MORDAÇA

M

Sobre o Autor

Flavio Gomes

Flavio Gomes é jornalista, mas gosta mesmo é de dirigir (e pilotar) carros antigos.

58 Comentários

  • No futebol qualquer coisa do tipo daria um gancho de, no mínimo, um jogo; bastaria estar anotado na súmula pelo árbitro. Respeito à arbitragem é regra em qualquer esporte, e não acho que a F1 deva ser diferente.

    Sem falar que abre margem pra ganhar qualquer coisa no grito. Não tem nada de legal em ser “politicamente incorreto” aí.

    • Primeiro respeito a quem assiste em primeiro lugar.
      Quem paga entrada tem direito de ver o cara certo no lugar certo no pódio.
      Não uma vingancinha torpe pelos meios de comunicação.
      O grande problema é que criaram um monstro (Vers-patinho-feio), e perderam completamente o controle da situação. Vai morrer gente ainda, sem ter a mínima necessidade.

  • Esses caras não gostam de pessoas, gostam de robôs bem treinados para seguir a risca a cartilha de bom moço. E o Verstappen que se cuide, daqui a pouco vão querer castrar a língua do menino também, não duvido mais de nada. Cambada de mala.

  • Para tudo!
    Da-lhe memória curta.
    O Senna, que não era a Madre Tereza de Calcutá, vivia às turras com a FIA e seu capo máximo, o Balestre!
    Quando começou a doer no bolso, os ingleses , via Bernie, interviram no negócio (sim negócio, pois a F1 é um negócio multimilionário, essa coisa de esporte a motor é apenas uma história da carochinha bem contada) para manter a caixa registradora funcionando e dar a cara que ela tem hoje!
    Bem atualmente, anos depois, ta mais com cara de trem fantasma, onde todo mundo sabe seu papel, e ai de quem sair do seu, como Vettel fez !
    Mundinho chato, besta e hipócrita ( e não só a F1 não! Não há espaço para cowboys fora-da-lei). Da-lhe Raulzito!
    tps://www.youtube.com/watch?v=ZiT1AwjAMQM

  • O que o Vettel fez não passou de teatrinho… Similar àquele do Rivaldo na Copa de 98… Também não acho babaquice não, se eu te xingo. por exemplo, vou pra sua Black List rsrsrs. Deveria ter levado pelo menos uma multinha… Mas tudo bem: FIA dando uma de “educadora”.

    Ps: que o Vettel errou no teatrinho tudo bem mas chamar o cara de pilotinho de merda – como o chamaram aí nos comentários – é, nó mínimo, um equívoco…

  • Muito blog por aí vem dizendo que “ah, mas a pessoa Vettel no carro e fora do carro são diferentes”.

    Pra mim, balela.

    No estresse ou na cachaça, muitos mandam o que estava entalado na garganta mesmo. Falou o que quis, mitou, pra mim foi icônico. Mas, falou pra pessoa errada.

    Os 10s parecem uma soma de 5s pela “penalidade” (contato normal) e 5s por xingar o diretor de prova.

    A direção que por esta, é fácil pra uns e um FÁSCIO pra outros…

  • Quando o que as palavras (ou palavrões no caso) que os pilotos falam no rádio é mais interessante do que a própria corrida, isso é sinal de que a F1 está num momento ruim. Pune-se um piloto porque xingou uma autoridade e nada se faz com um que quase causou um acidente gravíssimo – o caso de Max e Kimi no gp da Bélgica.
    Se eu mandasse na F1, eu mandava tirar todo o meio de comunicação entre piloto e equipe. Só por placas e ponto final.

  • Como eu disse em posts atras, se ele xinga todo mundo, inclusive a mãe do dono do circuito, ele precisa aguentar o “tranco” depois… a vida é assim. Deveria ser, pelo menos…

    Uma vez, anos atras, perdi um emprego de office-boy, porque xinguei o patrão. Eu perdi o emprego e ele era um homem respeitado no meio dele e o xingamento foi público. Eu era jovem. E inexperiente. Enfim… ele nunca me processou ou fez qualquer coisa neste sentido. Simplesmente me demitiu. A vida segue.

    Estou dizendo isso, pra ilustrar o fato de que, transformar estes xingamentos (por mais ofensivos que sejam) em caso de “tribunal esportivo” ou “caso de polícia”, é exagero. Ridículo exagero. “Ah, Eddy então perder o respeito agora virou regra e tudo é permitido!” Não, como eu disse, “ele deve aguentar o tranco depois”.

    Não sei, coloca ele pra largar em último no próximo GP, sem direito a treino classificatório, apenas treino livre, coloca uma multa de 30 milhões e manda pra alguma fundação carente, sei lá….

    É tão fácil resolver essas coisas. Sério. A entidade máxima do esporte (segundo dizem) tem poder, tem dinheiro, influência e manda na bagaça, mas prefere seguir o caminho idiota e ridículo do “não pode, eu fico revoltadinho com piloto que xinga, ui, ui, ui…”

    tsc, tsc, tsc…. aplica sansões no próximo GP, enfim. Vettel é um pé no saco? Sim. Mas, acreditem ou não, precisamos dele nesses dias enfadonhos, afinal você concordando ou não, ele faz a opinião pública, patrocinadores e todo mundo comentar, opinar, escolher “um lado da história”, enfim…. a F-1 está sim precisando disso, a muito tempo….

    Que ele seja punido. Mas dentro do trabalho dele. No tapetão, criminalmente, na justiça esportiva, pra mim é exagero e só deprecia mais um pouco o já abalado e monótono reino da F-1.

  • “Concordo com você e com todo filho da puta (piiii) que pensa assim. Que porra (piiii) do caralho (piiii) é essa de colocar a bosta (piiii) da mordaça na boca destes pilotos de merda (piiii)? Só por causa de meia dúzia de palavrinhas “proibidas” por sei lá quem, provavelmente por algum outro cornudo (piiii) cuja mãe também esta na zona. Estes caras tem que parar com essa viadagem (piiii) de cagar (piiii) regras e proibições idiotas e pensar mais em saborosas bucetas (piiii), ou em brilhantes caralhões (piiii) isso sim! E que se fodam (piiii) todos!”

    Achei lindo meu texto. Sem mordaça por favor.

    O problema é que começa com um F*** you e se ninguém toma providências o povo acaba tendo que escutar coisas como estas aí em cima.

  • A FIA ficou assim. favorece Hamilton porque é Inglês (pode fazer rally cross o que for , ta tudo certo), protege VErstappen para o entertainment ($$$$$$$$$$$$), e ferra com a FERRARI (rimou). Eu acho que os medíocres sempre se juntam, eles são em maior número. O VES e RIC se juntarem para sacanear o VETEL a mando do Horner, isso sim é uma baixaria sem igal, não espera isso da RBR. Zé ruela é que tem que se juntar, quem tem braço, faz a sua corrida. E depois aquela foto dos rubrotaurinos tirando sarro com chapéu de mexicano, fala sério cara pareceu atitude de criança mimada, de certa forma o VES vai influenciar o ambiente da RBR. E outra, esses audios ai, a FIA libera o que quer, se tivesse sido o HAmilton chingando, teria sido exposto desse jeito? E por fim, essa F1 virou palhaçad, mete umas caixas de brita, porque depender de advogado interpretando a lei, para sabermos o resultado, não por favor, na F1 não.

  • Babaquice? Reclamar é uma coisa, mas mandar o diretor de provas de fuder pro mundo todo ouvir não pode ser considerado normal ou aceitável. Quem avaliou o caso certo, por mais incrível que pareça, foi o não menos pirracento Max Verstappen.

  • A questão ´que deveria ser explorada ,é o desequilibrio emocional do piloto alemão,parece uma frustração,a turma da Red Bull já explanou isso, mas pelo que vejo a turma do Grande Premio,prefere esconder as limitações do sei piloto predileto.
    Nunca vi um esporte onde o “arbitro” é xingando e o ofensor não é punido,concordo ,com o Horner….;O cara xinga durante um evento com transmissão para o mundo todo,depois pede desculpas “escondido” somente para o ofendido?.Pedido de desculpas não conserta o grave erro do piloto.

  • Vettel errou ao xinga-lo,porem devido as circunstâncias e devido aos acontecimentos de outros GPs,principalmente envolvendo o Max, eu acho quê ele também achou quê o Max não ia ser punido e desandou a falar.O Vettel deveria de ser punido com suspensão de um GP,mas a colocação do México ele não deveria de perder,pois deu a impressão quê o infrator foi beneficiado.Eu não gosto de futebol,mas já viram aquela máxima do arbitro aparecer mais quê os jogadores, a F1 tá assim com a passividade e a chancela da FIA.

  • FG, me desculpe mas se houve babaquice de alguém é do próprio Vettel. Não se pode sair insultando as pessoas por aí e achar que não vai dar em nada. Caretice é uma coisa, mas respeito é fundamental! Vettel já era e dá um piti atrás do outro por conta de sua ma escolha ao ir para a Ferrari.

  • Não acho babaquice não, se tem babaquice é do Vettel que se acha o superior fica xingando todo mundo, se xinga o diretor da prova tem que ter algum tipo de sanção sem não onde vai parar? Ele provou do próprio veneno, acabou com a carreira do simpático russo, achou que tinha levado vantagem com aquele chororo com os caras da RedBull, agora tem um moleque osso duro de roer. O que ele faz é bem tipico de que não sabe perder, tomara fique anos na Ferrari sem ganhar nada!

  • Hahahah na minha carreira…de piloto virtual perdi as contas dos ganchos que o Iracing me deu…por palavrões…, em “certas” situações palavrão é igual buzina! server para charmar atenção e dar um toque para o bisonho prestar atenção nas suas atitudes, em outras concordo que é exagero….mas ninguém tem sangue de barata e nem de gelo…Raikkonen é prova disso.

    • NAZIBOY ?, vc ta louco cara, agora todo alemão é nazista? Vc sabia que tem dezenas de milhares de imigrantes alemães morando no Sul do Brasil? Pesquise Pomerode, Blumenau, JAraguá do SUl e compare a educação e qualidade de vida com o resto do Brasil. VocÊ é bem racista por sinal.

    • Claro, na América, os Incas, Maias e tribos indígenas não mataram, nem dizimaram ou escravizaram outros povos. Isso também não aconteceu na Pérsia ou Japão. Gengis Khan também não era nada disso que você falou. Só os europeus são mals.

  • Os caras gravam o áudio. Depois colocam no ar. Depois punem o piloto.
    Sei não, mas esse tribunal tá me parecendo coisa conhecida e, dependendo do sobrenome do juíz, já dá pra saber pra que lado ele vai apitar.
    Mas, porém, entretanto e, claro, todavia (contudo também aparece nos sinônimos do google), o sofá tá sempre novo e o bode pode ficar na sala bem à vontade.

  • Pra mim, sinceramente, não faz o menor sentido essa punição pro Vettel…
    Se o Verstappen tivesse dado a posição (como deveria), o Riccardo não ia ameaçar o Vettel… Não ia dar tempo… Inclusive, bem capaz que o Verstappen iria se defender do Riccardo de uma forma bem mais “forçada” que o Vettel… Mas enfim, opinião minha… Como você mesmo disse Flavio, é assunto pra mesa de bar, tomando uma bela gelada… (podíamos marcar com uma turma aí, quem sabe… hehehehehe).

    Quanto aos xingamentos… … sei lá… acho bobagem esse drama por conta de um fuck alí ou aqui… dá um tempo vai… pensa a adrenalina que é estar disputando um pódio na última volta de uma corrida de Formula 1… … … … … …

    • “Inclusive, bem capaz que o Verstappen iria se defender do Riccardo de uma forma bem mais “forçada” que o Vettel.”

      Aí que vc se engana. Há umas 3 corridas Verstapen e Ricciardo disputaram curvas quase uma volta inteira sem que o pimpolho tentasse qualquer gracinha. A agressividade dele é seletiva. Sabe que o caminho que levou Kvyat à Toro Rosso e ele à Red Bull é o mesmo.

      É o velho ditado de que assombração sabe para quem aparece.

      Abs.

Por Flavio Gomes

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil, onde ficou até dezembro de 2020. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

novembro 2016
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930