MENU

terça-feira, 25 de maio de 2010 - 14:33Legião urbana

LEGIÃO URBANA

SÃO PAULO (oculto) – Olha a simpatia encontrada na garagem de uma casa à venda no Sumaré… Um Jeg, jipe dos anos 80 que, se me lembro bem, era montado sobre plataforma da Kombi e, raridade, não era de fibra de vidro, e sim de aço, mesmo. A base foi um estudo de jipe militar que a VW fez para o Exército Brasileiro, mas que acabou não sendo levado adiante. A turma da lama deve ter mais detalhes.

38 comentários

  1. RONY MARCIO AZEVEDO disse:

    TENHO UM JEEP JEG 1977 – O 13° A SER FABRICADO PELA DACUNHA . MORO EM RIBEIRA DO POMBAL-BAHIA , O JEEP CHAMA MUITO A ATENÇÃO !!! ESTA COM UM MOTOR AP 1.6. !!! ABRAÇO !! DE TODOS OS JEEPS QUE JÁ TIVE ESSE É MEU XODÓ!!

  2. Mário Coutinho Leão disse:

    Grande Flávio Gomes!!
    Vendo essa foto de um Jeg com rodas de Ranger, lembrei deste PDF que fala bastante (e com muitas fotos) deste jipinho.
    O texto e as fotos relatam até os testes que a VW fezcom uma Kombi 4X4!!

    http://www.ecsbdefesa.com.br/fts/JEG.pdf

    Abraço, espero ter ajudado em algo.

  3. ALEX B. disse:

    COISORROROSA 118, no more!

  4. Varlei disse:

    Existiu tambem uma kombi 4×4, tinha até os mesmos protetores de farois do jeg, usava a mesma mecanica do jeg, eu até tenho por aqui uma revista antiga com o teste dela, que fim sera que esta kombi 4×4 levou???

    • Erik disse:

      Até a última vez que vi ela estava na Fábrica da QT engenharia, mas acredito que foram fabricadas duas. A outra, não sei onde poderia estar. Se quiser saber mais À respeito, essa kombi já foi testada pela 4×4&cia. Tente achar a edição correta da revista. Acho que lá, havia mais informações.

  5. Orlando Salomone disse:

    Não é Jeg não, é jumentcho.

  6. paulo cesar alves disse:

    Tem uma versão com tração nas quatro rodas deste carro desenvolvido pela própria Dacunha,que era a fabricante. E isso com a mesma mecânica tradicional volkswagem de motor traseiro refrigerado a ar . O carro foi testado para o exército alemão só que não deu certo.

    • Erik disse:

      O problema não era o carro. O grande problema era o mercado interno no Brasil, sem incentivos do governo e o valor das peças da kombi que aumentaram mais do que deviam.

      O próprio Gurgel, sofreu um golpe do governo, anos depois. A QT acabou desistindo antes de chegar à esse ponto.

  7. alcides disse:

    Até onde sei O Jeg foi fabricado aqui em SBCampo, por uma empresa de parafusos cuja sede era no Nordeste, me parece que tinham alguma coisa a ver com a Dacunha ( empresa de transporte de carros Okm=cegonhas), vc que deve conhecer o Helinho Dacunha ( Dekavezeiro nato) confirme a história.

  8. Bruno Oliveira disse:

    Que jipinho simpatico! Gostei!

  9. Durvaldisko disse:

    Foi projetado para motorista com 1,50m.Os pedais podiam ser tocados com o queixo,o que era uma vantagem, e o banco era fixo.Honrava o nome.

  10. Carlos Carrato disse:

    Apesar de ter sido bloqueado, sem motivo, no Twitter pelo dono deste blog, que admiro, volto a comentar com uma pergunta: “De quem é esse Jeg” – GL.

  11. Lampadinha disse:

    O motor era traseiro e tinha transmissão indo até o eixo dianteiro 4×4.

    Foi feito na QT. Nome derivado de Qualquer Terreno. O Major Catarino dono da empresa trabalhou na Engesa onde foi um dos que desenvolveu o famoso Bumerangue que permita tração nas 4 rodas traseiras nos veículos de 6 rodas, Urutu e Cascavel e um curso de “suspensão” sem igual. Carroceria de chapa dobrada com curvaturas das esquinas de raio constante.

    PS: A QT tinha todo o ferramental do Dodge Dart depois que este foi desavitado.

  12. Luciana disse:

    Oi
    Esse Jeg é do meu marido. Pelo que eu saiba esse Jeg andava muito no Sumaré e até subia o escadão!!!! Hoje ele está de férias, esperando por nós para a próxima trilha, talvez em dezembro!!!
    Abraços

  13. Erik disse:

    Gente. Tiveram 3 jegs no sumaré. Esse aí faz 10 anos que só é usado em férias. Os outros dois faz uns 12 anos que foram vendidos.

    A reforma dele foi acontecendo enquanto eu andava com ele.
    Não tem muita modificação. A furação das rodas da Ranger é a mesma da kombi moderna. Só precisei alargar um pouco os furos. Os pneus são bem maiores que os da Brasilia apesar de não parecer pelo tamanho da viatura.

    Toda a base dele é de kombi. Fabricado em 1982 pela qt engenharia que tem sede em Barueri e a fábrica era em Arujá. Para mais informações, acessem o Jeg clube do brasil no orkut e perguntem. A reforma está quase concluída. Falta pouco :-) []‘s

  14. Erik disse:

    Olá Esse Jeg é o meu :-)

    Mesmo escondido lá, ele acaba me surpreendendo.

    Assistam o vídeo e façam uma busca no youtube por “trilha de jeg no pinheirinho”.
    Também tem a comunidade Jeg clube do brasil no orkut.
    http://www.orkut.com/Main#Community?cmm=2860254

    []‘s à todos os admiradores.

  15. Peter Cardozo Losch disse:

    Eu tenho um Jeg, parado há mais de 15 anos em nossa casa de praia… E o carrinho está fácil de restaurar. Uma foto para vocês: http://img.photobucket.com/albums/v514/plosch/DSC02870.jpg

  16. Flavio Bragatto disse:

    Putz… eu moro em sumaré há 30 anos e nunca vi um Jeg rodando por aqui.

    Com certeza devia estar enfiado na garagem ou no sitio de alguem por anos até reformar.

    Eu tenho uma revista com uma matéria sobre ele. Saiu uma versão com a mecanica da Kombi Diesel. Vou procurar a dita, scannear e mandar depois.

  17. fred disse:

    Quase comprei um, mas preferi o Gurgel X12 porque era de fibra e eu morava no Rio. Uma pena. É lindão.

  18. Very disse:

    O design estilo “modelo de papelão” é intrigante na absoluta simplicidade e falta de frescura.

  19. Tuca disse:

    Tive um, mecânica exttremamente simples e confiável, me arrependo de ter vendido

  20. Jader disse:

    O mais legal é o nome: JEG(ue).

  21. Eric disse:

    Essas rodas são de Ranger 4 cilindros…deve ter bastante mudança aí embaixo….

    O original era roda de Kombi.

  22. Birico disse:

    Gostei. Belo carro!

    Ficaria mais legal com pneus mais agressivos… Parece pneu de Brasília.

  23. Eric disse:

    Chegou a ter tração 4×4…e foi para o buraco devido a uma greve de cegonheiros…
    Quem estava envolvido no projeto era o Dacunha.

  24. disse:

    Nossa, o motor, e até a bomba injetora era feita em São Carlos.

  25. Túlio Parodi disse:

    Caro Flávio,

    Me lembro de uma matéria na quatrorodas a respeito e tomei a liberdade de fazer uma pesquisa na net. Achei esse link que fala de toda a história: http://www.ecsbdefesa.com.br/fts/JEG.pdf

    E até um classificado: http://www.classificados-brasil.com/meus-anuncios+bahia-veiculos+45-137183.html

    Abç´s, Túlio

  26. gustavobala disse:

    no super trunfo tinha o Jeg, mas a bandeirinha do país era uruguaia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>