MENU

sábado, 16 de janeiro de 2010 - 18:30#96, Superclassic, farnéis, Museus & coleções, Turismo

CHAMANDO PASSO FUNDO

SÃO PAULO (sumiram) – Alguns blogueiros históricos, comandados pelo meu manager Luiz Salomão, estão em Passo Fundo neste fim de semana, em visita ao Museu do Automobilismo Brasileiro — a incrível coleção de Paulo Trevisan, o guardião da memória nacional nas pistas.

Pelo jeito, a festa está boa: carros de corrida, churrasco e vinho. Se tem mais, não sei. Só sei que desapareceram todos. Bem, fica aqui espaço aos sobreviventes para enviarem notícias. E se algum deles puder fazer a gentileza de sacar um retrato do velho e bom #96, que está há mais de um ano por lá sendo tratado a pão-de-ló, agradeço.

Canalhas.

30 comentários

  1. Lucio disse:

    Mas que coisa, não?, pesquisando assuntos de carros e Passo Fundo, encontrei este post… que maravilha, senhores, que bom saber que ícones do automobilismo estiveram por aqui!

    Saibam que 95% dos Passofundenses, não tem nem noção da existência deste ‘tesouro’ na nossa cidade.

    Ano passado, tivemos a aportunidade de levar os expositores do Encontro Sul Brasileiro de Fuscas e Derivados a Ar de Passo Fundo, conhecer o museu, uma parceria que o grande Paulo Trevisan, nos propiciou (pela segunda vez).

    grande abraço e sucesso!

  2. Rodm disse:

    Foi simplesmente um final de semana mágico! Estivemos em outra dimensão.

    Ao Paulo Trevisan meus sinceros agradecimentos (serão eternos)!

  3. JAN BALDER disse:

    O EVENTO EM PASSO FUNDO FOI UM PRATO CHEIO
    A TURMA DOS BLOGS COM CONHECIMENTO.
    PAULO TREVISAN SEMPRE TURBINADO COM ORGANIZAÇÃO IMPECAVÉL.
    DO AEROPORTO FOMOS PARA O MUSEU ONDE 90 VEICULOS TODOS SAUDOSISTAS EMPOLGAM QUALQUER AMANTE.
    NO MEU CASO MEUS OLHOS ENCHERAM QUANDO VI O PRÓTIPO POLAR, MEU PRIMEIRO VEICULO PESSOAL DE COMPETIÇÃO NOS ANOS 70.
    TENHO CERTEZA QUE ELE ME AGUARDAVA PARA MATAR SAUDADES.
    AO VE-LO BEIJEI O MEU FILHO AUTOMOBILISTICO, QUE ME DEU E CONTINUA DANDO TANTAS ALEGRIAS.
    A RESTAURAÇÃO FICOU PERFEITO, O SEU PERFIL TODO ORIGINAL IDENTICO QUANDO ELE ME DEU O TITULO PAULISTA EM 1975 E O VICE BRASILEIRO.
    FOMOS PASSEAR PELO MUSEU VENDO AS CARRETERAS DOS ANOS 50 E 60, OS PROTÓTIPOS DOS ANOS 70, VEICULOS DE TURISMO DE TODAS EPOCAS, OS STOCK CARS, O FORMULA JUNIOR DKW SEM FALAR DOS MODELOS DE ANTES GUERRA.
    O ESFORÇO DO PAULO TREVISAN E DE TODA SUA EQUIPE É UM CAPITULO TOTALMENTE A PARTE, UMA LUTA PARA PRESERVAR A HISTÓRIA DO AUTOMOBILISMO BRASILEIRO.
    NO DIA SEGUINTE FOMOS PARA O AUTODRÓMO DE GUAPORÉ ONDE O MUSEU LEVOU 8 VEICULOS E PROPORCIONOU A PILOTAGEM EM CADA UM DELES DE TODOS OS PRESENTES.
    SENTEI NO MEU POLAR COM MACACÃO VERMELHO ZERO BALA ANTE CHAMAS CORSA E ME EMOCIONEI NO PRIMEIRO MOVIMENTO DO POLAR.
    AO SAIR DOS BOXES MEUS OLHOS ENCHERAM DUPLAMENTE, PELO RODAR DO POLAR E PELA TRISTE LEMBRANÇA DA PERDA DO MEU AMIGO ANTONIO CASTRO PRADO EXATAMENTE NAQUELE LOCAL, MAS COM A CERTEZA QUE ELE DO ANDAR DE CIMA NÃO HESITARIA EM MANDAR A MENSAGEM- VAI LÁ ACELERA OMELETE.
    A PISTA DE GUAPORÉ É UM EXEMPLO DE UNIÃO, NASCEU COM APOIO DE TODA CIDADE, ELEVOU O NOME GUAPORÉ NOS MEIOS E A CADA VEZ MAIS ELA ESTÁ MAIS FLORIDA, UM LOCAL MARAVILHOSO.
    BATIZAMOS O RESGATE DO POLAR, ELE ESTAVA NERVOSO COM A PARTE DIANTEIRA UM POUCO DURO, A TRASEIRA PLANTADA NO CHÃO, O ENGATE DAS MARCHAS PRECISANDO DE AJUSTES E OS FREIOS PRENDENDO LIGEIRAMENTE.
    O PRIMEIRO TESTE APROVADO.
    ASSISTI OS AMIGOS ,COLEGAS SE EMOCIONANDO CADA VEZ QUE SAIAM DOS CARROS.
    TODOS ELES ANDARAM NO FORMULA VÊ, KARMAN GHIA DACON, PROTÓTIPO ESPRON E ALDEE, OMEGA EX STOCK CAR , FORMULA FORD E FORMULA FIAT.
    VOLTAMOS A SER PILOTOS QUE MESMO POR UM DIA TRAZ RECORDAÇÕES INCRIVEIS, AO LADO DA TURMA DA HORA…….., SORRISO ESTAMPADO EM TODOS
    DE CORAÇÃO AGRADEÇO AO PAULO TREVISAN QUE NÃO POUPOU ESFORÇOS PROPRCIONANDO UM MARAVILHOSO SPEED DAY E A FAMILIA GRAEFF SEMPRE HOSPITALEIROS.
    NÃO SEI COMO AGRADECE~LO . FOI BARBARO PAULO.

