IS SAKHIR Ô-Ô (1)

issaquioo1SÃO PAULO(gênio, gênio!!!) – Não reclamem, tem dia em que as coisas são demoradas mesmo. Por isso só agora a nota oficial jornalístico-literária sobre o primeiro dia de treinos no Bahrein.

Que chega caprichada, porque fiquei supreso com o sétimo lugar de Alonso de manhã e o 12° à tarde. Na boa, foi a coisa mais importante da sexta-feira. Ferrari fazendo 1-2 de manhã não quis dizer nada, a Mercedes nem se importou em treinar. Pra quê se esfolar no sol e no calor do início de tarde no deserto se classificação e corrida acontecerão ao crepúsculo? Precisa ser muito tonto, mesmo.

Mas Alonso ficou em sétimo, e diante de tamanha surpresa acionei meu mais novo contato interno nas entranhas da F-1, Nodo Fukai, que trabalha na McLaren em cargo que não posso revelar. Queria saber que milagre era aquele, afinal.

“Ferunando tá muito contente, né?”, falou, e eu disse “é”, imagino que sim, pensei. “Ere erogiô peneu, né?”, continuou, e eu disse novamente “é”, concordando com o informante. “Mishuran muito bom, né?”, e aí não entendi direito, “Mishuran?”, perguntei, e ele disse “bolacha farancesa, né?”, e então compreendi, liguei lé com cré e saquei que Alonso elogiou o pneu Michelin — “bolacha” devia ser “borracha”. “E controro de tração, né?”, seguiu o simpático Fukai. “Aronso erogiô controro de tração, muito bom, né?”, prosseguiu, falando pelos cotovelos. “Só recramô do Birenêvo, chamô ere de Shoosha do cabêro descororido, bisha pratinada, né?”

“Birenêvo”, cabelo descolorido, bicha platinada, imagino que se referia a Villeneuve, japoneses têm dificuldade com certos fonemas, agradeci a ligação e as informações, mas antes perguntei se estava tudo bem com Alonso, se ele percebeu alguma coisa diferente no espanhol, se encontrou com ele para jantar, algo assim. “No, no, agora Aronso piscina borinha do hotero, né, jantar mais tarde no Macdonarodo, número um com frita grande e sem cebora, né?”

Acho que Alonso merece seu lanche, foi realmente um dia espantoso para a McLaren, que conseguiu andar bem com ele, mas quase nada com Button, pobre Button. Manja o tamanho da encrenca, nas palavras de Yasuhisa Arai, da Honda: “As for Jenson’s power unit issues, we were limited on running time owing to an electrical shutdown in FP1. We were able to put the car back on the track for FP2, but the control data that monitors the power unit status was unstable and we had to bring the car back to the garage several times, which was unfortunate.”.

Deixei no original para que se compreenda como esses motores são verdadeiramente um saco. No primeiro treino, ele desligou do nada. E foi de causa elétrica, claro. Afinal, são dois motores elétricos para quebrar. No segundo, o sistema de controle que monitora o troço todo apresentou “instabilidade” e o carro teve de ser chamado aos boxes várias vezes,

Daqui a pouco Jenson vai se juntar a Alonso na piscina de bolinhas.

No mais, tudo normal. Exceto a ordem dos mercêdicos ao fim do dia, Rosberguinho 0s115 à frente de Comandante Amilton. A Ferrari fez P3 e P4, Bottas veio em quinto, Ricciardo se enfiou no segundo bloco logo atrás de Bottas, Nasr fez bom treino e terminou em oitavo e Massa, em décimo.

Para amanhã, Mercedes na pole, claro, e vou apostar em Nico, só para dar alguma graça à corrida. Vettel e Raikkonen devem formar a segunda fila e tem gente acreditando que Tião Italiano pode incomodar um dos prateados, ou os dois. Acho que não. Esse otimismo está mais para esperança do que para previsão.

Triste foi ver que a pole da GP2 foi mais rápida que o tempo de um dos manor-marússicos. Putz.

Comentários