Me digam que é mentira

SÃO PAULO (o que vai sobrar?) – Cariocas, favorzinho pro amigo aqui… É verdade que fecharam o Caneco 70, no Leblon? Depois de fecharem o Riviera, aqui em SP?

Li que vão fazer um prédio, derrubaram o bar. O único que sobrou na orla do Rio, que eu saiba, com um terraço para o mar. É verdade isso?

Desliguem os tubos. Mas, antes, quem tiver uma foto do Caneco 70 me mande. O e-mail é o de sempre, [email protected]

Comentários

  • Fred, acho que só aqui no Rio se bebe o chopp sem pressão, ainda não descobri o motivo.
    Talvez o motivo seja a temperatura, pois a espuma não é tão gelada. Nossa depois de tanto tempo bebendo chopp, só agora que pensei sobre isso.
    Um brinde ao blog, ao Rio e o meu chopp é com meia pressão.

  • Vixi, nem sabia que chopp se serve sem colarinho. O Bar Leo (sem o “do”, caro Ceregatti) serve inclusive o “leitinho”, que é pura espuma – sem contar os canapés e o queijo parmesão uruguaio que parece um doce de leite.
    Pena que falte a praia…

  • Acarloz:
    é aquele bar em que o dono sabe que vc só vai uma vez. Daí, erra na conta sempre à favor dele (principalmente se for um casal), a comida é meio de carregação, assim como a bebida.
    Ele (o dono), sabe que vc nunca será freguês, porque vc é de outra cidade, outro país (melhor ainda). Vive da rotatividade, não da freguesia.

  • sempre achei o sindicato do chopp um meio termo entre o bracarense e Jobi e os mais badalados e caros conversa fiada, manoel e joaquim e etc..
    gosto do sindicato do chopp e do bofetada na farme de amoedo ipanema. e gosto de chopp na pressão com bastante colarinho. pediu chopp sem colarinho vejo que não sabe beber.

    mas o melhor chop pra mim é o Baden Baden Cristal de campos do jordão

  • O Caneco fechou faz tempo e entre Ipanema e Leblon, na praia, só o Barril. Particularmente, o Caneco não me faz falta nenhuma, não gostava. Talvez eu seja um carioca estranho porque gosto de lugares limpos e de ser bem atendido…

    Em Copa, ainda existem vários bares na praia. Pra turistas? Com certeza. O absurdo é que na orla Ipanema-Leblon só tenha sobrado um. Em uma cidade que se orgulha de ser a porta de entrada do turista no Brasil, é fabuloso que a orla não seja devidamente preparada…

  • Tio Gomes:
    O Caneco sempre foi bar de turista.
    O Bar Lagoa é ótimo pra quem gosta de ser mal atendido. Aqui no Leblon abriu, onde era o Look, na Ataulfo de Paiva, o Conversa Fiada, que tem uns precinhos salgados, mas um bom chopp. Mas carioca é meioe esquisito mesmo, vide o sucesso do tal Outback (fila de espera constante e preços altíssimos
    Ninguém falou do Bracarense e do Cliper???
    Brandão
    O Jazzmania virou salão de festas, mas o Barril 1800 resiste, embora tb tenha virado bar de turista.

  • Chopp daqui, chopp de lá, e ninguem lembrou do chopp certo no lugar exato:
    Bar do Léo, esquina da Rua Aurora em São Paulo, exatamente no meio da boca do lixo, mui próximo do famosíssimo 69, prédio decrépito lotado de prostis gordas e em fim de carreira.
    Encostado na Rua Santa Ifigênia, centros dos eletros, dos eletronicos e do contrabando e da contravenção mais descarada.
    O lugar é horrível, as meninas são tristes, mas o Chopp é ótimo.
    Nada como uma boa dose de boca de lixo regada a chopp para nos enganarmos e pensarmos que a Lapa boêmia era assim…

  • Alexandre Reis,
    está anotado. Próxima vez no Cervantes vou de ovo frito com gema mole.
    Obrigado pela dica.
    Ia também a um lugar famoso pelo caldinho de feijão mas como minha memória diminui a cada ano, não consegui achá-lo qdo estive aí. Você sabe se ainda existe ? Acho que era perto do Cervantes. Conhece ?
    Abs

  • Velocet,
    Desculpe a confusão das esquinas.
    Obrigado pela informação.
    o Albericos ainda existe? E resiste?
    Lembrei de outro que costumava frequentar, mas mais à noite : Jazz Mania. Foi lá que vi uma menina, cantando sentada numa banqueta de bar e pensei : quanta gente que canta bem nesse país! Essa menina podia ser sucesso…
    E foi : Marisa Monte
    Mas o melhor sanduíche de filé era do Bar Lagoa que, me disseram, está fechando ou fechado também.
    Procede?

