O REI

marcquezcampeaoSÃO PAULO (fenomenal) – O que dizer de um garoto de 20 anos que ganhou a Moto3, a Moto2 e, na temporada de estreia da MotoGP, levou também a categoria rainha?

Que é um rei, o novo rei das duas rodas, repetindo feito de Kenny Roberts, em 1978, o último estreante a ganhar o campeonato da série principal do Mundial de Motos, quando ainda corriam as 500 cc.

Lorenzo ganhou a última prova da temporada agora há pouco em Valência, com Pedrosa em segundo e Márquez em terceiro. Três espanhóis no pódio, título para Marc, que fechou o ano quatro pontos à frente de Lorenzo. Taça para a Honda, num campeonato espetacular. Encerrado com uma corrida igualmente maravilhosa.

A cobertura está no Grande Prêmio, com nossa motoqueira Juliana Tesser — a propósito, ótima cobertura do SporTV, com equipe no local, três jornalistas que conhecem muito o assunto.

Leiam tudo. O menino está fazendo história, como se diz, e é legal ver a história sendo escrita.

Comentários

  • Lorenzo é melhor e mais completo.Perdeu o título por causa da fratura na clavícula e por ter ficado fora de uma corrida. Desejo muita sorte á ele em 2014 e que a Yamaha dê uma moto á sua altura para enfrentar M93 em igualdade de condições. Força Lorenzo e Yamaha!!!

    • Respeito sua opinião. Mas se a Honda não erra feio na Austrália, Marquez já chegaria campeão à última etapa, e aí ele não entregaria a vitória fácil, pois estaria correndo puramente por diversão. Então veríamos de novo o embate de algumas corridas atrás.

      Aliás, na própria Austrália o Marquez já estava se preservando, somando pontos.

  • A Espanha, como de costume e a exemplo do futebol, tem um motociclismo estruturado com muitas categorias de base, patrocinadores, boas equipes, público, etc etc … e com isso, fica muito mais fácil destacar e selecionar pilotos fantásticos como esse.
    Esse garoto é um fenômeno, merece cada pontinho desse título!

  • O que mais gostei do título do Marquez, é pela pessoa dele.
    Não lembro em que corrida ele deu com a carenagem no Lorenzo na última curva. Ganhou, mas no páteo o Lorenzo não aceitou os cumprimentos do colega.
    Lorenzo em algumas passagens se mostrou arrogante, com o Simoncelli idem.
    Marqueza leva um pouco da simpatia do Valentino.

  • O Lorenzo,até pela experiencia,me parece ser o melhor ainda. Mas o garoto realmente fez historia e tem potencial pra muito mais. Interessante foi ver o Rossi como coadjuvante,mostrando que cada piloto tem sua época,assim como o Schumacher na F1 que quando voltou só passou vergonha.Por isso acho bobagem quando ficam discutindo o melhor de todos os tempos,é quase impossivel se dimensionar isso.

  • Caros, bater em seu ano de estréia na Moto GP duas Yamahas uma do heptacampeão Valentino Rossi e outra do bicampeão Jorge Lorenzo além de deixar a Honda de seu companheiro de equipe Dani Pedrosa com seus 03 vice-campeonatos para trás não é pouca coisa…..Marq Marquez foi capaz de frear o entusiasmo juvenil (coisa que só gente grande faz…) fazendo uma corrida cerebral como Prost fazia em seus áureos tempos de F1, mesmo Marquez sabendo que se quisesse teria braço (melhor dizendo em se tratando de Moto GP, teria braço, mãos e pernas…) para vencer a corrida…acho que se Doutor Valentino e companhia quiserem ter novamente chances de voltar a ganhar campeonatos na categoria principal da motovelocidade deverão se reciclar fazendo curso de Pós-Doutorado na Espanha com o Prof. Dr. Marq Marquez…….(mais conhecido como “formiga atômica”)

  • Como dizem os saudosistas da Formula 1: essas motos com controle de tração, com pneus de dupla densidade deixam tudo muito mais fácil.

    Se é mais fácil eu não sei, mas essas vitórias do Valentino e dessa espanholada mostra mais a decadência do motociclismo americano e porque não, do australiano do que do talento propriamente dito desses pilotos.

    Não existem mais Roberts, Spencers, Lawsons, Doohans, Rayney, Schwantz da vida. Quando esses estavam na ativa, italianos e espanhóis não tinham vez na categoria maior.

  • MM é muito bom. Esta acima de Pedrosa e no mesmo nível de Lorenzo. E teve de maneira inegável a melhor moto do campeonato.
    A desclassificação na Austrália foi uma jogada de xadrez de Lorenzo e MM e Honda caíram no engodo.
    O campeonato foi justo, e emocionante. E espera-se melhora na Yamaha para o ano de 14, até para fornecer a Rossi uma máquina mais adaptada ao sua forma de tocada e a Lorenzo o equipamento para enfrentar MM. E uma outra montadora de porte (a Kawasaki vem fazendo testes) ajudaria e muito a tornar um espetáculo que já é bom em algo melhor ainda.

