MOGYORÓD (3) | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

domingo, 28 de julho de 2013 - 11:45F-1

MOGYORÓD (3)

Mogyorod.10SÃO PAULO (eu não lembrava, céu é azul mesmo?) – Minha dúvida ontem era se Hamilton iria parar duas ou três vezes, porque eu desconfiava que Lotus e Red Bull poderiam tentar algo com duas paradas. Se isso acontecesse, a Mercedes teria alguma dificuldade, com uma parada a mais. Mesmo assim, achava que Lewis iria levar.

Levou. Com três paradas. Como Vettel também fez três. Assim como fez a Lotus, com Grojã (quatro, porque pagou um drive-through de tirar até monge do sério). E a Ferrari, que já não importa muito porque é café-com-leite. Até Webber, que poderia tentar duas, largando mais atrás com pneus médios, também fez três. Só Raikkonen parou duas vezes, o que indica que para todo o resto era impossível. A Lotus consegue, Kimi também. Os demais, nem com reza brava.

Assim, com estratégia-padrão de três pit stops para quase todo mundo, numa pista dificílima para ultrapassar, com um carro veloz e largando na pole — e bem, diga-se, sem titubear, mantendo a ponta sem maiores problemas —, Hamilton levaria.

Levou. Pela primeira vez no ano, primeira na Mercedes, 22ª na carreira. É o 13° nas estatísticas, agora, ao lado de Damon Hill. Interessante notar que daqui a pouco tempo, assim que Hamilton ganhar mais três, teremos três pilotos em atividade entre os dez maiores vencedores da história (ele, Alonso e Vettel). É um negócio importante, que mostra como essa geração que estamos vendo é boa e valorosa — e para acabar de vez com esse negócio chato de ficar dizendo que “ah, bom era quando tinha Senna, Prost e Mansell”; a molecada de hoje é tão boa quanto, e quem quiser ficar “xatiado” com isso, que fique.

A largada do GP húngaro foi nervosa, uma porção de “quase-toques”, até o de Massa em Rosberg, que estragou a corrida do loirinho. Caiu para 12° e não teve como se recuperar. Felipe perdeu parte da asa e assim ficou a prova inteira, também numa condição de discreto coadjuvante, até terminar em oitavo.

A brincadeira boa estava, como de costume, mais à frente, com três protagonistas claros em condições parecidas de estratégia, e um quarto um pouco mais atrás, com tática diferente. Refiro-me a Hamilton, Vettel e Grosjean, os três primeiros na abertura da prova, e a Raikkonen, sexto na primeira volta, este com duas paradas previstas.

Um cara que acabou sendo decisivo na corrida foi Button. Largou muito bem e ganhou cinco posições para aparecer em oitavo logo de cara. Por duas vezes, por ter largado com pneus médios e ter feito stints mais longos, ficou várias voltas à frente de Vettel. Foi isso que impediu o alemão de se aproximar de Hamilton após os pit stops. A diferença que na primeira parte da prova nunca foi muito maior que 2s, em determinado momento pulou para 12s graças ao tempo que Vettel perdeu atrás de Button. E isso Hamilton soube administrar sem ter de engolir borracha desesperadamente para fugir da Red Bull.

(Aliás, essa nova borracha foi ótima para a Mercedes. Os pneus são mais resistentes e o carro melhorou no quesito desgaste. Os prateados vão brigar por mais vitórias neste ano. Não sei se Hamilton ainda pode entrar na briga pelo título. Mas tende a incomodar, e tem todo o direito de sonhar, não paga nada.)

Já na décima volta, a turma que largou com pneus macios, quase todos, começou a parar. Lewis foi o primeiro, e voltou em oitavo. Vettel parou duas voltas depois e quando saiu do box, estava atrás de Button. Hamilton tinha conseguido se livrar rápido do ex-companheiro de McLaren. O alemão empacou atrás dele. Grojã parou na 14ª. Na volta 21, com Button segurando todo mundo, o mercêdico já tinha enfiado mais de 10s para cima de Vettel.

Na 24ª, finalmente Vettel passou Jenson. Grosjean também, mas se tocaram, o francês usou uma via alternativa para evitar uma batida pior e acabou punido por isso. Achei uma baita sacanagem com o pobre coitado, que a partir do drive-through saiu da briga pela vitória. Há versões, depois confirmo, que teria sido punido por passar Massa pela área de escape. Se foi, sacanagem igual. Me identifico com Grojã.

A segunda janela de pit stops se abriu na 32ª volta, com Hamilton. Tudo sob controle. Voltou atrás de Webber, que não se preocupou muito em segurar o inglês para ajudar Vettel. Foda-se o Vettel, deve ter pensado. Depois do segundo pit stop, na 35ª, Tião se viu de novo atrás de Button, o maior aliado de Hamilton na corrida. E ali tudo se definiu de vez.

Raikkonen foi aparecer entre os primeiros já depois da metade da prova. Quando fez seu segundo pit stop, na volta 43, colocou-se em sexto com um monte de gente tendo de parar de novo à sua frente. Na 51ª, Lewis parou pela terceira vez. Na 56ª, foi a vez de Vettel. Kimi escalou o pelotão e surgiu em segundo, com o líder do campeonato babando atrás dele. E ficou babando até o final, com uma ou outra tentativa de ultrapassagem e choramingando pelo rádio. “Ele não me deu espaço!”, gritou. E o rádio: “OK, vamos falar para o Charlie”. Bichice total. Parecia criança reclamando com o bedel da escola. OK, vamos contar para o diretor e ele vai falar com o papai do Kimi para não fazer isso de novo.

Hamilton, com a vitória (quarta dele na Hungria; o cara gosta dessa pista), foi a 124 pontos no campeonato. Vettel, que fechou a prova em terceiro, atrás de Raikkonen, tem 172. São 48 de vantagem. É muita coisa, ainda. Webber foi o quarto, uma bela prova, e Alonso terminou em quinto sem ter sido notado. O resultado alçou Raikkonen à vide-liderança do campoeonato, com 134 pontos. Fernandinho agora é o terceiro, com 133. Está se afastando da briga a passos largos e decididos. Quem parece capaz de ganhar corridas nessa segunda metade da temporada, além da Red Bull, é a Mercedes. A Lotus, com Raikkonen, frequentará o pódio assiduamente, mas sem brigar por vitórias em condições normais. E a Ferrari é uma lástima.

Fecharam a zona de pontos Grosjean em sexto, seguido por Button, Massa, Pérez e Maldonado, que fez o primeiro ponto do ano para a Williams. No fim das contas, foi um GP bacaninha, especialmente pela redenção de Hamilton. Esse cara é realmente bom. Vettel, aos poucos, vai se livrando da ameaça que Alonso parecia representar no começo do ano. Segue sendo o grande favorito ao título. Vai ter algum trabalho com a Mercedes aqui e ali, mas só perde a taça se fizer muita bobagem, ou tiver muito azar. Ele não costuma fazer bobagens, e também não é um azarado contumaz, pelo contrário.

Agora, férias da F-1. Corrida de novo, só no dia 25 de agosto na melhor pista de todas, Spa. E que todos aproveitem o verão europeu, que é quente e delicioso.

ATUALIZANDO…

O drive-through de Grosjean foi pela ultrapassagem sobre Massa. O infeliz ainda tomou 20s pelo toque em Button, mas não perdeu o sexto lugar. Pegaram bem pesado com o rapaz.

205 comentários

  1. O Hamilton finalmente vence, mas o título esse ano fica difícil, pelo menos ele saiu da McLaren na hora certa! O Massa já está acostumado a fazer esse tipo de corrida sofrível na Ferrari, afinal ser chofer da Ferrari não é pra qualquer um! O Alonso está querendo dar uma sacudida na Ferrari com essa história de Red Bull como um último recurso na luta contra o Vettel. O Raikkonem vem se aventurando sem compromisso e já é segundo!O Maldonado tirou sua carroça Williams do Zero Absoluto! Pegaram o Grosjean pra Cristo! E agora, férias!

  2. Oi? disse:

    Finalmente Hamilton tem um carro à altura.

  3. Ricardo Bigliazzi disse:

    Achei que sacanearam o Grosjean… de resto apenas o sentimento de felicidade ao constatar que a Ferrari tem que bater a Red Bull… a Lotus e agora a Mercedes.

    Chupo Alonso “Eu não sabia”.

    Imperador

  4. Felipe Luz disse:

    Quando Spa chegar estarei por lá! Setor bronze e andando muito!

  5. Giovanni disse:

    O Vettel não venceu pq não fez a parte dele. Teve pista livre quando o Hamilton parou e ficou só 1 volta a mais na pista. Se ficasse mais uma volta, voltaria do pit na frente do Button. Atrás do Button, perdeu a corrida porque o carro dele é preparado com mais asa que os outros (muito lento em reta), justamente pra ter um carro mais rápido no qualiying, largar na ponta e ir embora. Então, na verdade, ele perdeu a corrida na classificação porque a Mercedes sempre configura o carro pra andar mais rápido em retas justamente porque como se sabe que o carro perde rendimento durante a corrida e precisa se defender nas retas contra asa móvel etc, o pessoal tira asa do carro e por isso anda bem em reta.

    O Raikkonen só não ganhou porque largou no meio do bolo e perdeu 25 voltas atrás do Massa que, apesar de andar rápido, ultimamente só sabe se meter em toque e acidente. Acho que o custo salário + acidentes do.Massa daria pra pagar qualquer outro piloto de F1.

  6. Seinfeld disse:

    Vitória mais que merecida (estava demorando) para Hamilton.

    “(…)essa geração que estamos vendo é boa e valorosa — e para acabar de vez com esse negócio chato de ficar dizendo que “ah, bom era quando tinha Senna, Prost e Mansell”; a molecada de hoje é tão boa quanto, e quem quiser ficar “xatiado” com isso, que fique.”

    Verdade.

    E Grosjean sabugosa só levou a punição devido ao histórico de lambanças e ultrapassagens. Se fosse um Button, deixariam passar. Mas como o rapaz em questão não é conhecido or pensar ao pilotar a mais 280 Km/h, já “cortam as asinhas” antes que comecem as lambanças PERIGOSAS de novo.

    Sabe aquele jogador “visado pela arbitragem” pela indisciplina? Então…

  7. Eduardo Schmidt disse:

    Foi um GP muito bom, concordo com todas as suas análises. A fase de Massa é tão ruim que se ele tira o pé pro Rosberg evitaria o toque, mas ia ser chamado de chinelo, não tá fácil.

    Alonso teve sorte com a punição do Grosjean (injusta ao meu ver), bem como com o incidente do Rosberg com o Massa, o piloto alemão certamente terminaria a prova em posição melhor que do Alonso.

  8. Ronaldo disse:

    O Massinha bate uma Ferrari a cada GP. Umas porradas a mais e outras a menos. O Kimi mostrou que no braço o Vettel não passa. No braço, não.

  9. dc disse:

    Foi impressão minha mas o público deste GP foi bem menor que em anos anteriores?

  10. CARLOS disse:

    Meu Caro Flavio. Não defendo que os pilotos de décadas passadas sejam melhores que os de hoje, mas não acho que os de hoje sejam melhores que aqueles. Lembro apenas que antigamente havia bem menos provas por ano, eram 8 ou 9 e foram subindo até que hoje são mais que 15. Isso é matemática básica, mais GPs significam mais possibilidades de vitória hoje que antes. Alem disso o avanço da tecnologia permitiu que esta fosse dada a apenas algumas equipes mais ricas o que causou desequilíbrio na categoria, onde antes quase todos usavam motores Ford e cambio igual, permitindo que mais equipes vencessem. Ter hoje 7 vitorias em uma temporada é bem mais fácil do que antes.

  11. Matteoni disse:

    Rapaz…

    O Desesperando Alonso é realmente muito cara de pau! Se oferecendo para a Red Bull já para 2014? No lugar do Webber!?

    http://grandepremio.com.br/f1/noticias/empresario-de-alonso-se-reune-com-chefe-da-red-bull-e-cria-novo-cenario-na-briga-por-vaga-para-2014

    Isso é o que eu achamo de: “Se não pode vencê-los, junte-se a eles (e tente sabotá-los!)”

    Foi isso que o Alonso fez na McLaren com o Hamilton, na Renault com o Piquet mais explicitamente, e agora está fazendo com o Massa que já estava lá na Ferrari brigando por campeonato antes dele.

    Mas acho que essa foi uma forma educada do Horner dizer não:

    Perguntado sobre a ideia de lidar com os dois principais pilotos da F1 atual, Alonso e Vettel, Horner respondeu que “seria interessante”, mas fez uma ressalva. “Nós queremos garantir que vamos montar o pacote certo para o próximo ano, com os dois melhores pilotos possíveis, que vão trabalhar bem coletivamente e conquistar os melhores resultados para o time”, ponderou.

