NAS ASAS

SÃO PAULO (incrível) – Reproduzo postagem do meu amigo e guru Jason Vôngoli ontem no Facebook (como ele usa esse troço, inacreditável!). Depois, vejam as fotos. E imaginem o quanto esse pássaro já viveu…

Olha aí o primeiro avião da Real Transportes Aéreos (o primeirão da frota mesmo!), pioneiro da ponte aérea Rio-SP (1946), a caminho de mais uma temporada na Antártida! Nascido DC-3 com motores radiais, esse avião foi convertido pela Basler para usar motores turboélice. Nos tempos da Real, tinha matrícula PP-YPA. Hoje é o C-FGCX e voa para a Chinare – a agência responsável pelo programa polar chinês. Durante parte do ano, esse veterano da rota Santos Dumont-Congonhas fica no norte do Canadá, nos hangares da Kenn Borek. A cada mês de outubro, quando já é primavera no Hemisfério Sul, o incansável DC-3 migra com seus pares para a Antártida, costeando o Pacífico, para mais uma temporada de trabalho na base chinesa.

Subscribe
Notify of
guest

2 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fredy Fleck Jr.
3 meses atrás

Note a atualização no desenho das asas e nos motores e helices.

Edward Fernandes
Edward Fernandes
3 meses atrás

Em 1958, dia 25.05.58 para ser mais exato, viemos de mudança de Belo Horizonte para Goiânia, em um DC 3 da Real