MENU

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014 - 11:04F-1

O Q3

SÃO PAULO (a ver) – Há uma possibilidade de mudança nos treinos de classificação da F-1 para este ano. No dia 21, no Bahrein, FIA e equipes vão se reunir para discutir o assunto. Isso porque há uma ideia sendo difundida de que por conta das novas características dos carros e pneus, não vai ser muito negócio ir para o Q3 e largar com os pneus usados nessa parte da classificação.

Pode ser que a FIA passe a obrigar todo mundo a largar com os pneus usados no Q2, e assim a galera vai para o Q3 sem medo de ser feliz e sem ter de poupar borracha. Outra alternativa é a Pirelli produzir pneus especiais de classificação apenas para os dez que forem ao Q3, que seriam usados à vontade.

Gosto dessa última ideia.

43 comentários

  1. Mario Gasparotto disse:

    Uma coisa eu sou totalmente contra em classificações da Fórmula 1 é o negócio do ponto por Pole Position. Historicamente isto nunca foi feito e a Pole sempre teve um valor especial na carreira do piloto, acho que não cabe na Fórmula 1.

  2. José do Brasil disse:

    Seria legal se fosse no estilo “Speed Racer” todos os pilotos correriam até os seus carros a partir de uma certa distância, digamos 1 km e o primeiro a entrar no carro já seria o pole.

  3. JOSE RENATO disse:

    Esse F1 politicamente correta, tá cada dia mais chata!!!!!

    Que volte os anos 70, que o cara só pensava em acelerar e mais nada. Pouca regras e pé no fundo……

  4. Brauna disse:

    Gosto muito dessa última ideia! Embora não acredite muito que vá acontecer, por conta de todo esta história de redução de custos.

  5. Ricardo B. disse:

    Se o Fluminense fosse uma equipe de Fórmula 1, ia deitar e rolar no STJD da categoria em 2014!

  6. Delano Braga Santos disse:

    Oi Flávio Gomes,

    Tenho uma solução para o problema da classificação na F-1. Enviei uma proposta para o departamento esportivo da FIA em inglês com tudo detalhado, mas até agora nada?

    Bem, aí vai a minha sugestão: ao invés de três partes (Q1+Q2+Q3) passa a ter somente duas e com maior duração de tempo e quem sabe mais emoção na classificação. O formato fiz com base em outros tipos de definição do grid de largada em anos anteriores.

    Q1) 30 minutos de duração: Cada piloto tem direito em registrar sete voltas rápidas durante o tempo estabelecido, classifica-se para a fase seguinte o competidor com melhor tempo de volta e também os demais que estiver até 55% como limite do pole provisório. Em caso de pista molhada o valor sobe para 60%. Os pilotos que não conseguirem ficar nessa meta de porcentagem largam na posição decretada ao final da primeira parte.

    Intervalo 5 minutos: Os pilotos classificados colocam pneus já usados em treinos livres seja em composto macio ou super-macio. Caso seja até 14 carros classificados no máximo será dado duas voltas, agora se forem mais é apenas uma volta rápida. Também os mecânicos irão acrescentar 10 kg de combustível se for com 14 carros, agora se forem 15 ou mais não precisa, mas só terão direito para uma chance em volta rápida.

    Q2) 25 minutos: Na segunda e decisiva parte o objetivo é o seguinte: cada carro em ordem do último piloto classificado até o piloto com o melhor tempo terão direito em dar duas voltas ou uma como citado antes e estes vão tentar melhorar suas marcas que já obtiveram na primeira parte. Outro detalhe, com pista molhada apenas uma volta. Durante esse momento no final do treino, caso o piloto que estiver em segundo lugar não conseguir fazer a pole, o piloto com melhor tempo não precisa ir para pista, pelo fato de já ser o pole.

    Cronograma: Q1 30 minutos + 5 intervalo + Q2 25 minutos= 1 hora de classificação.

    Outro fator para dar mais importância ao pilotos é atribuir pontos nas duas primeiras filas do grid, onde o primeiro fatura 4 pontos, o segundo 3, o terceiro 2 e o quarto 1. Mas os pontos serão revertidos para suas equipes que estão correndo.

    Exemplo: 1º) Vettel; 2º) Alonso; 3º) Hamilton; 4º) Button
    Red Bull- 4 pontos; Ferrari 3 ; Mercedes 2 ; Mclaren 1.

    No caso a Pirelli produz pneus só para classificação e outro dedicado para as corridas.

    O que achou dessa ideia, vale a pena?

  7. Rodrigo disse:

    Não é mais fácil levar um jogo de pneus a mais e liberar o cara pra largar de pneu novo, do mesmo tipo com o qual ele fez o melhor tempo no Q3?

  8. Renan disse:

    Aposto que vão utilizar pneus de classificação para o Q3.

  9. Leandro Pinheiro disse:

    Tomara que acabem com qualquer relação entre o treino oficial e a corrida. Treino é treino e corrida é corrida. Q3 com duas gotas de gasolina e pneu de classificação. Corrida com tanque cheio e pneu que quiser, novo!

  10. Clayton Moura disse:

    Há séculos venho defendendo que seja atribuída alguma pontuação para a “pole”. Essa história de a galera (Vettel, Hamilton e cia.) ficar se matando a troco de “leite-de-pato” é totalmente ilógica. Mas, com todo o respeito ao conservadorismo inglês, acho que ainda não vai ser nesta temporada que isso vai acontecer…

  11. Felipe Viscovo disse:

    Imagina só entre o Q2 e Q3 os fiscais da FIA pegando os pneus de cada carro e colocando no parque fechado rs…

  12. Luciano disse:

    Para estimular todos a acelerar, tanto no Q2 quanto no Q3, deveria ser fornecido para os 10 do Q3 mais 2 jogos de pneus exclusivos para disputar a pole. Também que fizesse a pole deveria ganhar 2 pontos e quem ficasse em segundo lugar 1 ponto. Assim todos iriam querer ir ao Q3, não utilizariam pneu da corrida para isso, se classificaria melhor para a largada e ainda por cima poderia beliscar algum ponto extra.

  13. Mario Gasparotto disse:

    Também gostei. O cara larga com o pneu usado no Q2 e vai pro pau com um pneu de classificação no Q3, quem pode mais chora menos! E não teria frescura do cara dar uma única volta por causa da miséria de pneus. Seria ótimo. Ah, mas aí vem os bunda moles dizer que isto colocaria em risco os pilotos com carros preparados para classificação. Com estes motores? Sem chance!

  14. Marcelo disse:

    Poderiam dar um ponto ou mais no campeonato para o pole

  15. Thiago disse:

    A F1 se assemelha cada vez mais a um jogo de xadrez.

  16. ALEX B. disse:

    Também gosto da ultima, Gomov. seria um pega pra capar danado de divertido!!!

  17. Pedro Paiva disse:

    Os caras já vão conservar o carro durante toda a corrida, correndo de olho no consumo de combustível. Que a FIA ao menos libere a classificação com velocidade total. Deixa o cara sair leve e sem precisar usar o pneu no primeiro stint da corrida. Libera o carro pra voltar pra garagem e receber regulagens de corrida. Essa regra de hoje não faz o menor sentido.

  18. Eduardo Schmidt disse:

    Eu acho que a briga pela pole não deveria se relacionar com a estratégia de corrida, penso que também deveria ser abolida essa história do parque fechado, se choveu os pilotos deveriam poder mudar todo o setup do carro!!! E ponto final

  19. Mauricio Camargo disse:

    Seria muito bom que os 10 do Q3 entrassem na disputa da pole sem se preocupar em poupar pneus. Seria sem dúvida uma disputa bem aberta e todos mandando ver. Tomara que aconteça.

  20. Paulo Travaglini disse:

    Aproveita e extingue o Q1, pois serve para absolutamente nada.

  21. Rildo disse:

    Pneu de corrida pra corrida, pneu de treino pra classificação. Só borracha nova nas largadas!

  22. disse:

    Sabe quando você coloca na Brastemp a roupa para lavar, e acabando vê que uma soltou tinta e manchou tudo? É a F1 2014 na Austrália.

  23. Rafael Chinini disse:

    treino de classificação devia ser oq sempre se propôs a ser, quem é o mais rápido!!
    deixem os caras usarem pneu só pra isso, ou mesmo que possa trocar pra largada.
    um saco isso ai, outra economia que temos que aturar

  24. Ulisses disse:

    Não gosto de nenhuma opção que obrigue o piloto “tirar o pé”! Embora isso também faça parte da “arte” …

  25. David Santos disse:

    Pow! Até que enfim uma idéia-que-preste da FIA! Eu só queria saber se os pneus irão ser mais duráveis devido ao maior torque destes motores V6. Na minha opinião, pra se justificar toda esta mudança na configuração dos motores, os pneus devem ser muito mais resistentes.

  26. José Brabham disse:

    Pneus especiais de classificação? Uau! Bacana! Mas porque mesmo eles foram banidos? Segurança? Custo?

  27. Cleverson disse:

    Também gosto da última idéia.

  28. dyego disse:

    As duas alternativas são boas. Já que existe a ideia do Q3, que seja pra galera sentar a bota, e não economizar pneu como vinha acontecendo.

  29. Raul Santana Neto disse:

    Com esta última idéia voltaríamos a ter uma classificação emocionante!

  30. Celso Jr disse:

    Gosto mais dessa: uma hora, todo mundo livre para fazer a melhor volta possível, sem esse babaquise de Q´s 1..2..3 q só enchem linguiça. Acabou o treino, colocam o melhor setup pra corrida e carro guardado até domingo, será q é tão difícil pensar em algo tão simples?

    • Luiz Gumarães disse:

      Celso, concordo em gênero, número e grau. Pode ser saudosismo de velho, mas o sistema antigo era muito melhor. Outra coisa que deveria acabar é essa história de pneu duro, mole, meio mole e sei lá mais o quê. Até p/ chuva inventaram “chuva forte” e “chuva fraca”! Um tipo p/ seco e um p/ molhado e fim de papo! Quem pode (ou sabe) mais, chora menos!

    • Caipira disse:

      Anos 70, dois treinos de classificacao, sexta e sabado, todos os carros na pista, o tempo todo, com todos os pneus e litros no tanque que quisessem, o mais rapido, contando os tempos dos 2 dias combinados era o pole, simples assim. Carro e publico de F1 gostam de velocidade, isso dai virou gincana de clube de recreacao infanto-juvenil. Ridiculo, palhacada que so piora.

    • Anchor disse:

      Antes era assim, mudaram para este formato porque para a tv não era interessante. Uma hora de treino e por estratégia pouca gente entrava na pista na maoir parte do tempo, só uma correria no final do treino.

    • LucioSp disse:

      Exato…..simplifica e pronto!

  31. RenatoS. disse:

    Um dúvida: a gasolina usada na classificação será a mesma da corrida, ou haverá reabastecimento pós-classificação? Pergunto isso porque se o tanque é menor, ir ao Q3 deixará a patota da frente em desvantagem…caso o reabastecimento não seja possível.

  32. Paulo Z disse:

    Jesuissss…..transformaram a F1 em um livro de regras!! Tá complicado viu. PS: Nem quero ver o Galvão explicando as regras, coitado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *