MENU

sexta-feira, 23 de setembro de 2011 - 18:53Indústria automobilística

DESGRAÇA

SÃO PAULO (não acaba nunca) – É uma agonia, o que acontece com a SAAB. Comprada pela Spyker, sem grana, atrás de dinheiro chinês, sem conseguir pagar fornecedores e funcionários… Agora, informa o Diego Ximenes, um tribunal sueco confiscou o acervo do museu de Trollhättan como garantia até que a empresa pague uma dívida de 150 milhões de euros.

Que tudo dê certo e esses carros jamais saiam das asas da SAAB.

9 comentários

  1. Joao Costa disse:

    Culpa da GM, tudo que eles compram acaba indo a falencia. Para lembrar de alguns, Oldmobile, Saturn, Hummer, Pontiac… “GM” nunca foi empresa de carros, foi um “business man” experto que criou uma holding company e comprou um monte de empresas. Acho que esse sujeito nem gostava de carros, soh de dinheiro. 100 anos depois a GM faliu e hj soh existe gracas ao governo americano.

  2. disse:

    Daqui 2 anos aparecem nos leilões.

  3. galileu disse:

    o carro é bonito, mas como é o nome do museu? trolha… o que?

  4. BullittKowalski disse:

    Bem que o Eike Batista poderia comprá-la, ele não tá a fim de criar uma montadora?

    Aliás olha esse belo site com fotografias da Le Mans Classic 2010:

    http://laurentnivalle.fr/LMC2010.html

  5. Araçatubense disse:

    Pena que o pessoal da GP investimentos não se interesse pela indústria automobilística. Eles poderiam comprar a SAAB e quem sabe até, trazer algumas unidades fabris para o Brasil.

    A empresa sueca está apetitosa para os spreadsheed jockeys e tem prestígio no mercado. O Eike Baptista gosta de carros, já se aventurou pela indústria automotiva mas não tem bala na agulha para tanto e não é a dele pegar empresas quebradas e enxugá-las.

  6. giovenardi disse:

    Em 26/08/2011 – Saab se prepara para pedir concordata – último esforço para não fechar as portas:
    Saab se prepara para pedir concordata – último esforço para não fechar as portas. A Saab pode estar se encaminhando para um triste fim. Diante de ações de credores e ameaças de sindicatos dos empregados, a Saab já inicia o processo para pedir concordata.
    No momento, nenhum detalhe sobre a operação foi revelada, mas isto se converte no último esforço da Saab para não fechar as portas de vez.
    Segunda-feira (29) é a data prometida pela empresa para retorno da produção. No entanto, a empresa havia anunciado um atraso no pagamento dos funcionários, que seria efetuado no dia de hoje.
    Alguns rumores dão conta de que não há nenhuma garantia de que os fundos serão pagos à empresa para saneamento de dívidas trabalhistas. Vamos continuar acompanhando o desenrolar dos fatos em torno da Saab.

    [Fonte: Reuters]

    Em 8/09/2011 – Saab: concordata é negada e sueca deixa de ver a luz no fim do túnel:
    Hoje de manhã ainda tínhamos alguma esperança na salvação da Saab, mas agora de noite temos que relatar a negativa sueca diante do pedido de concordata feito pela montadora.
    Com isso, a marca deixa de ver a luz no fim do túnel. A dívida da montadora chega a US$210 milhões e a fábrica está silenciosa.
    Diante da negativa do Tribunal de Vanersborg, que não acredita em uma nova recuperação da Saab, a última esperança está depositada nos chineses da PangDa e Youngman.
    Por €245 milhões, eles vão dividir o controle da Saab, mas para isso precisam esperar a boa vontade do governo de Pequim em autorizar a transação. Se isso não for feito logo, não haverá mais motivos para os chineses gastarem essa grana na Suécia.

  7. Rodrigo disse:

    isso é suécia, é capaz do governo de lá manter o acervo

  8. Flavio disse:

    Por outro lado, a industria russa se vendeu aos designers do ocidente
    Você pode me explicar o que é isso???

    http://automobile.fr.msn.com/e-auto-e-concept?cp-documentid=159186147&page=1

  9. Gustavo Barrichello disse:

    Confiscar acervo é sacanagem. Vai saber na mão de quem vai parar, se vão cuidar direito! Podiam confiscar prédio ou qualquer outra coisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>