LOLE

ITACARÉ – De Carlos Reutemann guardo duas lembranças da infância bem claras. Em 1972, numa quinta feira, Interlagos lotado, Emerson com o carro preto de suspensão quebrada, Lole de carro branco ganhando recebendo a bandeirada com o braço erguido. Torci para ele, porque o carro do meu irmão no autorama era o preto do Emerson e o meu era o outro, embora não fosse branco nem tivesse frente integral, aquela coisa linda da Brabham.

A outra é de 1977 em Buenos Aires, no aeroporto de Ezeiza. Voltávamos para casa — pai, mãe, irmãos — e Reutemann estava embarcando para São Paulo no mesmo avião para disputar o GP do Brasil. Meu pai ficou excitadíssimo e quis que os três filhos tirassem fotos com ele. Maurício e Fernando tiraram. Eu, tímido e enfezado com aquela tietagem, nunca gostei, fiz birra e não quis.

Lole se foi hoje, aos 79 anos. Um campeão sem título, o maior argentino nas pistas depois de Fangio. Todo respeito a um dos grandes.

Comentários

  • Carlos Reutmann era um bom piloto de uma era extremamente perigosa aonde a segurança ainda estava engatinhando. Lamento muito sua morte pois lembro dele falando que perdera o Campeonato para o cara que limpava as rodas do meu carro (Neson Piquet).

  • Carlos Reutemann foi o intruso travesso que fazia sua festa no quintal do vizinho que nesse caso era o Brasil, nisso acabou vencendo duas vezes em Interlagos com uma extra-campeonato em 1972 e a outra em 1977 com uma Ferrari, e já em Jacarepaguá venceu outras duas, uma com a Ferrari na frente do Emerson em 1978 que chegava em segundo no melhor resultado de sua equipe e outra em 1981 na Williams desobedecendo a ordem de equipe de ceder a vitória deixando o atual Campeão Jones furioso. Carlos Reutemann foi odiado por Laula que o substituiu depois do seu acidente grave em 1976, além do Reutemann ter tido uma certa preferência da Ferrari em 1977, mas isso acabou nulo pelo Bicampeonato do Lauda naquele ano.
    Em 1979 Reutemann acabou tomando a decisão errada de ir para Lotus Campeã do ano anterior, acabou ficando sem vitórias e sem chance de lutar pelo Título, e o pior a Ferrari sua equipe anterior voltou a ser Campeã.
    Carlos Reutemann resolveu lutar pelo Título de 1981 por decisão própria vendo que era sua última oportunidade, lá no meio do Campeonato parecia que já era Campeão somando 17 pontos em cima do Piquet, mas o Piquet virou sobe medida e na pontinha dos dedos na última etapa em Las Vegas ganhando com um pontinho de vantagem saindo do carro carregado pelo cansaço, a sorte de Piquet que a Williams considerava Reutemann um traidor pela vitória no Brasil 81, se a Williams estivesse do lado dele dificilmente o Piquet ganharia o seu primeiro campeonato, pelo menos a Williams teve uma consideração lamentando a morte de Reutemann.
    Resumindo o Reutemann foi o segundo melhor piloto Argentino da História ficando somente atrás do Penta Fangio, com sua morte os três melhores pilotos Argentinos da F-1 não estão mais vivos, Reutemann deixou a F-1 por decisão própria depois do GP Brasil 1982 sendo a primeira baixa daquele ano.
    Agora só resta uma coisa a dizer: Vai com Deus Ex-piloto de F-1, Ex-Governador e atual Senador Carlos Alberto Reuteman!

  • Prezado F&G : Lole ( Carlos ), sempre teve o estigma de El segundon . Piquet conseguiu descontar 17 pontos, e com um quinto lugar no EUA, sagrou-se Campeão do Mundo. Carlos H.,teve adversários invencíveis Jackie S., Niki Lauda, James H. , Mário Andretti, Emerson Fittipaldi e Nelson Piquet. Portanto a regra é bem clara Carlos Reutemann, foi o melhor segundo piloto do mundo em sua geração ele jamais seria campeão do mundo.

  • Reutemann não foi campeão em 1981 porque a Williams jogou o título de pilotos fora, deixando ele e Jones disputarem entre si. Da mesma forma que em 1986, com Piquet e Mansell.

    Entenderam porque Hamilton defende a permanência do Bottas?

  • Em 2012 tive o prazer de ser apresentado a ele, uma conversa informal de alguns minutos, talvez hora, entre amigos, foi legal, ele se demonstrou muito patriota, o chamavam de Loli (acho que era isso).