MENU

terça-feira, 26 de janeiro de 2010 - 18:07F-1

SOBRE AS REGRAS (1)

SÃO PAULO (pra quê simplificar?) – O Conselho Mundial da FIA deve aprovar semana que vem duas novas regras para 2010. Uma na pontuação, e dela falo daqui a pouco. Outra, sobre o uso de pneus. A ideia aprovada pelas equipes é que os dez carros que forem ao Q3 larguem com os pneus que forem usados na última parte da classificação.

Acho meio besta, essa história. Não creio que alguém vá sacrificar a classificação por isso. Com o pouco tempo que dura o Q3, quantas voltas os caras dão? Meia-dúzia? Largar com um pneu que deu seis voltas, sendo duas no gás total, e outras duas a meio-pau, não é tão diferente assim do que largar com pneus zero bala. Ainda mais que, por conta do fim do reabastecimento, os pneus serão mesmo mais resistentes neste ano, porque os carros vão andar a maior parte do tempo com bastante peso de gasolina.

O resultado prático será ver os dez primeiros parando nos boxes antes que os que se classificarem mais atrás. Mas não tanto assim. Três, quatro voltas. E esses dez primeiros, salvo algumas exceções de praxe, vão sempre iniciar as corridas com os pneus mais macios, enquanto os demais podem optar por fazer a primeira parte da prova, até o primeiro pit stop, com outros compostos.

Não vai mudar muito o preço do dólar, acho.

24 comentários

  1. Luis Albertyn disse:

    Flávio, acho que o Celso Itiberê anda frequentando o blog sob algum pseudônimo. A coluna dele no Globo de hoje diz RIGOROSAMENTE a mesma coisa que você, inclusive mencionando a questão da mudança dos compostos…

  2. Vitor disse:

    E se chover no sábado e o tempo abrir no domingo?

    hmm…
    Que diabos custa botar o qualify de 12 voltas novamente?

  3. Trovâo disse:

    F1 não é pra ter:
    1- Orçamento limitado;
    2- Obrigatoriedade de troca de pneus;
    3- Proiobição do reabastecimento.

    F1é para ter:
    1- Equipes que podem gastar dinheiro em novas tecnologias;
    2- Deve utilizar a melhor estratégia de pneus (se usa somente um jogo ou dez );
    3- Deve utilizar a melhor estrategia de combustivel (se sai de tanque cheio ou reabastece 10 vezes)

    Mudar pontuação, cancela abastecimento, obrigar a troca de pneus, aliado a falta de ultrapassagem, nunca mais será a verdadeira F1!!!

    F1 é estratégia aliada a um ótimo carro, um ótimo piloto e a uma ótima equipe… o resto é balela!!!

  4. Thales disse:

    Achei macacada. Daqui a pouco começam com corrida em 2 baterias, grid invertido, tudo pra fazer aparecer ultrapassagens…
    Deviam é escolher pistas mais interessantes, ao invés de ficarem fazendo pistas de autorama pros carros correrem.

  5. Luiz Eduardo disse:

    Concordo com teu ponto de vista. E será fácil segurar alguém atrás mesmo com o pneu um pouco mais deteriorado.

  6. Mike disse:

    Incrível que mesmo com o Max fora, ainda continuam inventando essas regras estúpidas. Todt está se saindo uma dócil marionete.

  7. Orlando Salomone disse:

    Bom dia, Flavio. Acho que será interessante o começo da temporada com esta regra dos pneus. Vamos ver como os diferentes projetos afetarão o desgaste. É possível que o “assentamento” da borracha nestas poucas voltas do Q3 até melhorem o grip. O resto será história.

  8. ALEX B. disse:

    Ai, ai, ai…recomeçaram as caduquices!

  9. Será que alguem já parou para pensar o porque das equipes pedirem essa mudança?
    Acredito que haverá sim mudança de comportamento dos carros, aliás tem que haver. Os carros de F1 são muito sensiveis a quanlquer mudança, principalmente em um ítem vítal ao desempenho dos carros que é o caso dos pneus.
    Acredito que dos carros que largarem na frente, o que vai mandar é o estilo de pilotagem e a integração entre motor x cambio. como por exemplo o caso dos motores honda que apesar de terem menos potência que a maioria a distribuição de torque não era uniforme a ponto de na saída de curva toda a força surgir de repente e fazer as rodas girarem em falso.
    Agora, vamos fazer uma projeção para a temporada de 2010, Se tivermos uma situação dessas, obviamente que quem largar na frente passará por dificuldades no início e fim da corrida, a não ser que o consumo de combustível compense, o que seria outra variável dessa equação.
    Em reumo, acho que vai mudar muita coisa com essa nova regra.

  10. PAULO MOREIRA disse:

    Na verdade os pilotos não podem usar dois jogos de pneus no Q3? Com isso os pneus de largada só terão 3 voltas completadas (sendo uma pra valer). Fará menos diferença ainda…

  11. Rodrigo disse:

    Flavio,

    Com os carros largando de tanque cheio e terminando vazios, os pneus macios no início da corrida tendem a se desgastar muito mais rápido. Sem essa regra, a escolha lógica de todas as equipes seria classificar com pneus macios, largar com pneus duros e terminar a corrida com pneus macios. Não haveria nenhuma variação na estratégia.

    Essa regra vai abrir a possibilidade para alguns arriscarem classificar com pneu duro, mais lento, para ter melhor ritmo de corrida. E outros poderão arriscar tentar a pole com pneu macio e segurar ao máximo o desgaste do pneu no começo da corrida.

    Acho que foi uma excelente alteração.

    • Conrado Andrade disse:

      Pois é… achei interessante tambem…
      Vim postar isso que vc postou, Rodrigo.
      Confesso que de princípio, pensei como o post de Flavio Gomes. Mas depois parei pra dar uma pensada e na prática, acho que pelo menos, a intenção dessa regra foi boa. O pessoal reclama que as regras mudam o tempo todo… mas o fato é que as regras não chegaram em um ponto ideal. Elas não andam com a evolução tecnológica da F1. Então há de haver adequações. O fato do tanque de gasolina aumentar por exemplo, necessariamente implica em corridas diferentes. Então as regras tem que ser mudadas.
      Dessa vez, acho que vai!
      abs

  12. Zalex disse:

    Este ano continua a regra de usar os dois compostos na corrida ? ou algum maluco pode fazer a corrida toda sem parada ?

  13. Pedro Jungbluth disse:

    Pra mim, essa regra é inútil mesmo. Já usariam pneus macios, vão continuar a usar.

  14. Adriano Muha disse:

    Tinha pneu macio na temporada passada que não durava nem 10 voltas. Então pode ser que faça diferença.

  15. FIA da mãe disse:

    O que vai mudar vai ser em pistas onde o uso do pneu duro for melhor para o primeiro trecho. Aí os caras que se classificariam no cacete com macio, vão ser mais moderados, classificando com pneus duros, dando chance a uma equipe menos veloz se classificar de macio na frente. Ou seja, nem sempre o pole será o mais veloz, infelizmente.

  16. Leonardo Felix disse:

    Ridícula, a regra.

    Outro assunto. Lembra o post que você fez sobre a declaração de Rubens Barrichello de que “acredita que vai ser campeão, mas não falou”.

    http://www.youtube.com/watch?v=6AZw4dpQK70

    Dá uma olhada nesse vídeo acima, aos 2:53. Ele fala EXATAMENTE o que está escrito na matéria:

    “after such a long time I’m still hungry and the dream of becomming world champion is closer than ever”.

  17. marcio oliveira disse:

    Não vai mudar nada, como o Flavio disse, os 10 primeiros vão largar com pneu macio, parar um pouco antes dos outros (mas daí já estarão bem na frente) e trocar p/ o pneu mais duro.

    Só mesmo se as trocas de pneu fossem totalmente proibidas, aí sim poderia fazer alguma diferença, mais pro final da corrida.

  18. Sanzio disse:

    Paira a dúvida: O carro vai andar na classificação com o tanque vazio ou a gazoza da corrida? Se for tanque vazio, não vai fazer a mínima diferença, essas meia dúzia de voltas vão equivaler a duas ou 3 com tanque cheio.
    Outra dúvida; Do ponto de vista de aquecimento, quem se sai melhor: O pneu usado ou o novo? Ou dá na mesma?

  19. petrafan disse:

    achei essa mudança inócua e desnecessária.

  20. Marcio Luis disse:

    Flavio,
    quanto aos pneus, o pessoal de Bridgestone informou que serão os mesmos usados em 2009 em termos de compostos. Pois disseram que não há necessidade de se redimensionar a estrutura do pneu, pois a downforce que é gerada pelo carro é bem maior aos ~110kg a mais de combustível (carregamento gerado pela força aerodinâmica ~2000kgf).
    E quanto ao regulamento, como vc disse não fede e nem cheira.
    Abraço

  21. Barba disse:

    Flavio,

    Por que não as regras antigas, sem Q1, Q2 e Q3? Todos nas mesmas condições e quem não conseguir andar a menos de 7% da pole não corre. Simples e sem babaquice.

    Abraço

    Barba

  22. Valmir Passos disse:

    Um saco essa história de ficar mudando regras o tempo todo. Os caras não tem o que fazer….inventam um monte de baboseiras para tentar supostamente criar alguma competição, ultrapassagens, etc. Ano passado foi a mesma coisa. No início do ano ainda teve bastante disputa, depois o de sempre. Só na estratégia. Mais uma mudança que não vai dar em nada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *