MENU

terça-feira, 3 de agosto de 2010 - 18:27Dica do dia

DICA DO DIA

SÃO PAULO (grande história) – Muita gente mandou nos últimos dias a dica. É que a “Quatro Rodas” completa 50 anos neste mês. E o pessoal da revista, chefiada pelo amigão Sérgio Berezovsky (que me vendeu meu primeiro DKW), colocou na rede todas as edições deste meio século de vida.

Parabéns a todos que trabalham na “4R”. É um presentaço para os leitores. Essa capa aí do lado é a primeira de todas e foi enviada pelo André Margulies, blogueiro do pedaço.

Passear pelas páginas dos anos 60 e 70 é uma delícia. Tenho boa parte dessas revistas, uma delas autografada pelo Jackie Stewart. Ele aparecia na capa fazendo testes de carros nacionais. Entre eles, o Zé do Caixão. Eu estava em Indianápolis e tinha levado umas revistas velhas para ler no avião. Foi o único autógrafo que pedi na vida.

31 comentários

  1. Antonio VK disse:

    Sem palavras! Ou melhor, duas palavras a quem fez: Muito obrigado.

  2. Alvaro disse:

    Achei sensacional, comecei a colecionar em 1973 quando tinha 9 anos e acho que parei por volta do fim dos anos 80, começo dos 90. Acho que ela não é mais hoje nem sombra do que foi no passado, era uma revista mais didática e simples, aprendi muito nela, e a parte de turismo me deliciava, tudo isso acabou. As minhas acabaram no lixo depois de muito tempo.
    Mas a iniciativa de digitalizar é sensacional, já estou imaginando o tempo que vou gastar aqui revendo as edições de minha infancia e as mais antigas que não forma do meu tempo

  3. Jr. disse:

    Não creio!!! Eu sempre fui doido pelas revistas 4R dos anos 80!!!!

  4. jotaefe disse:

    FG, vc disse tudo.
    “Passear pelas páginas nos anos 60/70″era um prazer orgástico.Ficava contando os dias para comprar a edicão seguinte.
    Porem, desde os anos 90, a revista se tornou um lixo.Só tem propaganda, fotos que tomam as páginas, pouca matéria para se ler.
    Acho que essa decadência é resultante da crise moral que aflige o Esgoto da Marginal Pinheiros.

  5. GILSON disse:

    FANTASTICO !!!!
    Quando tava na faculdade ficava loco por estas revistas

    !!!!!

    valeu

  6. Varlei disse:

    Muito legal, apesar de ter parado de comprar quatro rodas a partir de 1990, acho que o pessoal que entrou depois disto na revista não gostava de carros, erravam muito em informações e faziam reportagens que não tinham nada a ver, parecia uma revista Claudia, tenho muitas antigas ainda , pois quando eu era criança em vez de comprar gibi eu comprava revista de carro, rs, mas eu gostava mesmo da MOTOR 3 acho que foi a melhor revista que o Brasil já teve em materia de carros e motos.

  7. Paulo Emilio disse:

    Continuação: Não posso me esquecer da Iniciativa de criação da excelente revista GRAND PRIX nacional, que infelizmente teve vida curta 74/75 ! E aos fins de semana, em um verdadeiro exercício de masoquismo, já que não era rico , ainda ia ao aeroporto, onde sempre me deparava com uma edição da excepcional AUTO SPRINT italiana, ou AUTOSPORT e MOTORSPORT inglesas , SPORT AUTO francesa, ou se quisesse ler sobre o El LoLe, podia encontrar a PARABRISAS CORSA ou a AUTOMUNDO argentinas ! Sem contar os fantasticos anuários MOTORES do Francisco Santos e o AUTOCOURSE e AUTOMOBILE YEAR ! Bons tempos , grandes jornalistas, pespectivas diferentes sobre cada prova , não esta coisa pasteurizada resumida e controlada de hoje, apesar da internet !

    • Varlei disse:

      Bem lembrado Paulo Emilio revista GRAND PRIX, eu tinha era criança e guardo até hoje alguns posters originais dela que vinham na pagina central, pena que joguei maioria delas fora, realmente só durou dois anos eu tinha coleção completa, estorou um cano de agua na minha casa perdi quase todas as revistas inclusive as grand prix, motor 3,AUTO SPRINT, perdi mais de 1000 revistas, uma pena

  8. Paulo Emilio disse:

    Um dos maiores prazeres da minha juventude era ler o que o reporter Emerson Fitttipaldi contava na revista 4R na primeira metade dos anos 70, sobre as provas de Formula 1 , 2 , sem contar o Mundial de Marcas ! Tinhamos ainda a excelente AUTO ESPORTE , talvez melhor no quesito automobilismo ! As ótimas reportagens e fotos do Lemyr Martins na PLACAR ! E quem se lembra do jornal sobre automobilismo de 70/71 chamado AUTO POSTAL ? E do jornal AUTOMOTOR mais tarde ? Bons tempos de descobrimento , euforia , provas , circuitos e pilotos de verdade !

  9. TOM SEM FREIO disse:

    Epoca em que a Quatro Rodas tambem falava de corrida……….

  10. Diversão para os próximos 10 anos.

    Muito bom mesmo ter tudo isso ao alcance de um click.

  11. Manoel Jacques disse:

    Fantastico, fiquei maravilhado, comecei comprando a edição de novembro de 1968 até hoje, meu pai comprou a nº 01, eu me apaixonei, não sei quantas vezes reli essa revista, parabens a editora abril.
    Leio sempre seu comentarios Flavio, parabens!

  12. João Vitor disse:

    FG, que bacana você homenagear a revista, tão importante pra muitos de nós. Gosto muito das reportagens antigas, são muito legais. A abordagem da revista, a temática, tudo lá é bem bacana.

    Adoro a quatro rodas e, com certeza, ela é a principal fonte de pesquisa de muitos que passam por aqui. Vida longa a 4 Rodas.

  13. Levi Davet disse:

    Quatro Rodas é uma antiga paixão minha. Até há pouco tempo eu era assinante, mas a grana encurtou e tive que cancelar. Também acho que a revista perdeu um pouco do charme e da qualidade que tinha em meados dos anos 90 (fase da revista que mais me marcou), embora continue entre as mais competentes publicações brasileiras sobre automobilismo.

    Parabéns à revista e à Abril pela iniciativa.

  14. E.Martinez disse:

    Tenho alguns exemplares antigos, o mais velho é a edição número 6. No começo a 4R era mais uma revista de turismo que uma revista técnica. A era de ouro da 4R na minha opinião foi a década de 70, principalmente a primeira metade.

    Hoje no entanto penso que há revistas melhores como a Car and Driver, seus testes são mais completos e os textos são maiores, mais bem escritos e irreverentes, dá gosto de ler.

    As avaliações da 4R hoje são muito resumidas e muito focadas no mercado e pouco a paixão por automóveis. Faz anos que não compro uma 4R…

    A revista perdeu status, a concorrência aumentou muito, mas a importância histórica desta publicação, reconheço, é inegável…

  15. Glauco Martins disse:

    Parabéns, parabéns mesmo à 4 Rodas e a todos que fizeram parte de sua história. Ela fez parte da minha infância, adolescência e vida adulta. Tenho orgulho de dizer: tenho em minha estante todos os números da revista, do 1 ao 607, que é a edição deste mês!

  16. Edmar Freitas da Silva disse:

    Por pouo não chorei ao admirar as edições dos anos 70, época em que a grana era escassa. Não era fácil descolar um com os velhos para comprar um pedacinho de sonho. E hoje, tudo aquilo ao alcance de um clique. Incrível!
    Obrigado Quatro Rodas!
    Obrigado Flávio Gomes!

