MENU

quarta-feira, 18 de junho de 2008 - 19:38Sem categoria

fangio, maestro

SÃO PAULO (uma aula) – Agradeçamos ao blogueiro Luis Mendes, que nos brinda com este maravilhoso vídeo de Juan Manuel Fangio em Mônaco. Outro da categoria “só vendo”. Colorido, com câmera on-board, com boa música, e tudo gravado num dia útil no Principado.

Demais da conta, como dizem em Minas…

81 comentários

  1. Osvaldo disse:

    E ainda era melhor pessoa que piloto, um senhor em todos os sentidos.
    Foi ate presidente da Mercedes.
    Era tão humilde que sempre falava que tinha sorte em ter os melhores carros e por isso foi campeão.

  2. Arlei disse:

    Realmente de CHORAR……………….lindo o balé de Fangio lutando contra a aderencia dos diminutos pneus da Ferrari………..pura técnica

  3. Alexandre Ozorio disse:

    Chorei!
    (e vi que mais gente chorou)
    Por estas imagens que eu visito este blog todo dia. Este blog é a melhor enciclopédia com alma sobre automóveis e automobilismo.
    E tem gente que ainda discute quem foi o melhor, se Senna ou Schummy.
    Dirigir aquele carro, ser campeão 5 vezes, e como ele mesmo disse, terminar vivo a carreira: Fangio é o melhor!

  4. Caca disse:

    Cristiaano, o ruivo, todos os títulos fazem alusão ao mesmo filme. Conforme os distribuidores iam encrencando, eles iam mudando o nome do filme em cada país que lançavam.

  5. Daniel Tevez disse:

    Edu, ele diz que com ese carro o Ascari caiu no mar em Monaco

  6. Daniel Tevez disse:

    Cara!!!
    Chorei!!!
    Sou suspeito em falar do Chueco, nasci no mesmo pais que ele, andar com esse pneu,com eses freios, bahh..nem falar do resto..
    Tenho o DVD que falam, comprei no Museu do Fangio, tenho fotos de todos os carros de lá e carro esta lá acho, com o número 20 e sem o cavalinho na ponta da trompa.
    Se puderem vão lá no museu
    Obrigado irmau!!

  7. danilo disse:

    Se vcs gostaram do que foi postado, vejam esse aí:
    http://www.youtube.com/watch?v=7ioa4KujJg8&feature=related

    observem as zebras…

  8. Edu disse:

    Ele fala q em 55 num carro como esse em Monte Carlo foi o ultimo GP ou o mergulho do Ascari? N entendo esse maledito castelhano.

  9. MSM disse:

    Finalmente verei o Fangio em ação, deixarei nos Favoritos para ver e rever sempre que quiser.

  10. Cesar Augusto Ilgenf disse:

    Fabuloso.
    Parabéns!

  11. dado andrade disse:

    Ele pilotava com a suavidade de que ia a missa .Bonito ver.So aqui.Obrigado!!!Sds DADO ANDRADE

  12. Carlos disse:

    Impagável… Simplesmente impagável.

    Quanto ao autor da música, Edu, o próprio Fangio explicou: Lancia, preparada por Ferrari…

  13. Gui disse:

    Fabio Bandini, tenho serveras dúvidas em saber que foi o melhor, se Senna ou Fangio. Creio que, de todo modo, Senna, Fangio e Clark estão acima dos outros gênios da F1! Uma pena que o Fangio seja argentino ahahah… aliás, ele, o Maradona e o Di Stefano! Um abração!

  14. Cristiano, o ruivo disse:

    Fazia tempo que eu não dizia tanto palavrão para exultar alguma coisa… hehehehe
    Agora qual é o certo:
    1. Documentário”Minha vida a 300 km/h”, lançado na Europa no fim dos anos 70 (Pandini)
    2. Produção do Canal 13 da Argentina (Raphael Martins)
    3. filme sobre o Fangio, “Una vida a 300km/h” (Caca) (tá, quase igual o Pandini)
    4. Filme “FANGIO” dirigida pelo diretor britânico Huhg Hudson, conforme consta do youtube, e podendo ser baixado via “ARES”, digitalizado pelo usuário que postou o vídeo (ver comentários do youtube).

  15. Fabio Bandini disse:

    Me desculpem os Sennistas mas Fangio foi melhor piloto. Pilotava na época que os capacetes era de couro e os guard-rails de capim. Precisava ser muito macho pra andar a 300km/h nessas condições.
    Um gênio do esporte.

  16. Gui disse:

    Esse foi o cara que viu Senna, Schumacher, Prost e Clark pilotarem, mas disse que o brasileiro era o seu herdeiro natural!

  17. Luiz Guimarães disse:

    Época em que prevalecia o talento (e não a grana p/ comprar lugar nas equipes, carros semi-automatizados e ultrapassagens na base da tática… dos boxes!).
    Sem querer ser saudosista (e já sendo): sugestões para melhorar a competitividade da F1 moderna:
    1 – abolir os `ridículos “apêndices aerodinâmicos” – exceto spoiler dianteiro e aerofólio trazeiro, ambos com 1 lâmina só.
    2 – aumentar a capacidade dos tanques, abolindo o reabastecimento (os projetistas que se virem!).
    3 – proibir a troca de pneus e limitar sua largura (os fabricantes que se virem!).

    Em suma: os pilotos que se virem (ou se tornem, verdadeiramente, pilotos!).

  18. Eric disse:

    É Cerega…vc acha que eu não ia ler….ham ham….
    É…esse instinto de pilotar,de andar rápido,seja de VW 1200 traseirando ou com um 911 pregado no chão e quando começa a rabear já tá acima do limite….não comparando a Fangio,mas os instintos de cada um afloram,uns mais rápidos,outros mais devagar,com um dom em comum.
    A paixão de pilotar,seja com um Celta(haaaaa danado!!!!!!)ou que for,esse é o climax da tocada e saber que vai ser assim e isso se torna tão natural que a gente nem percebe mais o que acontece.

    É maravilhoso.

  19. Edu disse:

    alguem ai sabe q musica é essa?

  20. Antonio disse:

    Pega uma baratinha dessas, sem controle de tração e cambio na mão é claro, e bota na mão de um desses moleques de vídeo game, que se intitulam pilotos de F1 pra ver se eles passam do primeiro guar-rail.

  21. Tristan disse:

    É de sentir saudade de um tempo em que não era nascido. Como gostaria de ter visto Juan Fangio, Alberto Ascari, Stirling Moss, Jim Clark e tantos outros no auge de sua forma. Quando o piloto fazia muita diferença e não apenas o carro. Pelo menos tiraram o controle de tração. Queria ver uma corrida com os pilotos de hoje dirigindo as baratinhas dos anos 50 e 60, ía ser um festival de besteiras. Tomariam voltas dos pilotos acima.

  22. Rodrigo Moraes disse:

    Clap clap clap

    Dizer o quê?

  23. Renatov disse:

    O maior de todos.
    O gênio dos gênios.

  24. Roberto Fróes disse:

    Fiquem com inveja ou ciúme, conforme preferirem:
    Eu o vi ao vivo e a cores no Autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, em 1987, tocando a Mercedes W196 prateada, com que venceu o campeonato de 1954. Uma coisa de louco, ver e ouvir aquela maravilha, bem ali na minha frente!
    Uma espetacular homenagem feita a um dos melhores pilotos de todos os tempos!
    E tem mais: A previsão era para ele dar apenas 2 voltas. E quem disse que ele resolvia parar ???
    Mas tinham uns panacas próximos, reclamando, “tirem esse velho com essa lata velha daí” ! Coitados… Devem ser daqueles que vão hoje assistir a Stock Car e as arrancadas em seus Corollas prateados, levando um cartaz que diz “Olha eu aqui, Galvão”

  25. Roder disse:

    Fabuloso! Fantástico!
    A evoução da inteligência humana fica demonstrada quando vemos como era rustico, perigoso e tinha que ter muita coragem, sentar em um carro sem nem um cinto prá te segurar em uma capatagem…nota 10 ao Fangio, o cara foi um mito.

  26. MARCOS DE SOUZA E SI disse:

    A “barata” andava uma barbaridade, saia de frente, de traseira e nas quatro, não tinha direção hidráulica nem câmbio sequencial com controle de mudanças por borboletas no volante, e, o que é pior, o santo antônio era a cabeça do piloto! Coisa de doido!

  27. Rodolfo I. Vieira F. disse:

    Muito lindo o vídeo , esse carro é maravilhoso , será que tem um desses no museu da Ferrari ?

  28. Gustavo Millemiglia disse:

    Maravilhoso….para mostrar que gigantes já caminharam (velozmente) pela Terra.

  29. Caca disse:

    É um trecho de um filme maravilhoso feito sobre o Fangio, chama-se “Una vida a 300km/h”, nunca saiu em VHS, tampouco em DVD ou outro formato. Produção do início dos anos 60, bem que podia passar por aqui ou ser lançado comercialmente.

    Ao menos, por aqui, “O Fabuloso Fittipaldi” passa dia sim, dia não no Canal Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>