AMBIÇÃO ESTOQUEANA

SÃO PAULO(será que dá?) – Objetivo da Stock Car, declarado pelo homem-forte da categoria, Mauricio Slaviero: fazer da categoria o segundo esporte em popularidade do Brasil, atrás apenas do futebol.

Os planos do dirigente para a Stock estão nesta ótima entrevista feita pelo Renan do Couto.

Não sei se vai virar tudo isso, mas é inegável que de uns três anos para cá as coisas melhoraram. Inclusive na segurança dos carros. O espetáculo cresceu. Incorporou outras categorias.

Nesse oásis aí, o automobilismo brasileiro vai bem.

Comentários

  • Pra ser o segundo esporte nacional é necessário 1 corrida a cada 15 dias, entre esses dias apresentações dos carros e pilotos nas cidades, aparições em canais de TV, jornais, sites, etc…., pilotos apenas se dedicando a stock, e TELEVISÃO ABERTA….é possível?

  • Enquanto a stock car for apenas uma apresentação fica difícil ter popularidade, as corridas deveriam ser mais longas para que se pudesse ver alterações no comportamento do carro, mas 40 mim de corrida é muito pouco…

  • pra vc gostar de algo vc tem que entender como funciona, acho um boa idéia o locutor,mostrar isto,mas parece que ele prefere contar quantas voltas faltam pra acabar a corrida ou falar da atração da globo, ai fica ruim d e entender,

  • Flávio Gomes, por falar em Stock Car… O senhor sabe dizer o motivo da forte e ríspida discussão entre o Rubinho Barrichello e Thiago Camilo na conferência de pilotos? Desde já, obrigado pela atenção.

  • Ta faltando umas pistas de oval , lotar o autodromo , e ver quem tem
    braço pra virar direto em velocidade maxima . Vamos fazer a Nascar
    brasileira , que tal., e com a participação da tv aberta.
    Corridas no anel externo de INTERLAGOS POR EXEMPLO.

  • Como pode ambicionar ser tão POPULAR se nem passa corrida na tv aberta?
    Quantas corridas da Stock passa ao vivo na Globo durante o ano?
    Será que só eu que bebo? Será que só eu que bebo? Hein?

  • A vai sim com certeza….transmitindo corridas pela sportv , com pilotos que voce pergunta para seus amigos. familiares e nas ruas ninguem conhece e nem imagina quem é .

    A Stock tem tudo mesmo pra ser o segundo esporte mais popular do Brasil assim como o ping pong a bolinha de gúde o arco e flecha e por aí vai.

  • Embora eu esteja gostando da Stock este ano, é meio decepcionante que as subcategorias não sejam exibidas em lugar nenhum. Marcas, Turismo, F3… a divulgação é péssima. Tá, o SporTV passou um VT do Turismo enterrado no fundo da programação. O Marcas passou no Terra(!), mas se você procura lá o vídeo hoje, não encontra nada.

    É lamentável que esse pessoal não se organize pra pelo menos colocar vídeos oficiais no Youtube, algo assim. Não tem outro jeito de divulgar… se depender da TV aberta, não rola mesmo.

  • Eu acho a Stock uma boa categoria, tem alguns pilotos excelentes, carros com belas pinturas…mas não tem público. Como de resto nenhuma categoria nacional tem.

    Aquelas arquibas cheias de gente não passa de armação, são pessoas que vão de graça, ingressos distribuídos pelos patrocinadores. Não estão nem aí para a corrida, só pela boquinha livre. Se tivessem que pagar o ingresso, não juntava nem 10% do público. Basta ver quem fica para ver as outras corridas. Ali está a realidade do nosso automobilismo.
    Mesmo discurso para a F. Truck: se não der ingresso grátis…não aparece ninguém!

    E porque é assim?
    Porque os promotores só enxergam os interesses corporativos dos patrocinadores.
    Estão cagando e andando pro público nas arquibancadas.
    Não tem nenhum conforto, nenhum afago; dão comida porque faturam com isso.
    Dão banheiro porque a prefeitura exige. E só.
    Fazem o evento para as 2.000 pessoas na área vip. E depois querem que o Brasil inteiro, aquele que fica do outro lado do alambrado, se empolgue com a sua categoria.
    São uma gente sem noção.
    E não vão acordar nunca, porque está bom assim para eles.

  • Para isso acontecer precisa sair das garras da Rede Globo, aí sim dá pra acreditar em algo e mudar varios itens dentro da categoria como duração da prova, etc….mas minha aposta como melhor categoria será o Brasileiro de Marcas que tem Honda, Toyota, GM, Ford e Renault…

  • É melhor ter uma categoria forte do que ter várias pequenas que não dão retorno. Stock Car, Fórmula Truck e uma liga de monopostos (que seja a F3) fortes podem gerar mais riqueza e empregos do que muitos esportes de bola. Mas precisamos de pistas decentes para isso.

  • A Stock-Car é umas 40 vezes mais legal num Autódromo do que pela Televisão. O publico e os patrocinadores sabem que um bom espetáculo. Hoje no Brasil se você quiser ir a um Autodromo para ouvir o som de um carro de corrido é preferível ir a uma prova de Stock do que numa prova de F-1.

    • Só 40? Diria umas 50… Na TV a impressão é de fosquinhas correndo, lento, sem barulho… No autódromo, melhoram a cada ano o atendimento ao público, quem ganha a cortesia se diverte, quem paga, também, e o melhor, gera postos de trabalho pra caramba… O FG criticou bastante, quando a categoria merecia essas pancadas, mas hoje ele elogia os rumos que toma e sim, está indo para melhor!

  • Concordo em partes. Pois na verdade, o que ocorreu é que resolveram tirar de vez da Globo aberta para uma transmissão ao menos ao vivo e na íntegra no “canal campeão”. ocorre que a Stock car viveu quatro temporadas tenebrosas seguidamente entre 2009 a 2012, nesta última (2012) fizeram o absurdo de programar as largadas da categoria principal para as 09 e meia da manhã. Neste mesmo período também houve um crescimento absurdo da categoria de Gran Turismo e isso foi percebido pelo público e patrocinadores. Não por coincidência, trataram de acabar com ela rapidamente.
    As corridas da Stock estão um pouco melhores sim, e este ano a categoria tem largado em um horário descente em algumas provas (13h), mas ainda está muito longe de “estar bem”. Quem acompanhou as temporadas de 2005 a 2008 viu sim um grande momento da categoria, que chegou a ter bolhas Mitsubishi e VW, mesmo que apenas bolhas, via-se bandeiras das marcas e caravanas das concessionárias autorizadas, um envolvimento de alguma forma…não haviam tantos ex-f1 mas haviam muitos outros pilotos bons que perderam espaço na categoria do nada como Hoover Horsi, Guiliano Losacco, Felipe Gama, etc.
    Por último, a Stock, se intitulando a maior categoria nacional não deveria jamais abrir mão das transmissões em rede aberta. Se a “toda poderosa” do plim-plim não lhe dá este espaço, que procure outra que dê. E, se procurar, acha!!

  • na verdade Piorou!
    se foi a categoria estoque light, os shows do carlos cunha, as diversas bolhas de outras montadoras e nem transmissão ao vivo tem/tinha mais!
    pilotos velhos, acomodados ou em fim de carreira! me lembro quando alguém disse q almejava ir pra DTM….. só conversa, estão tudo no bem e bom ganhando fortunas, paitrocinio, nome famoso etc.. preferem ficar 80 anos na estoque q seguir em frente buscando desafios novos.

    só esta “crescendo” pq se aliou a outras novas categorias, e pra falar a verdade, correm os mesmos pilotos! que aproveitam para fazer o calendario

  • Pra mim já foi boa há uns 10 anos atrás, mas com essa transmissão ridícula na globo ?(quando não tem qualquer outro programa pra passar – volei, entrevista com neymar, regina casé jogando ping pong… kkk), será impossível.
    O esporte a motor é exibido como se o telespectador fosse lesado da cabeça… não tem nada sério ali. Quem sabe se mudar a direção da TV isso melhora? #Revoltado

  • Nao li a metéria mas é chute dele. Nao vira por falta de autodromos e pela completa falta de visibilidade que vive tudo que envolve automobilismo faz uns 15 anos ja nno Brasil.. Simples assim

  • Sem querer ser chato (ja sendo)… volei com um pouco de grana e um mocada na ajuda fica barato comprar uma bola e armar uma rede… o brasileiro tem jeito pra aprender esportes e alguns vao ate parar em times maiores… dai mais um bom programa e acompanhamento de alguns meios de comunicacao fazem do esporte um esporte de massa… facil de consumir.. e portanto o segundo esporte.. melhor o primeiro esporte do Brasil, ja que futebol e religiao.

    Corrida de carros, com equipamentos caros… garotos que sairam da elite.. pra um esporte da elite… e dificil “hein!!!” ainda que houvesse hoje em dia um rebelde como o Piquet…

    Bom… abraco

  • Sempre curti a Stock Car inclusive quando morava em Curitiba não perdia nenhuma etapa. Mas sempre queria ver no Brasil uma categoria de carros com carrocerias iguais as que temos nas ruas, ainda mais depois que assisti e estive nos boxes de uma etapa da TC 2000 em Curitiba. A nossa categoria chegou, tá aí o BR de Marcas novamente, mas está faltando mais cobertura da imprensa. Até ano passado tinha transmissão na tv este ano nem o grande premio colocou no guia da programação do fim de semana do site. Vc nunca curtiu muito a Estoque FG, fala pra turma aí do GP publicar algo mais sobre o BR de Marcas pra gente não ter que buscar só aqueles poucas coisas que o proprio site do BR publica. Abraços.

  • Hehe, boa. Essa é muito boa. Segurança, melhorou? E daí, você acha que isso melhorará a popularidade de uma categoria? Ora, que ingenuidade. Você acha que Cacá Bueno é mais conhecido que Fofão, do vôlei? Ou Leandrinho Barbosa, e Nenê, da NBA? Falta alma aos carros, pergunte a quem ama os esportes a motor, quais carros andam na estoque? Eu não sei, sei que opala não é…

  • Só gostaria de endossar o que você disse FG…
    De uns tempos pra cá, tenho me programado para não perder as corridas da Stock Car… Estão bem melhores… Essas rodadas duplas, duas baterias, corrida interrompida, ou sei lá como deve-se chamar essas novas corridas, ficaram muito boas, interessantes…
    Se continuarem evoluindo nesse ritmo, e profissionalizarem ainda mais as corridas (melhores circuitos, provas mais longas, novas bolhas, mais pit stops, é porque não um circuito oval? Não anéis externos, falo num oval mesmo!!!) não duvido que consigam ser o segundo esporte não…
    Boa sorte pra eles!!!