Dia de Simca

SÃO PAULO (é foto que não acaba mais!) – Os blogueiros é que fazem este blog, e estou com uma tonelada de fotos enviadas nos últimos meses que, aos poucos, tentarei postar aqui. Uma melhor que a outra, daquelas tiradas há mais de 30 ou 40 anos, reveladas no papel, esquecidas num álbum, resgatadas agora, escaneadas e mandadas pro doido do blog. Fotos feitas por gente que estava na arquibancada, ou na calçada, e quis registrar seus delírios de velocidade para todo o sempre.

O Ingo Hofman (coincidência, não é o Hoffmann) é um dos que me mandam preciosidades, e para fechar o dia, seguem duas. Singela homenagem à Simca — marca que, a propósito, dispõe de um excelente site em português.

Missão para nossos matusaléns: quem são esses cabras, onde é isso, quando foi?

Comentários

  • Não é o protótipo Simca do Breno Fornari, não. Aquele tinha as linhas mais arredondadas e a frente era completamente diferente deste da foto.
    Quanto ao local: quase certeza de que foi no interior de S. Catarina (Joaçaba, pode ser), onde haviam muitas corridas de rua nos anos 60/70.
    Garanto que não é no RS, nem no “circuito” da Cavalhada/Pedra Redonda em Porto Alegre.
    Espero ter colaborado.
    Marcelo

  • César Costa, vc não está errado. O Jayme Silva em dupla com o Tôco Martins, pilotou um Simca com teto rebaixado, só não afirmo que seja o da foto. O JK que vc se refere era o protótipo Camional que o Jayme dividia com Ugo Galina. Abs.

  • Tô dizendo que a memória tá uma titica: o Jaime Silva corria com um JK com teto rebaixado. Essa parece mesmo ser a carreteira Sinca comprada pelo Fornari, que foi restaurada pelo filho dele há pouco tempo.

  • Nesta época, eu não gostava muito de automobilismo, preferia meus carrinhos de brinquedo.

    E uma das coisas que mais me chamaram a atenção é a proteção de pneus, que está no muro da casa, devemos tirar o chapéu para estes pilotos, parabéns a todos e ao Flavio pelo blog.

    Fabricio
    SJC-SP

  • Mais uma especulação???
    Vejam matéria do jornal alemão Bild sobre Bruno Senna na Toro Roso ainda este ano.

    “Desde que venceu as duas corridas de abertura da Fórmula 3 inglesa, em Oulton Park, Bruno Senna começou a ter seu nome ligado à principal categoria do automobilismo. Pois a chegada do piloto à Fórmula 1 pode acontecer mais rápido que se espera.

    Gerhard Berger, sócio da Toro Rosso, já não esconde o interesse pelo jovem brasileiro, sobrinho de seu grande amigo, o tricampeão Ayrton Senna. Recentemente, à rede italiana RAI, o austríaco afirmou que – caso mostre talento – Bruno tem lugar em sua equipe.

    Nesta quarta-feira (17) foi a vez do “Bild” publicar matéria de teor semelhante. Conhecido por seu sensacionalismo, o diário alemão afirma que há chances de Bruno estrear na categoria em 2007 – e especula, inclusive, uma improvável experiência ainda neste ano.

    Ouvido pela publicação germânica, Berger limitou-se a elogiar o novo pupilo. “Bruno me lembra Ayrton, tanto na aparência quanto na mente”, disse o ex-companheiro de Senna na McLaren.

    Procurado pelo “Bild”, Bruno reafirmou seu desejo de correr na Fórmula 1. Mas não estipulou data para que isso aconteça. “Quero ser campeão. Em minha família, não fazemos as coisas pela metade”.

    A Toro Rosso tem, atualmente, dois pilotos jovens e de pouca expressão. Vitantonio Liuzzi, em que pese estar fazendo um trabalho decente, não tem o “apelo de marketing”, tão valorizado pela escuderia. Scott Speed, pelo contrário, tem a seu favor um sobrenome sugestivo e a nacionalidade estadunidense, mas faz uma temporada abaixo da crítica. “

  • O carro da segundo foto, (Simca Carretera) parece ser mesmo o de Breno Fornari, que comprou o carro que pertencia ao Depto.de Competições da Simca, após a sua desativação.
    Tinha o teto rebaixado, duas portas apenas e os faróis inclinados cobertos por bolha acrilica.

  • Não vou ser leviano, não tenho a menor idéia quem seja os pilotos acima. Mas Santa Catarina nos anos 60 sempre teve um vigoroso automobilismo de rua, vide Lajes e Caçador, onde Simcas eram presenças obrigatórias. Atentem na foto 1 o detalhe do “guard-rail”: pneus apenas recostados na cerca, piso de paralelepipedos, qualquer erro e o piloto vai acabar na garagem do pobre cidadão. Foto 2, o Simcão lambendo a calçada e o jardim bem cuidado da “Frau”. Pena não seja sonoro, o ronco do V-oitão era de endoidar. Belíssimo!!