MENU

domingo, 9 de dezembro de 2012 - 14:32Stock Car

COISAS DO MILHÃO (3)

SÃO PAULO (vocês foram?) – Pelas fotos abaixo, nota-se que o público foi muito bom hoje de manhã em Interlagos. Os organizadores falaram em 39 mil pessoas. Um belo fim de temporada.

Thiago Camilo venceu pela 13ª vez na Stock, em 120 largadas. Chegou 0s081 à frente de Ricardo Maurício, vice-campeão. Foi a segunda vitória milionária de Camilo em quatro edições da tal da Corrida do Milhão.

Os “indies” Barrichello, Kanaan e Helinho não foram muito bem. A vitória de Thiago, como já contado em post abaixo, veio graças a uma estratégia de reabastecer na primeira volta para não ficar sem combustível no final, o que acabou acontecendo com o pentacampeão Cacá Bueno (terceiro, no final) e com Allam Khodair, que liderou 25 das 27 voltas, mas teve de parar no fim para não ficar pelo meio do caminho com pane seca.

Ano que vem, por redução de custos, todos os eventos da Estoque serão realizados em apenas dois dias, sábado e domingo. Eles poderiam, sim, ampliar o calendário e botar essa gente para correr mais. Os pilotos não podem treinar e muitos ficam tempo demais parados, aqueles que não disputam outras categorias. Preços populares, mais promoção, racing days, mais categorias, sei lá. Encher autódromos, como hoje. É legal ver Interlagos cheio.

 

29 comentários

  1. Luiz G disse:

    Cacá Bueno ganhou em Interlagos….Infelizmente, seu carro não.
    Rsrsrsrs….

  2. Enko disse:

    o regulamento diz quem deve se ter uma quantidade de combustível ao fim da corrida, como isso não aconteceu no carro do global, ele deveria ser desclassificado e perder o título, mas parede que mudaram as regras do jogo na últim a corrida; muito estranho.
    assim como é estranho ter o popó bueno largando em 3°

  3. O Império Global está destruindo a Stock Car Brasil com seu monopólio. O Cacá Bueno só é Pentacampeão nessa categoria de derrotados, lá fora ele é um Zero à Esquerda. O Rubinho agora vai chorar em cima do Cacá Bueno para conseguir um título na Stock, mas com cuidado para não desagradar o Papai Galvão Bueno e a Globo.

  4. Rafael Mafra disse:

    Na minha opinião Thiago Camilo vai ser campeão da Stock Car, não sei quando mas vai. Torço por ele desde o Ômega em 2001!!!!

  5. PRNDSL disse:

    A Stock tem sérios problemas: acho que é a única categoria na qual o piloto tem que andar “meia-boca”. Em entrevista ao RL eles disseram que as corridas de Cacavel e Tarumã foram “passeios” porque, se afundassem o pé com vontade, os pneus não aguentariam nem poucas voltas. A do Milhão foi mesma coisa, por causa da gasolilna. Nela quem pode correr de verdade ganhou (não é assim que deveria ser sempre?).

  6. Rodrigo Ribeiro disse:

    Tudo muito bonito, mas quando fui comprar um ingresso no domingo, eles já haviam se esgotado para o setor A. Ainda que houvessem inúmeros cambistas (justificando parte do acontecimento), a profusão de torcidas “patrocinadas” indica que, se o autódromo lotou, não foi devido ao público pagante…

  7. Ricardo Bigliazzi disse:

    Gostei do post… vamos começar a pelo menos não falar mal da Stock.

    Os carros empolgam pela velocidade e o som dos motores também é muito legal… disso é feito o automobilismo. A corrida ao vivo é setecentas vezes melhor do que pela RGT.

    É bom começarmos a não reclamar muito do que temos… pois se não acabamos ficando sem nada num futuro muito proximo.

    Imperador.

  8. Saulo disse:

    A corrida foi realmente emocionante.

