MENU

Saturday, 25 de June de 2011 - 11:45Colunas Warm Up

ATRASADINHO

SÃO PAULO (tem caipirinha nesta cidade?) – Com um dia de atraso, porque ontem não deu tempo de pingar o link no meio da Autobahn, aí vai minha coluna de ontem. Que fala sobre números impressionantes. Você sabia que em Valência se troca de marcha 64 vezes por volta? E que cada troca leva 0s05 para desengrenar e engrenar? Pois é, eu também não sabia.

8 comentários

  1. Fernando says:

    3,2 segundos em ponto morto por volta, é a diferença da Lotus, pois que a Lotus utilize então um cambio CVT

    buenas

  2. cyro de cicco says:

    Será que dá pra ver uma troca de marcha dessas a olho nu? rsss

  3. Luiz says:

    E o carro percorre 3,5m em neutro. E o Simoncelli hein, derrubou mais um!

  4. Fernando Kesnault says:

    Flavio se estas em Alemanha esta a assistir as 24 horas de nurburgring?? Bem melhor que esta coisa chamada de businesse formula 1…heheh….já se sabe quem é o campeão antes da temporada começar e quem ganha qual prova durante o ano….pura fantasia…

  5. Rogerio says:

    Caramba… legal esses números.

    A julgar pelo números, parece que o câmbio do Maldonado hoje faltou às aulas de Matemática. Surtou no Q2 e se mandou mais cedo. Travou bonito.

  6. says:

    Desengrenar e Engrenar ? Esse foi o pulo do gato da Honda na Moto GP. Só ouvir o som. Parece automática a moto.

  7. Renato B. Santiago says:

    É por isso que fica chato!! Cadê o significado????

    • Thiago Lemos says:

      Significa que melhora de desempenho se consegue nos detalhes, e os melhores sempre conseguem mais. Aí que sobresaem talentos de engenharia na formula 1: Adrian Newey, Rory Byrne, John Barnard, Gordon Murray, Colin Chapman, etc, etc. Grandes campeões venceram com os carros desses gênios.

      De 300 em 300 metros se controem kilometros entre o vencedor. Ou a distancia mínima pra entrar na história. Al Unser Junior e Sam Hornish Jr que o diga (venceram indianápolis por metros, e estão no troféu. Scott Goodyear e Marco Andretty não.

Leave a Reply to Fernando Kesnault Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *