Uma corrida, finalmente

SÃO PAULO (feliz) – Foram tantas emoções, diria Roberto Carlos…

Bem, até que enfim uma corrida decente nesta temporada. Que só foi boa porque coadjuvantes como Albers, Sutil e Liuzzi se encarregaram de jogar o safety-car na pista um monte de vezes.

Por conta das confusões, tudo aconteceu. De normal, apenas a vitória de Hamilton (seis provas, cinco poles ganhando) e, vá lá, o segundo de Heidfeld, pela largada.

O resto foi uma zona só. Wurz no pódio com a Williams e apenas uma parada. Alguém apostaria?

Sato jantando Alonso no fim, alguém imaginaria? Vibrei com a ultrapassagem. Fazia tempo que não vibrava com nada na F-1. Vibrei como se a Portuguesa tivesse feito um gol.

Pitacos:

– Massa e Fisichella desclassificados… Montoya fez o mesmo em 2005. O semáforo é grande. Bobeada de ambos. Acontece, mas o preço para Felipe é alto, porque ele disputa o título.

– Raikkonen se arrastando. Está aí um grave erro de avaliação de todos que cobrimos F-1. Quem és tu, Kimi? Para reverter a imagem estragada em meia-duzia de GPs, vai precisar ganhar umas três provas seguidas. Ser frio, tudo bem. Mas guiar como um banana, sorry. Está em débito.

– E Alonso? Barbeirando feito um novato, entrando em parafuso diante do primeiro companheiro de equipe veloz que pegou pela frente. Foram erros a granel, a partir da largada, até ser humilhado por Sato (sim, estava sem freio, mas azar dele). Sétimo colocado, outro em débito. É um gênio? Bem, ganhou dois títulos em cima de Schumacher. Pode estar vivendo um mau momento. Mas que pirou, pirou.

– Rubens… Pobrecito, esforçado, valente, andou em terceiro com aquela porcaria de carro. Mas por que não parou no safety-car? Não chegaria ao pódio, mas poderia pelo menos levar para casa a recompensa dos pontos. De qualquer forma, e pode até parecer paradoxal porque não pontuou ainda, está com crédito. Eu achava que a carreira dele terminaria no fim do ano. Mas está fazendo por merecer uma renovação.

– Os nomes da prova, fora Hamilton? Wurz e Sato, primeiro. Depois, Kovalainen e Ralf, apesar de tudo.

– Sobre Kubica: não fosse o HANS, estaria sendo sepultado agora, Quebrou a perna. Vettel deve correr. Foi pavoroso, o acidente. E imperdoável, para a F-1 como um todo, ocultar as imagens de sua retirada do carro. Uma agonia pavorosa. Vettel deve correr em Indianápolis. Outro para quem a sorte sorri inesperadamente. Esse menino é muito bom.

– Por fim, Hamilton. Eu escrevi, duas semanas atrás, que ele não é nenhum ET. Pode até vir a ser, mas ainda não é. Sustento a tese, não por teimosia, mas por coerência. Claro está que é talentoso e acima da média. Afinal, está enlouquecendo um bicampeão formidável como Alonso. Mas continua se valendo do equipamento que tem. Um de meus argumentos era que ainda não tinha pole, nem vitória. Agora tem. As duas coisas. Está trilhando um belo caminho. Pode até ser campeão. O que fará dele, sim, um extraterrestre para os padrões do esporte. Não é qualquer um que ganha um título no ano de estréia.

Continuo vendo em Hamilton a síntese da F-1 de hoje. Um piloto preparado, muito bem preparado, rápido e quase infalível. Ainda não foi submetido a nenhuma grande pressão, mas agora será. Afinal, é líder isolado do Mundial. Gosto muito do seu estilo. E, mais ainda, de sua história pessoal.

Não tenho o hábito de torcer por piloto algum. Não é essa minha função. Mas vejo com enorme simpatia o surgimento desse rapaz. É um piloto limpo e uma pessoa de grande valor. Faz bem para o esporte um atleta com tal trajetória.

– O GP do Canadá, em resumo, me deixou feliz. Gosto de corridas. Adoro boas corridas.

Comentários

  • Devagarinho Flávio Gomes está dando o braço a torcer. É difícil admitir para quem é teimoso e sempre do contra como ele, mas os fatos falam por si mesmo. Mas dizer que esse garoto tem um “TALENTO ACIMA DA MÉDIA” é um insulto a ele e a todos nós que acompanhamos corridas de F1. De tempos em tempos aparece um piloto diferenciado, um fora de série. Está muito claro que Hamilton é um desses pilotos. Não é preciso mais citar suas qualidades para fazer tal afirmação. É só acompanhar as corridas. Como já disse anteriormente: Só não vê quem não quer ver. Além de tudo o rapaz tem carisma, e como disse FG ( e nisso concordo com ele ), É um piloto limpo e de grande valor. Apesar de torcer pelos pilotos brasileiros, pois acima de tudo sou brasileiro, também vejo com muita simpatia o surgimento deste grande talento.

    Eis que surge mais um piloto fantástico.

  • Gostei da punição no Massa. Torço por ele como sempre torci por qq brasileiro na Formula 1, mas no momento em que ele ficou atrás do Mark Webber sem tomar qq iniciativa para ultrapassá-lo num circuito como o de Montreal só me fez perceber que ele é apenas + um…e por ser brasileiro deveria dar uma honrarada no historico dos bons pilotos do brasil. Quando vejo videos antigos do piquet ou senna e os comparo com a atitude dos pilotos de hj, so me faz dar raiva. Muito se discute sobre qual maneira para a F1 voltar a ter ultrapassagens, mas do que adianta pensar em solucoes mirabolantes se os pilotos nao tem gana de ultrapassar o carro que está a sua frente? Por isso gosto do Sato. Vai lah e mete a cara, como na largada em monaco uns tempos atras e agora tb…hj todo mundo quer passar no box, passar pela estrategia e so…eh dose!

  • FG,

    Massa, se quer ser campeão, não pode cometer erros estúpidos como este!

    O Raikkonen parece estar sempre de ressaca!

    Este èpanha é rediculo….o Hamilton foi comprimenta-lo e quase ele virou a cara! o melhor foi ter tomado do Sato!

    Sempre fui fã do Rubinho…mas o que acontece com as estratégias dele que nunca dão certo?? Será que de novo o Ross dara jeito…….aliás, só dava pro Schumy

    Para mim, fora o Hamilton…Wurz, Kovalainen e Ralf caíram de paraquedas ……

    Realmente um acidente pavoroso! Quando o carro (ou o que sobrou) parou, ele estava com o punho fechado, e os dedos começaram a se abrir, como se estivesse contando até cinco e depois o braço caiu….neste momento pensei o pior….igual aquela balançada na cabeça em Imola……

    Bem, quanto ao Hamilton…nada a declarar…o cara é bom e ponto.

    Abs e até Indianapolis

    Spada

  • Cheguei atrasado e tudo já deve ter sido escrito:
    Ross Brawn faz a maior falta.
    O Hamilton é bom pacas e… SORTUDO também! Não há nada melhor para um piloto do que uma entrada do Safety Car imediatamente após o seu pit stop.
    O Gavião Bueno continua esgotando a quota de besteiras a cada corrida. Vai falar m$#$#^$erda assim lá em Caracas!
    O Kimi inexiste… mesmo desclassificado o Massa deu um banho nele.
    Alonso tá com o @ na mão.
    O Heildfeld vem fazendo um trabalho decente.
    O Kovaleinen ganhou pontos imerecidos.
    Sato mandou muito bem!!! Cadê o Davidson?
    A turma que participa das enquetes do Grande Premio não entende lhufas de automobilismo.

  • Rogério, eu sou do meio e queria só ressaltar uma coisa: O estrategista jamais decide o que vai fazer sozinho. O piloto e o engenheiro do mesmo são peças fundamentais nessa história. E em 10 anos de automobilismo, eu sou capaz de arriscar que a estratégia adotada pelo Wurz foi idéia dele. Deve ter arriscado por que sabia que o Canadá sempre é uma corrida at %[email protected]$&@# O engenheiro deve ter aceitado e o estrategista também, afinal, como você disse, ele não tinha nada a perder saindo lá de traz. Provavelmente ele deve ter feito o qualify de pneus duros e na primeira parada colocou os moles. O Rubinho poderia ter feito o mesmo? Sim, todos poderiam, até a Mclaren com sua superioridade, mas preferiram não arrisacr em um GP atípico!

  • Aquilo nem parecia corrida, mais pareceu Fórmula Indy… No mais, os hilários marcianos do Tim Burton corriam atrás das pessoas aos gritos de: “Don’t run, we are your friends!” Pelo visto é exatamente assim que o Alonso deve estar vendo o Luís Amilton (sem H pra ninguém o RÁÁÁMILTON)

  • vc tem razao sobre a falta do estrategista ross…ele esta deixando muito mais saudade que o aposentado pelo MASSA chamado XUCRUTE hahahahrsrsr quanto ao RUBENS deixem o FERA em paz …pois agora ele esta so ganhando mais alguns milhoeszinhos dos JAPA para aposentar tranquilo… heheehrsrsr e mesmo assim esta dando maior PAU no butao hahaahahrsrsrsr !!!!!!

  • Concordo. Alonso com certeza preferiu ganhar 2 pontos a ter que dividir uma curva com Takuma Sato! De fato não foi a melhor corrida de Alonso, mas Hamilton só confirmou a estatística deste ano de que quem larga na Pole ganha a corrida. Nada mudou.

  • E viva a Super Aguri!!!
    A minha equipe favorita, só alegria. (fico pensando aqui o que o Alonso deve ter pensado: poutz, lá vem esse japa loco, vou deixar passar senão vou morrer aqui… huehueeu)

  • O RUBINHO ANDOU DEMAIS PELO CARRO OU CARROÇA Q TEM, PILOTOU COM COMPETENCIA,ELE E É UM PILOTO Q DIFICILMENTE ERRA,SÓ ERROU EM ESTAR NO TIME CERTO NA HORA ERRADA ,ERRADA PQ QUANDO ESTAVA NA FERRARI ESTAVA COM SCHUMI, MAS PODEM CRER C DEREM UM CARRO COMPETITIVO ELE COM CERTEZA DARIA MUITO TRABALHO……
    VCS VIRAM O ALONSO QUANDO O RUBENS ERROU NA CARREIRA DESCE JEITO ? NEM QUANDO ELE TINHA Q SER ESCUDO DE SCHUMI…….

    SEM DUVIDA UM GRANDE PILOTO

  • Desculpe-me, mas dizer que Rubinho está fazendo uma grande temporada é demais. Ele andou em terceiro por circunstancias da prova e não por competencia. Terminou em ultimo. Se tivesse feito, como o Galvão cansou de dizer ao vivo, uma corrida excepcional, terminaria na zona de pontuação, que é o maximo que pode almejar. Ralf Cabeça de Bagre Schumacher terminou lá em oitavo. Para ver que a corrida do Rubinho não foi tão boa, pois o carro da Toyota é tão ruim quanto o da Honda e Ralf é um dois piores da F1.

  • parabens MASSA vc a cada gp esta melhor e mais comfiante…pena a FERRARI nao estar mais com esta bola toda…pois vc numa Flexa de prata daquelas… o LEWIS tomaria PAU de vc com certeza pois vc alem de rapido… vc tem o que esta em falta hj na F1 Coragem…Raca…agressividade…maiores ainda que as de lewis…valeu !!!

  • Flávio,

    Só um detalhe: eu nunca vi um piloto vencer com um carro ruim. Atribuir ao carro boas partes de suas conquistas é meia-verdade. Se os demais não tiveram a chance de começar suas carreiras em times de ponta é porque não convenceram logo de início. Hamilton o fez, e quem sorri é Ron Dennis.

  • Flavio, eu também gosto de boas corridas, mas estafoi ruim, não teve disputa por nada. O que teve foi uma porr.ada espetacular e 4 entradas de S. Car, só isso. Você precisa mudar seus conceitos do que é uma boa corrida…..

  • Até que enfim um GP com todos os bons ingredientes.
    Até o grande acidente do Kubica, resultando apenas na torsão do tonorzelo esquerdo fez deste GP, sem dúvida, o melhor dos ultimos dois anos (destaco apenas o GP Brasil´2006 pela pilotagem do Schumacher e o Massa).
    Hamilton foi coroado pela sua pilotagem sem erros, digna de nota 10, principalmente pelas diversas circunstâncias ocorridas durante o desenrolar da prova, as quais não lhe afetaram em nada.
    Demonstrou aos adversários que veio realmente para ser campeão no 1º (se deixarem) ou no 2º ano.
    Quanto aos demais pilotos “experientes”, não custa nada assistir o VT para aprender um pouco com a pilotagem do Lewis.
    Desculpas esfarrapadas e ridículas foram dadas por muitos, principalmente as do Alonso, que vergonha!
    Na 1ª corrida em que não sai carimbado desde a largada o seu lugar no pódio (vide Mônaco), faz um papelão desses e culpa os pneus (e são os mesmos do Hamilton).
    Quanto ao GP em si, houveram diversas ultrapassagens na pista como deve ser (até o Sato enSatou o Alonso).
    Foi um GP digno para coroar com a vitória um novo estilo de Piloto, (alegre e sorridente) e Pilotagem (rápida, segura e limpa), chamado Lewis Hamilton !