    Picaretagem NÃO!

  12. Vinícius Capitão disse:

    Curiosidade: em todas as quatro vitórias de Hamilton na Hungria, o segundo colocado foi Kimi.

  13. Fred disse:

    A superioridade do afro-descendente é acachapante.Êle e Alonso são os excepcionais da safra atual.
    A ultrapassagem sobre o Weber na curva 3, foi extraordinária.Vettel mostrou do que pode fazer quando larga atrás,com um carro que há quatro anos seguidos tem um grip mecânico e a aerodinâmica,superior a todos.

    • Eric Musashi disse:

      Red Bull tem mais asa para largar na frente e sumir. Menos velocidade de reta, portanto, mais difícil ultrapassar, amigo.

      Quando Vettel precisou ultrapassar numa pista que praticamente não permite, ele largou dos boxes e terminou em 3º, deixando o Button para trás no fim da prova (e isso quando a McLaren tinha o melhor carro do ano). Já Alonso, na mesma pista, ficou preso atrás de um tal de Petrov e perdeu o título mais ganho de sua vida.

  14. Gabriel disse:

    Para o lugar do Webber na RBR, o piloto ideal seria o Massa.
    Por que ??
    Pelos menos iria se “vingar” atrapalhando bastante o espanhol.
    Como já se “estranhou” com o Hamilton, também poderia ajudar neste item.
    E o Vettel não teria um companheiro tão competitivo a ponto de brigar pelo pódio.
    Isto sem dizer que as vendas da Red Bull poderiam aumentar muito por aqui.

  15. Gabriel disse:

    O Hamilton é um dos melhores, só que estava dando muito azar ultimamente( ou batia, ou batiam nele,ou o carro quebrava) .
    Não acontecendo nada anormal ele vai ao pódio. Bem ao contrário do Choronso.
    As Lotus estão no páreo e correndo por fora, se Vettel bobear Kimi leva.
    Difícil é Vettel bobear, agora então correndo para ganhar o campeonato, só não leva se fizer muita besteira.

    Fala-se muito dos 2ºs pilotos, mas já repararam que nenhum deles ajuda lá muito o “companheiro” ??
    Rosberg, Webber, Massa e Grojean não servem nem para jogo de equipe. Acho que mais atrapalham que ajudam. Além do mais querem mesmo é que o “companheiro” se dane.

    Está aí o motivo de dificilmente Raikkonen ir para RBR ou mesmo Vettel ir para Ferrari. Não vão aceitar serem 2ºs pilotos.
    Sendo assim a RBR vai ter que buscar alguém do “2º escalão”

  16. ms disse:

    Que ninguém se empolgue com a vitória de Hamilton pq seus bons resultados costumam ter a mesma consistência de um pudim recém colocado na geladeira…façam um gráfico com suas posições de largada ou mesmo com as de chegada e terão algo parecido com o desenho de uma montanha russa….. aliás, deve ser reconhecida a regularidade dos resultados de Kimi, que faz por merecer o 2º lugar no campeonato mas não vai passar disso pq Vettel será tetracampeão pq além de ser gênio parece ter aprendido a mais valiosa lição deixada pelo Professor (prost) tb tetracampeão que ensinou com aulas praticas que p/ se vencer um campeonato, mais importante do que obter vitórias é saber administrar os pontos conquistados e a serem conquistados ao longo da temporada PS: O que tem provocado desespero nos adversários é que vettel, além de mostrar competência para administrar seus pontos ( demonstrada p. ex. na corrida de hoje) tb vence corridas sem maiores dificuldades…

    • Edvaldo disse:

      Só se você estiver vivendo em 2008 ainda amigo.

      Depois de 2011 e do linchamento moral que deve ter sido a derrota pro Button, Hamilton mudou. Tem pilotado muito bem e não comete mais erros, sabe a hora de atacar e esperar e infelizmente, ao contrário de Vettel, só conta com carro bom de vez em quando. O de 2012 da Mclaren era bom mas quebrava ou a equipe errava, e esse da Mercedes é sempre a grande incógnita de todo GP.

      • ms disse:

        meu caro, já fui muito fã e tb já torci muito por Hamilton, fiquei feliz com a conquista de seu titulo em 2008 mas seus altos e baixos minaram minha confiança e esperanças de que um dia venha ser um grande campeão conquistando mais títulos mundiais……

    • Eric Musashi disse:

      A Red Bull também quebra e tem uns problemas bem amadores. Ano passado foi o alternador, e este ano, além do problema de câmbio quando Vettel rumava para uma vitória tranquila, está tendo falhas corriqueiras no kers. Webber sofreu no treino e Vettel na corrida.

  17. Guilherme Carneiro disse:

    Olha ai FG, esse Kimi eh demais! Dou muita risada com ele!
    Ultima pergunta do repórter!
    http://youtu.be/xZlNB8ucT9o

  18. Bruno disse:

    Rapaz,
    Como ti, sou fã de automobilismo. Confesso que leio o blog há alguns anos, ocasionalmente. Hoje tive tempo de ver, por horas, os assuntos mais polêmicos e, confesso, ri de mijar nas calças. Só tem maluco aqui: processo por ofensa a pessoa falecida em Portugal, primo do Senna bravo, e por aí vai. Gosto das opiniões pois refletem (espero) seu ponto de vista, sem se importar com quem está lendo vai pensar ou pensa sobre o assunto. E as reações então nem me fale!! Hilárias!! Mas o Senna é melhor que o Schumacher…

    • Seinfeld disse:

      “Mas o Senna é melhor que o Schumacher”.

      O que isso tem a ver com o post?

      Porra, não sei se é caso de saudade do Senna ou porque não conseguem esquecer o alemão. Que trauma!

      Dêem um tempo pro Schumacher, o cara já aposentou da F1. Preocupem-se com o Vettel, que já quebrou os recordes do Senna e ainda vai correr por pelo menos mais 10 anos…

      Outro alemão.

  19. Lionel de Campos Jorge disse:

    Só Raikkonen parou duas vezes, o que indica que para todo o resto era impossível. A Lotus consegue, Kimi também. Os demais, nem com reza brava.
    É por que esta Lotus é um RENAULT que a grande Michelins tinha um carro e na época acertava tudo em seu maravilhoso laboratório e era beirando a perfeição tanto que Alonso foi Campeão duas vezes em cima do Shumi ..e pelo que parece o acerto dura até hoje …pena que Nelson Piquet Pai não comprou a Renault para o Nelsinho correr ja teria sido Campeão facil …com carrão desses Eu acho Raikkonen BRAÇÃO

  20. JP disse:

    Grosjean é o Mansell dos anos 2010! Muito divertido vê-lo pilotar!

  21. Alberto disse:

    Bichise! Nunca vi um adjetivo tão coerente para as atitudes do Vettel quando é contrariado! O cara é um excelente piloto mas tem o melhor carro faz 4 anos e venceu, ok, mas quando teve situações adversas não soube sair delas de forma tranquila, sempre tem um piti, e uma birra. Não tenho dúvidas que ele é um cara diferenciado, mas sem dúvida falta mostrar mais maturidade nas situações difíceis e parar com essa, como de forma perfeita o Flavio disse, bichise!

    • Eric Musashi disse:

      Só não esqueça que apesar dos 3 títulos, e de estar rumando para o quarto, ele ainda é um moleque. Com o tempo amadurece.

    • Seinfeld disse:

      ” Nunca vi um adjetivo tão coerente para as atitudes do … quando é contrariado! O cara é um excelente piloto mas tem o melhor carro faz 4 anos e venceu, ok, mas quando teve situações adversas não soube sair delas de forma tranquila, sempre tem um piti, e uma birra. Não tenho dúvidas que ele é um cara diferenciado, mas sem dúvida falta mostrar mais maturidade nas situações difíceis e parar com essa, como de forma perfeita o Flavio disse, bichise!”

      Pois é, diziam o mesmo de um rapazola que andava na Lotus, depois foi pra McLaren e que se ofereceu para correr “de graça” na Williams só pq esta equipe já tinha um carro pronto…Um cara que era ótimo piloto, sem dúvida, mas um NOJO com a imprensa e seus fãs quando a câmera da TV Globo estava desligada…

      E ai de quem (piloto de outra equipe, companheiro de equipe, jornalista, chefe de equipe ou mecânico) o contrariasse!

      BichiSSe? É, diziam as más línguas…

  22. André Mendonça disse:

    Esse campeonato vai ter briga boa sim… mas pelo segundo lugar.
    Tanto nos pilotos, quanto nos construtores.
    Vai dar Vettel e Red Bull, mas pro vice tá tudo embolado entre Kimi, Alonso e Lewis, assim como para Lotus, Mercedes e Ferrari…
    Mas como vice não vale porra nenhuma, foda-se esse meu comentário.

  23. Paulo Vargas disse:

    A punição(DriveThru) ao Grosjean foi por ter levado vantagem na chicane(ao cortá-la), e o tempo adicional foi por os comissários considerá-lo culpado no toque com Button.

  24. Rodrigo Deliberali Timbó disse:

    Flávio, beleza?
    Tenho uma dúvida quanto aos carros do ano que vem!
    Já tive alguns carros com motores turbo de rua e sabemos que eles serão adotados para o regulamento do ano que vem.

    Sabendo que tem muitos pilotos que costumeiramente pilotam com “totós” no acelerador (caso clássico era o Schumacher, existe até um documentário falando de como ele perdia menos tempo que os outros por usar desse artíficio) e que carros com motores turbo não se adaptam muito bem a isso, pois a pressão do turbo vai encher com eles, você acha que o Massa ou outros pilotos que não usam desse artimanha, podem se dar melhor no começo da temporada?

    E Rory Byrne trabalhando no carro da Ferrari no ano que vem, podemos esperar um carro campeão como na era “Schumy”?

    Abraços e muito bom texto, sempre me divirto!

  25. alam disse:

    AINDA BEM QUE O VETTEL NAO VENCEU, assim ainda resta alguma esperanca aos otarios!!!!!!

  26. valter disse:

    Concordo que Hamilton é um grande piloto e a Mercedes evoluiu muito podendo lutar pelo título de pilotos, mas não podemos esquecer que na equipe Mercedes tem um piloto chamado Rosberg e ele é quem vai tirar pontos do Hamilton se confirmada a superioridade dos carros as Mercedes. Esse tetra é do Vettel.

  27. Jorge disse:

    Podem anotar, em 2014:
    1. Kimi na McLaren
    2. Nasr como piloto de testes (talvez Force India?)
    3. Massa na Ferrari
    4. Hulk de volta a Force India
    5. Alonso sem nenhum titulo pela Ferrari, sai no final de 2014 e vai para Mercedes (Rosberg sai fora).

    • Ricardo disse:

      Jorge, teria como você me passar os próximos números da mega-sena?

    • o pensador disse:

      Aposto mais no seguinte:

      1 – Kimi na Red Bull
      2 – Nasr piloto de testes (Concordo)
      3 – Massa fora
      4 – Hulk Force Lotus (Concordo)
      5 – Rosberg Lotus
      6 – Alonso Mercedes (Concordo)
      7 – Vettel Ferrari

      • Eric Musashi disse:

        Alonso jamais aceitaria ser companheiro do Lewis. Ele tem uma cláusula vetando Lewis em seu contrato.

        Se ele está tentando vaga na Red Bull, é por acreditar ser capaz de vencer Vettel. É uma aposta alta: se perder, tudo o que disse de colocar a culpa no carro cai por terra. Se vencer, porém, poderá alardear que Vettel só venceu por conta do carro nos outros anos, e ele é melhor.

        No fim das contas, tem mais a ganhar que a perder indo para a Red Bull.

  28. Fernando Monteiro disse:

    Lendo agora sobre a vitória de Hamilton hoje na Hungria, me deparo com uma matéria de um publicação alemã sobre o possível flerte de Alonso com a equipe de Sebastian Vettel. A revista alemã Sports Bild publicou nesta semana que o piloto da Ferrari teria manifestado à Red Bull o desejo de defender a escuderia já em 2014. Vale lembrar que o espanhol já manifestou publicamente o desejo de trabalhar um dia com Adrian Newey. Não sei, mas acho que Alonso tem uma fixação em vencer Vettel, não é a toa que o asturiano sempre faz duras críticas ao jovem piloto alemão, depreciando suas conquistas, desmerecendo suas vitórias. Isto denota o quanto as conquistas e títulos do jovem tedesco o incomodam. Vettel hoje não tinha o melhor carro, e mesmo assim conseguiu leva-lo até o fim da prova acumulando pontos importantes para a conquista do seu quarto título consecutivo, demonstrando maturidade. Parece que o asturiano tem uma obsessão em querer vencer Vettel. Li por esses dias uma matéria do Fábio Seixas sobre até onde iria a paciência e otimismo do espanhol com os seguidos carros ruins que Maranello tem produzido. Acho que Alonso está começando a perceber que a Ferrari tão cedo, nesta fase que a F1 está passando, não terá condições de lhe dar um carro que possa bater a Red Bull, Mercedes e Lotus e que nesse momento o melhor caminho para conseguir seu objetivo seria a ida para a Red Bull duelar diretamente com o talvez mais jovem tetracampeão mundial e assim tentar vence-lo para aplacar suas ” vaidades”.

    • Matteoni disse:

      Eu não duvido nada. O Choronso tem como lema: se eu não posso vencê-lo, vou estragá-lo. Foi assim que vez com o Hamilton e com a McLaren. Mas aposto que ele pediria a saída do V3443l. Ele o tipinho de piloto que só sabe correr tendo um segundo piloto capacho ao seu lado. Do tipo que ele manda até bater para ele ganhar. Maior Picaretonso da história da F1.

    • ms disse:

      Se Alonso for para Red Bull ano que vem (o que acho impossível) vai se dar muito mal….conseguiria, no máximo, ser uma nova versão de Webber melhorada….

    • Francês disse:

      O Fato do Alonso partir para a baixaria como o Vettel é problema cultural. Compare Espanha com Alemanha, e terás um contraste muito grande.
      Outra coisa é, o ego. Vettel sempre ressalta “somos uma equipe, a equipe, a equipe”. Alonso sempre ressalta ” O carro é ruim, mas eu sou bom, eu, eu ,eu”.

      • Paulo Vargas disse:

        Vettel ressalta a equipe pois sabe que o carro é muito bom, responsável por 70% nos resultados sem dúvida. Alonso é o diferencial na Ferrari, e isto é fato…..ano passado ele só não levou (emcima de Vettel com um foguete na mão) por causa do Grosjean na Belgica !!! veja os fatos e pare de falar abobrinha! ALONSO é o melhor piloto desde Senna e isto é outro fato. Bota o Alonso na RBR do Newey pra ver o pau que dá cavaco, hehe

      • Robertom disse:

        O diferencial da Ferrari está atrás do câmbio, e é só !

      • ms disse:

        Alonso tem 02 sérios problemas….ele “amarela” em momentos decisivos, seja quando confrontado com um talentoso Hamilton em ascensão disputando o título de 2007, (que ao final caiu no colo de Kimi Raikkonen) seja no confronto com Vettel em que não ganhou um título mundial em 2010 por não conseguir ultrapassar no GP de Dubai o tb novato Petrov que tinha um carro inferior ao seu demonstrando o espanhol nesta corrida ser um grande VACILÃO….Alonso pode até ser um piloto excepcional, mas que é VACILÃO…..isso ele é…..os fatos falam por si….

      • Paulo Vargas disse:

        Vacilão é vc que não sabe da historia do Petrov com a RBR em 2010. Simplesmente a pista não tinha ponto de ultrapassagem e o cara não saia da frente porque tinha um bom motivo…Alonso não podia arriscar sair da pista e botar td a perder……..sabichão!!

      • ms disse:

        Caro Paulo, quando um piloto tem habilidade e competência (além de não ser vacilão…) ele ultrapassa numa curva de alta , por fora, com derrapadinha controlada e tudo o que tem direito fazendo de lambuja sinal com dedo pro piloto deixado pra trás como fez Piquet em cima do Senna na Hungria em 1986 ou mesmo o que fez o próprio senna em Donington Park em 1993 deixando 04 para trás na primeira volta numa pista sem pontos de ultrapassagens…..conta outra tá Paulo….

      • Paulo Vargas disse:

        AbuDabi tem uma curva desta?

      • Eric Musashi disse:

        O que sei é que Vettel venceu e conquistou ótimos lugares com uma Toro Rosso, e depois disso a equipe não venceu mais. E que no ano em que ele estava na TR, só com seus pontos ele superou os dois pilotos da Red Bull.

        Antes de sua chegada a Red Bull também nunca tinha vencido. Quando chegou, Webber (que já derrotou Rosberg e jamais tinha perdido para companheiro de equipe) começou a pegar acertos com ele. Mesmo com Newey desde 2006, a Red Bull era uma equipe fraca.

        Acho que é uma conjunção de fatores. Piloto fantástico, engenheiros fantásticos, equipe fantástica. O mesmo que Schumi fez na Ferrari, levando com ele Rory Byrne e Ross Brawn.

      • Paulo Vargas disse:

        Newey não chegou em 2006….foi bem depois, e depois do Vettel inclusive. Por isso Vettel venceu até hoje o que venceu! O cara venceu uma vez na Toro Rosso em condições atípicas(chuva) e é só. Assim como Maldonado ganhou uma vez com a Williams em condições normais(pista seca) o que torna seu feito maior que o de Vettel na Tororosso. Caiu a ficha???

      • Eric Musashi disse:

        E só lembrando que Newey, o cara que faz os carros, é fã confesso do Vettel. Ele já trabalhou com Mansell, Prost, Hill, Villeneuve, Hakkinen e Kimi (Senna não conta porque foi muito pouco tempo). E é fãzaço do alemão.

    • Seinfeld disse:

      Se a RBR contratar o Alonso, ainda mais com o Vettel lá, vai arranjar uma sarna pra se coçar…e a equipe nunca mais será o que é hoje.Não pela qualidade de Alonso como piloto. Mas no relacionamento interno da equipe.

      Vettel é prata da casa e toda a equipe gosta e se acostumou a trabalhar por ele, como primeiro piloto. Não chegou exigindo isso em contrato. Conquistou pela capacidade.

      Alonso é centralizador e DIVIDE uma equipe com isso. Será que a RBR vai querer passar pelo que passou a McLaren com Hamilton e Alonso?

      Acho Alonso mais o perfil tradicional de uma Ferrari ou McLaren. Talvez a Lotus também.

      • Paulo Vargas disse:

        O problema na Mclaren aconteceu porque passavam os acertos do Alonso pro Hamilton que é outro baita piloto. Alonso teve aquela postura porque sentiu a preferencia da equipe para o inglês, então acabou tendo que agir daquela forma e o caso da pressão em cima do Ron Dennis(Chantagem)

      • Paulo Pinto disse:

        “Viúva”, não acredito! Você está chamando o teu atual ídolo de chantagista?

      • Allez Alonso! disse:

        Engraçado, por que você não se lembra do Shumacher estacionando o carro em Mônaco, ou de jogar o carro pra cima do Hill e do Villeneuve?

      • Paulo Pinto disse:

        Acidentes de percurso, Allez.
        Hoje, fazem parte do folclore de Top Seven.

      • Paulo Vargas disse:

        Pinto….já te falei que não é meu ídolo, apenas admiro o que tem feito com a carroça que tem nas mãos e o considero o melhor piloto desde Senna! Idolo na F1 foi Ayrton Senna….puntobasta!

      • Eric Musashi disse:

        Um bom exemplo é em Silverstone 2011, quando a Red Bull pediu para Webber não atacar Vettel (era fim de corrida, Vettel em 2º e Webber em 3º) por quatro vezes no rádio e o australiano ignorou. Tentou bastante, mas faltou braço.

        Outro exemplo é o ano de 2012. Vettel chorou, reclamou com a equipe que o carro favorecia mais o estilo de pilotagem de Webber e recebeu como resposta que não mudariam o projeto, ele que se adaptasse e melhorasse.

        A Red Bull, nesse aspecto, meio que lembra a Williams, que não dava muita moral aos pilotos, querendo deixar claro que era a melhor equipe e não dependia deles. Mansell foi para a Indy em 93 porque o Frank não quis dar o que ele pediu e demorou a querer renovar. Quando quis, era tarde.

        Hill também saiu como campeão por causa disso. Não renovaram e lhe restou a Arrows.

      • Allez Alonso! disse:

        Queria a fonte da sua afirmação no segundo parágrafo, que eu saiba quem reclamou foi o Webber após as ferias de verão, até o gp da Inglaterra no ano passado Webber tava na frente do Vettel..

  29. samuel.aju disse:

    Realmente, o comentário do Vettel está muito aquém de um tri campeão mundial. Talvez porque em boa parte de suas vitórias 80% do crédito seja da máquina diferenciada. A avó dele devia tá assistindo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>