  • O garoto é um fenômeno,ganhou merecidamente do grande piloto Jorge Lorenzo,o final da moto 1 também foi espetacular.
    E o melhor de tudo,são as comemorações dos vencedores com a galera sem as multas e a frescura da F1.Moto Gp hoje em dia é o melhor dos esportes a motor disparado.

  • Parabéns não só ao Márquez, mas para a Espanha: 3 pilotos no pódio, 2 deles disputando o título. Uma geração que ainda vai dar muitas alegrias ao povo espanhol. Ao contrário do Brasil, que não tem investimento em categoria de base, em autódromos, não vive a cultura do automobilismo/motociclismo com investimento pesado de montadoras. Deu gosto ver a corrida e que algum dia tenhamos outro Alex Barros lá de novo.

  • A globo deveria aprender como se faz uma transmissão de qualidade!!

    Falando em globo, alguém viu a rede globo falando sobre o título do Marc Márquez ou então dizer que o mundial de motovelocidade vai correr em Brasília ano que vem ??

    Ainda bem que tem a Sportv e o Grande Prêmio no Brasil! Se dependêssemos da globo para acompanhar os esportes que curtimos, estaríamos fodidos!

  • Baita transmissão e decisões bem legais. A Moto 3 foi de tirar o fôlego até o fim e a Moto GP teve um início de prova alucinante. O título ficou em boas mãos, mas também seria justo se o Jorge Lorenzo faturasse o campeonato. E fica um exemplo para a Fórmula 1: pilotos autênticos e comemorações idem também são atrações para o público.

  • E é melhor o Dani “Medrosa” começar a pensar num plano B, C ou D, porque o Marquez “chegou chegando” e não deixou nem migalha para o “Senhor Triste”. . .
    De resto concordo com a turma, esse Lorenzo é o supra-sumo da antipatia, pust@ cara mala, sempre com aquela c@r@ de bund@!
    Zé Maria

  • Aconteceu o que era previsto. Lorenzo ganhou e o Marquez correndo pra levar o campeonato. O que eu achei interessante foi o Lorenzo segurando o pelotão pra deixar o Marquez vulnerável ao ponto de até o Rossi e o Bautista acompanharem o pelotão. Só foi embora depois de ter percebido que corria o risco de ser punido, conforme analisou muito bem o Fausto Macieira. O cara anda demais pq segurar 4 motos atrás do cara é muito complicado pq em corrida de moto praticamente qualquer curva é ponto de ultrapassagem. Pra mim, ele merecia mais o título, e assim como muita gente, acho que o Marquez foi campeão por causa das contusões do Lorenzo e do Pedrosa durante a temporada. Mas mesmo assim, o Marquez não deixa de merecer, pq aproveitou bem a chance e fez a parte dele; chance que muita gente tem mas não aproveita.

  • Ao final da prova todos dão entrevista sem muito estrelismo como vemos na F1. E estes caras são heróis por correr em máquinas sem proteção e a milímetros do chão. Fantástico a cobertura da MotoGP pelo sportv. Isso será a F1 para nós em breve sem pilotos na categoria temos que torcer para outras bandeiras, fazer o que? Outros países fazem o mesmo, vejam o Japão com seus fã clubes de pilotos ocidentais. Até o schummy tinha fã clube no Japão, o maior Dock vigarista de todos os tempos.

  • A Honda não perderia isso por nada, tanto que a Gresini ganhou upgrade para o Bautista pressionar. Agora, para quem assistiu desde a Moto3, abertura de transmissão da Sportv com imagens aéreas da pista e acesso, imaginem que Brasília vai ter Truck e depois reformar para a “etapa” 2014. Sei lá, o autódromo de Brasília pode se transformar no pátio de caminhões e containers para equipamentos de transmissão dos jogos da Copa e depois….

    • Opa, não entendi. Pilotagem pura, quer dizer os dois pelados? Cara o MM ganhou e atropelou todo mundo este ano e será pior para estes caras ano que vem, pois em muitas corridas o garoto nem conhecia a pista. As últimas corridas que dizem que o Lorenzo correu na frente, o MM correu sob pressão, fruto da choradeira da Yamaha, Lorenzo e Pedrosa a Dorna, punições e cartões amarelos que deixaram o garoto na defensiva, pontuando apenas e não mais dividindo as curvas com o chuchu da Yamaha, ou vc acha que ele iria fazer pior que Pedrosa hoje? O cara se poupou, é um espetáculo e para quem não entende do riscado isso dói, é difícil de entender e engolir, o garoto chegou e foi levando a todos. O que foi aquela corrida em Laguna Seca repetindo Rossi sobre o Rossi. Por sinal, quem entende de Moto, como Rossi, já disse e apoiou o garoto. Observou a proteção do Doctor ao garoto na largada. O cara entende e protege os iguais.

      • O Marquez conhecia todas as pistas pelas Moto3 e Moto2, exceto Laguna Seca, pq só a Motogp corre lá. Pra entender do riscado, tem que acompanhar.

        Passar o Rossi não quis dizer nada, nesse ano. O cara foi o ano todo o pior dos 4, exceto em Assen, onde se aproveitou dos acidentes de Pedrosa e Lorenzo, e, coincidentemente, ganhou a corrida em cima do Marquez que o único que tinha moto pra brigar pela ponta.

      • O cara é bom e é o mais agressivo da categoria, mas dizer que atropelou, e que está numa categoria à parte é coisa de gente que adora dizer que viu história sendo escrita e descobrir gênios pra se gabar depois.

        Ele tem uma moto melhor, e é bem mais piloto que o aguado Pedrosa.

        Mas Lorenzo correu contundido em duas e em outra sequer correu. Ao passo em que os cartões que Márquez recebeu foram merecidos.

        Não adianta inventar.

        É um campeão válido e brigará muito com Lorenzo ainda. Pedrosa é coadjuvante e Rossi é passado.

      • Veja o número de voltas lideradas no campeonato pelo Lorenzo. Como a Yamaha era mais devoradora de pneus antes de usar o câmbio seanless a Honda geralmente dominava as voltas finais das corridas.

      • Além disso tudo, Márquez demonstrou hoje frieza e maturidade digna de um veterano. Nessa de observar o traçado sem prejudicar Márquez, Valentino mostrou toda a imensa grandeza que fez dele um campeão e um esportista diferenciado. Marc Márquez é o legítimo sucessor do Doutor, que já vem reconhecendo isso desde Laguna Seca. Viajando na maionese, eu gostaria de ver Márquez daqui a umas duas temporadas PEITANDO Vettel, Hamilton e Alonso. Ele reúne todas as condições para fazer essa transição e para repetir a proeza de John Surtees: tem destreza e coordenação motora excepcionais e imensa intimidade com a relação velocidade altíssima x noção de distância. Ou Marc fará como Valentino? Rossi sempre andou bem nos testes da Ferrari – mas perdeu o timing porque as motos são mesmo a sua grande paixão.

  • O que não se comentou foi um importante “senão” ao título do Marc. Lorenzo teve duas vitórias a mais na temporada e esteve fora de duas corridas para se recuperar de um acidente e participou de várias corridas ainda em recuperação. Marc não deve agradecer apenas ao seu talento, como todos falam, mas ao acidente de Lorenzo também.

    • O chuchu não foi competente quando a situação era igual para ambos. Ok, e o pênalti a Marc na Austrália, a marcação da Dorna com cartões e pontuação para cima do audacioso garoto, capando-o nos últimos GPs. O Lorenzo, vigarista, chegou a tocar na moto do garoto na sexta tentando desestabiliza-lo, e com mais um cartão amarelo, jogá-lo para o final do grid. Tendenciosa sua colocação. É difícil para algum de vcs observarem um fenômeno, isso acontece na F1 com o Vettel, quando ambos baterem todos os recordes, dai vem alguém fazer um documentário. O pior, vcs perdem de observar os mitos serem criados na frente de seus narizes.

      • Que tendência? Não sou fã de Lorenzo, tampouco de Marquez. Apenas me referi a um fato. O garoto tem talento sim, mas foi beneficiado pela ausência do Lorenzo em 2 GPs e nos outros quando Lorenzo ainda estava em recuperação. Não uso um peso e duas medidas. A desclassificação não foi absurda, ele parou uma volta depois do limite imposto ANTES da corrida. O resto é mimimi. Agora, o que vejo dos “fanáticos” é que se o Marquez atira a moto no Pedrosa ou Lorenzo chamado de audacioso, se o Lorenzo dá o troco é vigarista? Usar um peso e tirar duas medidas é o que mostra “tendência”.
        E antes que me confundam, o único espanhol para quem consigo torcer em qualquer esporte é o Nadal. Na moto GP torcia pelo Stoner que se aposentou, portanto, hoje, (aliás, nem nunca) não vejo Moto GP cegado por FANatismo.
        E Mitos na Moto, sei apenas de três: Agostini, Doohan e Rossi.

  • Também gostei da transmissão, o repórter de pista era meio fraquinho, mas esforçado. Fiquei com inveja do pessoal das duas rodas, podiam fazer algo assim na f1, transmitindo gp3 e gp2 direto, seria muito legal, bem diferente daquela pressa de colocar comercial e terminar a transmissão como a RGB faz.