olavo Pires, Luis Carlos Moraes, Ricardo di Loreto e Alex Dias Ribeiro.

  • Vendo uma foto dessas, pergunto:
    Desaprendemos a fazer grids de largada?
    Impressionante o alinhamento dos carros, com régua não ficaria melhor.
    Estou pra ver uma única largada de qualquer categoria do Campeonato Paulista que seja assim tão bem feita.
    Fora o festival de queimadas, impressionante.

  • Na ordem: Delamare, Marivaldo Fernandes, Sérgio Mattos, Clóvis de Morais e Claúdio Mueller.
    Luisinho p. Bueno não participou da F-Ford brasileira, exceção feita ao Festival de Velocidade de 1970 e temporada Internacional BUA de F-Ford do mesmo ano. Em 71, ano da foto, ele já estava na Equipe Z, futura Hollywood.
    Em tempo, Walter: DeLamare pilotou em 74 e inicio de 75 um March 74S-BMW, inicialmente no Europeu de Sport 2 Litros, depois (problemas de $$$) fixou-se no Inglês de 2 litros, terminando como vice-campeão. Em 75, tentou uma joint-venture com Antonio Castro Prado que não vingou por falta de cash. Abs.

  • Tenho me perguntado: por que nada da Fórmula Ford?
    Que foto genail! Boa Flavio! Bola dentro!
    Em 1971, a FFord andava sem asa, com carros com nenhum trabalho aerodinâmico: era muito competitiva e melhorou nos anos seguintes.
    Os pilotos são o onipresente Pedro Victor Delamare (só falta a foto do Chevron com que ele correu na Europa), Clovis de Moraes (que foi o melhor piloto de FFord que tivemos), Luis Pereira Bueno, o quarto carro não reconheço mas devem ser o Maurício Chulam e o último, número 4, é o Ricardo di Loreto.
    Seria legal ouvir as histórias de quem correu ou viveu esses tempos.

  • Luiz Freire :
    O nome do autódromo é Interlagos (assim como o bairro), pois a região fica exatamente entre as represas Billings (aquela da Estrada para Santos) e a Guarapiranga, na Av Robert Kennedy, a poucos metros do autódromo.
    Não tem nada a ver com os laguinhos internos ao circuito.