2006

SÃO PAULO (cansei, mas estou feliz) – Macacada, vou tirar férias. Há muito tempo não faço isso, mas desconfio que umas duas ou três semanas por ano para se desligar de um mundo (escrever, gravar, falar, comentar, correr) e se ligar noutro (descansar, tomar sol, água de coco, ir à praia, jogar bola com os meninos, andar de bicicleta) é algo mais do que necessário.

Pois farei isso, encerrando as atividades bloguísticas por alguns dias, provavelmente até a primeira ou segunda semana de janeiro.

Fecho 2006 com ótimas memórias. Quando do primeiro aniversário do blog, dia 5 de dezembro, já rolou um certo balanço anual, mas como hoje é o último, decidi deixar no ar, para matar as saudades, um megapost.

Com tudo, ou quase tudo, numa ordem mais ou menos cronológica, desta aventura virtual e coletiva em que se transformou o Blig do Gomes, do qual, suspeito, nunca vou me livrar. E nem quero.

Tudo começou com uma defesa incondicional dos motores a ar da Volkswagen motivada pelo anúncio de que a Kombi 2007 seria equipada com um (argh) motor a água 1.4 do Fox.

“Carros” ainda não tinha sido lançado no Brasil, mas se tem uma Kombi que merece ser o símbolo da minha luta inglória é Fillmore, a simpaticíssima Pão-de-fôrma hippie de um dos filmes mais legais de todos os tempos…

Chegava perto, então, a abertura do campeonato da Superclassic, e eis que o doido aqui manda para o ar um concurso para escolher a pintura do meu DKW de corrida. O prêmio para o vencedor eram ingressos para as Mil Milhas. Se bem me lembro, eu sugeria que se fizesse alguma homenagem ao Norman Casari, que havia morrido no final de 2005.

E eis que me chegam mais de 50 sugestões de pintura, muitas ótimas, muitas boas, nenhuma ruim. Um dos primeiros a mandar seu layout foi o Bruno Mantovani, que acabou ganhando o concurso. Abaixo, o segundo esboço que me mandou (o primeiro tinha a fonte do número diferente, apenas), e que acabou sendo o escolhido…

…gerando filhotes, como a divertidíssima caricatura bolada pelo nosso homem na Paraíba, Maurício de Souza…

…e a “réplica” do Mantovani, que acabou sendo usada na camiseta do #96, mais uma brincadeira divertida, que foi vendida pelo blog e, devo admitir, teve ótima aceitação…

Só que muitas das sugestões vocês sequer chegaram a conhecer, e para não deixar nenhum mistério no ar, vejam como poderia ter sido o #96…


Aí veio a história do MUG. MUG pra lá, MUG pra cá, até que surgiu uma artesã que ainda os fabrica em Jacareí (comprei um monte), veio um original para mim de Florianópolis, e ao mesmo tempo resolvi fazer outro concurso, para mudança do meu capacete. Mais um monte de sugestões, até a difícil escolha de duas, o da esquerda do Felipe Montanheiro e o da direita, do Maurício de Souza. Fiquei com os dois, Felipe mesmo pintou sua criação e a outra foi executada à perfeição pelo grande artista de cabeças de pilotos Thiago Amorim, do Rio.

O blog ia de vento em popa, como se diz, e alguns blogueiros começaram a aparecer nas corridas da Superclassic. Já não vou saber precisar em qual etapa (os bons de memória que a refresquem aqui!), tive a idéia de chamar a macacada a Interlagos para um farnel (muita gente aqui nem sabe o que é farnel, ainda!).

E para minha surpresa, Brandão, Joaquim, Máximo, Salomão, Caio e o impagável Ceregatti, personagens de primeira hora, conseguiram arrastar uns 300 doidos ao autódromo, começando um movimento que, juro, eu jamais poderia sonhar.

Gente de todo o Brasil, com anos de vontade de ver corridas represados, uma gana de falar com seus iguais, contar o que sabe, aprender, ouvir, matar as saudades, sentir, reviver, e como num passe de mágica todos se teletransportaram para o Templo Sagrado, tendo o pobrezinho do #96 como pretexto, mas poderia ser qualquer outro, o carrinho foi um catalizador, e a partir dali ganhou fã-clube, torcida organizada, comunidades no Orkut, um cara para tirar o pó, plataforma particular, miniatura e periga virar personagem de história em quadrinhos…

“De onde saiu tudo isso?”, eu me perguntava na torre, durante o briefing, vendo o pessoal chegando com comidas, bebidas e paixão, “que diabos está acontecendo?”, e acontecia o encontro, ao som de Beatles 4Ever e Zé Rodrix, como disse, de iguais. Amigos que ganhei para sempre, e que passei a levar, cada um deles, dentro do valente #96 até estampar o carrinho num muro num treino, e ele me devolver a gentileza com um pódio no dia do meu aniversário.

Ah, esse #96, retratado pelas lentes precisas de Rodrigo Ruiz e Vinícius Nunes, um monte de lata barulhento e fumacento, que apesar de se arrastar arfando pelo Templo nunca deixou de ter centenas de pares de olhos sobre ele, uma torcida desinteressada e apaixonada mais pelo que ele representa do que, propriamente, pelo que faz nas mãos deste dublê de piloto que vos fala.

Até que um dia resolvi aposentá-lo, depois de duas quebras no mesmo fim de semana, e o povo foi às ruas e não deixou. O #96 é, sem dúvida, o grande personagem do ano para mim. A ele, minhas homenagens.






No rastro dos farnéis, aparece Guilherme Decanini, amante das corridas e pé-de-chumbo juramentado, e me vem com uma história de Fórmula Speed, e você precisa conhecer, precisa andar, precisa correr, e lá vou eu, despenco para Itu, e me apaixono à primeira vista pelos carrinhos (ou seriam karts) abusados, velozes, deliciosos de guiar, com cinco marchas dentro do cockpit e dezenas de novos amigos do lado de fora dele, como o Monis, o Lucca, o Thomaz, todos os mecânicos e todos os outros pilotos, que me fizeram um carro, me deram um presente que não tem tamanho.

E lá vou eu correr, em dia de GP da F-1, anoto a corrida pela TV nos boxes, escrevo na administração com conexão discada comendo um x-salada, e tudo dá certo, menos minha performance, sofrível. Que foi enterrada de vez quando levei a maior sova automobilística da minha vida do Comendador Ceregatti, esse do #41, que pisa mais do que fala.

Farnéis, F-Speed, pizzas às sextas-feiras no Speranza, novos e velhos amigos que se encontram, e o blog que não pára. Gira o mondo, e são as fotos do Veloz, do Joaquim, do Jonny’O, do Caíque, do Sidney Cardoso, da Adriana Greco, no comments, yes comments, cacetadas de todos os lados, Lada, Lada, Lada, carros que gosto, carros que não gosto, ônibus que param, álbum de família sobre rodas, lembranças que voltam, poeira tirada dos arquivos da memória e uma nova vida que, ao menos para mim, se apresenta inteirinha para ser vivida.

Pode parecer exagero, mas este blog, graças a vocês, teve, sim, esse poder de criar uma nova vida para este escriba que, no final de 2005, foi levado a tomar a decisão de não insistir mais em acompanhar todas as corridas da F-1 ao redor do mundo, cansado de aviões, hotéis e, principalmente, louco para ficar mais tempo perto de quem gosta e precisa.

A recompensa foi encontar mais gente para gostar e precisar. 2006 foi o melhor ano da minha vida, e se este blog tem algo a ver com isso, que bom.

A todos, um 2007 ainda melhor. E um muito obrigado. Até a volta. Fui. De Lada.

Comentários

  • Lindo texto! Estou lendo agora, mas de coração…Continue feliz! Você e seus textos fazem bem a muita gente. É gente boa contribuindo com gente boa! Assim são as amizades.

    abraço!