  9. Ulisses disse:

    Foi uma bela prova! Com direito a um final sensacional! De cinema!
    A transmissão da Globo foi boa, mostrando o Cacá dentro do carro, ganhando o campeonato e ficando desconcertado com a derrota na prova. A Equipe deve ter ficado muito puta com a pane seca, Cacá disse que tinha combinado com todos dividir o prêmio igualitariamente. Além de pilotaço, o cara deve ser boa pessoa.
    Não fui a Interlagos, uma pena.
    Fui ver a “Estoque” em 2011, paguei dois ingressos mais o carro, não pude ficar em nenhum lugar na arquibancada, toda reservada para patrocinadores.
    Acho legal o patrocinador levar gente e lotar o autódromo, mas peguei certo “bode”, afinal paguei e não achei lugar para ficar com meu filho (estava cheio de seguranças).
    Quando as arquibancadas estão “loteadas” da para ficar em vários locais bons lá, no final da Curva do Sol (pelo Kartódromo), no S do Senna ….. não arrisquei.

  10. Rafael Chinini disse:

    eles podiam inventar qualquer coisas a mais pra atrair o público.
    ontem fui pela primeira vez. consegui uma promoção da Porsche e fui no setor M.
    em baixo as arquibancadas além de barraquinhas de comida, o que tinha?! NADA!! absolutamente nada pra se fazer ali.

    tinha um stand da GM, que até agora não descobri pra que! 3 minas lá paradas, com a luz apaga. sem propaganda, panfleto, NADA.

    se não fosse pela visita aos boxes (que alias foi uma desorganização completa pra entrar) vc não tem outros atrativos ali. so consegui comprar uma caneca da Stock tb, pq entrei quase lá na área do padock.

    interlagos é enorme, dava pra fazer um monte de coisas lá durante a corrida. mas fica tudo pros “ban ban ban” apenas

  11. Cara, eu fui. Sempre adorei automobilismo – na medida do possível com meu Kadett 1990 – e foi a primeira vez em que estive em um evento do tipo. Ganhei convite VIP – o que contrasta com a maior pindaíba financeira que estou em toda a minha vida – comi pra cacete, vi mulher bonita pra cacete, me deslumbrei pra cacete. Fui contra os meus costumes de não pagar pau pro carro dos outros e tirei fotos da Ferrari que estava no estacionamento.

    Vi Reginaldo Leme, Pizzonia. Barrichello. Queria ter te visto lá.

    Porra, foi muito bom, meu melhor domingo de um ano que não foi dos melhores.

    Tirei muita foto também e postei no meu modesto blog. O link está logo abaixo:

    http://regthorpe.blogspot.com.br/2012/12/stockadas-e-corrida-do-milhao.html

    Abraço e um ótimo final de ano pra você.

    Augusto Fernandes Sales

    P.S.: Sou corintianaço, mas torci pra Portuguesa ficar. A Portuguesa é o golfinho do futebol brasileiro.

  12. Wagner disse:

    Amigo Flávio,

    Casa cheia, mas desorganizada.

    Fui a Interlagos com minha família para assistir a corrida.

    Como eu havia comprado ingressos antecipadamente para mim e para minha esposa, meu filho dirigiu-se a bilheteria para adquirir o seu ingresso e recebeu a informação que eles estavam esgotados.

    Detalhe: havia espaco de sobra nas arquibancadas.

    Ou seja, a farta distribuição de ingressos gratuitos continua.

    Como continuam também não comparecendo ao autódromo, os torcedores do sofá.

    Abraços

  13. claude bes disse:

    Moral da historia pilotar carroças não e p/piloto de fora..

  14. Valente disse:

    Thiago foi o Bicampeão do Milhão.
    Sobre o evento, é bom lembrar que a data estava reservada pelo Porsche Cup, que topou ter a Stock no mesmo final de semana. No final foi um “racing day” bacana, mas ainda teria espaco para mais uma categoria ou duas.
    Seria legal ver a Classic ali também.

