MIAMI VICE (6)

Verstappen: aos poucos, chegando em Leclerc

SÃO PAULO (ufa) – Não foi um bom GP. Talvez escreva pouco.

Miami foi um grande evento, cheio de atrações, mas a pista é ruim e a corrida não empolgou. Verstappen venceu de novo. Terceira no ano, 23ª na carreira. Empatou com Piquet pai e Rosberg filho nas estatísticas. As três provas que terminou neste ano, venceu. E ainda levou a Sprint de Ímola. A diferença para Leclerc, que era de 27 pontos, caiu para 19. Já foi de 46, depois da terceira etapa do campeonato.

Max é um monstrinho difícil de parar quando tem o melhor carro do grid. Hoje, foi assim. Apanhou um pouco na sexta e no sábado, não pôde andar muito, teve problemas técnicos, largou em terceiro. Mas resolveu a corrida nos primeiros metros. Passou Sainz, que não poderia ficar muito tempo entre ele e o pole Leclerc, e foi para cima do monegasco.

Na oitava volta, pela primeira vez pôde abrir a asa móvel — reduziu sua distância para a Ferrari #16 para menos de 1s. Na nona, passou. Foi embora. Tinha 7s6 de vantagem na volta 41, quando o safety-car foi acionado após uma batida estúpida entre Norris e Gasly, lá atrás. A diferença foi anulada. Na relargada, seis voltas depois, Charlinho foi para o ataque. Mas mesmo com a asa móvel, não conseguiu passar. A Red Bull tinha muita velocidade de reta — asas menores, acerto com pouca pressão aerodinâmica. Max conseguiu, a três voltas do fim, abrir mais de 1s para o rival. Tchau, asa móvel. Tchau, Leclerc.

Red Bull comemora: liderança é questão de tempo

Verstappen, Leclerc e Sainz foram para o pódio. Apareceram vestindo ridículos capacetes de futebol americano para receber os troféus. Cafona demais. Antes, foram ao pódio a bordo de carrinhos de golfe escoltados por motocicletas da polícia com luzes e sirenes ligadas. “CHiPs”, lembram? Se não lembram, Google. Mais cafona ainda.

Pérez foi o quarto. Não conseguiu passar Sainz no final mesmo tendo feito uma segunda troca de pneus no safety-car. Com médios novos, empacou atrás do espanhol com seus duros usados. Foi corrida de uma parada, e quem se saiu bem na estratégia foi Russell. Em 12º no grid, largou de duros e esticou o stint até onde dava. Veio o safety-car, parou sem perder muito tempo. Terminou em quinto, à frente de Hamilton — a quem ultrapassou com os pneus mais novos no fim.

CHiPs escoltam pilotos para o pódio: cafonice

Em sétimo, Bottas. Andou em quinto o tempo todo, mas cometeu um pequeno erro na volta 50 e foi ultrapassado pelas duas Mercedes, beneficiadas pela entrada do safety-car que juntou o pelotão. Ocon ficou com o oitavo lugar. Na verdade, Alonso recebeu a bandeirada em P8, mas recebeu dois pênaltis de 5s — por bater em Gasly e ganhar uma posição por fora do leito da pista. Caiu para 11º, coitado. Em nono, Albon, da Williams, que merece muitos aplausos e mais atenção do distinto público. Foi sua segunda corrida nos pontos, com um carro muito ruim. Stroll fechou os dez primeiros colocados.

A prova teve várias atuações decepcionantes. Na Haas, Mick Schumacher até que frequentou a zona de pontos por bastante tempo, mas acabou se enroscando em Vettel no fim. Bateu, foi lá para trás. Sebastian abandonou. Magnussen também foi punido e andou a maior parte do tempo atrás do companheiro de equipe. A AlphaTauri não fez pontos, embora tenha largado entre os dez primeiros com seus dois pilotos. A McLaren zerou. Além da batida de Norris, o time ainda viu Ricciardo se arrastando no fundão para terminar em 13º.

Muito calor em Miami: prova desgastante para todos

A corrida foi disputada sob intenso calor, normal para Miami nesta época do ano: temperaturas oscilando entre 30°C e 33°C, sol aparecendo às vezes, umidade muito alta. Chuva, só na noite de sábado e madrugada de domingo, para piorar ainda mais o nível de aderência do asfalto.

