BAHREIN, DIA #1

Ocon e a entrada de ar gorducha

SÃO PAULO(rendeu) – O que mais me impressionou hoje na abertura da pré-temporada no Bahrein foi o que vocês estão vendo na foto acima. Essa entrada de ar gorducha do Alpine de Ocon é uma aberração estética! E ainda inexplicada. Não me lembro de o carro da Renault ter algo parecido. Os próximos dias vão clarear as coisas.

Ocon ficou em terceiro hoje e completou 128 voltas no circuito do deserto de Sakhir, que viveu, à tarde, um momento curioso: tempestade de areia. Na foto abaixo, de Max Verstappen, dá para sentir o drama.

Vento e areia na tempestade em Sakhir; Verstappen em primeiro

O holandês, com 1min30s674, fez o melhor tempo do dia, mostrando a solidez da Red Bull — que terá Sergio Pérez na pista amanhã. Ele completou 138 voltas e foi quem mais andou na sexta-feira. A maioria das equipes dividiu o dia entre seus dois pilotos, e quem acabou se dando mal foi Valtteri Bottas. Oh, dia, oh, vida. Deu uma volta e quebrou o câmbio. Trocaram, pela manhã, mas só deu tempo de fechar mais cinco. Ficou com o último tempo do dia. Mercedes em crise!

Bottas quebrou o câmbio e andou pouco, só seis voltas

Deu tempo de fotografarem o carro na pista, e chamou a atenção o assoalho cheio de ranhuras da Mercedes, que com Hamilton conseguiu completar 42 voltas à tarde, terminando a sessão com o décimo tempo entre os 17 que treinaram.

O único time que andou com piloto de testes foi a Williams — Roy Nissany, 83 voltas, 14º. Os dois últimos — Bottas à parte –, previsivelmente, foram Mazepin (1min34s798) e Mick Schumacher (1min36s127). O filho de Michael teve problemas no carro e só conseguiu completar 15 voltas.

A dupla mais fraca do ano, Schumaquinho e Mazepin, da Haas

No mais, pode-se dizer que a surpresa do dia foi o sexto lugar de Giovinazzi. Raikkonen foi o 12º. Todos os pilotos reclamaram do vento e da areia. Hamilton foi além: “Em 2007, fiz dez dias de treinos antes do começo do campeonato. Neste ano, terei um dia e meio”.

É a vida.

Vettel apresentou seu capacete cor-de-rosa, já que a marca de água mineral que patrocinava a Racing Point no ano passado ficou na Aston Martin e fechou um contrato de patrocínio com ele. Fez o 13º tempo, ruim diante do quarto lugar de Stroll.

Vettel e seu capacete rosa: começo discreto na Aston Martin

Mas é obviamente muito cedo para conclusões definitivas. OK, dá para perceber que a Haas será candidata à lanterninha, brigando com a Williams para saber quem fará a pior temporada. A Ferrari teve um dia discreto, com Sainz em quinto e Leclerc em 11º.

Amanhã tem mais. A Mercedes praticamente desperdiçou o dia, e vai ter de correr para recuperar o tempo perdido. Ainda não dá para dizer muita coisa. Por enquanto, fiquemos por aqui esperando alguma explicação para a tomada de ar da Alpine — que, repito, me pareceu chocante!

Alpine, explica aí!

Comentários