ONE QUESTION

Este é o McLaren 720S, novo supercarro da empresa. Motor de 4 litros, V8. Não fui atrás de mais detalhes. No vídeo, a voz de Ayrton Senna. No volante, seu sobrinho Bruno. Foi o Ali Sakhr que mandou. A pergunta: alguém ainda compra esses carros? Eu já não sei bem o que pensar desses superesportivos.

Subscribe
Notify of
guest

30 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rocker
Rocker
6 anos atrás

Só pela pobreza da apelação MAIS UMA VEZ com o sobrenome Senna por parte do fabricante, vou ignorar essa oferta e vou comprar a nova Lamborghini Centenário. (Pesquisem, ela é sensacional!)
Obrigado.

Flávio
Flávio
6 anos atrás

Flavio, não é um contrassenso que os modelos superesportivos topo de linha de marcas como Ferrari e Mclaren venham com motores de 8 ou 12 cilindros, enquanto seus “primos” monopostos na F1 estejam limitados aos V6?

As tecnologias híbridas eu até entendo e me convence a história de que o downsizing pode ser uma realidade para carros de rua (questões climáticas, econômicas etc…), mas na pista – especialmente entre os monopostos e, mais ainda, na F1 – o objetivo deveria ser disputar para ver quem tem o conjunto motriz e aerodinâmico mais rápido, aliado ao piloto mais competente.

Ou o sentido se perdeu ou eu que nunca entendi. Ou as duas coisas.

Danilo Oliveira
Danilo Oliveira
6 anos atrás

Achei animal o carro , os carros de rua da Mclaren são espetaculares e raros e existem sim no Brasil e também a quem compre esse tipo de automóvel eu adoraria ter um se meu dinheiro desse… rsrs
Porém acho o Lamborghini Huracan mais bonito e por ser aspirado é muito mais emocional do que os da mesma categoria.

ALEXSANDER GONÇALVES MARTINS
ALEXSANDER GONÇALVES MARTINS
6 anos atrás

Se eu tivesse grana, compraria.

Gus
Gus
6 anos atrás

Vendem um monte desse gênero…e agora têm o NSX redivivo, o Ford GT e até o RUF CTR yellow bird trazido novamente a vida em forma de homenagem do original (1987), só para mencionar os super esportivos que bebem de fontes antigas (O honda nem tanto, naturalmente) e primordiais.

curió
curió
6 anos atrás

Puts….quem não queria uma
Máquina desta saindo aquele
Foguete azul!!!muita gente compra!

Eu não!!!nao tenho grana!’n

TSC
TSC
6 anos atrás

Gosto mais daquele primeiro que tniha volante no centro

TARCISIO FRASCINO FONSECA
TARCISIO FRASCINO FONSECA
Reply to  TSC
6 anos atrás

O McLaren F1 além de ser bem resolvido estilisticamente (Gordon Murray) tinha bom motor BMW (Paul Rosche).
Uma versão de pista ganhou 24 de Le Mans em 1995.
Nelson Piquet disse que esta soma de talentos não poderia dar errado. E não deu.

Ricardo Talarico
Ricardo Talarico
6 anos atrás

Que motor usa esse carro ?
Honda ?
Se for, não vai vender nada.
:-)

Jason Vôngoli
Jason Vôngoli
6 anos atrás

Como exploram o falecido, não? Meio mórbido, meio inescrupuloso…

Thiago
Thiago
6 anos atrás

Se eu tivesse grana, mas mta grana mesmo, grana pra caralho, sem pensar 2 vezes

Banana Joe
Banana Joe
6 anos atrás

Jogadores de futebol, banqueiros, sheiks árabes, astros da música pop… Tem bastante gente pra comprar esses carros aí.

askjao
askjao
6 anos atrás

Eu penso que teria fácilmente um carro desses, se minha conta bancária deixasse.

Raphael Carvalho
Raphael Carvalho
6 anos atrás

Se eu tivesse grana compraria com certeza!

Pedro Aurelio
Pedro Aurelio
6 anos atrás

Achei lindo o vídeo. O carro nem tanto.

Gil
Gil
6 anos atrás

E qual a razão de botarem o Bruno falando português??? Exotismo vende McLaren?

Bernard Fonseca
Bernard Fonseca
6 anos atrás

Novos fotos do super carro do Emerson Fittipaldi
http://quatrorodas.abril.com.br/noticias/ef7-o-superesportivo-criado-por-emerson-fittipaldi-e-pininfarina/
Visualmente gostei muito e o interior é bem ousado com um volante de corrida mesmo.
Agora é ver o desempenho nas vendas e ver o quanto a marca Fittipaldi encanta mundo afora, mesmo com os problemas que ele passou recentemente….
O que vocês acham desse carro???

Evandro
Evandro
6 anos atrás

Compra sim, pra ir na padaria tomar um pingado (eu já vi) de domingo.

valter
valter
6 anos atrás

Sim. Muitos compram esses carros e muitos só não compram devido a produção limitada.

Rafael Chinini
Rafael Chinini
6 anos atrás

reclamam das viúvas do Senna, mas o mundo inteiro paga pau pro cara, fazer o que???!
Não foi feito pra brasileiro esse vídeo, duvido que alguém aqui compre isso.

Rocker
Rocker
Reply to  Rafael Chinini
6 anos atrás

Se para vender Ferrris super esportivas usassem a voz de Michael Schumacher você teria de dizer a mesma coisa.
Mas a Ferrari não precisa disso.
Nem o HEPTA quebrador de recordes e dono de recordes absolutos, chamado MICHAEL SCHUMACHER.

Rocker
Rocker
Reply to  Rocker
6 anos atrás

*Ferraris

Bernard Fonseca
Bernard Fonseca
6 anos atrás

A Ferrari bateu recorde mundial de vendas em 2016:
Ao todo, em 2016, foram vendidos 8.014 desportivos, um crescimento de 4,6 por cento (mais 350 carros) face ao ano anterior.
Todas essas empresas estão se reinventando e a Porsche foi pioneira nisso criando o Panamera( 4 portas), Cayenne, Macan, etc…
Então um novo mundo se abriu, aos super esportivos.
E como o Edu Rodrigues falou muito bem acima, hoje estes carros tem o apelo da alta tecnologia, como fator de vendas e isso vende muito, vejam os Iphones por exemplo, as pessoas trocam de aparelho, somente por ter uma novidade a mais na outra geração.
Com os carros super esportivos isso também ocorre. Vejam La Ferrari, Porsche 918 Hybrid.
Então essa pegada híbrida e ou elétrica para estes carros é a nova moda. E com isso, novas marcas no Oriente estão surgindo e vindo bem agressivas.

Bom até o Emerson Fittipaldi irá lançar com super esportivo………

Abel Portela
Abel Portela
Reply to  Bernard Fonseca
6 anos atrás

Híbrido são o futuro da indústria automobilística. Será cada vez mais comum esse tipo de propulsão. Por isso as tais unidades de força, apesar de serem traquitanas caras e complexas, são a vanguarda da tecnologia, como sempre foi a F1.

Helton Fernandes
Helton Fernandes
6 anos atrás

Esse é o supercarro pra que não gosta de carro. Alias, atualmente supercarro é para isso mesmo, para quem não gosta de carrro.
É estranho isso, mas coisas tipo as McLarem, Ferrari, Lamborghini, Bugatti e essas marcas mais novas e feias tb, feito o Pagani vendem bem, mas ninguém usa. É comum ver carros com 3 ou 4 anos ou até mais com menos de 5.000 milhas. Parece que isso virou só investimento mesmo. o cara compra hoje, dá uma ostentada, mostrea o tamanho do pau pros amigos e enfia na garagem, no ano seguinte faz a mesma coisa e depois de pasado um tempo vende por um valor maior do que o pago.

Esse site tem um monte de carros desses a venda nos EUA
http://www.dupontregistry.com/

Sérgio Santana
Sérgio Santana
6 anos atrás

Minha dúvida é outra: será que essa trapizonga não anda mais rápido que o McLaren da F1? Do jeito que tá o negócio, se eu botar meu FeiEtios na pista, dou pau nos caras!

Helton Fernandes
Helton Fernandes
6 anos atrás

Esse é o supercarro pra que não gosta de carro.

EduardoRS
EduardoRS
6 anos atrás

Tem que ser otário pra comprar um supercarro no Brasil. Em países desenvolvidos não é muito difícil ver um carro desse naipe andando na rua. Aqui não se vê porque eles custam um absurdo por causa dos impostos (bem como os outros importados, mas como eles já partem de um preço salgado, acabam se tornando inviáveis). Além disso, fico imaginando o cara andando com um Koenigsegg nas nossas ruas e estradas esburacadas. Sem condições.
Mas eles vendem, sim. Nós aqui em Pindorama é que não os vemos.

Edu Rodrigues
Edu Rodrigues
6 anos atrás

Esses carros são muito vendidos mundo afora. A McLaren, hoje é uma potência nessa área (desde a 540 até a P1).
O preço deles é competitivo e, nos modelos maiores (a partir da 650S), são referência em tecnologia, pois tem a suspensão toda eletrônica, que substitui até as barras estabilizadoras por comandos eletrônicos, além de serem muito bonitos. A ferrari hoje faz GTs (exceto a La Ferrari), enquanto McLaren, Lamborghini, Pagani, Koenigsegg e Porsche (com o 918) fazem os verdadeiros supercarros.
Só não se compra esses monstros no Brasil, onde eles custam o triplo do resto do mundo.

Adriano
Adriano
6 anos atrás

Humm…. se não vendessem, seriam fabricados?