Mika de volta

SÃO PAULO (sentiram minha falta?) – Não sei se a McLaren tem alguma intenção além de aparecer na mídia, ao dar um teste a Mika Hakkinen e tratar o assunto dessa forma mesmo: um teste para ajudar no desenvolvimento de componentes, pneus, etc.

Se for só marketing, tudo bem. E que seja tratado assim. Mas imaginar que Mika tem algo a dizer cinco anos depois de parar de correr, tendo a equipe um titular (Hamilton) e dois pilotos de testes (De la Rosa e Paffett) à disposição, é chamar o distinto público de bobo.

Comentários