  17. disse:

    Colunas dos “Chicos” Rosa, Landi, Lameirão.
    Do Luizinho, e de toda trupe. Fotos, matérias que “muitos blogs” usaram como exclusivas.
    Muito legal popularizar a história de quem a cobriu desde o começo, a globo deveria fazer o mesmo com a Auto Esporte.
    Uma enciclopédia, e vejo que muitos que dizem possuir a coleção, nunca se prestaram a detalhes.
    A foto do Marazzi num fusca é alucinógena.
    Enfim, parabéns a Abril que perpetuou para o mundo a história da indústria, turismo e velocidade. E as propagandas então…

  18. Marcel disse:

    Que maravilha!!
    Tenho leitura garantida por alguns meses então..
    Flávio, dê uma olhada nas páginas 133 e 134 (ou próximas) da edição de março de 1982, fala das promessas do kart brasileiro, incluindo aí as crianças Cristian Fittipaldi e Rubens Barrichello, muito bom!

  19. Jason Vôngoli disse:

    Eu aprendi a ler (e rabiscar) nas 4R do meu tio Fernando. Eram aquelas dos anos 70, com a capa formada por dezenas de fotos, numa poluição visual completa… E não esqueço do primeiro exemplar que comprei com a minha grana (do lanche…), na banca do finado seu Mario, defronte ao Sumol. Era abril de 1981, e a revista trazia o teste do Ford 1934. A partir daquele dia, aos onze anos, passei a me achar homem feito – havia passado d’O Pato Donald para a Quatro Rodas.

  20. ze otavio disse:

    Flavio, se me permite, vou abusar do blog. Tenho “uma penca” de numeros que quero vender, mas quero vender por ano, tenho anos completos (alguns incluindo numeros especiais) e outros so parte, de 1964 a 1990. Mais detelhes, os interessados podem perguntar. Tkx.

    • FM disse:

      Eu iria indicar o link, mas vejo que a blogaiada nao perde tempo. Excelente iniciativa da revista, espero que volte a ter conteudo, como foi no passado.
      Concordo quanto a Motor3, conteudo técnico sem igual.

  21. penataba disse:

    Sensacional!!!! Fui correndo procurar a edição de outubro de 1972 – a primeira de muitas – que comprei com minha primeira mesada, só prá montar o Lotus do Emerson. Era uma “puta” revista!!!. Vamos fazer pressão prá Editora 3 (será que existe aínda?) fazer o mesmo com as estupendas MOTOR 3.

  22. Nada que um Palm, iPhone ou netbook não resolva, ehehehe.

    Para os mais abastados, um iPad é o suprasumo!

  23. Vejam a edição de janeiro de 1980 sobre os Fitti na F1

  24. Alexandre Gomes disse:

    Quando eu deixei as revistas da Disney, com 11 anos, era as do meu pai que eu lia.

    Lembro de algumas deste tempo.

    Obrigado, 4R. E Parabéns!

  25. Walter - Poa RS disse:

    Excelente a iniciativa da Abril.

    Abri, por enquanto algumas 1964 e fiquei pasmo que ainda lembro de algumas reportagens, fotos e aquela capa com o MG
    tenho nitida lembrança, parece que ainda tenho a revista.

    Sensacional.

    Aja tempo para trabalhar agora, vou ter que controlar para não ficar lendo, pena que não dá para levar no banheiro.
    Abraços

  26. Milton disse:

    Eu particularmente sempre gostei de todas que mostravam coisas de campeonato de marcas, Divisão 3, e Mil Milhas. Dessas revistas antigas que vem muito da minha paixão por carros antigos.

  27. Caco Brandenburg disse:

    O mais legal, é que as revistas foram digitalizadas 100%, incluindo as propagandas.
    Se reclamamos do excesso de propaganda hoje em dia, reviver as propagandas do passado é muito bom!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *