MENU

sexta-feira, 31 de março de 2017 - 19:30F-1

SEMPRE DÁ PRA PIORAR

SÃO PAULO (quem manda nesse time?) – E a Sauber anda conversando com… a Honda para 2018!

Há uma possibilidade de Mercedes por causa de Wehrlein, acrescenta Monisha Kaltenborn. Acho remota, já tem equipe demais com os motores alemães.

Mas… Honda? Sério?

35 comentários

  1. Bola da Vez disse:

    Vocês não entenderam nada. A Sauber quer pedir falência em grande estilo.

  2. Paulo F. disse:

    A volta da Honda a F1 é um fiasco.
    A Sauber esta quebrada.
    O motor Honda de graça é caro! Mascara qualquer virtude do chassi onde esta instalado!
    Quando voltou a F1 na década de 1980 só deu certo pois chamou um time vencedor, o que projetou as máquinas da Motovelocidade na década de 1960, com as quais Mike , the Bike dominou nos anos de 66/67.
    Agora montaram uma equipe burocrática que atirou para tudo que é lado. Resultado; um retumbante massacre que nem toda a grana que despeja na McLaren consegue minimizar.

  3. Eduardo Cordeiro disse:

    Aí sim podem mudar pra F2.

  4. LBacelar disse:

    Não entendo a esperança que as pessoas depositam na Honda…

    Quando os japoneses resolveram montar uma equipe de fábrica, só fizeram vergonha, e o motor tinha a sua grande parcela de culpa! (Tanto é, que quando o Ross meteu ummotor de verdade no carro, ele fez milagre!)

    A Honda tentou a sorte com a especificação ultra Slim da McLaren e não arrumou nada, tentou copiar o canhão alemão e nada também… Ao contrário das viúvas do Senna, acho que a era de ouro da honda morreu nos anos 80… Fecha a conta e passa a régua

  5. Sanzio disse:

    Se bobear, esse motor vem de graça.
    Pra uma equipe em sobrevida como a Sauber, que vai acabar o campeonato em último de quaquer forma, economizar algumas dezenas de milhões ajuda bastante.

  6. AS disse:

    Li na Motosport que na reuniao da FIA para novos motores foi decidida que essa coisa ‘hibrida’ está com os dias contados… O negócio é motores mais simples e economicos… e com barulho… muito barulho na bagaça. Até que enfim… obrigado senhor..

  7. Cleverson disse:

    Ainda acho que a Honda fará um bom propulsor. Eles têm um nome a zelar. Remember trabalhos anteriores na Williams e na própria McLaren.

  8. danir disse:

    A Honda alem de ter um nome a zelar, tem recursos técnicos e financeiros para investir. De repente, a McLaren rifa a Honda e ela encontra as soluções para seus motores em uma equipe menor, que chega ao topo como um foguete.Não sera´a primeira vez na história das competições que um quase morto (do ponto de vista competitivo) ressuscita para o sucesso. Será muito bom ver a Honda lutando por pódio contra Mercedes, Renault e Ferrari. Os japoneses não costumam se render, Torço pela ressurreição da Honda, com ou sem McLaren.

  9. Carlos Lins disse:

    Ai enfia o motor Honda e a sauber vira 3ª força do campeonato, a frente da McLata, seria massa…rs

  10. Afrânio Costa Pereira disse:

    Caro FG, talvez a decisão irredutível da McLaren em querer a Hinda só pra si seja um fator determinante para a dificuldade que a empresa está tendo pra desenvolver o seu motor. Não sei se li no seu blog ou no GP ou em outro meio sobre a importância de equipes clientes no desenvolvimento de unidades de potência tão complexas como as atuais. Acho q mais uma equipe que mais auxiliaria no desenvolvimento do que na cobraria em público seria muito bom pra Honda.
    No caso da Sauber, pelo menos teria a dignidade de correr com unidades em constante desenvolvimento, e não numa versão do ano anterior como ela faz este ano. Ela deve estar pensando se Honda fizer um motor digno é melhor do que um motor desatualizado ou de versão anterior.
    Creio que o maior erro da Hinda foi se submeter a pressão da McLaren nobdesenvolvimento dessas unidades…. O antigo diretor da Honda acreditava que para alcançar a performance das concorrentes teria que desenvolver uma concepção diferente para essas unidades, ou seja “pendar fora da caixinha”. O motor estava apresentando performances mais digna ao fibal de 2016, teria q desenvolver esse conceito de apenas 2 ou 3 anos. O que McLaren fez? Pressionou a Honda e pediu a cabeça desse diretor. E o que fez o novo diretor, começou um conceito novo de unidades de potência basead na idéia dos rivais…. E McLaren quer performance imediatamente! Lauda assumiu que a Mercedes vinha trabalhando nesse conceito de unidade motor 3 anos antes de ser aprovada na FIA…. Será que a Honda teria msm essa caoacidade de desenvolvimento depois de bater cabeça 3 anos? Nunca! Se submeteu a pressão da McLaren se fu… Se a Honda tivesse outra equipe talvez acaharia algumas culpas para a desgraça tb na McLaren!
    Abs FG e FORA TEMER!

  11. Daniel Menezes disse:

    Penso que é sim um bom caminho. Nos anos 80 a Honda voltou a F-1 numa equipe menor – a Spirit e depois de desenvolver o motor foi para a Williams. Até financeiramente para a Sauber pode ser uma boa.

  12. Celso Okubaro disse:

    Olá…

    A Honda está pagando o preço por ser fornecedora. A Mclaren como cliente, optou na época pelo conceito “Concept Zero” na fabricação do seu chassi. Foi algo assim:

    - Temos um chassi revolucionário, o menor arrasto aerodinâmico, então façam um motor que caiba nesta obra prima.

    - A Honda aceitou o desafio. Tecnicamente era possível fazer tal motor, só que com peças em miniatura.

    - Resumo: o motor funcionou, mas não tem condições de despejar a potência dos concorrentes, devido a limitação das suas peças.

    - A aliança com a Honda foi feita em uma fase de reestruturação da equipe Mclaren.
    Entenda-se como uma guerra para dar um chute na bunda de quem a fez ser grande. (devem sentir saudades de Ron Dennis ou pelo menos deveriam).

    - Em 2017 abandonam o “Concept Zero” e a Honda pode fazer um motor “parecido” com as demais, pelo menos em proporção. Ocorre que agora é preciso desenvolvimento. Ele pode ser feito, mas levar um tempo.

    - Faltou alguém da Mclaren chegar e dizer, abandonem este “Concept Zero” no primeiro ano. Rolou 2 anos com o conceito e tudo aquilo que aprenderam foi para o ralo.

    - Começar de novo, sim… do “zero”, mas com pelo menos uma luz no fim do túnel e sem “Concept”.

  13. Antônio disse:

    Na pindaíba financeira que o time anda, um motor sem custos e ainda com a montadora injetando algum que mal têm ?

  14. guilherme disse:

    Seria uma oportunidade pra terem dois carros a mais coletando dados e ajudando no desenvolvimento do motor.

    Mas, realmente, eu não teria lá muita esperança.

  15. Danilo Silva disse:

    Se for 1/3 do preço que pagam pelo motor Ferrari, por que não? Andar em último de Ferrari e andar em Honda, que seja pagando menos então.

  16. Charles disse:

    Se for isso mesmo então só pode ser um contrato Backup para o caso de a Mclaren chutar a Honda.

  17. Jackson Batista disse:

    Já to até vendo…

    Sauber Honda toma uma volta na volta de apresentação do GP da Australia 2018

  18. Jonivan disse:

    Deve estar com o preço “na faixa”… Mas vai que um Honda-Ilmor fique bom? Pra dar certo, só falta Alonso sair da McLaren.

  19. José Marinho disse:

    Tá ficando bem feio para o “orgulho japonês”a E equipe Toyota um fracasso, Honda idem, no retorno como fornecedora de motor piorou, na verdade, na equipe Honda o que faltava era motor, foi só espetar um motor Mercedes no renomeada equipe para Brawn Gp ( de longe o nome mais ridiculo de uma equipe de F-1 ) e pronto campeã, e gerou filhos com os ultimos três campeonatos, em resumo os Japa assim como a Ford Cosworth já não tem mais espaço.

    • Anderson_SP disse:

      No caso da Brawn além do ótimo motor, teve ajuda essencial o difusor duplo, tanto é que depois da metade do campeonato a Red Bull conseguiu tirar a diferença absurda do começo do campeonato, motor sozinho não faz milagre, só olhar a situação da Williams e Force India usando Mercedes para a equipe principal.

  20. Leandro disse:

    Como diz o velho ditado: “de graça, até injeção na testa”

    O negócio é não gastar, e vai saber se não cobrarão pra usar os motores Honda.

  21. Alexandre disse:

    E por que não? Seria bom para a Honda desenvolver seu motor sem maiores cobranças, e para a Sauber, que seria uma equipe “de fabrica”. Espero que dê certo.

  22. Mario Aquino disse:

    Alguém sabe o que aconteceu com a Corshwort?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>