  • Bem amigos, tenho que concordar com vcs, a maioria dos cariocas gostam do chopp sem pressão.
    Nas rodas de amigos sou um dos poucos e as vezes o unico que bebe chopp nameia pressão. Lição que aprendi com meu pai, que trabalhou na Brahma muitos anos.
    Mas em relação a isso façam como os cariocas, relaxem, esqueçam como está o chopp e aproveitem a paisagem, a companhia e a alegria desta cidade.
    Mais um Brinde ao Rio

  • Bem, sob o ponto de vista de “paisagem”, tomar chopp vai ficar menos prazeroso. Sob o ponto de vista sabor, não fará falta nenhuma, afinal o chopp de lá era uma porcaria mesmo.
    Aliás, dois anos atrás rodei a orla de Copacabana com uns primos, procurando um chopp decente e, nada. O pior é que os primos eram de Ribeirão Preto, terra do Pingüim, ou seja, o nível de exigência era altíssimo. É um desperdício que não haja uma chopperia que preste na orla carioca.

  • Voltando ao assunto do tópico :
    Nunca fui muito de Caneco 70, mas continuo frequentando o Cervantes, e gosto (ou gostava) particularmente, daquele que fica na esquina da Vinícius com a Vieira Souto, que agora esqueço o nome.
    Tem ostras, lula à doré e uma caipirinha de vodka, que me dá vontade de ir para Congonhas agorinha mesmo.

  • Nick Bichinha,
    A Marina lembra muito o Rio em suas músicas. E que tal “Uma noite e Meia” :
    Vem chegando o verão,
    Um calor no coração
    Essa magia colorida
    Coisas da Vida
    Não demora muito agora
    toda de bundinha de fora
    Top Less na areia
    Virando sereia…

    E por aí vai…

    Lembro, quando morava na Niemeyer, numa casa do Cláudio Bernardes que, quando tinha horário de verão, ficava na varando esperando
    O hotel Marina quando acende…

    Era a mesma época da música e log me vinha à cabeça..

  • O Caneco já estava uma bomba há anos. Fechou, em vez de melhorar e agora, infelizmente, vai ser mais um prédio escandalosamente caro.
    Foi o último da praia do Leblon, mas a orla do Rio é enorme e ainda há dezenas de bares e outras formas de se beber à beira-mar no balneário.
    Paulistas, atualizem seu guia turístico.

  • Querido, você falou do Caneco 70, do Leblon, aí li um comentário falando do Hotel Marina… Foi inevitável. Lembrei de Virgem, da Marina. Grande Música.
    *O Hotel Marina quando acende
    Não é por nós dois
    Nem lembra o nosso amor
    Os inocentes do Leblon
    Esses nem sabem de você
    E o farol da ilha só gira agora
    Por outros olhos e armadilhas*

  • Não me surpreendo, um ponto daqueles e um bar tão vagabundo. Não que eu não goste de barzinho mas o Caneco 70 sempre foi um bar mediocre Embora estivesse no melhor ponto do Rio e pudesse ser o melhor botequim da área. Se tivesse a marca Bracarense, jobi ou Sindicato do Chopp garanto que seria outra história

  • É Gomes, como já disseram meus amigos, infelizmente esse fechou.
    Mas ainda bem que o Seu Juan continua firme e forte no Cervantes.
    Pra quem quer ficar pela praia, ali no mesmo no Leblon, não é Boteco, mas durante a semana é bem gostoso (Vejam bem, durante a semana) é o Bar da Praia no Hotel Marina.
    Boa pedida e melhor ainda é qualquer boteco ali pelo Centro da cidade, por volta das 18:00, chopp gelado e mulheres aos montes.
    Um brinde ao Rio.

  • Alguém falou no Cervantes ?
    Sempre que ia ao Rio dava uma passada naquele lugar (pra mim) sensacional.
    Só que da última vez não consegui entrar !!
    Nada como sair da balada e ir à Barata Ribeiro tomar mais um chopinho com aquele sanduíche de pernil.

  • já era. em breve edificio no lugar.
    p/beber do arpoador ao leblon, vendo e sentindo o cheiro do mar, agora só no hotel arpoador inn e no barril 1800.
    nos hoteis apenas vendo o mar, com vidros pela frente

  • Passei grandes e inesquecíveis momentos no Caneco, sempre sentado numa mesa externa e sendo atentido pelo folclórico Mineirinho.
    De uns anos pra cá o Caneco perdeu a clientela porque não soube se renovar, não acompanhou o ritmo dos novos estabelecimentos que abriram aqui no Rio. É uma pena.
    Foi um lugar único e ficará para sempre guardado na minha memória.

  • Fecharam há um tempinho.
    Nunca fui ao RJ sem ir ao Caneco 70. Mas, estava sempre meio vazio…acho que os cariocas não gostavam muito.

    Aliás, carioca não gosta muito de chopp. Se gostasse, não tomava aquela água gasosa e sem crem.
    Lá vem bomba!!!!

  • Só os bares de Copacabana agora… Na Barra ainda existem alguns restaurantes de frente para a Praia… mas pelo menos os quiosques novos estão saindo do papel… O chopp do quiosque do bar Luiz é maravilhoso… recomendo… fica na frente do Copacabana Palace

  • Flavio

    lamento infomrar, mas é verdade. Frequentava aquele bar por muito tempo, e era o único que tinha uma cobertura onde podíamos contemplar o mar. É uma grande perda para os amigos etílicos. Era o local de encontros, de paixoes secretas, de namoros, de despedidas…
    Sds