Mais um: Bernoldi

SÃO PAULO (tem outro jeito?) – Acabam de me informar que mais um ex-Fórmula 1 está na bica para andar de Stock. Trata-se de Enrique Bernoldi, que foi convidado pelo Paulo Gomes para andar nos testes coletivos do dia 11, um dia após o encerramento da temporada, em Interlagos.

Enrique, que correu pela Arrows em 2001 e 2002 e andava meio sumido, vai pilotar o carro com bolha do Bora da GomeSports (ótimo nome para uma equipe) que está sendo usado neste ano pelo filho mais velho do Paulão, Pedro, e com o qual o caçula, Marcos, andou no Rio na última temporada.

Não lembram do Enrique? Pois cliquem aqui para lembrar Mônaco/2002, pequena batalha com Massa, que acabou com o Felipe dando um totó no paranaense. Lembro que, no dia, Bernoldi ficou bem puto. Olhando deste ângulo, compreende-se por quê.

Comentários

  • Stock, arghhh … cemitério de pilotos, maior topa-topa do Brasil. uma corrida sem emoção, com os pilotos esondidos naquela geringonça chamada de bolha.
    Bem, para os pilotos é um ‘trampo’ e tanto, mas sem nenhuma tradição de revelar pilotos pra exterior, tá mais pra aposentados de luxo mesmo e filhinhos abastados, uma meia duzia de ‘respeitaveis’, e outros ‘faz de conta’ , odeio Stock, corrida pra mim é formula onde se realmente vê quem é Piloto, num conforto todo de gaiola daqueles nem precisa passaporte de F1, basta ver o ‘Buenos’ da vida com uma equipe razoavel já da pra aparecer, se tiver um pai corujão então, ta feito, da pra satisfazer o ego proprio da mediocridade como piloto e a frustação de nunca chegar a competir na Formula 1, caso de alguns, ou de serem rejeitados dela, caso da maioria, no fundo, a Stock se tornou um enorme e rico Hospital de pilotos enfermos . E tem gente que ainda fica pagando pau. Misericordia, mas tem dinheiro né, o dinheiro corrompe muita coisa, até a emoção e competividade, enquanto isso a Formula 3 Sulam apodrece em coma profundo e lenta. ‘Pobre’ e podre automobilismo brasileiro, sem falar dos nossos autodromos, Jacarepagua, Brasilia que o digam, segundo inclusive a palavra de muitos pilotos repeitaveis.Enfim, eles pelo menos vão fazer o que gostam e em casa, e isso é que importa, as favas com o resto, ‘eu quero é me dar bem’, esse chavão já era dito por um famoso humorista transvestido de politico corrupto nos anos 90.É a vida.

  • Enrique Bernoldi tinha bom potencial na Fórmula 1, lembro que nessa corrida (que não é a mesma que ele segurou o Coulthard, aquela foi um ano antes) ele estava duas posições à frente do seu companheiro de equipe, que era o Frentzen e chegaria em quinta naquela corrida, ultrapassou lindamente o Massa, que tinha um carro superior, só que teve um ataque de piriri e jogou o Bernoldi no muro, patético… Outro grande momento do Bernoldi foi passar o Schumacher em Sepang, em 2002… Ele era rápido e culhudo o menino… Beeeeeeem melhor que o Massa.

  • Grande Bernoldi. Aliás, fez uma bela corrida nesse dia, que suspeito que tenha sido um dos motivos para não ter tido tanta sorte na F1, já que segurou o David Coulthard por 28 voltas, que tinha aquela McLaren que era o bicho. Infelizmente, participou do papelão da Arrows naquela corrida q eles só saíram do box pra passear por meia volta.

    Teve uma outra oportunidade, mas ser segundo test drive na bomba chamada BAR era praticamente o inferno.

    Tomara que seja mais um, junto com o Tarso e o Burti, daqueles que a F1 engoliu e a Stock Car ressucitou.

  • Pelo que eu li na reportagem sobre os salarios da F1. Raikonen vai ganhar 51 milhoes e Massa 10 milhões. Precisa dizer quem é o primeiro piloto.

    Basta o Kimi começar com 1ponto na frente do Massa para começaro jogo de equipe para favorecer o Raikonen

  • O Bernoldi realmente merecia outra chance.Pelo menos na A1GP,no lugar do (quem???) Raphael Mattos.

    O Pizzonia não.Esse teve chances demais.o Webber fez ele comer pó.Depois de passar 1 ano testando a Williams,foi mais lento que o Nick Heidfeld,que nunca tinha sentado no carro.

  • Bom… concordo que tanto o Bernoldi quanto o Burti mereciam ter mais chances do que tiveram na F1. A esses eu também incluiria o Pizzonia. Pra mim o maior “defeito” deles foi nunca terem um QI – Quem Indica – legal, pois mesmo contando com a boa vontade de alguns, sempre havia alguém de maior poder disposto a atrapalhar suas carreiras. Vide o caso do Burti na Jaguar, do Bernoldi por causa do Ron Dennis e do Pizzonia que sempre esteve nas graças do Frank Williams, mas havia um certo Mario Theissen na jogada…

  • Infelizmente mais um piloto que foi mal aproveitado e acabará na Stock, um caminho sem volta. Até o Burti foi nessa, entendo que prematuramente, pois para pilotos como eles é uma categoria para o fim de carreira. Merecia mais uma chance na F1, iria bem na Red Bull ou Toro Rosso.

  • Se não falha a memória não foi o MikaHakkinen que ficou uma semana atrás do Bernoldi em Mônaco e sim David Coulthard. Neste episódio Ron Dennis falou que Bernoldi não pilotaria mais na F1. E não pilotou.

  • Realmente o Bernoldi é bem melhor do que sua passagem pela F1 faz crer.
    Um cara que faz uma ultrapassagem, sobre um carro melhor que o seu, e valendo posiçao em Mônaco não pode ser apenas regular…

    Nesse dia o Massa deu uma “braçada” proposital…

  • Este foi mais um grande piloto que sem recursos financeiros não conseguiu melhores resultados. Foi neste principado que Bernoldi, com um carro inferior, fez o Mika Hakinen ficar várias voltas na sua cola sem conseguir ultrapassa-lo.

  • Me lembro bem do episódio. O Bernoldi consegue uma rara ultrapassagem em Mônaco para logo após ter sua corrida estragada pelo trapalhão do Massa. E pensar que agora ele virou o maior ídolo do Brasil-sil-sil na F1…