Leclerc tem 104 pontos, contra 85 de Verstappen — que fez a melhor volta da prova e levou um ponto extra. Pérez foi a 66, Russell tem 59, Sainz soma 56 e Hamilton, em sexto, chegou a 36. A briga está restrita aos dois primeiros colocados. Na Mercedes, conformismo pela situação. “Somos a terceira força do campeonato”, disse Toto Wolff. Nos pontos, inclusive: 95, contra 151 da Red Bull e 157 da ainda líder Ferrari.

Ainda. Pelo que mostraram a Red Bull e Verstappen nas últimas duas provas, a questão agora é saber quando vão passar a Ferrari e Leclerc. Parece inevitável.

Subscribe
Notify of
guest
35 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
André
André
6 dias atrás

Que belo motor Honda. Não da pra entender os japoneses, agora que ajustaram a maquina pularam fora.

Celio Ferreira
Celio Ferreira
7 dias atrás

Red Bull mais rapida em pista com retões, nas travadas deve dar
Ferrari , no final do ano no fritar dos ovos deve dar Verstapinho
de novo. Ah a Mercedes ,se quiser alguma coisa , tem que fazer
um carro novo . Sim para o proximo ano eliminar os 70 km p/h
que droga aquilo …piso horrível …pista ruim..

Vinicius
Vinicius
7 dias atrás

Que pista horrorosa.

Carlos
Carlos
7 dias atrás

Parece inevitável? Sim.
Mas parafraseando a antológica fala de Garrincha: “A RedBull já combinou com os italianos?”

Fabio
Fabio
7 dias atrás

Não acho que as festividades, por mais forçadas ou cafonas que eventualmente sejam, retiram do produto principal. Digo, a pista e a corrida não foram ruins POR CAUSA dos batedores ou dos capacetes no pódio. Acho válido cada região investir em pequenas variações que caracterizem o evento, desde que não banalizem de vez. Melhor do que um monte de pódio genérico com troféu de plástico com logo do patrocinador como vimos por muito tempo.

A grande preocupação ao ver as festividades é mais porque notamos o quanto a F1 (e a FIA também) não tem como prioridade uma pista interessante para corrida. Pagando bem… eles estão topando e ignorando a opinião pública.

Nós lemos um monte de propaganda de organizadores dizendo que a pista vai fazer isso ou aquilo, que foi projetada assim ou assado, mas na real, parece que ninguém especializado de fato coloca o traçado num simulador e testa né. A FIA, na hora de aprovar, num poderia colocar num simulador com uns 2 pilotos de teste e deixar eles tentando batalhar? Ao menos daria alguma luz. Ficar surpreso, na hora H, que um setor é todo feito a 70km/h é inaceitável num esporte que movimenta centenas de milhões de dólares. O mesmo serve para todas as questões lá da pista de Jeddah.

Alexandre Neves
Alexandre Neves
7 dias atrás

Seja sorte ou competência, mais provável um pouco dos dois, fato é que Russell continua como o único piloto a figurar entre os Top-5 em todas as corridas até aqui!

Max PS
Max PS
7 dias atrás

Corrida chata mesmo. Eu dormi, e depois larguei pra lá. Fui fazer outra coisa.
As atrações para os norte americanos precisam ser muito óbvias. Já morei lá, e parece que em quase tudo é necessário ter algo para entretê-los. Nesse caso é o entretenimento dentro do entretenimento. Daí a cafonice dos capacetes e a escolta. Vai virar competição de cafonice entre Austin (viram o carro ridículo do ano passado?), Miami e Las Vegas. Povo esquisito, aquele.

Victor Penteado
Victor Penteado
7 dias atrás

Eu até gostei do capacete da Pirelli no pódio. Me lembrou do chapéu de cowboy no Texas e da Ushanka na Russia.

Plinio
Plinio
7 dias atrás

A Ferrari deve estar com a pulga atrás de orelha. O carro da RBR tem mais velocidade. Leclerc é muito bom mas, pelo menos nesse momento, não ao nível de Verstappen. Os chefões da Ferrari devem saber disso. Eles devem estar bem preocupados em encontrar mais velocidade nesse carro. No mano a mano, com carros bem parecidos, é difícil apostar em Charlinho contra Max. De novo, Leclerc é bom, mas Verstappen é absolutamente extra classe. Hamilton precisou usar todo o talento e experiência que tem para manter a temporada passada disputada (e foi roubado no fim). Só que Verstappen, agora campeão, não tem nada com isso e voltou com mesmo talento de sempre e, aparentemente, mais maduro. Será difícil segurar o moço. Tomara que a temporada siga disputada. A ver.