  15. Alexandre - BH disse:

    Pois é, piloto que ficou com muito miserê no posto de gasolina…

    http://failfun.com/wp-content/uploads/Much-You-Want.jpg

  16. Alexandre - BH disse:

    Redução de custos. É mesmo engraçado o modo de ver desse pessoal. Como você disse, deveriam é reduzir preços e atrair mais público. Ainda não conseguiram transformar o automobilismo brasileiro num grande negócio.

  17. Bruno disse:

    Eu estava lá e o setor A realmente estava bem cheio. Porém onde eu estava nas arquibancadas cobertas da reta dos boxes haviam muuuitos lugares vagos.

    Me corrijam se eu estiver errado, mas acredito que o grande público que estava lá hoje estava apenas porque ganhou ingresso de algum patrocinador e por isso que o autódromo estava cheio. Eu mesmo só fui porque ganhei um também, se não não sairia de Santos para pagar gasolina, pedágio absurdo da imigrantes, flanelinhas cobrando R$50 para eu deixar o carro na rua e mais R$40 de ingresso para ficar numa arquibancada descoberta ao relento de sol e chuva.
    O setor A tinha que ser no máximo R$20, quem sabe até menos. Talvez assim, mais pessoas pensariam em sair de casa com sua família e enfrentar tudo isso para ver corrida de carros, coisa que como tu sempre diz está morrendo no Brasil e o valor salgado que a gente acaba pagando em um todo acaba sendo mais um dos motivos para tal.

  18. Leo Pereira disse:

    O publico foi legal mesmo. Estive la.

    Algumas considerações:

    – Esse formato de corrida mais longa com possibilidade de parada de box, é muito mais legal que as corridas curtinhas de 2012. Sem falar no infeliz horario de 9:30hs…

    – A Vicar deveria aproveitar a chegada do Rubens, e expandir o campeonato… Tudo bem ter pista so no sabado e domingo, mas com a quantidade de autodromos que existem no Brasil 12 etapas é muito pouco…

    – Parabens ao Caca Bueno. Concordo com o Flavio… O cara é o melhor piloto brasileiro de turismo… Penta campeao da STOCK CAR.

  19. Luiz G disse:

    Oi Flavio.

    Se tiver tempo e disposição, me responde essa?

    Na sua opinião, como se pode definir alguém como um “GRANDE PILOTO”?

    -Schumacher foi heptacampeão na F1 com mais de 90 vitórias.
    -Dale Earnhardt foi hepta campeão na NASCAR com mais de 80 vitórias.
    -A.J. Foyt foi tetra campeão na Indy e venceu indianápolis 4 vezes.
    -Sebatien Loeb tem 9 títulos no WRC
    …Não entendo nada de DTM, mas imagino que eles tenham seu super-campeão.

    Como definir entre esses caras, quem é o “maior piloto de todos os tempos” sendo eles multi-campeões apenas em suas categorias?

    No entanto, Mario Andretti foi campeão de F1, F-Indy, Indianapolis 500 e Daytona. Seria ele o maior de “todos os tempos” por ser multi-campeão em diversas categorias?

    Cacá Bueno seria um piloto de mais sucesso do que Barrichello ou Castroneves, já que ele é Penta campeão de Stock Car, quando apesar de Helio e Rubens estarem em categorias internacionais, nunca ganharam título?

    Enfim, qual seu ponto de vista sobre isso?

    Espero que possa responder.
    Abraços.

    • Flávio Gomes "clone", serve? disse:

      Ao Luiz G.

      Schumacher foi heptacampeão-MUNDIAL, o resto é resto, nada supera um campeonato mundial, imagina sete!!!

      Sebatien Loeb tem 9 títulos no WRC, mas ele dependeu de navegador pra chegar aos títulos, as corridas no WRC não tem ULTRAPASSAGENS(tão exigidas pelos torcedores)…eu fico com o alemão! Schumacher fez o trabalho mais DURO na F-1, “ergueu” duas equipes que não vencia nada até os títulos(Benetton e Ferrari). E o alemão não fazia mimimi como Alonso faz dizendo que os rivais só ganham porque tem Newey no time. Schumacher bateu os carros de Newey em 94/95 com Benetton e depois em 2000 a 2004 com Ferrari. Não foi campeão pela Mercedes depois dos 40 anos, mas Piquet não foi antes dos 40 pela Lotus e Benetton.

      Prost não foi pela Renault e Ferrari, Mansell não foi pela Lotus e Ferrari, e Senna não foi pela Lotus. Então, Schumacher não tem maiores obrigações. E nesses três anos na Mercedes Schumacher deu uma “aula” a Barrichello. A de como ser um BOM PERDEDOR, o alemão nunca atacou a equipe, muito menos Rosberg.
      Schumacher como sempre só falava em trabalho, motivação e superação…não deu na Mercedes, a vida segue sem achar culpados…

      Aprenda uma coisa, esse negócio de MELHOR DE TODOS OS TEMPOS é puro marketing-barato, ninguém liga pra isso(tirando os torcedores). Pergunte para Piquet, Lauda, Stewart ou Brabham se eles ficam muito preocupados em não serem lembrados como o melhor de todos? Eles estão se lixando pra isso…

      Mas se vc quiser achar um “melhor de todos os tempos” o ideal seria achar um campeão em épocas diferentes em várias categorias:

      Pelo menos três vezes campeão na F-1 em décadas diferentes.
      Pelo menos três vezes campeão no WRC em décadas diferentes.
      Pelo menos três vezes vencedor das 24 Horas de Le Mans em décadas diferentes.
      Pelo menos três vezes vencedor da Indy 500 em décadas diferentes.

      Mais versátil que isso impossível, ninguém vai chegar tão longe porque o preparo físico não suporta. O ideal é eleger os melhores de cada época em cada categoria. Eu pelo menos, acho Prost o piloto mais completo e melhor dos anos 80, seguido de Piquet. Eles não precisaram pegar carro-pronto emprestado pra serem campeões. Fora isso, sabiam organizar um time e dar estabilidade a eles, pra acertar equipamento não tinham ninguém melhor em sua época. Schumacher foi além, quando o time estave em baixa ele ergueu o time por três vezes 97/04/06(fora a Benetton em 94/95). Se Kimi foi campeão em 07 é muito graças ao trabalho de Schuamcher em 2006(e sem Rubinho ao lado provando que era ele quem fazia a diferença no time). A Ferrari estava pronta NOVAMENTE pra ser campeão em 07/08.
      Se Schumacher não se aposenta em 06, daria o troco em Alonso em 07, e bateria Lewis em 08, seria mais dois títulos para o alemão.

      • Flávio Gomes "clone", serve? disse:

        Desculpes os erros na hora de digitar, mas a minha mãeeeeee esta gritando aqui me chamando. Prometi que ia com ela na cidade…rs

        inté…

      • Marcelo disse:

        Clone, acho que a pergunta do Luiz (pelo que entendi) é se podemos considerar o Cacá um Grande Piloto, apesar de seus títulos serem nacionais.
        Sua análise foi muito boa, e você vincula sucesso à Títulos, mesmo o Iceman tendo ganho um título apenas o cara vai ficar na estatística como campeão…
        Discordo apenas quando você falou do Loeb – WRC é velocidade com inteligência e estratégia…
        O cara faz o mesmo caminho que os outros porém encurtando espaços e fazendo alguns trechos mais rápidos que os outros. E tendo apenas uma única oportunidade (como todos os pilotos). Apesar de você “dividir” a responsabilidade com o navegador, 9 títulos não é para qualquer um…
        Abraços,
        Marcelo

    • Marcelo disse:

      Grande Luiz,
      Vou tomar a liberdade em dar minha opinião nesta sua questão:
      Acho o Cacá um grande piloto, apesar de fazer toda sua carreira basicamente no Brasil. Podemos colocá-lo como melhores da história também…
      Flavinho mencionou com muita justiça – Cacá é “disparado (isso eu coloco)” o melhor piloto de turismo atualmente no Brasil.
      Um piloto que ganhou 5 títulos de Estoque e os 3 títulos do Linea não é para qualquer um…
      Luiz, na hora “H” o que vale são conquistas, e para mim conquistas são títulos, e o que ficará na história são os títulos. Os pilotos que você mencionou serão lembrados pelas seus títulos.
      Barrica ficou 19 anos na F1. Legal, fez um bom trabalho, mas ganhou o quê? 11 vitórias? Isso qualquer piloto poderá chegar. Ninguém lembrará daquela “ultrapassagem do Barrica”, daquele pódio etc.
      Acho o Damon Hill menos piloto que o Barrica por exemplo. Mas o cara ganhou o Mundial de 1996.
      Quando estivermos bem mais velhos, vão lembrar mais do Hill os dos 34.765.434 GPs do Barrica? Do título do Hill, afinal o “cara” foi campeão…
      Cacá foi muito feliz logo após a prova dizendo “Dinheiro é papel, o Pentacampeão é histórico!”
      1 milhão de reais pode não fazer falta ao Cacá, mas pergunta pro Tiago Camillo se ele troca as 2 corridas do milhão que ele ganhou por um título na Estoque. Aposto contigo que ele trocaria…
      Abraços,
      Marcelo

    • Luiz G disse:

      Obrigado a todos pelas respostas.

      Concordo em muitas questões com vocês e discordo de umas poucas. Mas é só questão de mera opinião mesmo.

      Pessoalmente, eu acho mais interessante ser campeão de uma categoria nacional do que ser um coadjuvante numa internacional, mas isso não é uma crítica ao Barrichello, ao Castroneves, nem nenhum outro piloto que não tenha sido campeão.

      De repente, pro Barrichello, vale mais dirigir um Formula 1 do que ter títulos de uma categoria que ele não admira tanto….cada um com seu gosto.

      Na minha opinião, a carreira de um piloto que tem títulos em mais de uma categoria é mais interessante do que ter 5 títulos na mesma categoria.

      Fantasiando, eu preferia ser campeão de F1, F-Indy, Indy 500, Nascar, Daytona, Le mans e StockCar do que ser tri na F1….Acho que seria uma carreira mais “rica”.

      Em termos de resultados, acho a carreira do Mario Andretti mais interessante do que a do Piquet ou do Senna……mas eu sou minoria nessa opinião.

      abraços.

      Obs: Cacá Bueno é o cara!!!

  20. José Morelli disse:

    Pois é, lotou tanto que eu acabei ficando sem ingresso. Deixei tudo pra última hora, planejava ir comprar os ingressos na sexta, mas aí o Tickets for Fun informou que havia acabado. Isso é estranho, tinha uma época que eu ia no dia mesmo da própria corrida e comprava ingressos na Bilheteria oficial do Autódromo….hoje em dia isso é impossível.

    Tem muito cambista que compra, é um saco isso! De qualquer forma, a festa tava bonita.

  21. disse:

    Prova mequetrefe, safety demais.
    O barato é que as arquibancadas mesmo acabando a Stock, ficaram cheias para a Porsche, que cada vez mais vai abrindo espaço para o público com um mkt by Dener Pires. Muito legal.
    Assistindo no S, vejo a frase de marketing após TC cruzar a linha de chegada e o Cacá parar a nossa frente.
    Imediatamente a Bia Figueiredo solta no twitter:
    “Acho que posso dizer uma coisa… Com combustível Ipiranga vai se mais longe….”
    Quem tem a conta de publicidade da Ipiranga, tem de antes de usar o slogan, pagar uma boa graninha para a Bia.

  22. Tevez disse:

    Deveria ter o dobro de corridas… O TC tem isso o DTM tem isso e nem falar da nascar e o Australiano…

  23. Alfredo Junior disse:

    É Gomes, eu mesmo queria ter ido e os ingressos ja estavam esgotados no sábado. Pra quem gosta realmente de automobilismo isso é uma vitória. Louvável a atitude do Thiago Camilo, que foi até a Torcida (arquibancada) para saudar o público. Como podem pilotos quererem correr sem público .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *