MP NA ESTRADA

SÃO PAULO(lindos de morrer) – Sábado foi dia de passeio do Clube MP Lafer Brasil. Saíram de São Paulo e foram a Serra Negra. No total, 80 carros, sendo sete do Rio. Adoro esses carrinhos. O Jean Tosetto conta como foi. Para ilustrar, foto incrível: o primeiro protótipo, 1972, e o último emplacado, 1989 — este, raríssimo, na minha modesta avaliação, embora esteja longe da beleza dos modelos que deram origem à série.

Parabéns a todos.

bmpap1501

Comentários

  • Agradeço a você, Flavio Gomes, pelo espaço que concede para os clubes e aficionados dos mais variados carros antigos, divulgando seus eventos.

    Essa foto foi uma feliz coincidência, pois os carros estacionaram aleatoriamente no posto do km 28 da Bandeirantes, para a largada do passeio do MP Lafer. Muita gente passou batida pelos carros, indo cumprimentar amigos que se veem uma vez por ano, mas tive a felicidade de fazer a observação.

    O protótipo da direita se chamava MGT, era originalmente negro com capota em xadrez. Os pneus não tinham faixas brancas e a grade frontal não tinha os faróis auxiliares e suporte para insignias. Quem restaurou o carro o deixou belamente deste jeito.

    E agora cabe fazer uma defesa do MP Lafer da esquerda (cujos faróis auxiliares amarelos não são originais do modelo), da versão TI – Turismo Internacional. Esta versão do MP foi um modo da Lafer reduzir custos de produção, eliminando peças cromadas, e também para dar mais liberdade para seus designers experimentarem inovações, tentando trazer o carro para a cara dos anos 80.

    Esteticamente cada um tem seu gosto, mas conceitualmente o MP Lafer TI é muito interessante. Reparem nos spoilers sobre o para-choque frontal, que evita a passagem de ar sob os para-lamas, melhorando a aerodinâmica do modelo. O interior do conversível é muito bonito, com estofamento em couro branco e painel de madeira laqueada também branca. Neste link, lá dos primórdios do site do MP, há mais detalhes sobre o carro: http://wwv.com.br/mplafer/g_benevides.htm

    Cabe lembrar que o fim da produção do MP Lafer lembra o que aconteceu com os Beatles – eles gravaram “Let It Be” antes de “Abbey Road” mas lançaram o álbum experimental por último. Pois bem, este MP TI da foto foi o último construído na fábrica, tendo sido licenciado em 1989, embora alguns pouquíssimos carros da versão clássica, estocados, fossem comercializados até 1990.

  • Apesar do motor traseiro e do fraco desempenho, eram muito bem construídos e tinham ótimo acabamento! Prefiro lembrar dos MG TF do Avallone, que tinham motores dianteiros e tração traseira – como os originais.
    Contudo, deixaram sua marca na história. E, o último modelo – o branco – só pecou por não oferecer a grade cromada nem como opcional. E, era caro pacas, na época!