Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Rodrigo
Rodrigo
17 dias atrás

Flavio respeito de mais vc como jornalista e como ser humano, que apesar de seu enfoque ser o esporte, acompanha a sociedade e as mazelas que nosso povo vive. Como jornalista do automobilismo, pouquíssimos jornalista tem seu conhecimento e vivência do mundo da F-1. Fiquei feliz do seu reconhecimento quanto ás qualidades do Rubens. Quanto ao debate entre Schumacher e Barrichello, quem seria o melhor, acho uma perda de tempo. Mas temos que ver alguns fatos sobre a F-1 que não negam certas verdades. Assistindo uma entrevista muito interessante sobre o legado de Nelson Piquet para a F-1, no qual o entrevistado era o Pandini, mudei certos pontos de vista sobre essa relação entre equipes e dois pilotos. Por exemplo Pandini conta uma história de que em 1981, quando a pesagem dos carros nos treinos eram feitas depois do treino, Piquet fazia ótimos treinos, mas resumindo, depois a carroceria do carro era trocada para o uso do Rebacque, que acabava sempre andando atrás, pois essa outra carroceria era muito mais pesada afim de na pesagem o carro estar no peso exigido. Uma outra questão foi a história sobre o veto ao Senna na Brabham. Parece-me de que não colocar o Senna na Brabham foi uma escolha técnica, pois o Senna não aceitaria receber um carro modificado apenas para o bem da equipe. Isso não foi o Pandini que falou, apenas achei mais plausível que outras histórias sobre esse fato. Ainda usando o Piquet como exemplo, tem a passagem dele pela Williams, que me parece claramente uma forma de pegar um piloto acertador de carro, para beneficiar o Mansell, piloto inglês. Vc não acha q no caso do Barrichello na Ferrari, não poderia ter sido a mesma coisa? Pois o Schumacher teve 4 temporadas na Ferrari sem sucesso. Além disso, na minha opinião, não sei se foi você que falou, mas quem recebe as novidades do carro, é o segundo piloto, afim de testar e garantir a durabilidade da novidade. Ainda, quando Ross Brown assumiu a Honda, novamente foi chamado o Barriquello, pois na minha visão, Brown sabia da capacidade do brasileiro em desenvolver carros. Outra, o que fez com que Schumacher jogasse o Rubens para o muro, que poderia resultar em um acidente bem grave em uma corrida da qual não me lembro? E pq Schumacher não conseguiu fazer nada com a Mercedes quando retornou a F-1? Sei que o Schumacher foi um dos grandes, mas tem alguns furos nessa história. Humildemente. Abs.