Fabio
Fabio
Reply to  Plinio
7 dias atrás

Acho que, no mano a mano, o Leclerc entrega sim, vistos os treinos e classificações. A questão é que, na disputa da corrida, com vantagens de DRS, a RBR é superior. O ritmo melhor da Ferrari em setores sinuosos não consegue compensar a velocidade absurda do carro rival. Talvez em algumas pistas, quem sabe.

O que eu acredito que está separando o Max dos demais e é de se tirar o chapéu, é que ele não erra. Concordo com tudo o que você disse sobre o ano passado e a consistência do Max ajuda demais, se o carro não quebrar ele vai lá e entrega tudo que tem pra oferecer.

A Ferrari precisa acordar e nisso podemos entender um pouco porque o Leclerc foi comedido em “contar vantagem” nas primeiras vitórias. Todos nós já sabemos da dificuldade do time italiano em ser cirúrgico e constante nas atualizações, nos ajustas e nas estratégias. A história tem mostrado eles 8 ou 80. Torço bastante para que acompanhem, caso contrário, se num quebrar, a RBR leva tranquila.

Paulo
Paulo
7 dias atrás

A pista é ruim, mas acho que a relação de forças esse ano já se estabilizou, e infelizmente não teremos um campeonato tão bom quanto o do ano passado (o que já seria dificílimo, de qualquer forma).

Ainda boto fé no poder de reação da Mercedes, porque o regulamento do ano que vem será o mesmo. Quem sabe eles não passam a andar na ponta no terço final do campeonato? Difícil, mas diante do que esses caras já conseguiram, não duvido.

Pra deixar as corridas menos monótonas, não seria interessante mudar a regra do DRS? Libera geral pros caras abrirem a asa quando quiserem. Tirem essa regra de 1 segundo, de o da frente não poder usar.

Um piloto poderia optar por mais ou menos tempo a abertura da asa, arriscar em uma parte do circuito onde outros não arriscam a abrir. Isso pode gerar mais variáveis para a corrida.

Com as melhorias para um carro andar próximo ao outro, a retirada das regras do DRS pode ser um tempero a mais.

Fabio
Fabio
Reply to  Paulo
7 dias atrás

O cálculo do DRS é muito complicado né. A opção por cada vez mais zonas mostra isso, querem fazer funcionar à qualquer custo.

Porém, é um ajuste e benefício inconstante, já que as áreas de detecção e características dos setores anterior e seguinte vão fazer muita diferença.

Ao meu ver, a melhora na proximidade entre os carros é um avanço, mas ela ainda se mostra muito mais efetiva em não “estragar tudo de vez” como era antes, do que de fato permitir a ultrapassagem. Visto que carros com algum défict de velocidade final, não chegam nem com o DRS.

Apesar de compreender todas as limitações de consumo etc. que provavelmente impediriam algo do tipo, mas eu ainda acho que sistemas como o Push-To-Pass dão mais liberdade na disputa, de acordo com as peculiaridades do carro de cada um.

Renato
Renato
7 dias atrás

A Ferrari dormiu, e , com isso, deixou a Red Bull ascender como melhor carro do momento. Com isso o pernilongo, aproveita e deita e rola. Perez não faz nada demais com o mesmo carro do holandes, assim como Sainz.Ambos medianos, no maximo escudeiros para os bons de verdade. Sobre os outros feras, LH e Russel ainda sofrem com a MB patinando, mas são excepcionais, os dois. E Norris, o dia que tiver carro…..vai ser duro de ser batido. Bottas no mesmo time de Perez e do Sainz…quando você acha que ele vai fazer algo bom…..ele te lembra porque levou um pé na bunda da MB.

Mauricio Rocha
Mauricio Rocha
7 dias atrás

Circuito horrível, corrida chata. Pelo jeito a Mercedes vai se firmando como terceira força, longe ainda… Russel já pode ser chamado de Mr. Safety Car. Toda vez que entra o safety car ele se beneficia e o Hamilton precisa se benzer rápido. Max deve ser campeão com certa antecedência, merecido desta vez pelo menos. Mercedes deve chegar mais perto até final do ano mas sem chances de ganhar nada.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
7 dias atrás

Tudo dito (e bem dito).

A pista não empolgou mesmo, aquela parte super estreita cheirou a improviso.

De resto foi pura festa mesmo. Os caras gostam e Miami tem esse ar de brega/chic. Os caras deve ter faturado uma grana das boas, me parece que os ingressos estavam caríssimos e que vendeu tudo.

Se Miami já foi assim o que podemos esperar em Las Vegas????

Sergio
Sergio
7 dias atrás

A Ferrari poderia ter colocado pneus novos no Leclerc no safety car?

CHAGAS
CHAGAS
7 dias atrás

Certo, Verstappen foi o nome da corrida. Pilotou demais e não deu chance para a concorrência, mas Leclerc aparenta estar contente em ser o segundo nas corridas. Não ofereceu resistência na briga da pista e na salinha antes do pódio uma carinha feliz e um papo descontraído com o rival da Red Bull? Ou Charlinho eleva o nível, amarra a cara e vai pro pau ou veremos Max sambar neste campeonato.
E os “segundões” foram mal. Sainz não aguentou a primeira curva e já foi comido por Max e Pérez uma eternidade atrás do espanhol e na única vez que conseguiu atacar (com pneus mais aderentes e novos) errou e tomou um X. Bem fraquinho os coadjuvantes.
Palmas pra Russel que fez uma corrida espetacular, teve sorte ao se aproveitar do SC para tirar a desvantagem perdida em pista, calçou borracha nova para vencer o duelo interno com Hamilton e ainda contou com o vacilo de Bottas pra fechar como o melhor do resto. Hamilton tem que colocar a barba de molho pois o menino não está para amizade colorida.
Albon em mais uma corrida espetacular e com Gasly em baixa, dá pra sonhar com o retorno a Red Bull.
Ocon de último para oitavo e Stroll dos boxes para os pontos também merecem uma menção honrosa.
Ridículos os movimentos de Alonso pra cima de Gasly, Schumaquinho pra cima de Vettel, e Gasly pra cima de Norris. Magnussen nos fazendo lembrar o porque havia sido demitido da Hass e Shumaquinho espanando de novo.
Zhou azarado, Vettel fraco, Ricciardo fraquinho, Tsunoda fracote e Latifi……. mamãe.

Clayton Araujo
Clayton Araujo
7 dias atrás

Max está DESTRUIDOR!

Tales Bonato
Tales Bonato
7 dias atrás

Respondendo à pergunta do GP: Max não é melhor que Vettel. Ele é bem melhor. Considerando-se os melhores dias do alemão, é claro.

René
René
7 dias atrás

O troféu foi bem legal pelo menos, perto de uns de plástico que foi moda um tempo.

Alfredo
Alfredo
8 dias atrás

Extraído do Twitter.

“ale❣️
@44hamiIton
Miami has treated Lewis better than he’s treated @ any European GP and you want me to be mad at fake water and an opening ceremony …. Do not kill me”

Edison
Edison
8 dias atrás

Não consegui assistir a corrida, então não tenho muito o que comentar, fiquei impressionado com o nono lugar do Albon, esse está tirando leite de pedra, literalmente.

Mário Silveira
Mário Silveira
8 dias atrás

Quando vão aceitar q Max ganhou campeonato na mão grande ano passado.

Edison
Edison
Reply to  Mário Silveira
7 dias atrás

Tá na hora de superar, já estamos em maio e vc falando do ano passado

Sulivan
Sulivan
8 dias atrás

Que espetáculo o evento em termos de entretenimento para o público, a prova não chegou a ser exepcional mas teve suas emoções, no final das contas ninguém bateu devido às características da pista, as trombadas que ocorreram foi pura barbeiragem mesmo, e os pneus se comportaram melhor do que o previsto, acho que todos fizeram (exceto Tcheco) uma parada apenas e ninguém usou pneu macio, e apenas 1 safety car . E deu a lógica, o madMax atropelou as vermelhonas e indubitavelmente foi o piloto do dia, Charlote Leclerc até que correu bem pois Verstappen II nem Luis HAmiltom aguentou, e segurou o segundo lugar, esse LecLec não pode ver uma RedeBull Nº 1 que já treme as pernas e hoje não foi diferente e pelo menos não fez o fiasco de rodar sózinho, a situação dele até o momento no campeonato é confortavel ainda pois o Holandês Voador vai demorar até a décima corrida mais ou menos pra ficar em primeiro nos pontos porque eu acho que Monaco será uma grande oportunidade de vitoria da Ferrari, e vai que o carro Nº 1 quebre mais umas duas ou tres vezes daí Charles pode ficar vivo no campeonato pois ele é o mais cotado depois do Reizinho Maximiliano , Sainz foi bem da mesma maneira que o seu companheiro Lhequerc, já Serginho Perez ficou devendo um pouco hoje, e o resto foi o resto, Russel foi competitivo e teve sorte no safety car e ele cumpriu seu papel de aproveitar as oportunidades que surgem nas corridas, Ocão também foi valente. Agora o cagão do dia foi o Sebastião Vettel que deu uma de Ricardão: o cara cagou na alma do Schumacher II que iria faturar os primeiros pontos hoje. Legal vossos comentarios (com o Seixas ) na UOL.

Adriano
Adriano
8 dias atrás

Não acho que seja tão inevitável assim Verstappen passar Leclerc. Vamos lembrar que a Ferrari não teve nenhuma atualização ainda (o que mostra como o carro é bom!). Acho que vai ficar mais claro na corrida que vem, quando a Ferrari trara um pacote robusto de atualização e deve igualar mais a força com a Red Bull. Binotto chamou atenção para isso hoje na entrevista pós corrida com um leve sorriso no rosto. Ele sabe o que vem por aí.

Fabio
Fabio
Reply to  Adriano
7 dias atrás

Mas elas tem que vir e tem que fazer diferença né. Eu espero que sim! O SE é complicado, para ambos os lados né, mas considerando o que fez a Red Bull quebrar como algo “pequeno”, consertável, que não afete a performance do carro como um todo. Dois segundos lugares do Max, seriam 36 pontos a mais, uma liderança de 17 pontos.

Não sou Ferrarista, mas gosto bastante do Leclerc e certamente torcerei pra ele frente ao Max, porém a realidade é que a Ferrari precisa sim entregar atualizações e construir um vantagem de fato, pois a que construiu até agora, foi graças a quebras catastróficas do Max.

Alfredo
Alfredo
8 dias atrás

Só não acho que a corrida tenha sido assim tão ruim e nem que a pista não preste. Na verdade tinha criticado a pista ontem, chamei de mequetrefe, mas hoje gostei da corrida, teve algumas ultrapassagens e tinha um misto de pista lenta com rápida que eu achei interessante. Achei a corrida italiana tão empolgante quão.
E, vem aí Barcelona, essa sim uma pista mequetrefe por seu histórico de corridas por lá e depois Mônaco que eu adoro mas que os carros ficaram grandes demais pra correr lá.

No mais, vocês tão com inveja porque não tem marina em Interlagos. Pronto disse.

Se a Mercedes não conseguir reagir e a Ferrari não correr atrás do prejuízo (Não acho que consiga com Binotto) as corridas vão ser assim até o fim do ano. Ferrari dá algum sinal de vida na classificação e depois toma pau nas corridas. Por mais que eu não suporte esse babaca Holandês, ele faz a diferença nessa balança. Pra piorar pra concorrência, tudo indica que as quebras na RedBull ficaram pra trás.

murilo
murilo
Reply to  Alfredo
7 dias atrás

Pior circuito do campeonato com sobras. Os caras se prestam a fazer um mega evento e esquecem de fazer uma pista descente.

Miguel
Miguel
8 dias atrás

Que corrida horrível, nem há muito o que dizer sobre essa prova. Parece que a prova da Formula 1 atrapalhou os demais eventos no entorno do circuito… Espero que em 2023 não façam corrida e deixem apenas as demais papagaiadas.

Johnny Garbin
Johnny Garbin
8 dias atrás

Max é o piloto do ano, Leclerc ainda não tem a consistência de ser campeão.
A corrida de hoje, apesar de ser tediosa, foi um evento a parte da F1. Com muitas novidades fora das pistas, quebrando um pouco da tradição da modalidade, foi um show a parte, apesar de ser cafona.
Detesto o Verstappen, mas tenho que admirar o quanto ele não erra.

Ed de
Ed de
8 dias atrás

Quando vão aceitar que Marx é o melhor piloto da atualidade. Hoje venceu no braço.

Tales Bonato
Tales Bonato
Reply to  Ed de
7 dias atrás

O Karl ou o Groucho?

Wagner
Wagner
Reply to  Ed de
7 dias atrás

Sem a parceria com Engels ele não seria nada…

Victor Penteado
Victor Penteado
Reply to  Ed de
7 dias atrás

Se a classe taurina o melhor carro produz, o título à ela pertence