  • Tá certo que o Hamilton se favorece com o carro maravilhoso da McLaren, mas mesmo assim, estatisticamente e por talento ele tá fazendo coisas incríveis. Não me lembro de novato nenhum ter conseguido 5 pódios logo de cara, uma pole e uma vitória… teve algum sortudo que fez melhor debute que esse?

    “Mas o carro é bom….” Sim, o carro é bom mesmo, fantástico, porém se consedirarmos pilotos com carros de ponta, os chamados segundos-pilotos (na McLaren, até que porvem o contrário, o 1º é Alonso) ninguém fez melhor que ele….Exemplos? Fisichella com a 2ª Renault, Rubinho, segundão da Ferrari, Montoya, nos tempos críticos de McLaren, Webber, segundão pentelhão da Williams… entre outros segundões, estreantes, que não fizeram metade do que o Hamilton.

    Hamilton é bom, ponto…. Tem constância, rítimo, erra pouco, enfim, pilota certinho…

    A corrida foi boa porque o circuito ajudou, é rápido, perigoso, tem pancadas, tem safty-car, tem espetáculo. Se fosse corrida no novo Bahrein ou na Malásia, tinha sido mais uma corrida chata e sem graça.

    O Massa tava numa corrida boa, apesar de bobear na hora do safty-car, deveria ter entrado antes dca primeira lambança, bobeou ali, antes mesmo de “não ver” o semáforo. Naquela hora já era tarde. Mesmo assim, merece crédito. Correu bem até a bandeira preta.. hauauahuahuah

    E o Coulthard? Tá difícil pilotar aquele RBR. Piloto burocrático com carro manhoso, dá nisso.

    Kubica? Pensei que tivesse morrido. E quem não pensou?

    Kimi? Não vi, ele correu ontem?
    Ralf? Nem sinal.
    Rosberguinho Who?
    Kovalainen Who?
    Alonso? Só vi umas pisadas na grama, três na mesma curva. Era freio ou óculos que faltava pra ele?

    Piquetzinho, vc tem chance na Renault…. e olha que a chance é boa, a Renault ainda é a equipe do futuro e o Kova+alguma coisa té com aviso prévio assinado.

    Rubinho, rubinho, garoto esforçado, erra pouco, pilota bem. Quem erra muito mesmo é o pessoal da Honda.. por favor Rubinho, deu até pena do Botão, vcs não merecem este carro, melhor assinar com a Super Aguri em 2008, é mais negócio.

  • Nada como uma corrida após a outra. Hamilton sepultou sua insustentável tese que ele era apenas regular num carro rápido com sua merecida e tranqüila vitória ontem. O fato de sua prova ter sido tão tranqüila mostra bem como ele faz tudo com a maior eficiência e sem erros.

  • Copiando e colando o q o Lemyr Martins escreveu no GRID sobre a corrida e cutucando ainda mais o FG sobre o planeta de procedência do Hamilton:
    “Nada mais justo do que reconhecer que venceu a perfeição nesta sexta etapas da F-1 em 2007. E quem garante que perfeição não existe não deve ter prestado atenção na pilotagem de Lewis Hamilton. Ele foi magnífico durante a dura prova de 1 hora e 40 minutos e foi, em 100% da corrida, o piloto mais rápido da pista, passando a impressão de que tinha sobras. Enquanto os outros pilotos veteranos ficaram nas perigosas curvas do traçado de Montreal, Lewis Hamilton desfilou para sua primeira vitória, numa pista em que estreava, como se tivesse intimidade com as ciladas do circuito.”

  • Brasileiro com ar de patriotismo: – Hamilton é um ET! Só pode ser do outro mundo, ou então não é nada demais…

    Se ele fosse brazuca, duvido que surgiria uma ofensa dessas…
    Seria o “novo” Ayrton Senna do Brasil.

  • Só faltava dizer que ainda não acha nada demais em relação ao talento do Lewis Hamilton… O equipamento é muito bom, sim senhor, entretanto muito bom também é o espanhol Fernando Alonso, bicampeão e seu companheiro de equipe.