George canta Emerson

SÃO PAULO(It took me four days to hitchhike from Saginaw/I’ve come to look for America) – No dia 28 de julho se “comemoram” os dez anos do acidente que encerrou a carreira de Emerson Fittipaldi, em Michigan.

(Explico o “comemoram”. Em 2004, quando do décimo aniversário da morte de Senna, eu trabalhava em rádio. O ato falho era esperado. Alertei milhões de vezes: cuidado, não vai me dizer que estamos comemorando os dez anos da morte de Senna. Adivinhem o que aconteceu…)

Como vou me esquecer no dia 28 de julho, antecipo as “comemorações” (bem, ele sobreviveu, que se festeje) com um vídeo encantador enviado pelo amigo do peito Marcio “Cowboy” Bruderhausen, que hoje desfila seus chapéus pelas ruas de Ribeirão.

George Harrison canta ao vivo para Emerson, num programa de TV. É emocionante.

Comentários

  • Ao Brandão e FG:
    Experimentem ouvir América na versão do Yes, Album Yesterdays, Faixa 1, 1974.
    A gravação original é de 1972, do album The age of Atlantic.
    Dá pra ver a cor da música.

  • Em 7 anos, 13 Discos com 27 músicas em primeiro lugar, mais de 1200 shows. Na minha opinião, a melhor síntese musical do século XX em que aliaram com criatividade a música à tecnologia (ainda analógica) com belíssimas melodias. Numa época em que os jovens, principalmente, clamavam por mudanças. E George foi um dos arquitetos desta maravilha! Muito legal o vídeo, um abraço a todos.

  • Gomes,
    “Comemorar” significa “trazer de volta à memória”.
    O que quer dizer que “comemorar” poderia ser usado nesse caso.
    Existe uma confusão entre “comemorar” e “celebrar”. O primeiro acabou adquirindo o significado do segundo.

  • Askjao,
    Se você puder me enviar esse vídeo por e-mail, ficaria muito agradecido.
    Gomes,
    Maravilha! George Harrison é o meu maior ídolo e meu Beatle preferido. Já escrevi uma coluna sobre meu “encontro” (literal) com ele, em Interlagos. Este vídeo me emociona ao extremo. Obrigado!
    E, aproveitando para comentar, você está muito Simon & Garfunkel today. E escolheu logo América, uma de minhas preferidas.
    Podia usar também “All Things Must Pass” de George Harrison. Serve para nós brasileiros.
    “Sunrise doesnt last all morning
    A cloudburst doesnt last all day
    Seems my love is up and has left you with no warning
    Its not always going to be this grey

    All things must pass
    All things must pass away
    …”
    É isso aí.

  • Fabio Brasil, é isso aí, o FG resolveu acabar com a anarquia, o que é ótimo.
    Inteligencia e conhecimento são bons ,mas um pouco de picardia vai muito bem também. Nunca levo a vida muito a sério, senão fica chata.
    Por isso dou uma de tribalistas (veja a letra), e não sou viúva de ninguém.

  • Mas camarada, a Marilyn já morreu (assim como o George). Portanto se eu, você ou qualquer um aqui quiser a loira, ficará na vontade…

    De qualquer forma, foi boa a resposta! Hahahahaha…

    Finalizando de forma séria: se as discussões nesse blig fossem no sentido sério ou tão e somente irreverentes, muita discussão besta não aconteceria. Não é à toa que o Flávio protesta de vez em quando.

    Abração.

  • – Marilyn Monroe cantou p/ John Kennedy;

    – Fafá de Belém cantou p/ Tancredo Neves;

    – Alexandre Pires cantou para George W.C. Bush;

    – George Harrison cantou p/ Emerson Fittipaldi.

    Francamente, só o último foi bacana… :-)

    Brincadeiras à parte, Flávio, abraço e parabéns p/ o blig.

  • Demais da conta…
    Imagina o Emerson na Inglaterra em 1969… Beatles no auge… 20 e poucos anos de idade… De repente aparece “do nada” o Geoge Harrisson no Box… Querendo conhecer “the young brazilian driver”…
    De lascar… Deve ter sido um daqueles momentos inesquecíveis…Os Beatles eram o máximo… Quem dera…