  • Baralho Gomes!!!! Hj já são 19 de janeiro e vc ainda tá de férias???? Acessar seu Blog é a primeira coisa q faço quando ligo o pc, e já ta ficando chato ler matérias repetidas…rsrsrs. Fora a brincadeira, parabéns pelo excelente blog e boas férias.

  • Ao Eduardo S SP :
    A Mariela não é minha filha, e foi a primeira blogueira identificada a ir aos Farnéis. Entenda-se que esposas, namoradas e fihas de blogueiros já haviam comparecido. Porém, a Mariela foi a primeira que se identificou e foi lá.
    Caso não esteja enganado, ela é advogada e sua idade está mais próxima dos 30.
    Qualquer coisa, basta contatar, entrando no site :
    http://www.eupossoexplicar.zip.net e deixar uma carinhosa mensagem a ela.

  • Água do mar do Guarujá é água na minha boca
    Inveja (branca). Desejos sinceros de muita diversão e confraternização.
    Bem feito para mim não estar aí.
    Vou aprender a programar melhor meu tempo para não ficar frustrado na próxima ocasião.
    Perder esta ocasião. A de conhecer os papas do automobilismo e motos, além de ouvir o monte de mentiras e aventuras?
    BEM FEITO PRÁ MIM.

  • Macacada, sabadão 8:20hs da matina, estou fechando a capota “della machina”, (quem me conhece sabe o quanto isso dói) e vou despencar lá para o Guarujá, para ouvir as cascatas e mentiras do pessoal, nesse farnel praiano.
    Caio, o de santos e o Commendatore estão desde ontem vendendo tempo bom, sol, mergulhos no mar, mas sei que não vão entregar…

  • Brandão, que a pergunta não lhe incomode, mas, é sua filha a senhorita de nome Mariela ? E quantos anos ela tem ?

    Se bobear, e se eu for (o tempo não está me convencendo, tampouco a boa vontade patern a liberar a moto), acho que sou o unico da idade dela (ou proximo, pois tenho 21)

  • A todos os blogueiros, feliz 2007!
    Pois é, fiquei sabendo hoje (6ª f., 16h50m) do Farnel na Praia… infelizmente já tenho compromisso para amanhã e não poderei ir. O que pode ser benéfico, um barrigão branco a menos reluzindo (e ofuscando) todos na praia.
    Aguardarei os posts a respeito!
    Bom fim de semana e divirtam-se por mim!

  • Muito bem, está quase tudo resolvido.
    Mais alguém precisa de algo?

    Bonilha, eu era o responsável por te avisar, sorry.

    Cássio,que bom que tb vem!

    Zuquim, concordo com vc, por algum motivo os post mais velhos estão sendo excluídos. Mas o contador parece estar correto!

    Brands e LucPeq, na porta do Guaiuba fica o forte dos Andradas, vamos convidar um barbudo barrigudo para o farnel. (E não é Papai Noel!!!).

    Até já…

  • Ah, havia esquecido :

    1) Pablo, entre em contato comigo, se possível por telefone, pois estarei indo hoje à noite (tarde) ou amanhã cedo (bem cedo), mas dependo de uma melhor definição por parte de minha cara-metade;

    2) OMBUDSMAN : Pelo que você postou, omeço a creditar que você mora em NEM (NEM Catanduva, NEM Pindorama, mas no meio do caminho)! Talvez você saiba quem apanhava minhas laranjas (das árvores próxima à estrada).

    3) As fotos das barrigas brancas dos blogueiros reunidos serão censuradas e tiradas da rede, por conta de sua imoralidade.

    Abraços,

  • Notícias Frescas :

    1) O Joaquim não poderá comparecer, pois estará apresentandos os números do Lar dos Velhinhos aos auditores;

    2) FG, O Lula já está na área. Você, PT remido de carteirinha, poderia convidá-lo para o Farnel na areia. Fica bem ao estilo dele : muita bebida e só falando besteira…;

    3) A Mariela arrepiou da idéia de ir, pos ficou com medo de ser classificada como a sem-par. Meninos, habilitem-se;

    4) Roberto Henrique Seixas assumiu o posto do Marcelo Borg n autódromo. Bom, muito bom. É dos nossos. Os farnéis permanecem, agora na sala do Farnel (antiga sala Williams);

    Aguardem, tem muito mais notícias interessantes…..

  • Grande Veloz, sempre técnico e solicito !

    Cara, a moto nem é minha, é do “viejo” que, precavido pelo instinto paterno, reluta em ceder aos anseios do filho recem saído da adolescencia (tenh 21, então já faz 2 que sai da adolescencia, não é ?)

    Está com filtro original, pelo fator que voce citou, filtro K N aqui no litoral enche de areia mesmo

    E essa é 05, está com escape original, tambem

    A RR do meu amigo é 06, comprou a poucos meses, está com o tal escape, que, na minha opinião, deixou o ronco muito grave

  • Farnel na Praia e só descubro agora!
    Sou de Guarujá, quem precisar de orientação manda e-mail ou me add no msn, estou on direto.
    Só acertem o horário, para eu encontrar todos.
    Abraços
    Marcos Bonilha

  • Eduardo S SP, bom dia.
    A minha é 05 e o escape é o Arrow modelo Race Tech Competition de inox, do coletor até a união dos tubos e a partir daí alumínio até a ponteira.
    O som emitido é o mesmo da categoria Superbike que o Alex Barros disputou, portanto, animal desde as 3000 rpm.
    Também troquei a ignição original pela Power Comander com o devido retrabalho nos bicos injetores e troquei o filtro de ar pelo da K & N.
    Tudo feito pelo China, o mecânico japonês maluco aqui de São Paulo.
    Com tudo isso vieram vários HP`s a mais, (o China estima em aprox.15 hp) porém, só posso dizer que está dificil andar com ela no molhado, a traseira vive querendo encontrar com a frente nas acelerações em curva.
    O Alemão, dos pneus Metzeler, me recomendou um modelo novo que chegará no fim do mês e que, segundo ele, drena melhor a àgua sem ser duro demais, prejudicando a tocada no piso seco.
    Já viu o que vai dar essa história, né ?
    Pneu mole como manteiga que se acaba em 5000 km, mas gruda como chiclete.
    Quem disse que desempenho não custa muito não sabe o que fala, ou talvez, não sabe o que pilota.
    Você mora no litoral Norte então, deve se divertir aos montes com sua R6 na estrada Rio-Santos.
    Só tome muito cuidado com o filtro de ar dela. Não instale um filtro tipo K & N porque vai entrar aquela micro-areia que vem junto com a brisa do mar e detonará irremediavelmente o belo motor da sua moto.
    No mais, é só alegria e “mão em baixo”.
    Grande abraço.

  • Sampa
    Quinta-Feira, 4 de janeiro de 2007
    Meia-Noite!!!!
    (Depois dizem que eu não trabalho…)

    1) Acabei o pacote GM. Significa que estou exausto, durmo em casa e amanhã pela manhã vou pra praia. Plena sexta-feira. Desta vez eu mereço.
    Sorry, folks.
    Amanhã quero descansar pro Sabadão.

    2) A partir desse momento “me desplugo” da Internet. Não postarei nada, amanhã estarei ocupado pegando Sol com a família não no Templo Sagrado, mas sim no nosso novo Território Sagrado: A PRAIA!!!
    Caso precisem, tentem me achar no telefone celular.

    3) Providenciarei as fotos solicitadas, na ausencia do ilustre Rodrigo Ruiz.

    4) Diferente de Interlagos, a praia fica aberta 24 Horas, e o quiosque tambem. Não se preocupem com atrasos ou stress. Deixem toda essa droga de dia a dia sem graça em casa, vistam seus calções de banho, chinelo de dedo e relaxem. Vamos tomar posse da areia e rir muito. Com força.

    5) Preparam-se para fotos comprometedoras da minha barriga, escandalosamente ridícula. E de detalhes inconfessáveis de respeitáveis blogueiros seminus.

    6) Com certeza depois vai rolar um daqueles posts hilários do FG, parecidos com os textos da FIAK. Se no ambiente do Templo Sagrado, nosso território habitual nos divertimos à beça sempre, IMAGINEM o que vai rolar nas areias da praia, regadas a sol, talvez chuva, mar, caipirinha, batida, cerveja, motos, carros, loucos, sérios, alucinados, cascateiros e mulher bonita por todos os lados. Não vai prestar, tenho certeza.

    7) Tem jeito melhor de começar a temporada 2007 do Campeonato Paulista de Automobilismo, e o segundo ano de vida desse espaço e do(s) #96?
    Acho que vai ficar na história.
    Se for uma droga, não tem problema.
    A gente inventa… Certos, bando de cascateiros?

    8) Nos vemos na praia. Até já, pessoal.

  • Adendo ao Comunicado Oficial:
    Um tal de Veloz-HP acaba de ser indiciado pelo mesmo delito, de acordo com as leis de Pindorama.
    Afinal, haverá uma fotografia publicável do Honorável ?
    Quem poderá desvendar o maior mistério deste blog? Go, spy!

  • Que alguém produza registros fotográficos mínimamente aceitáveis e publicáveis de tal encontro.
    A falta deste registro seria um despautério injustificável.
    Senhores Gomes, Joaquim, Ceregatti (o poeta do automobilismo nacional), Brandão & Outros poderão ser indiciados nos termos das leis vigentes em Pindorama.
    Eu avisei: depois Eu é que sou o chato, formal, detestável, etc…

  • Matusas e cia, pode ser que apareça por aí, vindo das areias do litoral norte (onde moro) possivelmente a bordo de uma YZF R6 (que ta precisando tirar as teias de aranha dos pistões)

    E Veloz, essa sua RR é ’05 ou ’06 ? Te pergunto isso pois tenho uma migo que tem uma, recem comprada, 1000 tambem, lindissima, e está com escape Yoshimura de fibra de carbono, faz um um ronco muito grave, só abre mais lá pra cima nas rotações, coisa linda tambem

  • Nem no meu imaginário pessoal eu imaginaria, daqui de Floripa, invejar um bando de paulistas loucos passando o fim de ano no Guarujá.
    Taí mais um resultado deste Blig do Gomes.
    FG, CC, Xará Brandão, Mestre J: vocês são os caras.
    (será que o Caio, a Celebridade Automobilística de Santos, auditou o contador deste post ? Parece que diminuiu ou será ledo engano pelo auto-imposto silêncio do proprietário?)
    Com a palavra, the Big White Helmet, from Santos.

  • Sampa
    Quinta, 4 de Janeiro
    20:10 Hs

    A lista cresceu, pessoal.
    Vou chegar cedo no sábado (pra variar) e falar com o Jonatan (nosso mordomo-garçon-faz tudo exclusivo) que trabalha no quiosque e montar a BARRACA DOS ALUCINADOS.
    Assim quem for chegando vai ter certeza de ter uma mesa e guarda-sol (ou guarda-chuva) de plantão, pronto para impedir que torrem ao sol, ou que se molhem na chuva.
    Por enquanto:
    FG, CC, Veloz HP, Brands Hatch, Mestre Joa, Caio, Cassio Missiroli, Reginaldo NaTrock, Romeu, Pablo, LucPeq e Alan.
    Putz, doze camaradas.
    Fora os que vão sem avisar.
    Sugiro fazer um caixa único, com uns dez ou quinze reais cada um para as despesas comunitárias líquidas e sólidas.
    E deixar a grana com uma das respectivas, senão… Imaginem a manchete:
    “Jornalista em férias pilota desfalque em Quiosque no Guarujá”.