Comentários

  • Uma saída que acho que deve ser considerada é fundir a temporada de 2020 com a de 2021. Começa esse ano quando der e ano que vem faz só as corrias que não ocorreram esse ano. Libera as equipes pra testar o carro de 2022 no tempo que sobrar em 2021.

  • Sr. Flávio, se quiser deixar esse blog na quarentena a gente vai entender. Mas manter mesmo que de forma mais escassa ajuda muito. Creio que a normalidade custará à voltar, então que a experimentamos em pílulas.

  • Prezado F&G : Não teremos esse ano a prova da F-1, mais charmosa e romântica, em termos de glamour, com alusão aos termos técnicos, a corrida em si, não tem graça nenhuma quem consegue a classificação na ponta os seja,pole ,segundo e terceiro estatisticamente tem a chance de vitórias. Mas essa gripe covid-19, vai tirar a nossa alegria de ver a consagração de L.Hamilton. Sim as cabeças pensamentes da F-1, foram sensatos em pular para 2022, pois a gama de modificações dos projetos dos bólidos , tudo será diferente, em termos de tecnologia e outras energias (e- +), e menos combustível no tanque, e mais baterias elétricas, isso é fato consumado. O mundo vai sofrer drasticamente enormes perdas econômicas e financeiras FODA-SE os especuladores do Mercado Financeiro e Bancos. Haverá um início mais razoável, para que as pessoas possam fazer suas resiliências e admitir suas falhas pessoais , uma segunda chance em que a humanidade poderá mudar o curso da história para melhor, neste momento de tragédia, quero ter a capacidade de poder olhar para um horizonte futuro, com melhores práticas sociais em questões politicas na educação, saúde e no esporte. O silêncio dos escapamentos nas competições automobilísticas envolve milhares de trabalhadores em todas as áreas : mecânicos, forjadores, torneiros mecânicos,projetistas, engenheiros,telemetria, preparação técnica, logística de transporte, eventos multi-publicitários , investidores, financiadores Indústrias de veículos, mercado de tecnologia da cibernética , Marketing cultural, turismo e por fim os Pilotos todas as pessoas envolvidas vão sofrer uma perda substancial em suas economias isso é terrível. Mas haverá sempre novos gênios para expandir o mercado de corridas, e como sempre eu digo o que vale em corrida, são os antigos apaixonados torcedores que compram ingressos para assistir o espetáculo e a bandeira Xadrez ser balançada no final.

  • Cara, o mundo vai mudar no sentido de estar mais preparado para epidemias, o que demorou para acontecer, desde o boom da globalização, anos 80, estamos expostos. Mas tirando isso, será exatamente o mesmo. É intenso, drástico, mas ainda não é o fim do mundo.

  • Povo ainda não tomou conta da tromba que levaremos na economia por conta do Corona. Li hoje que num estudo prévio otimista teremos PIB zerado em 2020, na visão pessimista a retração será de 4,4%, a maior desde sempre (sim, de 1500 pra cá).

    Isso com um presidente anta, um ministro da economia que só promete e não cumpre, um na educação que não sabe escrever, o das relações exteriores que é um lunático… sem falar dos filhos lunáticos que arrumam briga com a China (ah! como precisávamos de uma treta com a China!)

    Ah, ainda tem a Damares de brinde pra falar que você não pode namorar na quarentena.