MENU

quarta-feira, 14 de agosto de 2013 - 14:13F-1

SEM ENZO, 25

SÃO PAULO (na correria) – Dois pitaquinhos de Ferrari, num dia bem corrido. O primeiro, a lembrança dos 25 anos da morte de Enzo Ferrari. O material está no Grande Prêmio para vocês lerem. A equipe segue sendo a maior de todas. E muito se deve a Michael Schumacher, a quem o comendador (que preferia ser chamado de engenheiro) não conheceu.

Falem de Enzo. O outro pitaquinho chega em instantes.

15 comentários

  1. Healica disse:

    Acho que Schumacher deve a Ferrari…..

  2. Paulo Pinto disse:

    Um Mito pilotando um Mito, criado por um Mito.

  3. Luciano disse:

    25 anos sem Enzo Ferrari lastimável.
    FG nenhuma palavra sobre o aniversario de 93 anos com a Lusa!

  4. vitão disse:

    O melhor amigo do Enzo chama-se Ferrucio Lamborghini . Um papo deles no céu deve ser muito interessante.

  5. vitão disse:

    O melhor amigo do Enzo chama-se Ferrucio Lamborghini . Um papo deles no céu deve ser muuuiiitttoo interessante.

  6. Ulisses disse:

    Enzo era gênio, e um “clássico” chefão tradicional. Gostava de conversar com os pilotos, olho-no-olho, sem intermediações de advogados e contratos com textos jurídicos sofisticados.
    A história do automobilismo de competição, foi (e é) construída por esses gênios chefões/ex-pilotos/chefes de equipe/construtores.
    Jack Brabhan (o ídolo de Piquet), Colin Chapmam, Ken Tyrrel, Enzo Ferrari, John Surtes, Frank Willyans, Peter Sauber, Bruce McLaren, e algum outro que possivelmente eu tenha esquecido, são especiais. Eles tem aquela centelha criativa, aquela coragem, o senso de oportunidade e o conhecimento que os “normais” deixam de “captar” e/ou, se captam, lhes falta algo complementar que esses caras tem.
    Desses seres especiais, Enzo era (e é) a referência, sempre foi, assim como os seus carros míticos.

    Atualmente a tendência é o trabalho em conjunto, em parceria, diluindo as responsabilidades através de estudos técnicos baseados em ciências administrativas, jurídicas, técnicas de simulação digitais, processos de fabricação, um monte de gente envolvida no processo, nem poderia ser diferente.
    Enfim, o mundo mudou, mudou a F1, que sempre esteve um passo à frente de seu tempo (dizem que essa é a sua função, descobrir e implantar novas tecnologias automotivas).

    Ficou pior? Não sei.
    Mas ficaram os mitos, as lendas, e Enzo Ferrari, é uma das maiores!

  7. Fernando Passos disse:

    Sou fã do Enzo.

    Um homem extremamente apaixonado pelo automobilismo e sempre quis ser um vencedor.

    Preterido como piloto da Alfa Romeu decidiu fazer seus próprios carros de corrida. Para bancar sua equipe decidiu fazer carros de rua, mas o foco sempre foi a corrida.

    Não só criou uma fábrica de carros ou de corridas que faz de tudo pela vitória, criou um mito.

  8. James disse:

    Eternamente Enzo Ferrari…

  9. Kleber Acquesta disse:

    Colin Chapman foi muito melhor que Enzo. A Ferrari na epóca só sabia fazer motores potentes, já Colin faria até um fusquinha andar a 300KM/H mexendo na aerodinâmica. E tenho dito.

  10. Ricardo Bigliazzi disse:

    Enzo o que não tem sobrenome, mas sim uma Marca.

    Icone eterno da F-1, gostemos ou não.

    Imperador

  11. Mauricio Camargo disse:

    Digo Schumacher

  12. Mauricio Camargo disse:

    Muito se deve a Schmacher….e a Jean Todd e a Ross Brawn….e a todos daquela equipe fantástica que a Ferrari teve no início dos anos 2.000.

  13. Christian - Do Niva disse:

    Meu filho chama Enzo em homenagem ao Commendatore…

    Ele e o Schummy fazem falta ultimamente na Ferrari.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>