  4. Paulo McCoy Lava disse:

    Greetings, saludos & saudações!

    Iniciativas como esta que o Paulo Trevisan promove ainda me fazem acreditar que nem tudo está perdido no que tange ao ‘destino’ do automobilismo brasileiro. Parabéns para ele e, claro, para os FELIZARDOS que compareceram ao evento (=e pensar que ainda não pude ir lá ver de perto o #96!).

  5. Vicente Miranda disse:

    Last but not least …

    Quanto à operação esotérica de fui vítima, tudo não passou de uma artimanha do ardiloso Tio Zullino que coordenou as ações para que eu fosse sequestrado e levado a um terreiro em Salvador na calada da noite . Ele, mancomunado com Vitão, Seabra e Belair (acho que o Turco já estava nos braços de Morfeu) – talvez outros blogueiros presentes em Passo Fundo – tentaram de tudo para acabar com minha predileção pelos carros ingleses.

    Felizmente, Joaquim que sempre tem ao seu lado o Pai Jacó e seus guias Caboclo Arruda e o erê Arrudinha, defumou o ambiente e eu voltei ao normal. Em contrapartida, Arrudinha, que é temperamental, desfez o “trabalho” e fez com que o feitiço virasse contra o feiticeiro, Tio Zullino incorporou o espírito de Nigel Shiftright e disse que chegando em São Paulo preocuraria uma Matchless 500 monocilíndrica para susbstituir sua Honda 350 “Fanta Uva”. E além disso providenciaria a importaçao de um Morgan Right Hand Drive para substituir sua réplica de Porsche 550 e assim passear com classe pelos arredores da Granja Viana.

  6. Vicente Miranda disse:

    Saudades de Passo Fundo quando decolamos de volta para nossas cidades de orgem. Saudades das brincadeiras, do ambiente alegre, dos papos com Trevisan, Jan Balder e todos os outros blogueiros que ferquentam os “botecos” virtuais onde nos encontramos para dar vazão à nossa paixão comum.

    Ao chegar ao museu e ver a cegonha repleta de carros que no dia seguinte estariam à nossa disposição no autódromo de Guaporé. A visit ao museu, em especial a ala das carreteras, minha paixão declarada, dentre outras raridades que ele tão bem preserva, na verdade nossos sonhos, ali dispostos, impecáveis.

    O fim de semana em Passo Fundo foi sensacional e todos que estivemos lá guardaremos para sempre a lembrança de um fim de semana inesquecível que Paulo Trevisan nos proporcionou. Ele nos transportou ao mágico mundo do automobilismo histórico, tanto no museu quanto no autódromo de Guaporé, e nas visitas às coleções “fechadas” que ele nos levou a conhecer.

    Mais uma vez, meu muito obrigado ao Paulo Trevisan.

    Vicente Miranda

  7. vitão disse:

    O Cerega foi tão completamente abduzido que ele já entrou com o pedido de green card para morar em Passo Fundo ….

  8. Antonio Seabra disse:

    Flavio,

    Não há como descrever o que foram estes dias em Passo Fundo e Guaporé. Voce nem imagina o que perdeu, ao não poder ir: o Formula Jr. está LINDO, ter andado nele teria sido uma experiencia incrivel !. Como voce não foi, ele ficou lá, repousando em seu “berço”, ao lado do 96. Que, eu posso garantir, estava com cara de triste, sentido pela tua ausenica no evento.

    Não há palavras pra descrever o que o Paulo montou lá pra nos receber. O homem é mesmo INCRIVEL. Levar 8 joias pra pista e colocar a disposição de um monte de “crianças grandes”, todos “babando na gravata”, é um ato de coragem e desprendimento supremos. E tenha certeza de que ele empenhou muito tempo e dedicação pra montar um evento a altura de tudo de bom que ele já fez pela memoria do automobilismo brasileiro.

    A melhor figura de linguagem que eu encontro pra descrever estes dias é contar que um evento onde o fotografo ofical fez questão de aparecer em todas as fotos de grupo, tem de ter sido, obrigatoriamente, maravilhoso.

    Obrigado mais uma vez, Paulo Trevisan.

    Antonio

  9. Claudio Ceregatti disse:

    FG, FG…
    Tu não tens a menor noção do que perdestes…
    Pensei muito em ti, mas apenas até sentar na Karmann Ghia Porsche, cujo trambulador já desgastado e ainda original, tivemos de trocar para não voar uma usina em mãos alheias…
    A Obra de Arte de Engenharia, aquela máquina maravilhosa criada pelas mãos aençadas de Toni Bianco estava reservado para ti.
    Agora o Formula Junior repousa no Museu, chassis 06 em companhia de outras máquinas maravilhosas, em silencio.
    Eu, o Lucca Furquim e o Milton Pecegueiro Rubinho – que amanhã inicia sua carreira no Portão 9 da GM, Power Train, onde acompanhei ainda menino a construção do Opala #44 – tivemos o privilégio de, semana passada, ficar sozinhos até alta madrugada debaixo daquele teto, cercado dos carros que refletem nossos sonhos.
    Descobrimos juntos, em meio a silencios e sombras, que o Museu do Automobilismo Brasileiro é de fato Pousada de Homens Eternos, Pilotos.
    Oficina de Poetas Artesãos; Garagem de Baratas

    Na cidade de Passo Fundo; Terra de Carreteras; República do Rio Grande do Sul, Brasil.

    Interlagos é o Templo onde os Pilotos Eternos andam nas madrugadas azuis.
    Os Eternos Homens, repousam em Passo Fundo.
    Estão lá agora.

    Falo ainda daqui, de onde não mais queria sair:
    Direto do Hotel Villa Vergueiro, quarto 714, cidade de Passo Fundo; Terra de Carreteras; República do Rio Grande do Sul, Brasil.

  10. Regi Nat Rock disse:

    Fantastico tudo o que vivenciamos FG,
    Não tem adjetivo decente para qualificar o que o Paulo nos proporcionou.
    Ele e seus (dele) Comparsas.

    Povo de boa cepa, amigos no “úrtimo”.

    Tem muito o que contar… vamos aos poucos informando a gurizada pois a maioria dos Matuzas (nós) fomos brincar de carrinho..

  11. JAN BALDER disse:

    OLÁ PESSOAL

    CHEGAMOS A POUCO E JÁ COM SAUDADES DE PASSO FUNDO, DO FILHO POLAR DOS ANOS 70, E DOS AMIGOS.
    RIMOS MUITO NESTES DIAS.
    FOI DEMAIS O QUE TREVISAN PROPORCIONOU SEM POUPAR ESFORÇOS. ELE É TURBINADO……………………..

    GRATOS POR ESTES DIAS
    JAN E TEREZA

    • FG, já foi dita muita coisa aqui por quem esteve lá, e por eu esatr também, assino embaixo, mas complemento com o seguinte: TUDO, QUALQUER COISA QUE SE DIGA, É POUCO PERTO DO QUE VIVEMOS E SENTIMOS NO SÁBADO.
      No dicionário ainda não há palavras que consigam expressar a emoção.
      Aqueles jargões tradicionais de “o coração saindo pela boca”, “um sentimento de que estamos no paraíso” e tudo mais são pouco.
      O primeiro carro com o qual andei foi o Fórmula Fiat Kaimann 1974, um carro constuído 6 anos antes de eu nascer.
      Assim que saí dos boxes e vi na frentye crescer a curva 1, brotou a primeira lágrima nos olhos, que vei acompanhada da segunda, da terceira…
      Na minha segunda volta com o carro, um pouco mais controlado emocionalmente, passa por mim o MESTRE JAN BALDER com o Polar que fora seu.
      É desncessário dizer que novamente as lágrimas escorreram pela cara.
      A emoção que senti no sábado, provavelmente jamais sentirei na minha vida. Foi uma coisa sobrenatural, de outro mundo.
      O Paraíso existe, fica no Rio Grande do Sul. O “deus” desse paraíso chama-se Paulo Afonso Trevisan.

  12. Claudio Ceregatti disse:

    De novo, direto do quarto 714 do Hotel Villa Vergueiro, em Passo Fundo – Terra de Carreteras:
    Todos se foram, eu fiquei.
    Troquei com o Eric, que por um erro teve a passagem indevidamente marcada para amanhã. Como estivemos aqui, como bem disse o Milton Pecegueiro Rubinho, em missão secreta semana passada por tres dias, em companhia tambem do Lucca Furquim…
    Só fiquei segunda, terça e quarta em Sampa, e nesse semana vim um dia antes dos amigos, para meter a mão na graxa e ficar no Paraíso… Mais um diazinho em companhia do Paulo Trevisan, do Marco, do Claudio e de um certo capitão Rodrigo complementam bem a festa…
    Nesse momento os amigos estão em vôo, a caminho da vida normal emnquanto permaneço aqui nessa terra maravilhosa, um Brasil de Gente Grande, um lugar mágico povoado de seres que dignificam a raça.

    Interlagos é o Templo do Automobilismo, e Passo Fundo abriga um Museu que vai muito além do que vimos em forma de metal, borracha e milhares de peças que compõe carros velozes.

    O Museu do Automobilismo Brasileiro é de fato Exposição de Arte; Oficina de Poetas Artesãos; Garagem de Baratas e Pousada de Homens Eternos, Pilotos.

    Na cidade de Passo Fundo; Terra de Carreteras; República do Rio Grande do Sul, Brasil.

  13. Mineiro na America-na disse:

    Parabéns ao resgate da memória, sente-se falta disso hoje em dia. No japão um museu da toyota, o interessante é que tem carros de outras marcas americanas, européias e japonesas.

    http://www.toyota.co.jp/Museum/data_e/a03_01.html

    http://www.toyota.co.jp/Museum

  14. Cesar Costa disse:

    Pela quantidade de elementos envolvidos me parece formação de quadrilha!!!!

  15. Leandro Sanco disse:

    Por aqui, todos bem, nas nuvens…

    Acelerar as baratas é incrível. Carros de 10, 20, … 40 anos, rasgando a reta nas mãos daqueles que os viram correr em suas épocas. Demais. A alegria estampada nos rostos de todos… Como disse o Lucca, parece que fomos abduzidos.

    O Paulo é uma pessoa abençoada. Palmas para ele.

  16. vitâo disse:

    tudo um bando de mentirosos, no momento estamos em Salvador missão de socorro espiritual ao Vicente que descobrimos tem um encosto de um exu inglês, o cabloco Johnny Walker, que faz que com ele fique obssecado com carros da ilha de James Bond. O problema é que agora ele pegou uma pomba gira italiana e comecou a gostar dos jeguinhos de maranelo. No mais , e falando sério , temos que agradecer a acolhida do Trevisan , que e uma pessoa fantástica . Mesmo com a minha altura acima do normal , andei no Stock, no Aldee e no Espron. E para cada quem acha que e facil, garanto que todos os que colocam a picanha a premio merecem o meu respeito. E finalmente, quero dizer que o 96 está muito feliz , mandou lembrancas e quer te contar as novidades.

  17. Claudio Ceregatti disse:

    Prolixo como sou, não estranhem:
    Estamos ocupados demais, euzinho e o Lucca Furquim, aqui no quarto do Hotel Villa Vergueiro, direto de onde as “coisas acontecem”, vendo os vídeos on board que gravamos na Karmann Guia Porsche, Fitti Ve e outras máquinas maravilhosas, além de um outro, gravado em um momento especialíssimo, ao final do dia, com o Golf de 180 cavalinhos depois da festa de nossas vidas.
    Poderíamosmpor no Voce Tubo, mas como bem diz o FG, é tudo mentira.
    Photoshop, montagem, essas barbaridades que dizem que fazemos…
    Vou desligar, porque temos que acabar a montagem desses vídeos mentirosos.
    Fora do ar a partir de agora, pois precisamos sumir para parecer que estamos aqui de fato.
    Mentirinha, tudo mentirinha.

  18. Milton disse:

    FLAVINHO…

    Não queria dizer isso…

    Mas EU estive lá no Museu semana passada em missão secreta juntamente com Luca Furquin e Ceregatti…

    E eu tenho fotos do # 96 aqui no PC! Aliás: acabei até chorando sentado no cockpit, ao lembrar de tudo o que vivi com esse carrinho, desde a minha chegada à LF até a ultima corrida do Dekinha… com direito a lembrar da ultima ultrapassagem e tudo mais!

    TE mandarei a foto agora ok?
    Abraços

    Milton Rubinho(L.F.)

  19. Nois de Passo Fundo disse:

    AEEEEEEE……olha a gente aqui!!!!

    Sensacional o dia!!!!!Todo mundo cansado mas feliz da vida….8 veiculos a disposicao,sendo eles:
    Espron BMW
    Omega Stock car
    Aldee
    Kaimann Fiat
    Fitti-Ve
    Polar(Jan Balder)que esta aqui tbem…

    E as cerejas do bolo:
    Formula Ford Rubens Barrichello(sorry Rubinho,nao esta a venda,mas a gente andou!!!!!)

    E o magnifico KG-Porsche Dacon numero 7,originalissimo,inclusive o motor e pneus Cinturato.

    O Belair chamou a atencao para o seu chamado e entao estamos aqui enviando o relatorio preliminar.Daqui a pouco tem mais…
    Presenca aqui na mesa de conferencia:
    Regi Nat Rock
    Roberto Zullino
    Joaquim
    Belair
    Rodrigao
    e o redator que vos escreve Eric.

    Dormindo:
    Cerega pe de breque e Lucca Furquim juntos
    Saloma
    Antonio Seabra
    Vic Miranda e esposa
    Jan Balder do omelete e sua esposa
    Vitao em estado de pre-coma
    Francis Pro-Speed da poeira e familia

    P.S-Para ser franco,nao vimos o #96 la nao….informacoes nao confirmadas dao conta de que o veiculo em questao foi visto andando em pista de terra em SC totalmente modificado com motor AP…..
    Antes que eu me esqueca o Saloma foi destituido da funcao de chefe da comitiva pelos pessimos tempos e uso de peruca na chegada ao autodromo envergonhando a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *