MENU

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2006 - 18:04Museus & coleções

Tragédia em Bebedouro

SÃO PAULO (sempre cai no lugar errado) – As fortes chuvas de ontem à noite no interior de SP atingiram em cheio a cidade de Bebedouro, onde fica o Museu Eduardo André Matarazzo, um dos maiores acervos do país de carros antigos, aviões, tratores e outras máquinas.

É um museu que sobrevive com dificuldades, até pela distância dos grandes centros. A foto abaixo dá a dimensão da tragédia causada pelo temporal. A água chegou a um metro e meio, carros boiaram e chegaram a se chocar uns nos outros.

É hora de ajudar. O pessoal da região que tem oficinas, funilarias, empresas de limpeza, etc, etc e etc, está convocado. O que aconteceu foi uma desgraça, e esse patrimônio não pode esperar muito. As ações têm de ser rápidas. Enfim, quem puder fazer alguma coisa entre em contato com o Rogério (um dos responsáveis pelo museu) pelo telefone (17) 9602-3400.

27 comentários

  1. Rosangela Melchiades disse:

    Sou de Bebedouro,fiquei muito triste c/ a noticia da enchente no museu, acho que o museu deve sair de perto do lago e ir p/ um ponto mais alto
    Caso contrario não adianta recuperar o estrago ,pois mais enchentes virão e ai????

    ROSANGELA MELCHIADES – SP.

  2. Bruno disse:

    ISSO É UMA BARBARIDADE

  3. O ACERVO DESTE MUSEU É UM DOS MAIS BELOS E RICO EM HISTORIAS DO BRASIL EM UM ´SO LOCAL VOCE ENCONTRA QUASE TUDO EM MAQUINAS E AERONAVES, QUE VENHA OS VOLUNTARIOS, OS PROJETOS PARA ENOBRECER TAL ACERVO, COM REAL ATITUDE, DEMAGOGIA CRITICAS QUE NÃO FAZ NADA EVOLUIR AH… NOS POUPE…. AGORA SE DESEJAM ABRAÇAR UMA CAUSA QUE SEJA ELA PELO MENOS NOBRE , COM A HISTORIA , E QUE ESTA HISTORIA SEJA VERIDICA POR ISSO VENHAM CONHECER DE PERTO O MUSEU…

  4. Juliano Votre guidi disse:

    Putz se eu morasse ai organisava um protesto pelo descaso com aeronaves reliquias velhas aguia dos ceus do Brasil que apodrecem ao relento sou de Criciuma Santa Catarina sei disto atraves da materia publicada na revista Flap Acorda o povo de Bebedouros nao deichem que aeronaves que foram um marco da nossa aviaÇao desapareÇam no nada.

  5. Juliano Votre guidi disse:

    Tiago concordo com vc, Sim eu fico revoltado alias ja fas tempo que sei sobre o estados da aeronaves em Bebedouros sim .E lamentavel mesmo embora sou de muito longe Criciuma Santa Catarina. Sei deste fato atraves da revista Flap.

  6. juliano votre guidi disse:

    Pua pelo que li a algum tempo na revista Flap os Matarazzo nunca deram bola para este acervo .Estou falando de tudo carros e avioes principalmente que apodrecem lentamenta ao ar livre por descaso deles mesmo .

  7. Coitado do Galaxie LTD disse:

    Nossa meu…só fiquei com dó desse LTD ai…o resto eu num to nem ai!

  8. Marcos Roger disse:

    Para quem realmente gosta de veículos antigos ,ou seja ,que contam a história automobilística é um verdadeiro tiro a queima roupa no coração. Desejo que todo esse acêrvo possa ser recuperado!!!

    Abraço ,Marcos!!!

  9. Lipe Paíga disse:

    Flavinho, alguns amigos foram lá esse final de semana… A situação é pior do que parece, a parede se rompeu por isso a água invadiu…
    O trabalho de restauração de um carro já seria complicado, daquele monte então… vai virar tudo sucata.. provavelmente ela terá que vender tudo…

    Abrasss,
    Lipe Paíga

  10. Mayara disse:

    Se não me engano, os moldes originais do Karmann ghia tc estavam nesse museu.

  11. Thiago disse:

    Flávio!
    Tenho uma revolta visceral contra esse pessoal do museu de bebedouro. A Quatro Rodas foi lá e fez uma reportagem só com fotos dos pavilhoes internos. Tudo esta(va) às mil maravilhas. Só que existe uma face PODRE desse museu , que é a de tratar MAL das AERONAVES que estão do lado de fora. PQP!!!!!!
    Como aviador, fico muito PUTO , porque tem pérolas lá do lado de fora, simplesmente jogadas ao relento. E pior: o saudoso Comandante Rolim, solicitou aos diretores do museu, reformar todo o acervo aeronáutico, e eles ainda seriam detentores das aeronaves. E não aceitaram a idéia! Poxa, aquilo pode parecer uma velharia , mas putz….o ÚNICO SAAB SCANDIA tá lá apodrecendo ( a SAAB queria COMPRAR O avião, só existe esse, que foi da Vasp), tem um DC-7 da Vasp também, um Curtiss C-46, um venerável DC-3, enfim, pássaros full representativos para a história da aviação, e esses malditos não se dão sequer ao trabalho de pintar com tinta latéx, NO MINIMO, os avioes. Fico revoltado porque todo mundo só quer saber dos carros, mas os avioes estão lá , ao Deus-dará, sabe-se-lá-até-quando aquelas asas suportam.
    Um cuspe na cara desses caras! É o mínimo pra quem exige respeito com a história da aviação.
    Lamento muito o que aconteceu com os automóveis, mas o que acontece lá do lado de fora, é de um descalabro sem igual.

    PESSOAL DE BEBEDOURO: ACORDEM! ou então PASSEM os AVIOES PRO MUSEU DA TAM!!!!!!!

  12. Carlos Trivellato disse:

    Ao ver as fotos de como o museu era organizado, dá para perceber que o estrago foi muito maior do que parece, uma pena…

  13. Edgar disse:

    Nossa… bem agora que e a menina la tinha posto a mão na massa no museu… Faz uma matéria no limite FG… pra aparece… E esse farofa ai deve se um fdp inrrustido…

  14. Alexandre Reis disse:

    Que tristeza, espero que muitos ajudem de diversas e possiveis formas. De minha parte não garanto a ajuda, mas que irei telefonar pra tentar.
    Grande Abraço

  15. Sergio Falque disse:

    Esqueçamos idiotas como farofa e façamos algo. Gomes, use o limite e faça isso chegar a CBA, Federação Paulista, empresas parceiras(vide Dana com Copersucar)…senão a casa caiu de vez pro Museu…

  16. de sampa disse:

    o me entristece mais além de ver esse patimônio danificado,é ver um i.d.i.o.t.a como esse farofa chamar esse pérolas de velharia,deve ser ser carioca mano

  17. Pedro Jungbluth disse:

    “cjegaram a se chocar”
    P}o, tem carro bem demolido ali na foto!!
    Isso não foi toque, foi perda total de vários carrinhos!

  18. João Cesar - jcesar disse:

    Será que não tá na hora da familia Matarazzo doar o acervo do Museu e os carros que estão (na fazenda) esperando restauração, para o Museu da Ulbra ? Lá tem espaço fisico e uma equipe inteira para restaurar essas maquinas maravilhosas.

  19. Ricardo disse:

    Eu sou de lá e sempre quis sugerir uma visita lá como pauta do Limite.
    É a segunda vez que isso acontece e deve ter sido uma chuva muito forte porque a entrada do museu, na direção do córrego, tem elevaçào de 1,5m e rampa. Realmente uma pena, os Itamaraty, Romi Iseta da infância estão na lama….

  20. Thiago Azevedo disse:

    Dá vontade de chorar…

  21. Preocupado disse:

    Gomes, todos os pavilhões foram atingidos??? Se sim, foi realmente uma tragédia total!

  22. Marcelo disse:

    Realmente isso é lastimável.
    Pior ainda é o assalto que recebemos mês a mês quando recebemos o contra-cheque com o desconto de 27,5% de Imposto de Renda. E no final das contas ainda o que nós é roubado (já que o dinheiro não tem a finalidade devida como consertar estradas, fazer piscinão, limpar o rio tietê, por exemplo) não é suficiente e ainda temos que pagar multas. Brasileiros somos todos uns éguas mesmos. Queremos ser melhores que nosso vizinhos argentinos, zombando e ridicularizando-os, mas nessas horas é que vemos que certos são eles, que fazem panelaço, vão as ruas, pressionam e derrubam presidente!!

  23. André Buriti disse:

    Meu Deus, que desgraça, logo agora que a filha do fundador do museu estava começando a organizar as coisas.

  24. Eduardo S SP disse:

    Mas isso é triste porque representa parte da memória automotiva de um povo que normalmente não é dado a valorizar o passado

  25. farofa disse:

    podiam peger essa velharia toda empilhar e tacar fogo

  26. Rafael disse:

    Engraçado…quando é pra ajudar ninguém posta nada…

  27. Luciano Balarotti disse:

    que lástima! mas com certeza o pessoal da região vai dar uma forcinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>