MENU

sexta-feira, 9 de agosto de 2013 - 21:35Colunas Warm Up

NIGEL

SÃO PAULO (velinhas) – Nigel Mansell fez 60 anos ontem. Então, é para ele a carta desta semana na coluna Warm Up. Que lembra várias passagens da carreira do Leão, como dois episódios com Senna: aquele do GP de Portugal de 1989, em que Nigel bateu no brasileiro mesmo depois de levar bandeira preta, e o da corrida de Mônaco de 1992, que teve as cinco voltas finais mais alucinantes da história. Um trechinho:

isle_of_man_4CLT_stamp-01aE teve mais, aquela corrida em Mônaco, você de Williams, carrinho bom, aquele, um ano na frente de todo mundo, vitória certa, aí solta a porca de um pneu e você aparece em segundo a cinco voltas do final. Teve de parar nos boxes, perdeu um tempão. E o que foi aquilo, rapaz? As cinco voltas mais alucinantes de todos os tempos, Senna assumiu a liderança, você três, quatro, cinco segundos mais rápido por volta, e passar como? 1992, que ano, hein, Leão? Você babava na balaclava, e o cara na sua frente, e ele não errou uma marcha, não tirou o carro um centímetro do traçado, e você babando, e ele ganhou. No meu lado na cabine de rádio, que ficava num contêiner à margem da reta dos boxes, o Edgard Mello Filho gritava tanto, batia com o sapato na bancada, “não passa mais!”, berrou na segunda tentativa na saída do Túnel, e dava tanta porrada na bancada que quase derrubou o contêiner no meio da pista. Foda, aquilo. Lembro como se fosse hoje.

Para ler na íntegra, é só clicar aqui.

73 comentários

  1. Alexandre Ribeiro disse:

    Parabéns, FG, pela emocionante homenagem em forma de texto a um gigante do esporte mundial. Mansell é um dos meus maiores ídolos, adoro caras que privilegiam o espetáculo acima de qualquer coisa.

  2. Paulo Pinto disse:

    Nigel Mansell perseguiu por mais de uma década, o campeonato mundial. Conseguiu conquistá-lo, com sobras, em 1992.
    É o campeão mais tardio da Fórmula-1: na 13º temporada, com 176 GPs.

    No ano seguinte, foi campeão da Fórmula-Indy (vencendo na corrida de estréia).

    Fez parte do “Quarteto Fantástico”, composto (além dele) por Prost, Senna e Piquet.
    É o tipo de piloto que ficaria na história da categoria, mesmo se não fosse campeão.

    Feliz (tardio) Aniversário!

  3. Mario Gasparotto disse:

    Em 1990, já aposentado (e convencido pro Frank Willians a voltar meses depois) na mesma pista do Estoril, ele quase deixou o Prost louco, depois de espremê-lo na largada, fazendo o francês cair da Pole para 4º e o Senna se aproveitou e passou. No final o Mansell venceu com Senna em segundo e Prost em terceiro. No pódio o Mansell ergueu o braço do Senna e elogiou-o na entrevista o que deixou o Prost mais fulo da vida!

  4. Mario Gasparotto disse:

    Our Nige!

  5. João Evangelista disse:

    CARACAAAAAAA Aquela corrida de Monaco 1992 me lembro como se fosse domingo passado.eu tinha 7 anos e um carrinho de pedal igual do Senna.Assistia todas as corridas daquele ano com meu pai e meu tio que viviam me contanto historias da F1(no ao anterior meu pai tinha me acordado de madrugada pra comemorar na rua o titulo do Tri)então passei a adimirar corridas. Justo naquele ano que eu parava de fato p/ ver todas as corridas o Senna não ganhava uma.Meu pai ja estava até desanimado nessa corrida quando eu gritei “pai o Senna ta em 1°” e ficamos com olhos sem piscar naquela TV da Sharp.Teve uma hora que eles alcançaram um carro vermelho q parecia a Ferrari do Alesi mais não era e meu pai disse “caraca os 3 carros colados parecem 1 só” aí eles passaram o cassino e um loco começou pular vibrando e quase entra na pista de tanto êxtase.O Cleber Machado que narrou essa corrida e na hora da saída do tunel ele se engasgou todo “o Nigel Senna..digo o Mansell entra todo tortoooo” e o Leão quase pegou na traseira do Senna.Em 2004 eu comprei o DVD dessa corrida no mercado livre junto com GP Japão de 88 e GP Brasil de 91.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>