MENU

terça-feira, 3 de junho de 2008 - 13:49Sem categoria

bullitt

SÃO PAULO (não podem reclamar) – Acho que nos primórdios do blog este vídeo já foi postado. É a maior perseguição da história do cinema, em “Bullitt”. Quem sugeriu foi a blogueira Lena Freire, que acha Steve McQueen “um gatão”.

Sendo assim, vale como “Cars & Boys”, série claudicante por absoluta falta de material.

Mas a perseguição é duca.

40 comentários

  1. Belair disse:

    Essa deixa p/ o nosso Ingmar…

  2. Lena disse:

    Oi Belair,
    Não esquece da Liv Ullmann rsrsrs

  3. Diogo Garcia disse:

    Tem uma rua chamada “Mansell” no filme!!!
    :-)

  4. Diogo Garcia disse:

    A placa com o nome “Mansell” aparece aos 05:20 do video!

  5. Belair disse:

    VALEU , Lena. Adorei rever e recomendo para quem não viu.Não tem os maravilhosos roncos de Bullit, mas acho que ainda vale a pena. Mesmo que seja para (re)ver os anos 70. Aliás, até aparece um Mustang 65, muito rapidamente.
    Mais uma vez obrigado,Lena.
    P.S : Olha só o que a passagem do tempo provoca : já estou achando a Jill Ireland até…mais ou menos.
    Abração.

  6. Lena disse:

    Oi Belair,
    A fita em VHS tem no Mercado Livre. Achei o vídeo da perseguição no YouTube. Dá uma olhada:http://www.youtube.com/watch?v=FpT3VY8zlmk

    Quanto a ser bom, sou suspeita, pois adoro cinema, principalmente filmes antigos, e gostava do Charles Bronson.

    Abraços

  7. Pedro Jungbluth disse:

    A Ford lançou um Mustang Bullit, bem bacana, cor verde escuro, rodas a lá anos 70 (finalmente, ficaram lindas),e escape dimensionado para ter o mesmo ronco do filme…
    No Best Cars tem matéria sobre ele, acho que de novembro. O bacana é que não ficou com cara de tunningue como a maioria das versões especias do Mustang atual, ficou bem sóbrio e é uma boa homenagem ao filme. Nota ruim só para o painel com alumínio.

  8. Mário Buzian disse:

    Amigos,

    Desse filme já li praticamente tudo o que foi publicado,pois além de muito interesse no assunto,bastante material me foi enviado (sou tradutor nas horas vagas),portanto algumas respostas a mais algumas dúvidas:
    -Realmete o Charger derrapa violentamente em uma curva,e bate não só no carro estacionado,mas também destrói a câmera que estava fazendo a tomada naquele
    exato momento (se vc. colocar quadro-a-quadro,vai ver perfeitamente o corte no momento do impacto);
    -O Fusca verde aparece várias vezes por conta das diferentes tomadas de câmera,todas colocadas para tentar captar ao máximo as “voadas” nas ruas de Frisco;
    -Como já disse,os Stang,com motor 390 e caixa T10 B & W de 4 marchas,tiveram suspensão dianteira e traseira totalmente reforçada,escape preparado,rodas Torque-Thrust,volante esportivo,entre outras bossas,por exigência da produção e com a assistência pessoal do McQueen,enquanto os Charger R/T tinham motor 440 big block e transmissão TorqueFlite,automática,e eram 100% originais de fábrica,inclusive as calotas (que foram repostas a cada tomada,porisso se contam 5 voando pelas ruas de Frisco) ;
    -O início da cena se dá num lava-rápido,onde hoje existe um estacionamento de um supermercado;
    -O final da perseguição não era para ser como o que foi filmado,pois a primeira idéia foi a de continuar a perseguição pela Golden Gate Bridge,e o Charger seria arremessado de lá,mas a Prefeitura de SF não permitiu,então foi criado um posto de gasolina cenográfico,e o Charger foi lançado por um cabo de aço a 30 milhas por hora,chocando-se com uma pilha de tambores recheados de querosene,com explosivo,que acabou gerando o efeito de explosão;
    -O Stang derrapou da pista e quase caiu na vala,mas não era para ser assim,pois a idéia era a de que Bullitt saísse ileso e com o carro perfeito,mas como não deu certo,deixaram assim mesmo;
    Todas essas informações eu coletei em sites e revistas especializadas sobre o assunto,e a maioria esmagadora foi praticamente unânime em afirmar a superioridade do Charger na perseguição (chegaram inclusive a pensar em usa-lo como o carro de Bullitt,mas a Chrysler não topou o merchandising)
    Detalhe final:todos os carros foram devidamente adquiridos pela empresa produtora do filme,mas somente dois foram registrados e documentados em SF,os outros dois clones só levavam as placas dos seus irmãos gêmeos.
    Grande abraço a todos !!!!!

  9. Belair disse:

    Olá Lena,
    Obrigado pelo retorno. O nome Cold Sweat é bem “Bronsoniano”, provavelmente é isso mesmo,pois a produção devia ser dele tambem. Mas o véio aqui não se lembra.
    O que eu lembro é que fui ao cinema uma segunda vez, só para ver a “descida da serra”. Dá p/ conseguir essa fita em algum lugar? Voce confirma que é “bão”, ou eu estou enganado ?

  10. Lena disse:

    Olá Belair,
    Acho que você está se referindo a “Cold Sweat”. Filme de 1970.

  11. R.Lorencini disse:

    Quanto à edição, sim, tem boas falhas… o fusca aparecendo várias vezes que o diga. No entanto, os ‘protagonistas’ e as cenas de SF dos anos 60 mais que compensam. Gosto mais do Charger, e principalmente da habilidade do condutor em ‘navegá-lo’. No DVD mostra a porrada do mesmo, num Ford 56 se não me engano. Bela panca.

  12. Belair disse:

    Já que é esse o assunto ; alguem aí assistiu no início dos anos 70 um filme estrelado por Charles Bronson e sua inseparável mulher Jill Ireland, que foi rodado na Europa e tem uma sequencia onde Bronson dirige(?) um Opel Rekord vermelho (nosso Opala) numa estradinha típicamente européia ? A sequencia tambem é muito boa e vale a pena . Ou será que foi apenas meu entusiasmo juvenil ? Alguem aí viu ? Lembra ?

  13. Eric disse:

    Como o Matues disse aí,Operação França com Gene Hackmann é muito bom tbém.
    Quanto ao Bullit,repare nas cenas finais o paralama do Charger amassado….
    Em uma das primeiras curvas a direita,ele bate no carro camera parado e fica com o paralama marcado.

  14. Marcelo Liberatori disse:

    Não fosse pelo ronco dos motores eu tinha dormido. Algumas perguntas?

    Quantas tomadas diferentes fizeram para a cena do fusca?
    O Mansell mora em SF?
    Não tinha bondinho em SF naquela época?
    Pq não mostraram nenhuma tomada dos velocímetros subindo de velocidade?
    Pq não mostraram nenhuma troca de marcha?
    Pq o cara gosta sempre de bater na lateral do carro? (se desse uma porrada do canto da traseira aquele Dodge iria estar rodando até hj)
    Pq o Steve foi para o lado do Dodge bem quando o cara estava com a arma apontada para ele?
    Pq teve uma explosão bem distante do acidente?
    E por fim, pq o diretor não cortou a cena que aparece o neguinho em chamas?

    Afff … sou mais o 60 segundos!

  15. Joe disse:

    Já tinha assistido este filme só porque tinham falado dessa perseguição, mas me decepcionei. Não tem nada tão fabuloso assim, além do Mustangão 8 canecos.

    As perseguições da série Bourne são bem melhores que esta, apesar de ser com as caixinhas de fósforo que o FG gosta.

  16. Carlão disse:

    Magnifico, simplesmente. O ronco dos motores é de arrepiar. Qto à questão dos cars e boys, as meninas que se manifestem.

  17. Thiago Pereira disse:

    Este é mais um DVD que eu tenho que comprar. Recentemente comprei “As 24 Horas de Le Mans” também com o Steve McQueen (estava de barbada em um balaio no super mercado). Ainda me falta “The Italian Job” também…

  18. drews disse:

    Em uma entrevista perguntaram ao McQueen se ele não achava arriscado dirigir ele mesmo em uma seqüência como essa. A resposta: que outra chance eu tenho de dirigir pelas ruas de SF a 100 MPH?, ou algo parecido…

  19. Reinaldo Silveira disse:

    Ao Zampa,
    o Stang é na verdade um GT 390, não 302. Mesmo assim, não dá para compará-lo ao 440 Magnun do R/T.
    Abraços.

  20. Eduardo - DF disse:

    Como eles gostam de Fuscas verdes por lá…

  21. Tex disse:

    Flavio, acho que vai gostar mais desta perseguição con Lada (Fiat 124..) indestrutivel (ou quase..)!!!

    http://youtube.com/watch?v=XVs5rVf8hB0&feature=related

  22. Zampa disse:

    Dizer que “sou mais oCharger”comparando a um Mustang 302 FASTBACH? o CARA DEVE ESTAR DE PORRE OU NÃO TER VERGONHA NA CARA…

