SOBRE DOMINGO À TARDE

A IMAGEM DA CORRIDA

A perseguição no fim: Max “zero erro” resistiu

SÃO PAULO (sorry) – Sendo sincero, não teve nenhuma graaaaaaaaaaande foto do fim de semana no Canadá. Não que eu tenha visto. Mas essa aí em cima (e é repeteco…) quebra o galho. O que foi essa corrida além da perseguição de Sainz a Verstappen nas últimas 16 voltas?

Valeu a pena ver. Porque Max não errou nada, mesmo tendo o espanhol colado nele, a menos de 1s, por tanto tempo. Com três aberturas de asa por volta, foram 48 aplicações de DRS. E o cara não passou. Aff.

CANADÁ BY MASILI

Um passeio no parque. Essa é a leitura do nosso cartunista oficial Marcelo Masili para a corrida de Verstappen em Montreal. E como o cara ficou sem rádio nas últimas voltas, foi ainda mais tranquilo, sem ninguém no ouvido dele para dizer que Sainz estava perto…

Vamos a algumas caixinhas, para poupar o trabalho de encadear assuntos díspares? Sei que pode parecer um pouco de preguiça literária, mas é que o rescaldão já está atrasado, não quero atrasar ainda mais…

PONTOS Y PONTOS – Faltou domingo um balanço da temporada, né? Pois aí embaixo estão as tabelas de classificação devidamente atualizadas com a punição a Alonso, que caiu de sétimo para nono no Canadá (falarei disso adiante). Nota-se que Leclerc, em terceiro, está cada vez mais distante de Verstappen (49 pontos) e mais próximo de… Russell! São apenas 15 pontos separando o inglês da Mercedes do monegasco ferrarista. O mesmo vale para o Mundial de Construtores: hoje a Ferrari enxerga adversário mais perto quando olha para o espelhinho do que quando procura quem está na frente dela. São 40 pontos de vantagem para a Mercedes e 76 de atraso para a Red Bull.

TRETAS CINEMATOGRÁFICAS – Teve reunião dos chefes de equipe em Montreal para discutir as medidas que a FIA pretende tomar para disciplinar o “porpoising”. Christian Horner, ácido como sempre, disse que Toto Wolff deu piti porque havia câmeras da Netflix gravando tudo. Sua equipe, claro, é contra qualquer mudança de regulamento para atenuar os defeitos da Mercedes. Tenho dito: os argumentos da Red Bull são inatacáveis; os alemães que tratem de consertar seu carro. Mas quando a questão esbarra em segurança e saúde dos pilotos, a FIA tem de fazer algo, sim. Medir os quiques, estabelecer padrões aceitáveis, cobrar as equipes, se for o caso desclassificar carros.

MELHOROU – Que se registre, aqui, que a Mercedes disse que já resolveu, do ponto de vista aerodinâmico, o problema. Ergueu um pouco o carro, mexeu no assoalho, se virou. O time assume, apenas, que o W13 é rígido demais, salta muito nas zebras, e que é isso que precisa arrumar, agora. Como as próximas sete corridas acontecem em pistas de verdade, não de rua/parque/estacionamento, a equipe acredita que vai se aprumar para começar a se aproximar de Red Bull e Ferrari. A ver. O fato é que Hamilton saiu sorridente de seu carro pela primeira vez no ano, depois de um terceiro lugar bem convincente — para os padrões mercêdicos deste ano, claro.

Hamilton: desta vez, saiu sem dores do carro

AJUDA E PUNIÇÃO – Fernando Alonso foi o segundo no grid no sábado e terminou a corrida, na pista, em sétimo. Por ziguezaguear na frente de Bottas, tomou 5s de punição e caiu para nono. Nem reclamou. Queixou-se, sim, de problemas em seu carro. O ERS (que despeja potência no motor a partir de energia armazenada na bateria) não funcionou direito e desde a 20ª volta, segundo ele, seu carro passou a perder 0s8 a cada passagem. “Tive de guiar como um camicase a corrida toda”, falou. Freava mais tarde, entrava todo torto nas curvas, tentava fugir da asa móvel dos outros, foi um perrengue e tanto. Quem ajudou foi Ocon, tentando ficar menos de 1s à frente dele para que o parceiro pudesse abrir sua asa e, desta forma, evitar ataques rivais.

Alonso: Alpine, de novo, com problemas técnicos

A FRASE DE MONTREAL

“Acho que o conceito do carro deles é o problema, não o regulamento.”

Christian Horner

A opinião do chefe da Red Bull sobre o carro da Mercedes é partilhada por muita gente no paddock, ainda que ninguém ataque a equipe alemã publicamente. Teremos mais alguns capítulos dessa novela nos próximos dias. Aguardemos. Mas insisto: as regras não serão mudadas. O máximo que a FIA pode fazer é baixar alguma diretiva determinando quanto os carros podem pular. Ponto.

O NÚMERO DO CANADÁ

11

…pódios na carreira alcançou Carlos Sainz, com a segunda colocação em Montreal. Ele igualou Chris Amon (que disputou 96 GPs entre 1963 e 1976) numa estatística incômoda: a dos pilotos que mais subiram ao pódio sem vencer uma corrida. Essa lista hoje é liderada por Nick Heifeld (13 pódios, 183 GPs, oito vezes segundo colocado como melhores resultados), com Stefan Johansson em segundo (12 pódios, 79 corridas, quatro vezes segundo). Em quinto, atrás de Sainz e Amon, está Romain Grosjean (10 pódios em 179 GPs).

GOSTAMOS & NÃO GOSTAMOS

GOSTAMOS de ver Guanyu Zhou pontuando pela segunda vez no ano, agora com a oitava colocação. Ele teve azar em algumas corridas (três quebras) e não marcava desde a primeira etapa do campeonato. Mesmo assim, vinha fazendo um bom trabalho, sem erros, batidas, trapalhadas. Não é fácil para um estreante, nunca. Sua reputação só melhora.

NÃO GOSTAMOS de ver a McLaren zerada pela terceira vez no campeonato. É um time muito irregular. Nas últimas cinco corridas, somou apenas 19 pontos, contra 35 de sua principal adversária, a Alpine. Na classificação, a equipe papaia ainda está na frente: 65 x57. Mas a chance de perder o quarto lugar em breve para os franceses é muito grande.

Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Um Dick Com Classe
Um Dick Com Classe
4 dias atrás

Alguém avise o garoto que Silverstone está chegando e passe a tomar cuidado com o inglês vigarista. O Dick sabe que os comissários ficam bonzinhos com ele, por estarem em sua terra e diante de sua torcida.

Paulo Machado
Paulo Machado
9 dias atrás

Eu leio o Blog.

Otávio
Otávio
9 dias atrás

A Mercedes não fez um carro bom de saída, acionou a mãe FIA e vai ser atendida no que quiser, como sempre… absurdo mudar regras com base em problemas específicos de cada equipe…não tem esporte que aguente mudança de regra a todo tempo…

SulIivan
SulIivan
Reply to  Otávio
9 dias atrás

Mudar regras durante o jogo não é admissivel em nenhum esporte

Carlos
Carlos
9 dias atrás

Teve muita gente reclamando do Sainz. Mas o outro carro da Ferrari ficou muitas voltas atrás de uma Alpine. É claro que o espanhol não está tão bem nas pistas quanto seu companheiro de equipe. Mas está muito longe de ser um piloto fraco ou uma decepção.

Gabriel Medina, o Outro
Gabriel Medina, o Outro
9 dias atrás

Assisti a maior parte das corridas da temporada e em meio ao tom efusivo do narrador da band e do boom de popularidade vindo da netflix, só tenho uma coisa a dizer: O regulamento novo é um fracasso retumbante.
Não que o problema sejam as quicadas, quanto a isso, concordo, se não expõe ninguém a riscos desnecessários, quem errou que se vire. Mas falo sobre o que mais importa, a competição.
Além dos carros estarem mais bonitos e menores, o único efeito prático da mudança foi a Ferrari ter tomado o lugar da Mercedes na frente ao lado da Red Bull, só isso e mais nada. A partir da quarta fila, temos disputas entre Mclaren, Alpine, Alfa e as vezes até com Gasly e Magnussen de Alphatauri e Haas, mas isso é muito pouco, o grid não chacoalhado como em 2009 e tão pouco a categoria pode se abster de um artificialismo barato como o DRS.
As corridas não melhoraram, pelo contrário, não existe um equilíbrio de forças na frente, pelo contrário e a Red Bull, mesmo em um ano de transição entre Honda e sua própria preparadora, nada de braçada. Desse jeito, teremos outro mega campeão (Verstappen) e uma geração talentosa (Norris, Russell, Leclerc, Gasly, Ocon) que se contentará com migalhas, se eles houverem.
E nada demonstra que um equilíbrio de fato virá, muito pelo contrário. Um fracasso que um dia não vai ter série e narrador que acha tudo fantástico que deem jeito.

SulIivan
SulIivan
Reply to  Gabriel Medina, o Outro
9 dias atrás

Faz sentifo Medina

GUs
GUs
9 dias atrás

Temo que o campeonato já esteja decidido, por isso – improvável até há pouco tempo eu dizer isso – desejo que a Mercedes retorne com força nas pistas de verdade; que Silverstone seja bem louco!

Um Dick Com Classe
Um Dick Com Classe
Reply to  GUs
9 dias atrás

Silverstone foi muito louco no ano passado! Você quer um replay daquela vigarice?

OZZMAIR
OZZMAIR
9 dias atrás

O Horner reclama, pode até ter razão, mas não ví nenhuma notícia dele reclamando sobre o aumento do limite de peso dos carros.

CHAGAS
CHAGAS
9 dias atrás

O único que pode tirar o título de Max é Leclerc.
O menino no Canadá foi apagadinho, não fez nada que Sainz ou Pérez fariam. Muito pouco.
Em Silverstone ou Leclerc bota pra ferver, ou continuaremos a ver Masili explorando Max no estilo férias.

Sérgio Lima
Sérgio Lima
9 dias atrás

Toda a polêmica em torno da FIA querer dar pitaco na questão dos “saltos” por parte da Red Bull, na minha opinião tem mais a ver com o fato deles preferirem disputar um campeonato de construtores com a Ferrari do que com a Mercedes.
Para o Horner deve ser melhor ter o Binotto como adversário.

SulIvan
SulIvan
10 dias atrás

Flazão a foto que tu escolhestes mostra realmente os dois pilotos que tiveram as melhores performances em MONTREAL; Max e Carlos, mesmo que Verstappen tenha sido o Grande Vitorioso mas o piloto do dia foi Sainz não cometeu erros e manteve pressão sobre o Holandês Voador por um bom período.
O Masili soube demonstrar bem o sereno passeio de Max e a bike com as cores REDBULL ficou o máximo, valeu Masili.
Na pontuação se ve que a fatura tá liquidada…. e mais, há grandes chances de Sérgio Perex ser o vice campeão o que pra mim ficaria de bom tamanho.
O jovem espanhol Sainz deve vencer uma corrida esse ano, se ele conseguir alguma pole numa pista como Huungria ou Gingapura, largar bem e uma boa estratégia de equipe daí ele fatura. Zhou deve marcar varios pontos ainda esse ano, e a Mac Laren não dá pinta de estar melhorando. Vamos VER como será em Silverstono, tendência MAX !!!!!

Marcos Bassi
Marcos Bassi
10 dias atrás

E Hamilton, pra mim, é como um bom livro. Quando você vai terminando se sente meio órfão. Será que vou achar outro tão bom pra ler? Verstappen pra mim é como O Senhor dos Anéis, sei que é um clássico e tal, mas o conteúdo não me agrada. Li uma vez pra nunca mais. Acho que o próximo bom livro que vou ler na Fórmula 1, está sendo escrito por Russell…claro que a capa, às vezes, engana. Mas acho que não…

SulIivan
SulIivan
Reply to  Marcos Bassi
9 dias atrás

Voce tem dislexia cara, va se tratar

Marcos Bassi
Marcos Bassi
Reply to  SulIivan
8 dias atrás

E você é muito chato cara…também tem tratamento…

Marcos Bassi
Marcos Bassi
10 dias atrás

Eu torço pra Mercedes se arrumar. Na minha modestíssima opinião, apesar de outros bons pilotos, Norris e Leclerc e talvez algum outro que me escapa, fora da curva mesmo, pra fazer frente ao Verstappen…tem dois..na mesma equipe…e que no momento não param de saltar…

Fábio M.
Fábio M.
10 dias atrás

Chris Amon, também conhecido como o “Rei do Azar”. Era um dos melhores pilotos do Grid, mas nunca venceu um GP. Quando venceu, a corrida era extra-campeonato…

Renato Roque
Renato Roque
10 dias atrás

É correto que Russell possa parafrasear um grande piloto do passado? “Justo na minha vez, cagaram no carro”?