MAIS GENTE

Bottas no México: muita gente

SÃO PAULO (só pra registrar) – Serei breve com a história dos números de audiência da F-1 em 2021, porque ainda tem Ferrari para escrever sobre.

A Liberty deu alguns dados interessantes sobre aumento de público para a categoria, incluindo todas as plataformas de redes sociais e TV. Segundo a empresa que comprou a F-1, a categoria tem hoje 49,1 milhões de seguidores nas diversas plataformas, um aumento de 40% em relação a 2020. Normal, visto que a Liberty está investindo pesadamente nisso. Foram 7 bilhões de visualizações de vídeos nos canais que a categoria mantém na net.

O GP de Abu Dhabi teve a maior audiência global do ano, com 108,7 milhões de pessoas assistindo à corrida. A audiência cumulativa foi de 1,55 bilhão de pessoas, pequeno crescimento de 4% em relação a 2020. Não é nenhum espetáculo, considerando que no primeiro ano da pandemia o Mundial teve 17 etapas e, no ano passado, foram 22. As maiores audiências, depois da corrida de encerramento do campeonato, foram Bahrein (84,5 milhões de telespectadores), São Paulo (82,1 milhões), Monza (80,4 milhões) e Silverstone (79,5 milhões).

A Holanda teve um crescimento de 81% na audiência, seguido por EUA (58%), França (48%), Itália (40%) e Inglaterra (39%). Pelos cálculos da Liberty, 445 milhões de pessoas diferentes geraram essa audiência acumulada de 1,55 bilhão de telespectadores. A média de audiência por GP foi de 70,3 milhões de pessoas. A empresa informou que Brasil e Alemanha tiveram audiências menores, mas não disse quanto. Os dois países tiveram mudanças dos detentores dos direitos de transmissão da temporada — no caso brasileiro, mais do que sabido, a categoria saiu da Globo e foi para a Bandeirantes.

Nos autódromos, o público acumulado foi de 2,69 milhões de pessoas. Há que se ressalvar que algumas corridas tiveram restrições na venda de ingressos por conta da pandemia. Os GPs dos EUA (com 400 mil pessoas nos três dias), México (371 mil) e Inglaterra (356 mil) foram os que mais levaram gente às arquibancadas.

E o que isso tudo quer dizer? Ah, sei lá. São números. Eles que analisem.

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio FC
Fabio FC
3 meses atrás

Flávio, eu te mandei um e-mail sobre a situação financeira da empresa. Semana que vem sai o resultado do 4º trimestre. Vamos ver se o balanço trará prejuízo novamente. Somando 2018, 2019, 2020 e o que já temos disponível de 2021, já acumularam 1,1 bilhão em prejuízo líquido. Muito show, muito investimento e até agora nenhum retorno líquido. A conferir.