  23. Mário Buzian disse:

    Esse é o mais clássico filme,e na minha opinião,uma das cinco elhores perseguições do cinema mundial.Algumas curiosidades:
    -Apesar d McQuen guiar o Stang Fastback por um bom tempo,em algumas cenas não é ele quem faz as tomadas…Como saber disso ?? Basta notar no retrovisor interno,quando ele está virado pra fora era o dublê;
    -Foram necessárias várias paradas nas seu~encias,especialmente quando os carros descem o “carrossel” das ruas de Frisco,pois o Stang quase sempre quebrava a suspensão dianteira nas pancadas;
    -O Ford era totdo reforçado,e feito com os acessórios sugeridos pessoalmente pelo McQueen;
    -Foram usdos dois Stangs e dois Chargers,sendo que os Dodge foram destuídos or completo;reza a lenda que o Stang sobrevivente foi leiloado pelo estúdio após o fim das filmagens,foi para o Havaí,e nunca mais localizado;
    Por conta desse (e de muitos outros filmes) os Dodge sempre foram considerados os carros da bandidagem.
    A boa notícia : um grande amigo acabou de realizar o seu sonho,comprou um Charger 68,exatamente igual ao do filme,e vai pintá-lo de preto…Deve chegar aqui até fins de Julho,pra fazer par com um Fastback 68 de outro amigo nosso…
    As ruas de Sampa vão ficar pequenas pra tanto carro…

  24. Mateus da Silva Barr disse:

    Na minha opinião, a melhor perseguição da história do cinema é a de ”Operação França”, na qual Popeye Doyle, de carro, persegue um dos criminosos da quadrilha francesa, que está no metrô. Essa sim, foi a mais difícil, por que foi feita no centro de Nova York. Você poderia colocar essa perseguição neste blog, já que tem um vídeo no YouTube com a sequência.

  25. Luciano disse:

    a perseguição foi filmada na cidade de São Francisco mesmo. Aparecem 02 vezes (ou mais) : O Fusca verde, o Pontiac branco e ainda, podem contar, são cinco calotas “desprendidas” pelo Charger.

  26. Eric disse:

    O Duble do McQueen foi Bud Ekins,o mesmo que pulou uma cerca de moto em The Grand Escape em 1963.Era Steve McQueen também o astro principal.

  27. Conde disse:

    No filme Ronin tudo foi feito com efeitos especiais . Assisti na Sky um Make-Of que mostrava tudo . O bacana é que os verdadeiros pilotps iam duiando lá de trás dos carros . Tinha um cookpit completo depois do porta malas . E mesmo os atores lá na frente se borravam todos . É só ver a cara e os movimentos do De Niro . É um filme para ter na estante . Abraços

  28. Duca disse:

    Duca mesmo!
    FG,
    Uma sugestão de video cars & girls:
    Sheryl Crow – Steve McQueen
    http://www.youtube.com/watch?v=233o3DL1DwE

  29. Romeu disse:

    Amais classica e famosa perseguição cinematografica.
    McQueen dá um show.
    E o melhor visual com Bel Airs, Cadillacs, Fords, Dodges, etc dos anos 50 e 60.
    Alem de Fuscas e Kombis, claro.

  30. Fernando Assis disse:

    Legal ver o Steve fazendo marcha à “espanhola”…
    Muito legal este vídeo…

  31. Rodrigo Moraes disse:

    Devagar se vai ao longe! Viram como eles correm, correm, correm, e o Fusquinha verde tá sempre na frente?

    Falando sério, agora, show de bola! E as debreadas nas trocas de marcha?

  32. Ludimar Menezes disse:

    Sou mais o Charger !!

  33. LBM disse:

    nos 5:20 tem uma rua chamada MANSELL.

  34. Gustavo Millemiglia disse:

    Bela sequência, e Steve parece que dispensou dublê na filmagem. Até por isso é possível perceber que o piloto do Charger é profissional, fazendo-o derrapar antes da tangência das curvas, enquanto as saídas de traseira do mustang são por excesso na saída da curva, manobra bem mais fácil e com menos plasticidade.

  35. Jackie disse:

    A perseguição é o maximo !!
    O ator um charme !!
    Só que o mais bacana do filme é a quantidade de Fuscas e algumas kombis que aparecem…

  36. Eric disse:

    Espetacular….sem computação gráfica.
    Mustang X Charger.Os dois com V8 graaaaaaandes.Não esses 302 ou 318….
    Clássico para sempre.

  37. Rodrigo Kenobi disse:

    Essa cena é sensacional, especialmente se considerarmos que é um filme da década de 60. Tem as suas falhas? Claro. Aquela do fusquinha verde aparecendo várias vezes é bem conhecida. Mas é hollywood da melhor qualidade. E o Mustang do McQueen é demais ;-)

    A cena do Ronin que falaram aí embaixo é boa pra kct também.

  38. jovino disse:

    Tenho este filme e já o vi várias vezes. Agora, para quem quiser adquirir, até a pouco tempo a Livraria Cultura o tinha, como também, 24 horas de Le mans. Se não me engano, a perseguição é na cidade de São Francisco, com muitas descidas e subidas. Jovino

  39. Chico disse:

    Eu ainda prefiro a do Ronin, sem efeitos especiais.

    http://youtube.com/watch?v=K1e7djNVipc

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *